Reabastecimento é bem planejado no HRCC

O controle dos medicamentos administrados aos pacientes, o acompanhamento de perto da evolução clínica de cada pessoa internada, a política de comunicação interna e preocupação com reabastecimento das quatro farmácias são algumas das ações que vêm colocando o Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus, como uma das unidades públicas de saúde de referência na Bahia. Essa é avaliação do diretor técnico do HRCC, o médico Matheus Rocha Luz.

O diretor explica que são adotadas as medidas rígidas de controle de gestão de material para evitar que os pacientes façam a ingestão de uma medicação errada. Para assegurar que a pessoa internada tome o remédio no horário certo e quantidade adequada, o hospital conta com uma máquina de fracionamento onde são etiquetados os nomes dos medicamentos e de cada paciente.

Diretor técnico destaca medidas que asseguram atendimento aos pacientes

Outra preocupação no HRCC, segundo o medico, é com a política de reabastecimento para que nunca falte nenhum item no estoque. Segundo ele afirmou ao PIMENTA, as quatro farmácias estão sempre abastecidas não só com medicamentos, mas também com todo o material usado nos procedimentos mais complexos. Na quinta-feira (4), os veículos de comunicação de Itabuna e Ilhéus fizeram uma visita guiada ao hospital.

Máquina de fracionamento é usada no processo de distribuição da medicação

Para o diretor, essas ações estão colocando Hospital Costa do Cacau como um dos mais procurados na Bahia. Somente em fevereiro, destaca, houve aumento de 200% no número de atendimentos, com a realização de 4.381 procedimentos, incluindo mais de 500 cirurgias.

A unidade de saúde possui 184 leitos, dos quais 154 destinados à internação e cirúrgicos e 30 exclusivos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto. Além disso, conta com ambulatório, centro cirúrgico, parque de bioimagem completo, com equipamentos de última geração, incluindo ressonância magnética e tomógrafo.