Advogados pedem habeas corpus para Lukas Paiva e empresário

Os advogados do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Lukas Paiva, e do empresário Leandro Silva Santos, entraram com pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Acusados de participar de um esquema de corrupção, os dois se entregaram à polícia, em Salvador, na terça-feira (28). Paiva está afastado do cargo de vereador.

Lukas Paiva e Leandro Santos tiveram a prisão preventiva decretada pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus, que acatou pedido do Ministério Público da Bahia. Eles estavam foragidos desde o dia 15 deste mês, quando o Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (GAECO) e  a 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus deflagraram a Operação Xavier.

A defesa do ex-presidente da Câmara de Ilhéus e do empresário quer que eles aguardem a conclusão das investigações em liberdade. Segundo o MP-BA, os dois são integrantes de uma organização criminosa que cometeu fraudes em licitações e contratos e lavagem de dinheiro, no período de 2011 a 2018. A lista de acusados de participar do esquema é extensa.