WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba








junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias





itao






ILHÉUS: FAMÍLIAS AFIRMAM QUE CONDENADOS POR TENTATIVA DE LATROCÍNIO SÃO INOCENTES

Famílias alegam inocência de acusados de latrocínio

A família de dois jovens condenados por uma tentativa latrocínio – roubo seguido de morte – está tentando provar na Justiça que a dupla é inocente.O crime aconteceu na cidade de Ilhéus.

A defesa de Davi Batista Fernandes dos Santos, de 20 anos, e Ueverton Freire de Santana, 21, diz que um deles foi confundido com outra pessoa. O advogado Marcos Bandeira afirma que encontrou um novo suspeito, com características semelhantes às de Davi.

“As vítimas já sabiam que um dos meliantes tinham o cabelo tingido e tinha uma tatuagem. Então eles pegaram quatro fotografias, três de pessoas morenas e uma que era de Davi. Evidentemente que elas iam escolher Davi. Então esse tipo de reconhecimento é muito falho. As vítimas foram manipuladas para acreditar que o autor do crime foi o Davi e esse garoto, o Ueverton. Agora, a família tomou conhecimento da pessoa que efetivamente participou desse fato”, disse Bandeira.

O crime aconteceu no dia 8 de junho de 2018. Três pessoas foram rendidas. No momento do assalto, um policial militar levou um tiro na coluna e ficou tetraplégico. Davi e Ueverton foram presos na madrugada do dia 9 do mesmo mês .

Eles foram condenados em novembro do mesmo ano.Parentes, amigos e conhecidos dos dois dizem que não entendem o porquê de eles estarem presos. “Meu filho estuda, meu filho trabalha e está aí, pagando por uma coisa que não fez. Isso não é justo”, disse Fabiane Freire, mãe de Ueverton.

A mãe de Davi, Flávia Costa, complementou: “Eu estou sofrendo, eu estou presa junto com meu filho. Como ele falou: ‘Mainha, eu estou sofrendo com um erro judicial’”.

DIFICULDADE DE CRIAR O FILHO

A esposa do jovem de 20 anos, Fabriciane Freire, falou sobre a dificuldade de criar o filho do casal sem a presença do marido. “Meu filho hoje cresce sem o pai. Um sofrimento, porque eu vejo meu filho crescer e ele não está acompanhando”.

Sobre a condenação dos dois jovens em novembro do ano passado, em primeira instância, uma nova decisão caberá ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) também não quis gravar entrevista. O órgão informou, por telefone, que rebateu todos os argumentos da defesa durante o processo e afirmou que todas as provas foram consistentes e que não houve fraude processual.

O MP disse ainda que o reconhecimento feito pelas três vítimas não deixou dúvidas e que o acusado apontado pela defesa como autor, depois da condenação, tem características diferentes de Davi.

Ainda segundo a promotora do caso, o processo está no TJ-BA em grau de recurso e nessa fase não é mais possível produzir prova. A partir da decisão do TJ-BA, a defesa pode pedir revisão criminal. Do G1-BA

2 respostas para “ILHÉUS: FAMÍLIAS AFIRMAM QUE CONDENADOS POR TENTATIVA DE LATROCÍNIO SÃO INOCENTES”

  • J says:

    Se realmente são inocentes e, conseguirem prova, é de direito e necessário processar o estado por este é erro absurdo.

  • Fabriciane says:

    No local do suposto crime (Rua Bento Berilo) várias câmeras!
    E por que a justiça não apresentou as imagens das câmeras? se foi solicitada pela defesa! Queremos a verdade ! Queremos as imagens das câmeras ! Queremos justiça!

Deixe seu comentário








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia