Tarifa deve saltar para R$ 3,50 em julho || Foto Arquivo

Movimento liderado por estudantes secundaristas e universitários de Itabuna criou um abaixo-assinado contra o reajuste de 16,67% da tarifa de ônibus em Itabuna. Hoje, a passagem custa R$ 3,00 e deverá saltar para R$ 3,50 até o final de julho, conforme acordo assinado entre empresários e o prefeito Fernando Gomes na Justiça do Trabalho, há duas semanas.

A Frente Contra o Aumento da Tarifa foi criada há cerca de dois anos e conseguiu manter a passagem em R$ 3,00, ano passado, quando as empresas cobravam reajuste para R$ 3,30. O movimento aponta deficiências no sistema de transporte público em Itabuna. “Chega de tarifa cara, ônibus cheios e passageiros amontoados”, justifica.

De acordo com a Frente, a frota de ônibus é insuficiente para atender Itabuna, os veículos não têm manutenção e os passageiros são penalizados com “frota velha e infraestrutura precária”. O movimento ainda sinaliza que exigirá o respeito às cláusulas contratuais da concessão as quais as empresas Viação Sorriso da Bahia e São Miguel estão submetidas, mas descumprem.

Conheça o abaixo-assinado aqui.

OUTRO LADO

As empresas de ônibus reclamam que estão há 14 meses sem reajuste de tarifa e o município enfrenta alto índice de gratuidade. Por dia, as duas empresas transportam cerca de 50 mil passageiros.

O último aumento ocorreu em abril do ano passado, por ordem judicial, quando a tarifa saiu de R$ 2,85 para R$ 3,00 (relembre aqui). Antes, movimento de estudantes e sindicatos conseguiu barrar o reajuste de R$ 2,85 para R$ 3,30.