WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias





itao






O RETORNO DE VANE

Marco Wense

 

Não resta aos geraldistas contrários outra conduta que não seja a de abrir as portas do PT com um “seja bem-vindo”, “bom retorno, companheiro!” ou, se alguém preferir, “Vane e o PT, tudo a ver”.

 

 

O retorno do ex-prefeito Claudevane Leite ao Partido dos Trabalhadores está sendo o assunto mais comentado nas redes sociais, principalmente nos grupos de WhatsApp de Itabuna.

Vane do Renascer, como é mais conhecido na vida pessoal e no campo político, sonha em ser novamente gestor do centro administrativo Firmino Alves, uma postulação legítima que encontra uma certa resistência no grupo do também ex-alcaide Geraldo Simões.

Se não conseguir se firmar como uma opção do petismo para a disputa da sucessão de 2020, Vane deve sair candidato a vereador com grandes possibilidades de ser eleito. O evangélico político já parlamentou por duas vezes na Casa Legislativa.

Geraldo Simões, que há muito tempo domina a legenda, mostrando sua força diante do petismo itabunense, diz que vai presentear o futuro companheiro com uma camisa do “Lula Livre”.

Vane, então prefeito de Itabuna, sempre foi criticado por não ter governado com a autoridade que o cargo exige, deixando a administração sob a forte influência do PCdoB, que ditava os rumos do governo, causando uma insatisfação no staff mais próximo do chefe do Executivo.

Os obstáculos para o retorno de Vane ao PT só não são maiores por causa do governador Rui Costa. O morador mais ilustre do cobiçado Palácio de Ondina tem uma boa relação com o ex-prefeito.

O então alcaide Vane do Renascer foi um dos primeiros a apoiar a pré-candidatura de Rui. Vale lembrar que a cria política de Jaques Wagner tinha menos de 3% nas pesquisas de intenções de voto. Os adversários diziam que o “poste” de Wagner não iria para lugar nenhum.

Outro detalhe é que Geraldo Simões foi contra a candidatura de Rui Costa. Aliás, o relacionamento de GS com RC nunca foi bom. De público, o silêncio e o teatro. Nos bastidores, o pega-pega.

Portanto, o caminho da volta de Vane ao PT está pavimentado. Tem o aval do governador Rui Costa, do comando estadual da legenda e do deputado federal licenciado Josias Gomes.

Não resta aos geraldistas contrários outra conduta que não seja a de abrir as portas do PT com um “seja bem-vindo”, “bom retorno, companheiro!” ou, se alguém preferir, “Vane e o PT, tudo a ver”.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

3 respostas para “O RETORNO DE VANE”

  • Carlos Brandão says:

    Vane é pessoa do bem. Tem meu apoio irrestrito e os eleitores q eu arregimentar.

  • Moncorvo says:

    Pior prefeito da historia de nossa cidade!!!
    Falou que iria pregar no norte mas o $$$ deve estar curto, causando a vontade de retornar ao poder.
    Prefeito incompetente, sem autoridade e inseguro.

  • Sérgio Oliveira says:

    Tem que ir para a cadeia, após desperdiçar dinheiro público com quela excrescência que foi finalmente demolida.

    Mas é cada “comentarista político”, marca bufa, …!!!

    Francamente, …!!!

Deixe seu comentário






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia