O Centro Público de Economia Solidária (Cesol) do Litoral Sul, equipamento ligado à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), vai participar da 11ª edição do Festival Internacional do Chocolate e Cacau. O evento começa nesta quinta-feira (18) e segue até domingo (21), no Centro de Convenções de Ilhéus.

Produtos de 13 empreendimentos solidários de diversas cidades da região sul da Bahia, que trabalham com a cadeia do cacau, estarão à venda durante o evento no estande do Cesol. Entre os destaques, o lançamento do Cacauela, um creme de cacau produzido por um grupo de empreendedoras da zona rural de Camacan, que é atendido pelo Cesol desde 2014. A novidade será apresentada no primeiro dia do festival, às 19h.

Para o coordenador do Cesol Litoral Sul, Thiago Fernandes, a expectativa é estabelecer relações e redes de contato para ampliar as vendas dos grupos solidários do segmento cacaueiro. “O festival é uma vitrine importante para apresentar o trabalho que vem sendo feito ao longo dos anos no apoio aos empreendimentos de economia solidária e para potencializar a comercialização dos grupos que produzem chocolates e artigos derivados do cacau”, destaca o coordenador.

O Festival Internacional do Chocolate e Cacau conta com uma programação composta por cursos, palestras, workshops, feira e ateliê do chocolate, exposições de arte, turismo em fazendas, espaço educativo para crianças e shows com artistas regionais e nacionais. As atividades contribuem na promoção do turismo e da cultura regional, com foco na economia criativa.

Na última edição, mais de 35 mil pessoas circularam pelo evento, entre produtores, chocolateiros, jovens empreendedores, chefes especializados, pesquisadores, técnicos e consumidores. Além disso, 120 expositores, sendo 42 deles de marcas de chocolate da região, marcaram presença no festival.