Projeto Sou Pai Responsável será realizado em Itabuna e Itapé

A Defensoria Pública da Bahia (DPE-BA) estará, na próxima semana, em Itabuna e Itapé, com a Ação Cidadã Sou Pai Responsável.O projeto estimula o reconhecimento voluntário da paternidade e oferece exame de DNA gratuito para os casos em que o suposto pai tem dúvidas e ainda não registrou a criança. A ação será realizada de 26 a 30 em escolas municipais e centros de referência.

Desde o início do mês, o Núcleo de Apoio Psicossocial da unidade de Itabuna, sede da 4ª Regional da Defensoria Pública, vem divulgando a Ação Cidadã nas escolas da cidade e também em Itapé, onde foram identificadas crianças e adolescentes que não têm o nome do pai na Certidão de Nascimento.

De acordo com a assistente social da DPE-BA, Mônica Oliveira Cunha de Santana, a parceria com as secretarias de Assistência Social e de Educação dos municípios tem o objetivo de conscientizar as mães e responsáveis a respeito do papel dos pais na educação e formação de um cidadão.

OBJETIVO

Busca-se, em um segundo momento, que o genitor promova o reconhecimento espontâneo da paternidade.  “O crescimento de uma criança apresenta fases distintas, suas emoções, sua vida escolar, a vida em sociedade. Em todas elas a presença e o apoio dos pais é crucial para orientá-la e deixá-la mais segura”, afirma a assistente social.

Para o coordenador da Regional de Itabuna, defensor público George Santos Araújo, a ação contribui para o fortalecimento dos laços familiares e para o estreitamento da relação entre pai e filho. “A ausência do pai na vida de uma criança ou adolescente pode causar sérios danos psicológicos em sua formação. É melhor que o pai participe dos processos educacionais”, observa o defensor.