Imagem ilustrativa || WikiHow

A Vigilância Sanitária (Visa) da Secretaria de Saúde de Itabuna apreendeu 75 litros de leite in natura que estavam sendo comercializados em dois supermercados do bairro Nova Itabuna, além de cerca de 10 quilos de calabresa com prazo de validade vencido. A apreensão ocorreu no final de semana, conforme a Visa.

O diretor da Vigilância Sanitária, Manoel Mattos, explicou que a venda do leite in natura para o consumo humano é proibida e a apreensão obedece o Código de Postura do Município. Ele lembra que Itabuna tem indústrias de beneficiamento de leite. “Quem pratica esse ato [venda de leite in natura], está colocando a vida do consumidor em risco de contrair doenças graves”, disse o diretor

Tuberculose, salmonela e brucelose, além de intoxicação alimentar são as algumas das principais doenças que podem ser transmitidas ao homem por meio da ingestão do leite in natura. “São doenças graves que podem levar a sérias complicações, inclusive com risco de morte”, alerta o diretor.

Manoel diz ainda que a pasteurização é importante, porque diminui a quantidade de bactérias encontradas no leite, isso se o produto estiver dentro do prazo de validade. Já os fiscais chamam a atenção da população para que, ao comprar qualquer produto em lojas, supermercados ou qualquer outro estabelecimento que venda alimentos, principalmente, observar as condições das embalagens e o prazo de validade de cada item.

Denúncias podem ser feitas diretamente à sede da Vigilância Sanitária, na avenida Manoel Chaves, no bairro São Caetano, ou por meio do telefone 3617-9169 , das 8h às 17h.