Marilucia está presa e a filha internada com queimaduras de segundo grau

Marilucia da Silva Mattos, de 33 anos, que atirou água fervendo na filha de 16, teve o mandado de prisão preventiva cumprido, nesta sexta-feira (8), em Conceição do Jacuípe, por investigadores da Delegacia Territorial (DT), daquele município.

O crime ocorreu no sábado (2), durante uma discussão entre mãe e filha. A vítima teve queimaduras de segundo grau em 17% do corpo e permanece internada, no Hospital Geral do Estado (HGE).

Segundo o delegado titular em Conceição do Jacuípe, Filipe Madureira, Marilucia já responde processos por lesão corporal contra a adolescente, ocorrida em 2018, e pela tentativa de homicídio do irmão.

“Ela será encaminhada para a DT/Santo Amaro, onde permanecerá à disposição da Justiça”, acrescentou o delegado. A prisão de Marilucia contou com o apoio de equipes da 3ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Santo Amaro) e da Delegacia de Amélia Rodrigues.