PF realiza operação para investigar funcionários da Caixa e Banco do Nordeste

A Polícia Federal iniciou, na manhã desta quarta-feira (4), a Operação Assepticus, com o objetivo de desarticular organização criminosa atuante na região de Feira de Santana. O grupo é especializado em fraudes contra a Caixa Econômica Federal (CEF)e o Banco do Nordeste (BNB).

De acordo com o Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA), o foco da operação são funcionários dos bancos envolvidos no esquema de concessão de empréstimos ilegais – que superam os R$ 10 milhões – a empresas fantasmas, constituídas a partir de contratos sociais e outros documentos com dados falsos para obter acesso ao dinheiro.

Cerca de cem policiais federais cumpriram oito mandados de prisão preventiva e 29 mandados de busca em Feira de Santana, Salvador, Santa Bárbara e Catu, todas na Bahia, além de Fortaleza, no Ceará, expedidos pela 1ª Vara Federal de Feira de Santana a pedido do MPF-BA.

OPERAÇÃO ALI BABÁ

As investigações do MPF-BA que resultam na Operação Assepticus, deflagrada hoje, partiram de provas obtidas por meio da Operação Ali Babá, realizada em 2016 e decorrente de investigação iniciada pelo MPF-BA em Feira de Santana no ano de 2013.

Em agosto de 2016, o MPF-BA denunciou 11 integrantes da organização criminosa que tomava os empréstimos por meio de fraude e não os quitava. Na ocasião, o alvo do órgão foram os particulares envolvidos no crime. Nesta nova etapa, o foco são os funcionários que atuam facilitando a obtenção dos empréstimos ilegais.

Os envolvidos devem responder a ação penal a ser proposta pelo MPF-BA pelos crimes de organização criminosa, estelionato, corrupção ativa e passiva, crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro.