WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ftc


janeiro 2017
D S T Q Q S S
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias


:: ‘Cultura’

ALINE BARROS FAZ SHOW EM ILHÉUS

Aline+Barros+_GraaA estrela gospel Aline Barros fará show na concha acústica de Ilhéus, dia 5 de abril, na turnê do novo CD, Graça. De acordo com a produção local, a cantora trará, além de músicas inéditas, grandes sucessos dos 20 anos de carreira.

O ingresso custa R$ 30,00 e pode ser adquirido nas lojas Lanyllas, em Ilhéus e Itabuna, e Kika Modas, no centro de Ilhéus, além do escritório da Gabriela FM, no Gabriela Center, na Avenida Itabuna, em Ilhéus.

CINE CLUBE PRESTA HOMENAGEM A MULHER

Com a exibição gratuita do filme Jogo de cena, o Sindicato dos Comerciários de Itabuna presta homenagem à mulher nesta quinta (6), a partir das 18h30min, no auditório do sindicato, na Avenida do Cinquentenário.

Jogo de cena, do documentarista Eduardo Coutinho, traz a história de 23 mulheres selecionadas há quase oito anos. Os dramas, as conquistas, tristezas e alegrias destas mulheres foram interpretados por várias atrizes, dentre elas Marília Pêra, Fernanda Torres e Andréa Beltrão. Confira trailer.

JOHN LENNON COM LEPO LEPO

Está fazendo o maior sucesso no YouTube e deve bombar também no Carnaval de Salvador uma fusão aparentemente maluca do “chiclete” Lepo Lepo com o clássico Stand by me, gravada pelo ex-beatle John Lennon. Quem faz a mistura é o grupo vocal MP7, que tem entre seus integrantes o afinadíssimo itabunense Sávio Andrade (de boina).

A convite de Carla Cristina, o MP7 estará neste domingo (2) no Carnaval, apresentando, além dessa combinação inusitada, um “pout-pourri”  de galopes. No repertório, as canções Frevo MulherCometa Mambembe Vida Boa.

CORPO DE MÚSICO DO BONDE DO MALUCO É ENCONTRADO EM SP

"Japa" foi encontrado morto hoje (Reprodução Facebook).

“Japa” foi encontrado morto hoje (Reprodução Facebook).

O saxofonista da banda Bonde do Maluco, Allan Dantas, mais conhecido como “Japa”, foi encontrado morto nesta quarta-feira (26), em São Paulo. O músico baiano estava desaparecido desde o último sábado (22), quando participou de uma festa em comemoração ao nascimento de sua filha, no bairro de Santana, zona norte da cidade, onde morava. Ele teria sido visto pela última vez, por um conhecido, na Avenida Júlio Bono, onde entrou em um táxi.

De acordo com a assessoria de imprensa do grupo, o artista foi localizado, degolado, na Rua Oriente, no bairro do Brás. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e reconhecido pelos colegas. Em sua página oficial no Facebook, a banda, que ficou famosa graças à música Não vale mais chorar, uma releitura do hit Don’t matter, do rapper norte-americano Akon, decretou luto e lamentou a morte de Japa.

– A família Bonde do Maluco está de Luto. Que Deus conforte o coração dos seus familiares e que descanse em paz, amigo – diz a postagem, publicada por volta das 17h30. Além da recém-nascida, o saxofonista deixa outros dois filhos. Informações do Bahia Notícias.

CANAVIEIRAS INSTALA CONSELHO DE CULTURA

Primeiros membros do conselho tomaram posse hoje (Foto Walmir Rosário).

Primeiros membros do conselho tomaram posse hoje (Foto Walmir Rosário).

O Conselho Municipal de Cultura de Canavieiras foi instalado nesta quarta (5), após nomeação e posse dos cinco membros: Ary Santana Coutinho, Denyse dos Santos Reis Carvalho, Durval Pereira da França Filho, Eunice Maria Castro e Maria José Andrade Reis. Agora, o município está entre os poucos do Território Litoral Sul que possuem conselho de cultura (relembre matéria).

A lei de criação do colegiado foi sancionada pelo prefeito Almir Melo em dezembro do ano passado, integrando o Sistema Municipal de Cultura. Segundo o secretário da Cultura, Jorge Carvalho, o Sistema tem a finalidade de estimular o desenvolvimento municipal com o exercício dos direitos culturais, promovendo a economia da cultura e o aprimoramento artístico-cultural no município.

ANTÔNIO LOPES LANÇA “LUZ SOBRE A MEMÓRIA” EM ITABUNA

Antônio Lopes

Obra ganha nova edição, atualizada e com duas crônicas inéditas.

Obra ganha nova edição, atualizada e com duas crônicas inéditas.

O jornalista Antônio Lopes lançará na próxima quinta-feira (6), às 19h, na Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), a nova edição do livro de crônicas Luz sobre a memória. O livro foi lançado em 2001.

O escritor apresenta novidades nesta edição. Às 34 crônicas da edição anterior, somam-se outras duas, inéditas.

Gustavo Felicíssimo, da Editora Mondrongo, informa que as crônicas foram feitas para o atual momento e as demais foram atualizadas em sua linguagem por Lopes.

A nova edição teve grande lançamento na Casa da Cultura Jonas & Pilar, em Buerarema, em dezembro.

A obra tem apresentação do saudoso Marcos Santarrita, que coloca o jornalista Antônio Lopes entre grandes nomes da crônica brasileira, dentre eles Machado de Assis e Fernando Sabino.

BEIJO DE FÉLIX E NIKO IRRITA PASTOR ISIDÓRIO, QUE AMEAÇA PROCESSAR A GLOBO

Personagens Félix (Matheus Solan) e Niko (Thiago Fragoso) terminaram novela juntos.

Personagens Félix (Matheus Solan) e Niko (Thiago Fragoso) terminaram novela juntos.

O primeiro beijo gay em uma novela da Rede Globo (Amor à vida) levou o deputado estadual Pastor Isidório (PSB) a apresentar, na Assembleia Legislativa baiana, moção de repúdio à emissora dos Marinho.

No último capítulo da novela, na sexta (31), os personagens Niko (Thiago Fragoso) e Félix (Matheus Solano) selam a união gay com um beijo na boca. O deputado considerou a cena inapropriada para o horário em que foi exibida (faixa das 21h).

O parlamentar alega, ainda, que a Globo vem promovendo campanha contra conceitos éticos, morais e religiosos ao exigir cenas “tão fortes de sexo, beijos entre homossexuais, traições conjugais, homicídios e tentativas de homicídios, assédio moral, humilhação, dentre outras”.

Para o deputado, o que a emissora vem fazendo é “atentado violento ao pudor”. Segundo Isidório, a ação judicial terá a finalidade de promover “reparação e o respeito à família tradicional”.

CLIENTELA FIEL COMEMORA OS 83 ANOS DO CABOCLO ALENCAR

Daniel Thame | Blog do Thame

Os 83 anos do Caboco Alencar, que há mais de meio século comanda o ABC da Noite, boteco que é reduto da boêmia itabunense -ou do que restou dela- serão comemorados neste sábado, com uma festa no Beco do Fuxico, célebre viela da qual o ABC é referência.

A festança, que começa às 10 horas do sábado (2 de fevereiro), terá som mecânico com marchinhas dos carnavais de antigamente e show da banda Charanga Elétrica de Itajuípe, especialmente convidada para o ágape, além de homenagens ao Caboco Alencar.

Alencar Pereira, nome que o Caboco recebeu na pia batismal em Sorocaba, no interior paulista, itabunense de coração desde que aportou em terras grapiunas ainda menino, chega aos 83 anos em plena forma, tanto nas tiradas espirituosas quanto nas batidas de sabor inigualável, que fazem do ABC um boteco único, que nem se dá ao luxo de oferecer uns tira-gostos à sua legião de acólitos.

O ABC da Noite foi tombado pela Prefeitura de Itabuna em 2013, mas o Caboco segue firme, para alegria dos amigos que batem ponto no boteco para saborear as batidas (quem quiser tira-gosto que leve ou se acerte com outra legenda, Dedé do Amendoim), e para um bate papo, onde política, religião e futebol convivem pacificamente. Às vezes, mais ou menos pacificamente.

A festa dos 83 anos do Caboco Alencar é realizada pela Associação dos Amigos do Caboco (sim, o mestre das batidas tem até Associação!), com o apoio da FICC, ACATE, Associação dos Blocos de Carnaval de Itabuna (viúvas do quase-carnaval de Vane), Bloco Pó de Giz e da Academia de Letras, Artes, Música, Birita, Inutilidades, Quimeras, Utopias, Etc., a gloriosa e beberosa Alambique.

AMANDA CHAVES SE APRESENTA EM ITABUNA

Amanda se destacou no The Voice Brasil (foto Divulgação)

Amanda se destacou no The Voice Brasil (foto Divulgação)

A cantora Amanda Chaves, itabunense que se destacou no cenário nacional ao participar do programa The Voice Brasil, fará apresentação em sua terra natal, neste sábado (25), a partir das 20 horas, na Praça Olinto Leone. O público terá livre acesso ao evento.

O show da artista é uma iniciativa da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), dentro do Programa de Arte Itinerante. A ação é uma parceria da Ficc com o banco Santander e envolve a promoção de atividades culturais  em todas as partes do município, tanto na zona urbana quanto na rural.

Segundo a Ficc, a proposta tem o objetivo de formar plateia e gerar emprego e renda para artistas de Itabuna.

FICC ESPERA CRIAR CONSELHO DE CULTURA EM 2014

Conforme nota publicada neste blog, Itabuna, o maior município do Território de Identidade Litoral Sul, segue sem o seu Conselho Municipal de Cultura. Mas a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) afirma estar atuando para corrigir essa falha.

Em nota enviada ao PIMENTA, a instituição responsável pelas políticas da área cultural na cidade informa que “tem desenvolvido ações no sentido de construir o Sistema Municipal de Cultura”. De acordo com a assessoria da Ficc, o primeiro passo foi dialogar com os agentes culturais. “Para tal fizemos vários encontros nesse sentido, além da Conferência Municipal de Cultura e Conferência Territorial de Cultura”, diz a nota.

A fundação acrescenta que ainda espera a indicação de representantes de algumas mesas setoriais e que estabeleceu, até o final de janeiro, o prazo para conclusão das minutas dos projetos de lei que irão dispor sobre o Sistema de Cultura, Conselho Municipal de Cultura e Fundo Municipal de Cultura.

Ainda de acordo com a nota, em julho de 2013 foi publicada no Diário Oficial da União a adesão do município ao Sistema Nacional de Cultura. Segundo o presidente da Ficc, Roberto José da Silva, a medida “comprova o trabalho da pasta da cultura para institucionalizar o diálogo das mesas setoriais de cultura de Itabuna”

MAIS UM MUNICÍPIO TERÁ CONSELHO DE CULTURA

Ainda nesta semana Canavieiras passará a contar com Conselho Municipal de Cultura. Os membros do colegiado já foram definidos e a posse ocorrerá nesta semana, informa o assessor de comunicação, Walmir Rosário.

Hoje, o Conselho Estadual de Cultura (CEC) publicou levantamento em que apenas 25% dos municípios do Território Litoral Sul apareciam com colegiado de cultura (relembre aqui).

O prefeito Almir Melo sancionou, em 11 de dezembro, lei que institui o Sistema Municipal de Cultura, composto por Conselho Municipal de Cultura, Secretaria Municipal da Cultura, Biblioteca Municipal Afrânio Peixoto, Arquivo Público Municipal Evandro Alcântara Maia e Museu Basílio Carneiro. A secretaria será comandada por Jorge Carvalho.

O sistema, reforça, terá a finalidade de “estimular o desenvolvimento municipal com o exercício dos direitos culturais, promovendo a economia da cultura e o aprimoramento artístico-cultural em Canavieiras”.

APENAS 6 MUNICÍPIOS DO TERRITÓRIO LITORAL SUL POSSUEM CONSELHOS DE CULTURA

Tica é ex-conselheira do CEC.

Tica é ex-conselheira do CEC.

Apenas seis municípios do Território Litoral Sul possuem conselhos de cultura, segundo levantamento do Conselho Estadual de Cultura (CEC) da Bahia. São eles  Almadina, Ibicaraí, Ilhéus, Itajuípe, Maraú e Mascote.

Município mais populoso do Território Litoral Sul, Itabuna ainda não possui conselho. Coletivos discutem a reforma da lei 1.577, de 1992, que instituiu o colegiado, importante para a implantação do Sistema Municipal de Cultura (SMC).

Para a ex-conselheira estadual de Cultura Tica Simões, os representantes do poder público precisam ter mais atenção com as demandas do setor cultural.

A área conta com forte presença histórica e identitária, marcada por muitas manifestações culturais que acontecem sem nenhum apoio do governo. “E a região é um celeiro de escritores, músicos e artistas”, completa Tica.

Além de Itabuna, não possuem conselhos de cultura Arataca, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Coaraci, Floresta Azul, Itacaré, Itaju do Colônia, Itapé, Itapitanga, Jussari, Pau Brasil, Santa Luzia, São José da Vitória, Ubaitaba, Una e Uruçuca.

POETISA GRAPIÚNA TEM RECONHECIMENTO DA “DIVINE ACADÉMIE”, EM PARIS, FRANÇA

Ceres Marylise declamando na Casa das Artes, em Bento Gonçalves (RS).

Ceres declamando na Casa das Artes, em Bento Gonçalves (RS).

Divine Académie Française des Arts, Lettres et Culture, de Paris, na França, acaba de escolher a poetisa grapiúna Ceres Marylise, como integrante da instituição, em reconhecimento à qualidade da obra poética da autora.

Fundada em outubro de 1995, a Divine Académie, presidida atualmente por Diva Pavesi, costuma selecionar para seus quadros “pessoas que se destacam pelos serviços prestados às artes e à cultura”.

A produção de Ceres (que, na opinião do crítico Hélio Pólvora, “devolve a poesia ao seu estado natural, emotivo, encantatório”) foi publicada apenas em antologias e pela internet (o primeiro livro está em fase de negociações com a Editora Mondrongo), mesmo assim tem encontrado ampla repercussão, no Brasil e no exterior.

Além da Divine Académie, mais provas do bom momento vivido pela escritora: em março, ela toma posse na Academia de Letras e Centro Cultural Castro Alves e Casa do Poeta Latino-Americano, em Porto Alegre/RS; em abril, também em Porto Alegre, será homenageada na festa Mulheres Notáveis, com o Troféu Cecília Meireles, Categoria Especial; em agosto, recebe na Academia de Letras de Itabira o Troféu Carlos Drummond de Andrade; em novembro do ano passado, teve aprovada na Câmara de Vereadores de Itabuna uma moção de aplauso, proposta pelo vereador César Brandão.

Ceres Marylise Rebouças de Souza (professora universitária aposentada, nascida em Ubaitaba) terá, ainda este ano, o lançamento de uma seleção bilíngue (português-francês) de sua poesia, por sugestão da Aliança Francesa.

ÍNDIO QUER LIVRO

Projeto incentiva a leitura na comunidade tupinambá

Projeto incentiva a leitura na comunidade tupinambá

Levar o hábito da leitura à tribo Tupinambá de Olivença é o objetivo do projeto “Biblioteca Itinerante Oca Cultural”, lançado nesta segunda-feira (13) na reserva ecológica indígena Estância das Fontes, em Olivença. A proposta é uma iniciativa do Instituto dos Povos Indígenas da Bahia e está integrada ao Programa Arca das Letras, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Coordenador pedagógico do projeto, o tupinambá Cláudio Magalhães diz ser necessário inserir no cotidiano dos jovens da comunidade, abordagens que enfoquem temas como saúde, drogas, meio ambiente, direitos humanos e a história dos índios da Bahia e do Brasil. Para isso, ele considera essencial incentivar a prática da leitura.

“Exercitar a leitura como prática democrática é fundamental na formação do senso crítico e da cidadania”, salienta Magalhães.

OLIVENÇA: PUXADA DO MASTRO NESTE FIM DE SEMANA

Puxada do Mastro de São Sebastião. Foto Gidelzo Silva (Secom)Janeiro 2013.

A Estância Hidromineral de Olivença, em Ilhéus, faz os últimos preparativos para a festa da Puxada do Mastro de São Sebastião. O evento, que mistura o sacro com o profano,  é promovido pelos índios e caboclos da comunidade com apoio da Secretaria Municipal do Turismo.

A festa começa no sábado (11), às 21 horas, na Praça Cláudio Magalhães, com apresentação da banda Top Gun. O dia seguinte terá celebração religiosa, com os shows iniciando às 15 horas. Estão programadas as bandas Flor do Caribe, Tri Farol e Batuk Bom.

A Puxada do Mastro de São Sebastião é uma tradição que surgiu no século XVIII e que mistura elementos da espiritualidade medieval e religiosidade cabocla. Na cerimônia, faz-se um clamor aos santos contra todos ao males que atingem a humanidade. A festa é realizada anualmente em Olivença.

Canavieiras – A festa também acontece em Canavieiras, onde o mastro será levado por nativos e turistas às 20 horas deste sábado, percorrendo o trajeto entre o cais do porto, no sítio histórico, e a Praça da Capelinha. O cortejo tem a participação de filarmônicas e de um minitrio. No domingo (12), a partir das 18 horas, é realizada a “Levada do Mastro”, na Ilha da Atalaia.

ACADEMIA DE LETRAS DE ILHÉUS PROMOVE EXPOSIÇÃO

titulos ALI
Janete Lainha, Pawlo Cidade, Luh Oliveira, Heitor Brasileiro, Gustavo Felicíssimo, Geraldo Lavigne, Arléo Barbosa são alguns dos escritores com livros na exposição “Autores do Sul da Bahia, sob arte e papel”, que a Academia de Letras de Ilhéus promove até o dia 31 deste mês, em sua sede, na Rua Antonio Lavigne de Lemos, 39, Centro.
.
A exposição está aberta ao público, das 10 às 21 horas. Segundo o poeta Gustavo Felicíssimo, editor da Mondrongo, “a exposição poderá trazer visibilidade a autores até o momento desconhecidos do grande público”. O evento foi idealizado pela Comunidade Tia Marita, em parceria com a Academia de Letras.
.
Durante a mostra, os livros podem ser adquiridos a preços populares. Também fazem parte da exposição trabalhos do artista plástico Joferson Ferreira.

NAZAL LANÇA NOVA EDIÇÃO DE “MINHA ILHÉUS”

Minha Ilhéus - capa

Obra está na terceira edição.

Nazal: terceira edição de Minha Ilhéus.

Nazal: terceira edição de Minha Ilhéus.

Com uma edição revisada e ampliada com detalhes sobre os novos limites de Ilhéus e da área onde será instalado o Porto Sul, o fotógrafo e pesquisador José Nazal Pacheco Soub lança nesta quinta (9), às 18h30min, no Espaço Cultural Bataclan, o livro de registros históricos Minha Ilhéus, editado pela Via Litterarum.

A obra traz informações e fotografias da período de expansão econômica de Ilhéus a partir do Século XX em 268 páginas. Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus, Nazal acrescenta que, nesta terceira edição, foram incluídas fotos oferecidas por pessoas que guardam objetos e registros sobre a memória da Capitania de São Jorge dos Ilhéus.

A edição também traz novo mapa que delimita os bairros da cidade, além da área da Zona de Processamento e Exportação (ZPE). Nazal ainda ilustra a obra com “fotografias dos povoados rurais que estão inseridos na área de influência direta do Porto Sul”. A obra é indispensável para quem deseja conhecer do passado e do presente de Ilhéus.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia