WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia





março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

editorias






:: ‘Cultura’

BAHIA: EXPOSIÇÃO RETRATA OLHAR SENSÍVEL DE FOTÓGRAFOS DA SECOM

Fotógrafos da Secom expõem trabalhos mais autorais em Salvador (Foto Rennan Calixto).

Fotógrafos da Secom expõem trabalhos mais autorais em Salvador (Foto Rennan Calixto).

Trabalhos retratam sensibilidade de fotógrafos.

Trabalhos retratam sensibilidade de fotógrafos.

Por trás das lentes das câmeras fotográficas da Secretaria de Comunicação do Estado da Bahia (Secom), nove profissionais põem à prova a sensibilidade, diariamente, na cobertura das ações do Governo do Estado. Reunindo parte de um trabalho mais autoral, produzido durante as atividades institucionais, a exposição Um Olhar Além da Pauta foi lançada ontem (10), no prédio da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. São 27 imagens que ainda vão percorrer outros órgãos de governo e levar a beleza e o talento desses profissionais aos diversos públicos.

Durante o lançamento da mostra, colegas, amigos e familiares prestigiaram o reconhecimento pelo trabalho. Segundo o curador da exposição e também fotógrafo da Secom, Elói Corrêa, a mostra é uma injeção de ânimo para o dia a dia. “Trabalhamos com o fotojornalismo institucional, mas temos um olhar diferenciado. Estamos atentos a tudo que está ao nosso redor. Ver o resultado desse trabalho é também muito importante não só para mim, mas para todos os meus colegas que estão compondo essa exposição”, conta Elói.

Cada um dos profissionais selecionou três fotografias que melhor representam o trabalho. Entre eles, a fotógrafa Carol Garcia surpreende com as imagens de cotidiano retratadas de modo tão sensível. “Observamos tudo que acontece ao nosso redor, de um ângulo que muitas vezes passa despercebido. Ser fotógrafo permite que a gente desenvolva esse olhar mais sensível, pela própria natureza do trabalho. O bacana desse momento é poder ter esse reconhecimento, porque, às vezes, a produção intensa do dia a dia faz com que nem a gente mesmo consiga olhar para nossas fotos com tanta atenção”, afirma Carol.
:: LEIA MAIS »

AOS 50 ANOS, MORRE O CANTOR VANDER LEE

Vander Lee havia gravado trabalho para comemorar 20 anos de carreira.

Vander Lee havia gravado trabalho para comemorar 20 anos de carreira.

Autor de sucessos como Onde Deus possa me ouvir, Românticos e Esperando aviões, o cantor Vander Lee morreu nesta sexta (5), em Belo Horizonte (MG), vítima de infarto.

Vander Lee faleceu por volta das 8 horas, no Hospital Madre Teresa, na capital mineira, onde havia passado por cirurgia depois de sofrer um infarto. De acordo com boletim médico, o cantor e compositor sofreu paradas cardíacas depois da cirurgia e não reagiu às tentativas de reanimação.

O músico mineiro teve várias de suas canções regravadas por monstros da MPB, dentre eles Gal Costa, Maria Bethânia e Fagner.

Confira, abaixo, interpretação de Lee para música de sua própria autoria, Esperando aviões.

LIVRO INFANTOJUVENIL ABORDA MIGRAÇÃO

Maria Luiza é autora de livro sobre migração (Foto Victor Rezende/Editus).

Maria Luiza é autora da obra (Foto Victor Rezende/Editus).

Uma menina super curiosa, um lugar com muitas riquezas culturais e um mundo de descobertas incríveis. Publicado pela Editus (Editora da Universidade Estadual de Santa Cruz), o livro As viagens de Carola Migrista: migrante ou turista? trabalha o tema da migração de um jeito bem divertido para a garotada.

Estudiosa dos aspectos migratórios na região sul-baiana e de outras localidades do país, a escritora Maria Luiza Santos traz nesta publicação uma forma didática e ilustrativa para aproximar o público infantojuvenil de um tema tão atual.

A história é sobre a adolescente que, em uma viagem escolar para Foz do Iguaçu, descobre culturas diversas e busca desvendar a sua trajetória: se é migrante ou turista. Com suas amigas Giuliana e Ravena, ela passeia, pesquisa, discute conceitos e vai descobrindo suas respostas.

A publicação já está disponível na Livraria da Editus, localizada no Centro de Artes e Cultura Paulo Souto, na UESC. Pedidos podem ser feitos pelo email [email protected] ou pelo telefone (73) 3680-5240.

PAINEL CONTA HISTÓRIA DE ILHÉUS

Painel de Rido Foge retrata um pouco da história de Ilhéus (Foto Alfredo Filho).

Painel de Rido Foge retrata um pouco da história de Ilhéus (Foto Alfredo Filho).


Parte dos 482 anos de história de Ilhéus é contada em um painel de Rildo Foge no centro da cidade. A arte de aproximadamente 700 metros quadrados dá vida e cor a um dos principais corredores urbanos e ligação do centro com a zona sul de Ilhéus, a Rua Bento Berilo, no paredão de acesso ao Hospital São José.

Para retratar a história ilheense, Rido Foge recorre à técnica da aerografia, semelhante à do grafite, na qual usa o esmalte sintético. Encantado com a arte, o secretário de Turismo e Esporte, Josenaldo Cerqueira, diz que o painel valoriza, visualmente, uma das áreas mais movimentadas da bela Ilhéus.

FINAL DE SEMANA DE MÚSICA NA TENDA DO TPI

Crime Organizado é uma das atrações deste final de semana no TPI.

Crime Organizado é uma das atrações deste final de semana no TPI.

A Tenda do Teatro Popular de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes, recebe neste próximo sábado (9) o Festival da Música Independente, e no domingo (10), a segunda edição do “Metal Crushers”.

O Festival da Música Independente contará com shows das bandas Verbo&Juízo e A Unidade, as duas de Salvador, além da ilheense Crime Organizado. As apresentações iniciam às 19h, com ingresso de R$ 20 (inteira).

No domingo, o heavy metal toma conta da Tenda. Serão cinco bandas se apresentando: Cemitério (São Paulo), Escarnium (Salvador), Blessed in Fire (Salvador), Sades (Ilhéus) e Mortífera (Ilhéus). A sequência de shows terá início às 16h. O ingresso custa R$ 25 (inteira). Organizado pela HeadCrushers Produções, o Metal Crushers promete atrair caravanas de diversos municípios do estado.

A classificação indicativa para os dois eventos é de 14 anos. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do local. A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das quinze instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

FESTIVAL DE INVERNO REÚNE DE NANDO REIS A CAPITAL INICIAL E DJAVAN

Djavan, Capital Inicial e Nando Reis são atrações do festival (Fotos Divulgação).

Djavan, Capital Inicial e Nando Reis são atrações do festival (Fotos Divulgação).

A edição 2016 do Festival de Inverno Bahia, em Vitória da Conquista, já está com programação definida. Neste ano, o festival começa em 26 de agosto e terá dez atrações.

Djavan, que se apresenta dia 21 de julho em Ilhéus, Lulu Santos e Nando Reis abrem o primeiro dia do evento. O dia 27, um sábado, terá Biquini Cavadão, Capital Inicial, Natiruts e Baiana System.

O último dia do festival terá Paula Toller, que anunciou o fim da Banda Kid Abelha, Legião Urbana 30 Anos e a dupla sertaneja Marcos e Belutti.

O festival ocorre todos os anos no Parque de Exposições Teopompo de Almeida. O primeiro lote de ingressos tem valores que variam de R$ 48,00 (pista – meia/dia) a R$ 130,00 (camarote). Já o passaporte para os três dias, varia de R$ 115,00 (passaporte – meia/pista) a R$ 308,00 ( passaporte – camarote).

“NUNCA MAIS O DESPOTISMO REGERÁ NOSSAS AÇÕES”

Uma Bahia livre do despotismo, dos tiranos, um estado de povo vibrante, guerreiro. Eis, em vídeo – e mais uma vez, a interpretação de Tatau e da Orquestra Neojibá, além de alunos da rede estadual de ensino, para o Hino da Bahia, o Hino ao 2 de Julho.

Confira em vídeo.

TPI TRAZ MÚSICA, TEATRO E DEBATE EM JULHO

Banda Verbo & Juízo é uma das atrações de julho da Tenda do TPI.

Banda Verbo & Juízo é uma das atrações de julho da Tenda do TPI.

A Tenda Teatro Popular de Ilhéus, espaço cultural localizado na Avenida Soares Lopes, divulgou a sua programação para o mês de julho. Ao todo, serão 13 dias de eventos, que variam desde debates a show musicais. A programação tem início já neste sábado (2), às 16h, com o Café na Ágora, que traz o professor Antônio Moreno para debater sobre a construção do autoconhecimento.

Ainda neste mês, a Tenda apresenta o Festival da Música Independente, com as bandas Verbo&Juízo (Salvador), A Unidade (Salvador) e Crime Organizado (Ilhéus), no dia 9, além do Improviso, Oxente!, que vai discutir a “Gestão pública sustentável e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, todas as terças-feiras, sempre às 19h.

Para quem gosta de uma boa comédia, o grupo Teatro Popular de Ilhéus sobe ao palco no dia 28, com Medida Por Medida, peça inspirada na obra de William Shakespeare e dirigida por Romualdo Lisboa.

A programação completa com mais detalhes pode ser conferida no site www.teatropopulardeilheus.com.br, ou ainda através do aplicativo “Tenda Teatro Popular de Ilhéus”, disponível para download gratuito no Google Play Store.

SHOW DE JORGE E MATEUS ABRE ILHÉUS FORRÓ

Dupla sertaneja abre festejos pelos 482 anos de Ilhéus (Foto Divulgação).

Dupla sertaneja abre festejos pelos 482 anos de Ilhéus (Foto Divulgação).

O Ilhéus Forró começa neste domingo (26) com show da dupla sertaneja Jorge & Mateus em um dos cartões portais da cidade, a Avenida Soares Lopes. Ainda hoje, Torres da Lapa também se apresenta no palco do evento.

Os festejos seguem até dia 28, quando o município sul-baiano completa 482 anos. Na segunda, Daniel Vieira e Forrozão animam o público. O último dia terá Elba Ramalho e Cacau com Leite.

ITABUNENSE LANÇA “COACHING PARA A LIDERANÇA”

Marcela Rangel, Djaine de Angelo, Pedro Guimarães, César Tucci, Rui Mesquita, Jaciara Santos, Luiz Simões e Joyce Assis. Ao fundo, em pé, Andréia Roma

Jaciara (3ª da direita para a esquerda) e coautores da obra (Foto Robson Regato/Leader).

Jaciara Santos é coautora de obra.

Jaciara Santos é coautora de obra.

A itabunense Jaciara Santos lançou, como coautora, o livro Coaching para a liderança – a filosofia do sucesso pessoal e profissional, na última quinta (23), na Livraria Cultura, em São Paulo.

Editada pela Leader, a obra aborda, em 25 capítulos, a importância do coaching para a formação de líderes, a resiliência como competência para liderar e a característica do líder de ser um eterno aprendiz, segundo os seus coordenadores.

Master coach, Jaciara define o livro como “ferramenta poderosíssima para líderes, gestores, treinadores, empresários, administradores e todos aqueles que se consideram ou desejam desempenhar a difícil, gratificante e enriquecedora missão de se tornar um verdadeiro líder”.

Coaching para a liderança… já pode ser adquirido, pela internet, nas livras Saraiva e Cultura. Jaciara fará lançamento em Itabuna e, também em breve, disponibilizará a obra em seu site.

ILHÉUS FORRÓ TERÁ JORGE & MATEUS E ELBA RAMALHO

A dupla Jorge & Matheus é uma das atrações do Ilhéus Forró (Foto Divulgação).

A dupla Jorge & Mateus é uma das atrações do Ilhéus Forró (Foto Divulgação).

A programação junina e de aniversário de Ilhéus está definida e contará com grandes atrações nacionais. Oa festejos começam no domingo (26). A dupla Jorge & Mateus abre a programação, na Avenida Soares Lopes, centro, em noite com Torres da Lapa. O segundo dia de arrasta-pé na Soares Lopes terá o sertanejo Daniel Vieira e Forrozão.

O show de Elba Ramalho fecha a programação junina ilheense, dia 28, em noite que também terá a Banda Cacau com Leite. O Ilhéus Forró está sendo promovido pela Prefeitura de Ilhéus, Costa do Cacau Convention Bureau, Bahiatursa e Associação de Turismo de Ilhéus (Atil).

SAULO INTERPRETA CACAU COM LEITE

O cantor Saulo interpreta Vim vim, sucesso na voz de Ari PB, da Banda Cacau Leite. O arrasta-pé está só começando.

HOJE O CÉU TEM PURPURINA

O ator itabunense Osvaldinho Mil, que faz sucesso no teatro e em novelas globais, prestou ontem (17) uma grande homenagem ao jornalista e colunista social Charles Henri, morto após sofrer um AVC hemorrágico e ficar internado por quatro dias, além de passar por cirurgia. O corpo de Henri foi enterrado, há pouco, no Cemitério Campo Santo. Abaixo, a íntegra da homenagem publicada no Facebook.

Osvaldinho MilOsvaldinho Mil, via Facebook

Hoje o céu tem purpurina.

Morreu a primeira grande bicha da minha vida: Charles Henry.

Itabunenses devem ter colocado luto cor de rosa, ornado de lantejoulas brilhantes.

Hoje em dia, rapazes assumirem que gostam de rapazes é natural e corriqueiro. Apesar de todo o preconceito que ainda há, avançamos muito na aceitação desta relação. Na minha infância, no interior da Bahia, anos 70, era uma aberração. Pura viadagem. E Charles Henry fazia parte de um grupo de bichas chiques, aristocráticas e respeitadas nas terras do cacau. Diogo Caldas, Serafim de Itajuípe, Dicas Cezimbra.

Em meio à feliz viadagem deste povo, uma cidade se coloriu. Estes rapazes tinham a coragem de ser quem queriam ser em uma comunidade ainda comandada por restos de coronéis e seus ‘masculinos valores cristãos’.

E mais do que isso, nos abriu as portas para possibilidades além das que as tradições nos empunham. E não falo só em se liberar sexualmente, mas de várias outras amarras que se desfazem quando abrimos a possibilidade de enxergar caminhos além dos já conhecidos.

Minha memória mais antiga neste tema ‘fundiu minha cuca’ na época. Lembro que vi uma vez um negrão musculoso (digo ‘negrão ’porque era negro. Se fosse loiro, diria ‘loirão’), grandão, vestido de mini saia e top vermelhos. Aquela bicha forte estava de dedo em riste ameaçando alguém e dizia com raiva e força em voz grave: ‘eu só sou viado embaixo dessa roupa aqui, porque se eu tirar, eu te quebro todo na porrada’. Hein?! Como é? Viadagem não era coisa de homem bichinha, afeminado e frágil? Vi que não era. Deu um nó na cabeça do menino.

Nesta mesma época surgia o grupo Secos e Molhados. Ney Matogrosso com aquele rosto pintado, o corpo nu. Meio macho, meio fêmea. Uma figura andrógina que eu não entendia na minha meninice.

Caetano cantava: ‘ele é um homem, e eu sou apenas uma mulher’. Como é? Não entendia um homem cantando isso.

Vivas à Charles Henry!

Vida longa às nossas bichas!

Que suas purpurinas despertem os nossos arco íris!

Peço permissão para neste texto usar as palavras viado e bicha pra designar os protagonistas. Eram os únicos termos que usávamos na época. Não existia toda essa gama de palavras que hoje há para nominar rapazes que gostam de rapazes.

Beijos!

GILBERTO GIL É INTERNADO PARA TRATAR DE INSUFICIÊNCIA RENAL

Gilberto Gil após receber alta em maio passado (Foto Fernando Frazão/Agência Brasil).

Gilberto Gil após receber alta em maio passado (Foto Fernando Frazão/Agência Brasil).

Do G1

O cantor Gilberto Gil voltou a ser internado para dar sequência ao tratamento de insuficiência renal, informou sua assessoria de imprensa. Ele foi internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, na quarta-feira (15).

Ainda segundo sua assessoria, o tratamento é realizado mensalmente na cidade São Paulo. Ele pode receber alta neste sábado (18). Não há informações de quanto tempo durará o tratamento do cantor.

INSUFICIÊNCIA RENAL

Em maio, o cantor já tinha sido internado para tratar da insuficiência renal. Em sua página no Instagram, Gil agradeceu aos fãs.

“Gostaria de agradecer a todos pela preocupação, pelas inúmeras ligações, e-mails e recados aqui nas redes. Como vocês sabem, no mês passado iniciei um check-up aqui em São Paulo, interrompi pra fazer minha maratona de shows com Caetano Veloso pela América Latina, Estados Unidos e Europa, e agora retornei ao hospital com Flora Gil para terminar o meu check-up. Obrigado por tanto carinho, espero em breve estar em casa”, escreveu.

IMPROVISO, OXENTE! ABORDA REDES SOCIAIS E JUVENTUDE POLITIZADA

Tenda do TPI sedia debates do Improviso, Oxente (Foto Lucas Vitorino/Divulgação).

Tenda do TPI sedia debates do Improviso, Oxente (Foto Lucas Vitorino/Divulgação).

O Teatro Popular de Ilhéus apresenta nesta semana mais uma edição do “Improviso, Oxente!”, evento que reúne debates e apresentações de artistas regionais. Os encontros acontecem na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes (centro), hoje (15) e amanhã (16), sempre a partir das 19h. O evento é gratuito e possui classificação indicativa livre.

Dessa vez, o “Improviso, Oxente!” abordará o tema “#RedeSocial #JuventudePolitizada”, destacando os subtemas: “O processo de construção para a jovem democracia brasileira”, no dia 15, e “Gabriela que nasceu assim, não deve morrer assim: conjuntura Ilhéus”, no dia 16.

Para tratar desses assuntos, foram convidados: professor Josué Cândido (UESC), Michel Mendonça (especialista em Direito Constitucional), Gabriel Moreira (historiador), Gabriel Siqueira (Instituto Nossa Ilhéus), Guilhardes de Jesus (diretor do Departamento de Ciências Jurídicas da UESC), Makrisi Angeli (líder comunitário) e Shi Mário (ativista social).

O objetivo desta edição do “Improviso, Oxente!” é discutir a participação da juventude na democracia brasileira, tendo ainda como cenário para isso as redes sociais, nas estruturas virtuais e não-virtuais.

CASA CHEIA NA DESPEDIDA DE “CIRCO NEGRO”

Circo Negro encerrou temporada com casa cheia (Foto Clóvis Lunardi).

Circo Negro encerrou temporada com casa cheia (Foto Clóvis Lunardi).

A CiaSenhas de Teatro encerrou, no sábado (11), com grande sucesso a temporada do projeto Circo Negro em Circulação Nordeste, na Tenda do Teatro Popular de Ilhéus. E alcançou sua lotação máxima, com 200 pessoas na plateia. O elenco foi ovacionado pela qualidade do espetáculo.

Entre os presentes na plateia, na última noite, estavam membros da Associação de Surdos de Ilhéus, que acompanharam a encenação com a ajuda de intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras). Também foi disponibilizado o roteiro em Braile para deficientes visuais. A iniciativa foi gratuita.

O espetáculo Circo Negro está em cartaz desde 2012 e circulou por várias cidades das regiões Sul e Sudeste do Brasil e, no Nordeste, havia sido apresentado apenas em Recife (PE). A peça, que tem texto do argentino Daniel Veronese, trata de teatro falando sobre os vícios do teatro, intercalando as cenas com números circenses.

“Pela primeira vez, apresentamos sob uma lona de circo. Nunca tínhamos lidado com esse tipo de estrutura oferecida pela Tenda Teatro Popular de Ilhéus e foi uma experiência fantástica”, revelou a diretora do espetáculo, Sueli Araújo. Emocionada, a produtora Marcia Moraes, agradeceu ao público ilheense pelo carinho e receptividade. “Foi muito lindo. Superou todas as nossas expectativas”, disse.

Além das apresentações da peça, o projeto Circo Negro em Circulação Nordeste ofereceu oficina de formação de plateia para alunos da turma da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da Escola Municipal do Banco da Vitória, no dia 07. E, na noite do dia 09, os estudantes assistiram ao espetáculo Circo Negro.

:: LEIA MAIS »

FESTIVAL DE CINEMA EM ITABUNA CELEBRA VALORIZAÇÃO DA CULTURA NEGRA

Festival é realizado pela primeira vez em Itabuna (Foto Daniel Thame).

Festival é realizado pela primeira vez em Itabuna (Foto Daniel Thame).

Daniel Thame

A apresentação do espetáculo ‘Anjo Negro’, em homenagem ao ator Mário Gusmão, marcou a abertura do VI Festival Baiano de Cinema (Feciba) no município de Itabuna, no sul do estado, na noite de quinta-feira (9). Encenado pelo Grupo Encantarte, projeto de inclusão social que envolve cerca de 200 jovens do bairro Maria Pinheiro, na periferia da cidade, o musical destacou o papel de Gusmão com a arte e a cultura da região. O evento, promovido pela Voo Audiovisual e Núproarte, com o apoio das secretarias estaduais da Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz), por meio do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), teve etapas em Juazeiro e Feira de Santana.

“É importante resgatar a memória de uma pessoa que incentivou o surgimento de novos artistas e contribuiu com sua arte para valorizar e afirmar a cultura negra”, ressaltou o coordenador do Encantarte, Egnaldo França. A primeira noite do Feciba teve ainda a exibição do filme ‘Hereros de Angola’, do publicitário e cineasta Sérgio Guerra, que retrata a luta de um povo nos confins da África para manter suas tradições.

O festival será encerrado neste sábado (11) e terá a exibição de dez curtas-metragens, com destaque para a produção audiovisual baiana. De acordo com o produtor executivo do Feciba, Edson Bastos, “essa é uma oportunidade de aproximar o público do interior do estado de produções de qualidade, que nem sempre estão disponíveis no circuito comercial. Nesse contexto, o apoio do Governo da Bahia é fundamental, numa parceria que vem desde a primeira edição em 2011”.

De acordo com a coordenadora do evento, Cristiane Santana, além de descentralizar a produção audiovisual, o festival também busca incentivar a formação de novos profissionais, por meio da realização de oficinas e mostras de filmes de novos diretores, contribuindo no processo de renovação do cinema baiano. A programação inclui também uma oficina de fotografia, ministrada pelo profissional Jerônimo Soffer.

OPÇÃO PARA CIDADE SEM CINEMA

O Feciba é uma excelente opção numa cidade que não dispõe de salas de cinema. “A programação é diversificada, com filmes excelentes para todos os públicos. Vale a pena participar”, disse o ambientalista Walmir do Carmo. A atriz e militante do movimento negro Alba Cristina, destacou a importância de o evento homenagear Mário Gusmão. “É um reconhecimento a um trabalho que é exemplo para os jovens. É a celebração da arte”.

O festival é composto por sete mostras de filmes – ‘Bahia Adentro’, composta por filmes produzidos em diversas partes da Bahia; ‘Sexualidades’, que explora e discute a temática de gênero nacional e regional; ‘Competitiva de Curtas’, ‘Retrospectiva, dedicada ao ator Mário Gusmão’, ‘Bahia Afora’(abre espaços às produções de outros estados), e ‘Atualidades’(mostra os últimos lançamentos de longa-metragem do cinema baiano).

CIRCO NEGRO EMPOLGA PLATEIA EM ILHÉUS

Encenação de "Circo Negro" no palco da Tenda do TPI, em Ilhéus (Foto Clóvis Lunardi).

Encenação de “Circo Negro” no palco da Tenda do TPI, em Ilhéus (Foto Clóvis Lunardi).

Foi debaixo de uma lona circense que a CiaSenhas de Teatro abriu, ontem (8), a temporada de espetáculos e oficinas pelo Nordeste brasileiro, com o espetáculo Circo Negro. As apresentações gratuitas seguem até o sábado (11), sempre às 20h, na Tenda do Teatro Popular de Ilhéus, na Avenida Soares Lopes.  A montagem, cuja classificação indicativa é 18 anos, disponibiliza de duas intérpretes de Libras e roteiro em Braile.

O espetáculo Circo Negro tem texto do argentino Daniel Veronese, traduzido por André Carreira e dirigido por Sueli Araújo. A referência ao circo está presente em todos os elementos visuais e sonoros, que criam uma paisagem de um tempo-espaço entre as imagens do circo mítico em contraste com o teatro. A realização de números circenses serve como metáfora do jogo de relações de poder e competitividade, misturando realidade e ficção num jogo permanente com o público.

“COM-VIVÊNCIA”

Como parte do projeto Circo Negro em Circulação Nordeste, a CiaSenhas de Teatro convidou membros da classe artística ilheense para o encontro Ação de Com-Vivência. A atividade será realizada neste sábado (11) a partir das 15 horas, também na Tenda Teatro Popular de Ilhéus. O objetivo é construir um espaço de diálogo e troca de experiências entre os artistas sul-baianos e os do coletivo paranaense.

O projeto Circo Negro em Circulação Nordeste é patrocinado pelo Ministério da Cultura e pela Petrobras Distribuidora. A ação executada pela CiaSenhas de Teatro foi selecionada pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016. Após a temporada em Ilhéus, os artistas de Curitiba seguem para Juazeiro do Norte, no Ceará.

ILHÉUS RECEBE PROJETO CIRCO NEGRO

Encenação de Circo Negro, peça da CiaSenhas de Teatro (Foto Maringas Maciel).

Encenação de Circo Negro, peça da CiaSenhas de Teatro (Foto Maringas Maciel).

Ilhéus será a primeira cidade baiana a receber o projeto Circo Negro em Circulação Nordeste, da CiaSenhas de Teatr.,  De quarta-feira (8) a sábado (11), o coletivo de Curitiba apresentará o espetáculo Circo Negro e também realizará oficina de formação de plateia para alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e encontro com a classe artística regional.

A peça, cuja classificação indicativa é 18 anos, será encenada sempre às 20 horas, com acessibilidade para pessoas com deficiências auditiva e visual. A entrada é franca e o palco das atividades será a Tenda Teatro Popular de Ilhéus, localizada na Avenida Soares Lopes.

De acordo com a produtora da CiaSenhas, Marcia Moraes, 2016 está sendo importante para o grupo paranaense pela apresentação do projeto na região Nordeste. Em janeiro, a CiaSenhas fez temporada em Recife com dois espetáculos, um lançamento de livro e uma leitura dramática.

Sobre as expectativas do projeto, ela acredita que “todas as ações são fundamentais pra que o encontro entre a arte, o público e a vida possa ser mais verdadeiro. Estamos totalmente abertos para receber e conversar com as pessoas através do teatro”. Após o período em Ilhéus, o grupo segue para Juazeiro do Norte, no Ceará.

O espetáculo Circo Negro, que estreia na noite desta quarta-feira, mistura realidade e ficção num jogo permanente com o público. A montagem tem texto do argentino Daniel Veronese, traduzido por André Carreira e dirigido por Sueli Araújo. A referência ao circo está presente em todos os elementos visuais e sonoros, que criam uma paisagem de um tempo-espaço entre as imagens do circo mítico em contraste com o teatro. A realização de números circenses serve como metáfora do jogo de relações de poder e competitividade.

FORMAÇÃO DE PLATEIA

A oficina de formação de plateia ministrada pelos artistas da CiaSenhas é destinada a alunos da EJA da Escola Municipal do Banco da Vitória. Eles participarão de, aproximadamente, três horas de atividades práticas e mais bate-papo após assistirem ao espetáculo Circo Negro.

A intenção do trabalho é aproximar ainda mais os estudantes da linguagem do teatro contemporâneo. E o encontro Ação de Com-Vivência, direcionado para membros da classe artística local, objetiva a construção de um espaço de diálogo e troca de experiências com o coletivo paranaense. A ação será no sábado (11), às 15 horas, também na Tenda Teatro Popular de Ilhéus.

O projeto Circo Negro em Circulação Nordeste é patrocinado pelo Ministério da Cultura e da Petrobras Distribuidora. A ação foi selecionada pelo Programa Petrobras Distribuidora de Cultura 2015/2016. Para saber mais sobre o trabalho da CiaSenhas de Teatro, basta acessar o site www.ciasenhas.art.br.

SERVIÇO
O que: Circo Negro
Local: Tenda Teatro Popular de Ilhéus
Quando: De 08 a 11 de junho, às 20 horas
Entrada: Franca
Classificação: 18 anos
Mais informações: (73) 4102-0580

FECIBA PRESTA HOMENAGEM A MÁRIO GUSMÃO

Mário Gusmão é homenageado em edição do Feciba (Foto Maria Sampaio).

Mário Gusmão é homenageado em edição do Feciba (Foto Maria Sampaio).

O espetáculo Anjo Negro – a memória de Mário Gusmão será apresentado na noite de abertura do VI Festival de Cinema Baiano (Feciba), de 9 a 11 de junho, no Centro de Cultura Adonias Filho, em Itabuna. O ator é o grande homenageado desta sexta edição, que já passou pelas cidades de Juazeiro, em abril, e Feira de Santana, em maio.

A peça teatral  trará a memória de Mário Gusmão, ator e diretor teatral que influenciou a trajetória de muitos artistas na década de 1980 em Itabuna e todo o sul da Bahia, principalmente trazendo as questões da valorização do ser negro.

O espetáculo que desenvolve uma linguagem poética e dramática, trazendo na dança afro contemporânea uma forte inspiração nos elementos da dança primitiva. A produção é do Grupo Afro do Encantarte, através do ProjetoCultura em Ação,  do Ponto de Cultura  Associação do Culto Afro Itabunense (Acai), sob a direção teatral, coreográfica e textos de Egnaldo França.

Ainda como parte da homenagem, a Mostra Retrospectiva do VI Feciba, que é dedicada ao ator, exibirá o longa O Anjo Negro (1972), que narra a história de um emissário místico que representa uma síntese da cultura afro baiana, que, com sua força dionisíaca, barroca, carnavalesca, selvagem e profana sacudirá os alicerces de uma família tradicional que está passando por uma crise. O filme de José Humberto Dias foi protagonizado por Mário Gusmão e seu título passou a ser utilizado como uma qualificação ao homenageado.

O Feciba é uma realização do NúProArt – Núcleo de Produções Artísticas e da Voo Audiovisual e tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

MÁRIO GUSMÃO

Nascido em 1920 na cidade de Cachoeira (BA), Mário Gusmão foi o primeiro ator negro a se formar pela Faculdade de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA), onde ingressou na segunda turma em 1950. Mas foram nas décadas de 1960 e 1970 que ele viveu o melhor momento de sua carreira. Durante sua passagem por Itabuna e Ilhéus, na década de 1980, Gusmão tornou-se referência para o movimento negro e artístico da região.

:: LEIA MAIS »






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia