WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom sao joao unime shopping jequitiba


junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

editorias


:: ‘Economia & Negócios’

FACULDADE EM ITABUNA ABRE 16 VAGAS PARA PROFESSOR

unimeitabunadtA Unime abriu seleção para contratar 16 professores para os cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Civil, Pedagogia, CST em Radiologia, Ciências Contábeis, Odontologia e Arquitetura e Urbanismo. As vagas são para lecionar na unidade de Itabuna.

Das vagas, 6 são para o curso de Engenharia Elétrica, 5 para Engenharia Civil, 1 para CST em Radiologia, 1 para Ciências Contábeis, 1 para Odontologia, 1 para Arquitetura e Urbanismo e 1 para Pedagogia. O processo seletivo ocorrerá entre os dias 3 e 14 de julho. O processo seletivo tem validade de um ano.

Para concorrer a uma das 16 vagas ofertadas, os candidatos deverão acessar o edital, disponível no portal www.unime.edu.br, conferir os requisitos e a documentação exigida.

Interessados deverão entregar os documentos no setor de Recursos Humanos da instituição até o dia 30 de junho, das 16h às 20h. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (73) 2102-3030.

COM EXPANSÃO, BANCO DO POVO ATENDERÁ MICROEMPREENDEDORES ILHEENSES

Sede do Banco do Povo, na Avenida do Cinquentenário, em Itabuna | Foto Divulgação

Banco do Povo, na Avenida do Cinquentenário, em Itabuna | Foto Divulgação

Primeira instituição comunitária de crédito da região cacaueira, o Banco do Povo anunciou expansão de suas atividades. A partir de julho, a instituição sem fins lucrativos também atenderá microempreendedores de Ilhéus. Quase 10% do volume de empréstimos em 2017 deverá ser destinado à clientela ilheense, de acordo com a diretora executiva do Banco do Povo, Ilana Queiroz.

Ilana: meta é conceder R$ 3 milhões em empréstimos.

Ilana: meta é emprestar até R$ 3 milhões no ano.

O Banco já atende, além de Itabuna, microempreendedores de Buerarema, Ibicaraí, Itapé, Floresta Azul, Itajuípe e Coaraci. “Diante da experiência acumulada pelo banco em 15 anos de existência, ampliamos agora o atendimento ao município de Ilhéus”, ressalta Ilana.

JUROS MAIS BAIXOS

Além da oferta de microcrédito, o banco também oferece orientação e, em parceria com o Sebrae, capacitação ao cliente. O empréstimo pode ser concedido a quem tem empresa constituída ou ainda é informal, seja vendedor de caldo de cana ou de pipoca, por exemplo, a baiana de acarajé.

Desde quando foi fundado, em julho de 2001, o Banco do Povo já efetuou mais de 13 mil operações de crédito e concedeu R$ 22 milhões em empréstimo. Segundo Ilana, 4 mil clientes foram atendidos pela instituição com a concessão de crédito e orientação. O crédito é oferecido com taxas de juros mais baixas. A instituição não tem fins lucrativos.

MICROCRÉDITO

O Banco do Povo oferece crédito a empreendedores formais e informais. O empréstimo vai de R$ 200,00 a R$ 10 mil para capital de giro ou fixo. De acordo com Ilana, a documentação necessária para obtenção do empréstimo inclui RG, CPF e comprovante de residência.

O atendimento em Ilhéus será feito por agendamento. A visita pode ser agendada pelo telefone 73-3612.2366 ou pelo WhatsApp (73-99988.6186). A sede do banco fica na Avenida do Cinquentenário, próximo à Praça Camacã, centro de Itabuna.

MISSÃO DO BANCO MUNDIAL E DE MOÇAMBIQUE VISITA BIOFÁBRICA

Missão do Banco Mundial e de Moçambique visita Biofábrica em Ilhéus || Foto Mariana Ferreira

Missão do Banco Mundial e de Moçambique visita Biofábrica || Foto Mariana Ferreira

Cerca de 20 servidores do governo de Moçambique, na África, e uma equipe do Banco Mundial visitaram o parque fabril do Instituto Biofábrica de Cacau (IBC), em Ilhéus. A missão, organizada em parceria com os governos Federal e da Bahia, apresentar ao governo moçambicano políticas públicas de desenvolvimento e redução da pobreza rural promovidas nos Territórios de Identidade Litoral Sul e Baixo-Sul da Bahia.

A diretora de Planificação e Cooperação no Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural de Moçambique., Yolanda Gonçalves, disse ter ficado impressionada com a estrutura da Biofábrica e a produção em grande escala. “Quando visitamos o laboratório, também ficamos impressionados com o rigor com que o trabalho é feito, porque requer muita pesquisa, muito conhecimento e técnicos qualificados. No nosso país, infelizmente, ainda não temos viveiros com essa dimensão, com esta escala. Esperamos poder levar essa experiência para o nosso país”.

A visita fez parte do Memorando de Entendimento Trilateral assinado entre os governos do Brasil e de Moçambique com o Banco Mundial para reforço da Cooperação Sul-Sul – articulação política e de intercâmbio econômico, científico, tecnológico e outras áreas entre países em desenvolvimento.

O Banco Mundial estimula iniciativas de cooperação, ressalta Fátima Amazonas, especialista sênior em Desenvolvimento Rural do Banco Mundial. “Essa missão inicia o processo para construção dessa cooperação de forma mais estratégica e planejada”, explicou. A Bahia foi escolhida, segundo ela, por causa do Bahia Produtiva, da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, além de ter as condições que poderiam favorecer as visitas de campo e as reuniões que a equipe de Moçambique precisaria para o desenvolvimento dos trabalhos.

Diretor-geral do Instituto Biofábrica de Cacau, Lanns Almeida disse que a Biofábrica é aberta para visitas como esta e busca parcerias “que acrescentem no processo de desenvolvimento rural e econômico da Bahia”. “Estamos sempre em colaboração mútua com outras instituições de tecnologia e a missão de Moçambique reforça a imagem sustentável que a Bahia confere internacionalmente”. :: LEIA MAIS »

PROFESSORES DA UESC FUNDAM NÚCLEO DE ESTUDOS SOBRE CERVEJAS ARTESANAIS

Marcelo O. Honda, Franco D.R. Amado, Ana Paula Uetanabaro, Mauro de Paula Moreira, Antônio Fabio Reis Figueiredo, Gustavo da Cruz e Zolacir T.O. Junior || Foto Julia Barreto

Os fundadores do Neca: Marcelo Honda, Franco Amado, Ana Paula Uetanabaro, Mauro Moreira, Antônio Fabio Figueiredo, Gustavo da Cruz e Zolacir Junior || Foto Júlia Barreto

Pesquisadores da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, criaram núcleo para promover atividades de pesquisa, extensão e ensino exclusivas na área de cervejas artesanais. Segundo os idealizadores, o objetivo do Núcleo de Estudos sobre Cervejas Artesanais (Neca) é fomentar a inovação, competitividade e desenvolvimento regional dos pequenos produtores e gestores de microcervejarias que atuam em um mercado que deverá crescer 15% ao ano.

Constituído por um grupo multidisciplinar de pesquisadores, o Neca é parte de ação do programa acadêmico da Uesc. A universidade já conta com uma planta piloto de microcervejaria, inaugurada em julho do ano passado. O Neca é, conforme os idealizadores, o primeiro núcleo do Nordeste e o terceiro do Brasil que atua exclusivamente na área de cervejas artesanais.

NO VINHO, A INSPIRAÇÃO

Segundo o professor Zolacir Junior, coordenador do Neca, a ideia de criar o núcleo surgiu inspirada nas experiências do Instituto Federal de Bento Gonçalves, que tem o primeiro curso de Enologia do país, e na Embrapa, que desenvolve pesquisa na área de vitivinicultura. No município gaúcho, produtores locais, gestores de vinícolas, agentes políticos e pesquisadores universitários atuam integrados na cadeia produtiva de vinhos em busca de inovação, competitividade e desenvolvimento regional.

De acordo com Zolacir, o Neca promoverá atividades de pesquisa, extensão e ensino dirigidos prioritariamente para pequenos produtores, gestores de microcervejarias e demais empresas que atuam no setor de cervejaria, além de instituições públicas e do terceiro setor.

O professor e coordenador do Neca cita que o movimento de produção de cervejas artesanais no Brasil iniciou-se na década de 90. Elas possuem características regionais, justamente por serem produzidas em menor escala, sendo exclusivas e diferenciadas em texturas, aromas e sabores.

MERCADO

Enquanto na Europa e na América do Norte as cervejas artesanais detêm de 13% a 20% de mercado, no Brasil ela cresce, mas ainda representa 3%, segundo Zolacir. “E vem apresentando um crescimento de 15% ao ano”, acrescenta.

A partir do Neca, observa o professor, os pesquisadores pretendem atuar na inovação e no desenvolvimento de soluções para o setor. A ideia é “tornar o núcleo um centro de excelência acadêmica em cervejas artesanais no Brasil e sendo capaz de dar também respostas a questões ambientais, econômicas e tecnológicas no âmbito deste crescente mercado”. Informações sobre o Neca podem ser obtidas por email (neca@uesc.br) ou telefone (73-3680-5275).

LEI DE 2000 LIBERA SERVIÇO DE LOTAÇÃO EM ILHÉUS

Lei de 2000 libera lotação no município | Foto Ilhéus em Resumo

Lei de 2000 libera lotação no município | Foto Ilhéus em Resumo

A Cooperativa de Transporte Alternativo de Ilhéus tem um trunfo pra brecar as fiscalizações contra as lotações que têm apreendido veículos na cidade.

Uma lei de 2000, de número 2829, assinada pelo então prefeito Jabes Ribeiro, estabelece o serviço de lotação no município. Pontos da lei ainda precisam ser regulamentados, no entanto, o sistema está há 17 anos liberado.

De acordo com a lei, que você pode acessar aqui, o número de carros atuando como lotação não deve ser menor que 15% da quantidade de táxis convencionais. Hoje, existem cerca de 400 taxistas rodando em Ilhéus.

E continua, ao exigir veículos em boas condições, identificados e vistoriados periodicamente. O condutor precisa ter habilitação profissional, passar por cursos de atualização e seguir roteiros e horários pré-determinados.

Com a lei debaixo do braço, as associações agora pretender barrar as fiscalizações que já apreenderam três veículos desde sexta-feira (23). Alem de forçar o prefeito Mário Alexandre a regulamentar pontos da matéria, como os horários, roteiros e as vistorias nos veículos.

A lei promete colocar mais lenha na discussão entre alternativos, taxistas  e empresas de transporte coletivo e vai exigir jogo de cintura do prefeito Marão. Leia mais no Ilhéus em Resumo

PÃO DE AÇÚCAR CONFIRMA ASSAÍ ATACADISTA EM ILHÉUS

Assaí Atacadista terá loja na Zona Sul de Ilhéus | Foto Divulgação

Assaí Atacadista terá loja na Zona Sul de Ilhéus | Foto Divulgação

– PREVISÃO É DE QUE GRUPO GERE ATÉ 300 EMPREGOS

O Grupo Pão de Açúcar confirmou uma loja do Assaí Atacadista em Ilhéus. O empreendimento será construído na zona sul do município e não mais na região limite dos municípios de Ilhéus e Itabuna, onde já estão instalados Atacadão, Makro e Maxxi. O anúncio oficial ocorrerá em solenidade marcada para a próxima quarta (28), às 17h, no Teatro Municipal de Ilhéus.

A loja funcionará numa área do Condomínio Cidadelle Praia, na Rodovia Ilhéus-Olivença (BA-001), conforme detalhes fornecidos pelo prefeito Mário Alexandre (Marão), após encontro com o presidente do grupo, Belmiro de Figueiredo Gomes e os diretores Armando Tadeu Boudoux (Expansão) e Karen Casalano (Projetos), na sede em Tatuapé, interior de São Paulo. O investimento anunciado é de R$ 40 milhões.

Segundo Mário Alexandre o investimento prevê a geração de 280 a 300 empregos diretos já na primeira etapa, dos quais apenas duas vagas serão ocupadas por colaboradores de fora da cidade. “Vamos priorizar a mão-de-obra local”, assegura Mário Alexandre.

A Rede Assaí possui 107 lojas espalhadas pelo Brasil, está presente em 16 estados e anualmente atende a 120 milhões de clientes, de acordo com o Grupo Pão de Açúcar. O Assaí possui 20 mil colaboradores.

Marão, ao centro, com diretores da Rede Assaí, do Grupo Pão de Açúcar | Foto Divulgação

Marão, ao centro, com diretores da Rede Assaí, do Grupo Pão de Açúcar | Foto Divulgação

ITABUNA E ILHÉUS CORTAM MAIS DE 500 POSTOS DE TRABALHO EM 2017

Itabuna e Ilhéus fecharam 5 meses no vermelho na geração de empregos | Foto Cidadesnet

Itabuna e Ilhéus fecharam 5 meses no vermelho na geração de empregos || Foto Cidadesnet

As duas principais economias do sul da Bahia fecharam o acumulado de janeiro a maio deste ano com saldo negativo de empregos. Itabuna cortou 59 postos de trabalho. Ilhéus, outros 482, , aponta o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Os dados do Cadastro Geral dos Empregados e Desempregados (Caged), do MTE, revelam que o setor de serviços em Itabuna abriu 197 novas vagas no período de janeiro a maio, mas outros tradicionais geradores de emprego foram em sentido contrário, a exemplo da indústria, do comércio e da construção civil.

A indústria de transformação encerrou o período com saldo negativo ao cortar 158 postos de trabalho (316 admissões ante 474 desligamentos). Foi seguido, a distância, pelo setor do comércio (corte de 42 postos) e pela construção civil (-35).

Quando considerado apenas maio, o município fica no zero a zero. Gerou 725 empregos, porém registrou 725 desligamentos. Serviços e administração pública geraram, respectivamente, 27 e 4 novos empregos. Apresentaram saldo negativo, dentre os principais setores, indústria (-21), construção civil (-7) e comércio (-2).

O PIMENTA fez cruzamento de dados dos últimos 12 meses. O acumulado de um ano revela saldo positivo neste período em Itabuna: 779 novas vagas. Fica no azul ao ser puxado pelo setor de serviços, que gerou 1.252 novos empregos, tendo como principal responsável a área de telemarketing.

Comércio de Ilhéus fechou período no negativo.

Comércio de Ilhéus fechou período no negativo.

ILHÉUS

Ilhéus fechou o período de janeiro a maio em situação ainda pior. Os principais cortes de postos de trabalho ocorreram na área de serviços (-176), construção civil (-151) e comércio (-148).

O setor agropecuário também apresentou saldo negativo, limando 79 postos de trabalho.

Apenas o setor de serviços de indústria de utilidade pública fechou bem: criou 94 novos postos de trabalho. O setor inclui serviços como transporte coletivo, água e luz, por exemplo.

Dos mais de 480 postos de trabalho cortados nos primeiros cinco meses do ano, 106 deles se deram em maio. Comércio e construção civil puxaram as demissões. Corte de 46 postos de trabalho cada um. O de serviços cortou 14. Já nos últimos 12 meses, o município ilheense fecha com saldo ainda mais negativo: -707 postos.

BAHIA E BRASIL

Os números de maio no país foram positivos, com a criação de 34.253. Na Bahia, também. O estado criou 2.966 novos empregos. Nos cinco primeiros meses do ano, geração de 6.203 novos postos de trabalho. Já no acumulado dos últimos 12 meses, o saldo é negativo: -42.937, de acordo com o MTE.

FESTIVAL DO CHOCOLATE TERÁ MAIS DE 80 EXPOSITORES EM 2017

Festival entra em sua 9ª edição em 2017 (Foto Pimenta).

Festival entra em sua 9ª edição em 2017 || Foto Pimenta/Arquivo.

O Festival Internacional do Chocolate e Cacau de Ilhéus de 2017 reunirá mais de 30 marcas de chocolate de origem e cerca de 80 expositores da cadeia produtiva do cacau, de acordo com a organização. O evento, que neste ano torna-se Chocolat Bahia, será realizado de 20 a 23 de julho, no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, em Ilhéus.

O centro será espaço para exposições, cursos de capacitação, debates, rodadas de negócios e palestras com especialistas internacionais, além de workshops gratuitos com receitas à base de chocolate. Um dos workshops será com Lucas Corazza, jurado do Que seja doce, reality show do GNT.

Lessa, idealizador do festival | Foto Ana Lee

Lessa, idealizador do festival || Foto Ana Lee

OPORTUNIDADES

“Temos, durante quatro dias, o maior evento profissional dessa área, reunindo consumidores, especialistas e produtores”, observa o idealizador e coordenador do Chocolat Bahia, o publicitário Marco Lessa. Para ele, o evento é “oportunidade para discutir a industrialização, a verticalização da produção e, consequentemente, a melhoria da qualidade das amêndoas de cacau selecionado e produto final elaborado”.

O Chocolat Bahia – 9º Festival Internacional do Chocolate e Cacau é realizado pela MVU Eventos, com promoção do Costa do Cacau Convention Bureau e da Associação de Turismo de Ilhéus. São parceiros da iniciativa o Governo da Bahia, por meio das secretarias da Cultura, do Turismo, do Desenvolvimento Rural, da Agricultura e de Ciências Tecnologia e Inovação (Secti), Prefeitura de Ilhéus, Banco do Nordeste, Sebrae e Caixa.

FILIAL DA RENNER EM ITABUNA É A 2ª EM VENDAS NO PAÍS

Renner de Itabuna é a segunda em vendas na estreia (Foto Divulgação).

Renner de Itabuna é a segunda em vendas na estreia (Foto Divulgação).

A loja da Renner em Itabuna terminou o seu primeiro dia como a segunda em faturamento, no país, dentre as mais de 300 unidades da rede. O pico foi atingido na última sexta (16), quando a loja foi inaugurada.

A filial da rede ocupa área total de 2,3 mil metros quadrados no Shopping Jequitibá, distribuída em dois pisos. De origem gaúcha, a empresa investiu R$ 7 milhões para abertura da loja em Itabuna, onde serão gerados até 70 empregos até o final deste ano. Outros R$ 5 milhões foram investidos pelo Jequitibá para construção de estrutura física para receber a loja.

Na sexta, a loja reuniu autoridades municipais e representantes dos lojistas em um happy hour numa das áreas do segundo piso. Representante da Renner no evento, Liane Dórea disse que a chegada ao sul da Bahia era um desejo antigo da marca.

Ainda durante o evento, o empresário Manoel Chaves Neto, do Shopping Jequitibá, falou da chegada da Renner, principal rede varejista de moda do país, e destacou a movimentação de clientes. De acordo com ele, com outras lojas-âncora, como a Richuelo e C&A, e os demais empreendimentos, o centro de compras se torna ícone da moda no sul da Bahia.

OBRAS REQUALIFICAM A PITUBA, EM ITACARÉ

As obras de requalificação da Pituba devem ser concluídas em prazo de seis meses (Foto Divulgação).

As obras de requalificação da Pituba devem ser concluídas em prazo de seis meses (Foto Divulgação).

As obras de requalificação da Rua Pedro Longo, na Pituba, em Itacaré, deverão ser concluídas dentro do prazo e já está no terceiro trecho, que vai da Travessa Amaralina até a 1ª Travessa da Pituba 2. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano, Ademar Sá, estão sendo retiradas as pedras antigas e refeitos calçamento e drenagem.

O prefeito Antônio de Anízio diz que a obra privilegiará os pedestres, tornando-a como espaço de circulação e lazer para os locais e turistas. A proposta, diz, é valorizar o espaço e criar mais áreas de entretenimento. A obra tem investimento de R$ 500 mil, por meio do Ministério do Turismo.

A gestão modificou o projeto para atingir toda a extensão da Pedro Longo, de 1,4 mil metros, da Praça Santos Dummont e a rótula de acesso à avenida principal do loteamento Conchas do Mar, no final da Praça da Mangueira.

MERCADO FINANCEIRO REDUZ PROJEÇÃO PARA INFLAÇÃO E PIB

Sede do Banco Central.

Sede do Banco Central.

Da Agência Brasil

O mercado financeiro reduziu a projeção para a inflação e para o crescimento da economia este ano. Segundo do boletim Focus, publicação elaborada todas as semanas pelo Banco Central (BC) com base em estimativas de instituições financeiras, a projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), passou de 3,71% para 3,64% este ano.

Essa foi a terceira redução seguida. Para 2018, a estimativa caiu de 4,37% para 4,33% no segundo ajuste consecutivo. As projeções permanecem abaixo do centro da meta de inflação, que é de 4,5%.

Para o junho, o mercado financeiro espera por deflação (-0,07%), após projetar estabilidade dos preços na semana passada.

A estimativa para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todas as riquezas produzidas pelo país, foi reduzida de 0,41% para 0,40%, em 2017, no segundo ajuste consecutivo. Para o próximo ano, a projeção de crescimento da economia passou de 2,30% para 2,20% na quarta redução consecutiva.

Para as instituições financeiras, a taxa Selic encerrará 2017 e 2018 em 8,5% ao ano. Atualmente, a Selic está em 10,25% ao ano. A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e, consequentemente, a inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Já quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

FORRÓ DO TICOMIA CHEGA AOS 30 ANOS

Ticomia reúne milhares de pessoas a cada ano em Ibicuí.

Ticomia reúne milhares de pessoas a cada ano em Ibicuí.

O Forró Ticomia, a mais tradicional festa de camisa do São João da Bahia, completa 30 anos. O arrasta-pé deste ano será especial e contará com oito bandas, no dia 24, a partir do meio-dia, na Fazenda Eldorado, localizada a quatro quilômetros do centro de Ibicuí.

A celebração terá Saia Rodada, Mastruz com Leite, Cavaleiros do Forró, Lordão, Gabriel Diniz, Luan Estilizado e as duplas sertanejas Maiara & Maraísa e César Menotti & Fabiano. A promessa é de 12 horas de produção musical nos palcos montados na Eldorado.

A festa Ticomia começou em 1987, quando um grupo de estudantes de Agronomia e Veterinária da UFBA (Universidade Federal da Bahia) vinha passar férias em Ibicuí, a convite de colegas dos cursos, e resolveu ao lado dos anfitriões e moradores animados da cidade criar o que seria o primeiro Bloco “Ticomia”.

O evento deu certo e se tornou o ponto alto do São João de Ibicuí, com grande sucesso na Bahia e ganhando dimensão nacional com a vinda de pessoas de outros estados, atraídas pela tradição da cultura junina e a repercussão da qualidade dos serviços oferecidos.

O produtor Lourival Dourado Filho, mais conhecido como Douradinho, destaca que o Ticomia tem como compromisso valorizar o forró e as raízes da cultura nordestina. Lembra que a ideia da festa surgiu com a intenção de manter a tradição junina e evitar que outros ritmos – como o ‘fricote’, à época – invadissem a temporada do São João na Bahia. E em Ibicuí, município que há 62 anos promove o São João mais original do estado, a festa encontrou o espaço ideal para celebrar a integração das pessoas que amam o ritmo forró, em clima de paz e alegria.

A FORÇA DAS FESTAS JUNINAS NA BAHIA

Douradinho salienta que, durante o Encontro Nacional do Forró, realizado este ano na cidade de Cruz das Almas, foram apresentados dados que comprovam que as festas juninas se tornaram mais importantes economicamente para a Bahia do que o carnaval.

Ele diz que a cultura junina se estende por todo o Estado e é uma comemoração marcante para a população da zona rural, que representa nossas raízes. “Em todo o mundo, quem for buscar suas raízes irá encontrá-las numa fazenda, num sítio, na zona interiorana. Por mais alta que a seja a árvore e sua grande copa, o seu sustentáculo será a sempre as raízes”, afirma o agrônomo Douradinho. :: LEIA MAIS »

RECEITA LIBERA PRIMEIRO LOTE DE RESTITUIÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA

Receita libera crédito do primeiro lote de restituição do IRPF (Foto Marcel Casall Jr./ABr).

Receita libera crédito do primeiro lote de restituição do IRPF (Foto Marcel Casall Jr./ABr).

O crédito bancário do primeiro lote de restituição de Imposto de Renda (IR) deste ano será liberado hoje (16). Segundo a Receita Federal, a restituição será para 1.636.218 contribuintes, totalizando mais de R$ 3 bilhões. O lote contempla também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2016.

Neste primeiro lote estão contribuintes com prioridade: mais de 1,527 milhão de idosos e 108.513 pessoas com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone, no número 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora. :: LEIA MAIS »

VELANES ASSUME PRESIDÊNCIA DA ACI

Velanes sucede Abude no comando da ACI (Foto Divulgação).

Velanes sucede a Abude no comando da ACI (Foto Divulgação).

O empresário Sérgio Velanes Neto foi eleito presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI) na noite de ontem (14). O diretor do Grupo Velanes comandará a ACI até 2019.

O novo dirigente assumiu compromisso de continuar as ações de envolvimento dos empresários nas decisões políticas de Itabuna. “A minha missão é contribuir para o desenvolvimento do nosso município e partilhar experiências com a classe empresarial. Acredito que, com todos juntos, iremos conseguir atingir os objetivos”.

Ex-presidente, Ronaldo Abude avaliou o período em que esteve à frente da ACI (2015-2017). Abude citou compromisso e responsabilidade em melhorar a cidade, tornando-a um melhor ambiente para o empreendedor.

Dentre as lutas e conquistas, Abude cita elaboração e aprovação, na Câmara de Vereadores, de um novo Código de Obras para Itabuna, com a participação dos empresários. Acrescenta o envolvimento da classe nas eleições municipais, ao ouvir os candidatos a prefeito de Itabuna e cobrar compromisso com as principais demandas da cidade. Atualizado às 14h52min / 19/06

RENNER INVESTE R$ 7 MILHÕES NA ABERTURA DE PRIMEIRA LOJA NO SUL DA BAHIA

Lojas Renner inaugura primeira unidade no sul da Bahia na sexta.

Lojas Renner inaugura primeira unidade no sul da Bahia na sexta.

Com investimento de R$ 7 milhões, a Renner inaugura a primeira loja da marca em Itabuna, nesta sexta (16), às 10h, no Shopping Jequitibá. Será a 308ª unidade da maior varejista de moda do país e a 11ª na Bahia.

“É com muito orgulho que inauguramos nossa primeira loja na cidade de Itabuna”, afirma o diretor de operações da Lojas Renner, Haroldo Rodrigues. De acordo com a empresa, a unidade itabunense foi projetada para usar 90% de iluminação em LED e utilização de matérias-primas com menor impacto ambiental.

Ainda de acordo com a empresa, a loja, assim como as demais previstas para inauguração em 2017, segue proposta de aprimoramento das práticas de gestão ambiental. Outra inovação é a ferramenta Encantômetro, implementada pela Renner para mensurar a experiência dos consumidores.

Dos números revelados pela ferramenta, sabe-se que 97% deles se disseram encantados. Foram mais de 18 milhões de opiniões no ano passado, segundo a companhia. A Renner possui, ainda, duas outras marcas: a Camicado, empresa no segmento de casa e decoração; e a Youcom, novo modelo de negócio para o público jovem.

Leia também

NETO: “A RENNER AJUDA A POSICIONAR O JEQUITIBÁ COMO ÍCONE DE MODA NO SUL DA BAHIA”



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia