WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia









maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias





itao




O STRIKE ELEITORAL DE SANTANA

O tenente-coronel Gilberto Santana, filho de Coaraci, pleiteia uma vaga à Assembleia Legislativa baiana pelo PTN, mas tem sido atingido, eleitoralmente, pelas denúncias de corrupção contra o amigo Jorge Ribeiro Santana, também coronel e ex-comandante da PM baiana. Os dois são militares e carregam Santana como sobrenome.

No contato com o eleitor, os assessores da pré-campanha de Gilberto têm perdido um bom tempo para explicar que o Santana acusado de corrupção é outro, o Jorge Ribeiro. “Há uma confusão do eleitor, o que tem prejudicado a gente”, diz o assessor Paulo Borges.

Para piorar as coisas, Jorge Ribeiro Santana também é candidato a deputado em 2010, mas a uma das 39 vagas na Câmara Federal – e pelo PTdoB. Os dois, aliás, ensaiavam uma dobradinha no sul da Bahia. Planos revistos.

De longe, e gostando do desgaste, estão os adversários de Gilberto Santana no sul do estado.

Jorge Ribeiro e Gilberto: ambos carregam Santana como sobrenome.

Jorge Ribeiro e Gilberto: ambos carregam Santana como sobrenome.

VASSOURA-DE-BRUXA

A polícia federal acelera as investigações da Operação Vassoura-de-Bruxa e pode enviar à justiça, logo no início de 2010, as conclusões do inquérito que apura desvios de mais de R$ 30 milhões em prefeituras sul-baianas.

A operação foi deflagrada em dezembro do ano passado. Na última sexta-feira, um dos ouvidos pela Polícia Federal foi o ex-secretário de Administração de Ibicaraí, Hélio Tavares, irmão da ex-prefeita Monalisa Tavares (PMDB). O depoimento de Hélio ocorreu na sede da PF em Ilhéus.

ALARME

Uma pesquisa contratada por um grupo de oposição constatou o que se sente na rua: após um período de tempestades, o prefeito Capitão Azevedo (DEM) voltou a recuperar a popularidade.

Lembra daquela patrulha mecânica que espalha cascalho na periferia e alegra aquela parte da população desprovida de “carinho” do poder público? É justamente ela quem mais reforça esse ganho do capitão.

Não é à toa que políticos de diversos campos estão brigando pelo apoio do homem pula-pula da Estrela.

JUIZADO ESPECIAL ATINGE META DO CNJ

DO TJ-BA

Cumprimento de metas em mutirão de conciliação (Foto Pimenta).

Magistrado comemora cumprimento de metas (Foto Pimenta).

A 2ª Vara dos Juizados Especiais Cíveis da Comarca de Itabuna cumpriu as atribuições da Meta 2 do CNJ, segundo o juiz George Alves de Assis.

Restaram apenas a apreciação de dez processos, cujo julgamento foi impossibilitado, exclusivamente, devido ao não retorno dos avisos de recebimento das intimações para comparecimento às audiências, designadas entre 30 de novembro e 17 deste mês.

O cumprimento da Meta de Nivelamento nº 2, em Itabuna, só foi possível em razão dos trabalhos implementados pela 2ª Semana Nacional da Conciliação, na qual estiveram em pauta 743 processos, dos quais 490 faziam parte da Meta 2.

As atividades da 2ª Semana Nacional da Conciliação na 2ª Vara do Sistema dos Juizados de Itabuna foram estendidas até a última quinta-feira, 17, sem interrupções.

ARGÔLO ATIRA NO CARLISMO E DEFENDE APOIO DE AZEVEDO A WAGNER

Argôlo critica carlismo e defende Azevedo com Wagner em 2010 (Foto A Região).

Argôlo critica carlismo e defende Azevedo com Wagner em 2010 (Foto A Região).

De origem carlista e seguidor do ex-governador Paulo Souto, o deputado estadual Luiz Argôlo (PP) concedeu entrevista ao jornal A Região e deu estilingadas em seu antigo grupo político e defendeu que o prefeito Capitão Azevedo, do DEM, marche junto com o governador Jaques Wagner (PT) em 2010.

Eleito em 2002 o deputado mais jovem da história da Bahia, com 21 anos, Argôlo cita a sua própria história para condenar os carlistas, espécie quase em extinção. Segundo ele, o PP possuía uma boa bancada de deputados federais e estaduais, mas foi “podado” pelo grupo do ex-senador ACM. Nem mesmo uma só secretaria o partido comandava.

Argôlo lembra dos novos tempos da política baiana, de decisões e poder compartilhados. E reforça que a tendência natural de Azevedo, prefeito de Itabuna, é apoiar a reeleição de Wagner, pelas ações implementadas por parte do estado no município sul-baiano.

Quem também compartilha da ideia de apoio do democrata ao petista em 2010 é o secretário de Administração, Gilson Nascimento. Homem forte do governo de Azevedo, Gilson afirmava na solenidade de quarta-feira, 16, que as obras anunciadas por Wagner facilitavam o apoio do prefeito ao governador. “Agora fica mais fácil”, dizia o secretário, ouvido atentamente – e de perto – pelo Pimenta.

Leia a íntegra da entrevista n´A Região.

“ELE É A 15ª PESSOA DEPOIS DE NINGUÉM”

O radialista Val Cabral acaba de afirmar, em seu programa Língua Afiada, na Rádio Difusora, que o prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, não tem autoridade alguma sobre muitas coisas que acontecem debaixo de suas barbas. “Ele é a 15ª pessoa depois de ninguém, e até o guarda que faz a segurança de seu gabinete manda mais que ele em relação ao presidente da Emasa, Alfredo Melo”.

Val foi além, e disse que quem mantém o presidente no cargo é a Maçonaria. “Ele mesmo disse que a Loja Maçônica Areópago Itabunense é quem pede para ele fique no cargo”. O radialista ainda pediu para que a população não reeleja o prefeito em 2012.

O interessante é que Val é – ou era – aliado de Azevedo. Aliás, o vereador Gérson Nascimento (PV), apesar de correligionário do radialista, também foi duramente criticado por suas posições em votações na Câmara, sempre a favor do governo. “Eu pedi que ele votasse pela CEI da Saúde, mas ele preferiu votar com o governo e contra a população. Não concordo”.

FAZ BEM AO EGO

A provocação do deputado estadual Paulo Rangel (PT) ao afirmar que a candidatura do democrata Paulo Souto a governador naufraga e que este apoiará – mesmo – o nome do ministro Geddel Vieira Lima ao Palácio de Ondina foi usada pela assessoria do PMDB. Habilmente, o setor de comunicação distribuiu, via e-mail, cópia da nota publicada no site Bahia Notícias, ainda ontem (confira).

Nota é distribuída pelos peemedebistas.

Nota distribuída pelos peemedebistas: Ego inflado.

MOTORISTA DE ÔNIBUS É DENUNCIADO POR MORTE DE ESTUDANTES

A reprodução simulada do acidente motrou - mais uma vez - que as jovens não prococaram a fatalidade - Foto. Xilindró Web

A reprodução simulada do acidente mostrou que as jovens não provocaram a fatalidade - Foto: Xilindró Web

O motorista Almir Silva Lima, que dirigia o ônibus da Águia Branca no dia 5 de janeiro de 2008, foi denunciado pelo Ministério Público pelo homicídio culposo das estudantes Elis Mayane dos Santos Santana, Larissa Prates Andrade, Priscylla Gama Antunes e Tatiana Berbert Pitanga.

O Departamento de Polícia Técnica – de Salvador – concluiu que ele foi o único causador do acidente que matou as universitárias. O Ministério Público se convenceu da culpa do motorista e ofereceu a denúncia no dia 23 de outubro, que foi acatada pela Justiça.

A ação já corre sob o número 0016121-31.2009.805.0113 (numeração única no CNJ). A consulta pode ser feita no site do Tribunal de Justiça da Bahia. Além do laudo do DPT, familiares da vítima também já estavam de posse de outra peça, assinada por uma perícia particular, que apontava a mesma conclusão.

As quatro jovens mortas no acidente

As quatro jovens mortas no acidente

O primeiro laudo, assinado por peritos do DPT de Itabuna, foi contestado pelas famílias das vítimas, por suspeita de o resultado ter sido “comprado”. Foi esse o motivo que levou a SSP a instaurar um inquérito administrativo contra os peritos que produziram o primeiro laudo. Esse documento apontava que a culpa pelo acidente teria sido das vítimas.

O inquérito administrativo é conduzido pelo delegado Luciano Patrício, que investiga as responsabilidades dos peritos itabunenses. Uma nova reconstituição do acidente foi realizada em 6 de março deste ano (confira). O laudo dessa reconstituição já está pronto e contradiz a primeira peça, o que complica alguns dos peritos que estão sob suspeita.

MAIS UM ROUBO QUE ACABA EM PIZZA

Não, não se trata de impunidade a mensalões, DEMsalões, arrudas e durvais. Se bem que a tal da impunidade está praticamente garantida também nesse episódio corrido na noite de ontem, em Itabuna.

Segundo o Xilindró Web, dois jovens trabalhadores – olha aí a vulnerabilidade, como diria Azevedo – estavam em seu posto de trabalho, um carrinho de pizza, na avenida Ilhéus, quando foram abordados por dois assaltantes, armados com faca e revólver.

Quando viu as armas, um dos vendedores fugiu com a renda da empresa, chegando a ser ferido na mão, com um corte de faca, superficial. Já o outro funcionário foi obrigado entregar um saco de pizzas para os meliantes.

Não foi informada a quantidade de discos, mas há a desconfiança que sejam enviados a Brasília, já que a capital enfrenta grave crise no abastecimento de pizzas…

QUATRO JOVENS MORTAS – E A ÁGUIA BRANCA QUER INDENIZAÇÃO DE PARA-CHOQUE DO ÔNIBUS

.

As quatro jovens morreram no local da batida

O leitor deve ainda lembrar do trágico acidente que vitimou quatro jovens na BR-415, no dia 5 de janeiro de 2008 – Elis Mayane dos Santos Santana, Larissa Prates Andrade, Priscylla Gama Antunes e Tatiana Berbert Pitanga. Conta o Xilindró Web que um delegado especial, Luciano Patrício, foi designado para investigar o acidente. Segundo o blog, esse delegado, aliás, revelou detalhes do inquérito ao jornal Diário Bahia.

Uma das informações que mais chamou a atenção foi a de que a Viação Águia Branca acionou na Justiça a família da jovem que guiava o Fiesta, Priscylla Gama. O processo é para cobrar da família da ex-universitária o valor do prejuízo causado pela batida no para-choque e na lanterna do ônibus. O valor da causa é R$ 5 mil.

Segundo o policial, a ação teve início 10 dias depois do acidente. “A empresa quer receber o espólio no valor de R$ 5 mil, referente aos danos causados em um dos para-choques do ônibus envolvido no sinistro”, informa.

De acordo com Patrício, embora legal, esse pleito lhe parece imoral. “A família perdeu filha, três amigas e o próprio carro. Uma empresa nesse porte, com a condição econômica que tem, mover uma ação na justiça para poder receber os valores referentes a uma lanterna e um pára-choque!”, dispara, segundo o blog.

O delegado afirmou também que essa ação da empresa gerou indignação em uma das famílias das vítimas, que iniciou a contestação do resultado da perícia realizada pelo DPT de Itabuna.

A contestação, por sua vez, motivou nova investigação, o que justifica sua presença na cidade. Ele já fez a reconstituição do acidente, mas não informou suas conclusões. Os peritos do DPT de Itabuna foram chamados a Salvador, para explicar a divergência de opiniões sobre o laudo que determinou as responsabilidades pelo acidente.

“NÃO SOU DE NINGUÉM, EU SOU DE TODO MUNDO…”

O senador César Borges anda no melhor dos mundos. Hoje, transita com a mesma facilidade nos grupos do PT, DEM e PMDB nestes tempos de política moderna na Bahia. E, veja só, é cortejado por todos – Jaques Wagner, Geddel Vieira Lima e Paulo Souto.

Amigo deste blog sugeriu uma trilha sonora que melhor se adequa ao “bigodudo” de Jequié.

DRAGON – O DONO DA BOLA

.

www.dragonx.com.br

UMA ESTREIA (DE PESO) NO PIMENTA

Muitos perguntarão quem é Ousarme Citoaian. De nossa parte, a resposta será simples: trata-se de colunista de peso que passa a integrar o time do Pimenta na Muqueca.

Experimentado, culto, imortal. Bom, é melhor parar nesta procura por adjetivos que melhor definam o novo colaborador deste blog. O cabra é daqueles que até envergam, mas não quebram. É boníssimo. Citoaian estará por aqui, semanalmente, dando um verniz cultural a esta casa. E tratando de assuntos vastos em seu Universo Paralelo.

UNIVERSO PARALELO

ONDE VOCÊ ESTAVA HÁ 40 ANOS?

Ousarme Citoaian

Quem já rodou 60 anos (ou ultrapassou essa quilometragem) conhece Yves Montand. Se você está nessa faixa etária e não Ouviu falar dele, só existe uma explicação:  quando jovem, você estava mais por fora do que umbigo de vedete, quer dizer, tão desatualizado quanto esta gíria, exumada do tempo em que mulher de umbigo à mostra era novidade.  Se uma pessoa com esse tempo de estrada não dançou sob as canções nem namorou nos filmes com esse mito, me permito indagar: onde raios ela se escondia nos anos sessenta? Neste planeta, aposto, não era.

Veja mais

AS IMORTAIS FOLHAS MORTAS DO OUTONO

Qualquer apreciador de jazz terá algumas gravações de Autumn leaves, um dos temas mais venerados desse gênero. A música (de Joseph Kosma, com versos do poeta Jacques Prévert) foi criada em 1945, com o título de Les feuilles mortes, e ninguém imaginava o terremoto que estava a caminho. Em 1946, no filme As portas da noite, o estreante Yves Montand canta a canção e ela se liga a ele pelo resto da vida (cantou-a também no Brasil, em 1982, no Teatro Municipal de São Paulo).

Veja mais

Padilha:

Telmo Padilha.

O INSUPORTÁVEL PESO DAS PERDAS

Tenho curvos os ombros e torta coluna, com o peso das perdas. Dentre muitas, cito uma ainda não de todo superada: Telmo Padilha, morto há uma dúzia de anos. Telmo me incentivou, me motivou, me mostrou caminhos – que nem todos eu segui. Sua morte me deixou meio órfão, e talvez seja esta a primeira vez em que me confesso sobre este assunto. Ah, deve ser esse vinho e esse sax de Coleman Hawkins…

Veja mais

FLORES PARA UM BRUXO

O que você está lendo? No momento, o Pimenta, óbvio, mas não é este o sentido da pergunta, você sabe. De minha parte, acabei de ler Capitu mandou flores, uma coletânea de textos baseados no romance Dom Casmurro e em dez contos famosos de Machado de Assis (Missa do galo, O alienista, Noite de almirante, Uns braços e outros seis), além de ensaios sobre esse extraordinário criador brasileiro, o bruxo do Cosme Velho.

Na relação dos mais de trinta escritores que o organizador Rinaldo de Fernandes desafiou a recriar o texto machadiano está o contista, crítico e tradutor Hélio Pólvora, com um conto monumental (O Regresso), tendo Dom Casmurro como espelho.

Veja mais

ACERTO DE CONTAS

Há pouco, mais de cem populares arrebanhados pelos irmãos Vieira Lima, no Subúrbio Ferroviário, aguardavam os peemedebistas para um acerto de contas: os prometidos R$ 15,00 por cabeça e o lanche para participar da convenção em Salvador.

Acostumados a hábitos mais simples, os convidados resistiam a entrar no Othon, onde ocorre a convenção estadual do PMDB. A maioria esperava o “retorno” debaixo de árvores, à sombra.

TIRO PELA CULATRA

Marco Wense

Pensaram que o governador Jaques Wagner viria a Itabuna só para entregar centenas de geladeiras para o povão de Deus. Ledo engano.

O “galego”, sem a fantasia de papai Noel, trouxe dois presentes: 1) R$ 40 milhões para a construção da barragem em Itapé. 2) a revitalização da entrada da cidade pela BR-415 (trecho até Ferradas).

O tiro saiu pela culatra. Atingiu o próprio pé dos adeptos do quanto pior, melhor. Os que torciam para que o governador não anunciasse nada para o centenário de Itabuna enfiaram a cabeça no buraco.

Francamente, como diria o saudoso Leonel de Moura Brizola, é de uma ingenuidade inominável pensar que um Jaques Wagner, com toda sua experiência, viesse a Itabuna só para entregar geladeiras.

O “Galego”, como é carinhosamente chamado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, deu um show. O PT já acredita na reeleição logo no primeiro turno. Democratas, tucanos e peemedebistas estão preocupadíssimos com o andar da carruagem.

OUTROS TEMPOS

Em um tempo não muito distante, o então governador Paulo Souto, candidato à reeleição, saia pelo interior liberando verbas para as prefeituras comandadas pelo Partido da Frente Liberal, o PFL.

Hoje, o governador Jaques Wagner, que é do PT, vem a Itabuna, cujo prefeito é do DEM, e libera R$ 50 milhões para o grave problema da água e a revitalização da entrada da cidade pela BR-415.

Toda vez que o governador deixa o Palácio de Ondina, é um Deus nos acuda nas hostes do Partido do Democratas (DEM). Já tem gente achando que cada visita de Wagner significa um pontinho a mais nas pesquisas de intenção de votos.

Com Wagner, a água e o óleo se misturam no mesmo recipiente. O DEM e o PT são células da mesma democracia. Não há mais espaços para o mandonismo, a perseguição e a política maniqueísta.

WAGNER OU GEDDEL?

O comentário, dentro ou fora do Centro Administrativo, nos bastidores ou abertamente, é que o prefeito José Nilton Azevedo vai apoiar o candidato a governador que mais trouxer ajuda para Itabuna.

Ajuda aí, não é apoio espiritual e, muito menos, o discurso assentado na esperança de que as coisas vão melhorar, que basta ter um pouco de paciência e fé em Deus.

É din-din mesmo. Na briga dos milhões, o governador Jaques Wagner está levando vantagem sobre o ministro Geddel Vieira Lima. Pelo critério do prefeito Azevedo, Paulo Souto, pré-candidato do DEM, é carta fora do baralho. É o patinho feio da sucessão estadual.

SUCESSÃO PRESIDENCIAL

Na próxima coluna, usando esse mesmo título, pretendo fazer uma análise mais detalhada sobre a eleição presidencial de 2010. Adianto que o PSDB, depois da “desistência” de Aécio Neves, tem que rezar muito.

Se o povo mineiro colocar na cabeça que houve uma retaliação do PSDB da Avenida Paulista com a pré-candidatura do governador Aécio Neves, o bicho vai pegar. É bom lembrar que o Estado de Minas é o segundo colégio eleitoral do país.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

ONDE ESTÁ WALLY?

Sherlock Holmes grapiúna, o Política Etc descobriu o paradeiro do ex-prefeito de Ilhéus, Valderico Reis, procurado pela polícia, Ministério Público estadual e Justiça. Procurado e não encontrado, claro.

Confira lá no Política Etc.

NOVENTENA

Consultor do Sebrae, o advogado André Portella assessora prefeitura e Câmara nas discussões sobre a reforma do Código Tributário Municipal. E jogou balde de água fria nas pretensões de Capitão Azevedo (DEM) em aumentar o IPTU em até 50% já para 2010.

Para aumentar o imposto, o município deveria ter enviado o projeto de reforma tributária em setembro, no máximo, mas só o fez há pouco mais de 10 dias, pedindo votação em regime de urgência.

A saída seria apenas a correção anual. Raciocinaram nesta linha o relator da reforma tributária, Claudevane Leite (Vane do Renascer), e o primeiro-secretário da Câmara, Roberto de Souza.

É mais provável que o projeto de reforma seja fatiado.

OVERDOSE CULTURAL NO CCAF

Teatro, música, dança… Tudo junto e misturado no Centro de Cultura Adonias Filho (CCAF), a partir do meio-dia deste domingo, 20. A proposta é dos produtores Eva Lima e Ari Rodrigues na III Mostra Grapiúna de Monólogos.

O evento começa com uma feijoada e rompe a tarde de domingo com Brisa Aziz, Mither e Raoni Ribeiro, na música; e The six lobos de rua, na dança. Entre um papo e outro, ainda há chance de você conhecer (e comprar) o novo CD de Marcelo Ganem ou livros do advogado e escritor Adylson Machado, como “O abc do Cabôco”.

A programação ainda conta com workshop para atores e diretores com o ator Jackson Costa, e apresentações de Heloísa Novaes (Danças circulares) e Rita Brandi, que promete coreografia solo.

A Mostra de Monólogos começa pra valer às 18h, quando rola a competição entre as 12 duplas. O ator Jackson Costa vem em seguida com o espetáculo “A coisa”. A premiação dos vencedores da mostra acontece logo em seguida, encerrando o evento.

LULA ATINGE APROVAÇÃO RECORDE NO DATAFOLHA

De acordo com o Datafolha, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva alcança o mais alto patamar de popularidade desde a posse em 2003 e obtém a maior aprovação entre todos os presidentes brasileiros desde o início da série de pesquisas, em 1990.

A pesquisa Datafolha, realizada entre os dias 14 e 18, revelou que 72% dos brasileiros consideram o governo Lula ótimo ou bom. O crescimento é de 5 pontos na comparação com a pesquisa de agosto último.

Segundo o levantamento, 21% consideram o governo regular e apenas 6% opinam que Lula faz gestão ruim ou péssima. O barbudinho de Pernambuco obteve nota média 7,7, numa escola de 0 a 10. A pesquisa pode ser consultada na edição deste domingo da Folha de São Paulo.








-->


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia