WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba











agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias





itao




ESTADO DE OLHO NOS “REDA”

O governo do estado vai recadastrar todos os servidores contratados sob o Regime Especial de Direito Administrativo (Reda). Os primeiros a serem recadastrados são os servidores da capital, e a primeira relação sai no Diário Oficial desta terça-feira. Os servidores deverão se recadastrar de acordo com o escalonamento divulgado, no período que vai da próxima segunda-feira (18) até o dia 30 de junho.

A sanção para quem não der as caras é a de praxe: suespensão dos vencimentos até que regularizem a situação na Corregedoria Geral da Saeb (CGR), podendo, inclusive, ter os seus contratos rescindidos.

A ação tem como objetivo assegurar o controle gerencial do Estado sobre a atuação destes profissionais nos diversos órgãos da administração pública estadual. Mas não basta dizer que está vivo. A verificação será realizada com base na apuração de dados cadastrais e da validação das atividades funcionais de cada servidor.

No ano passado essa correição nas repartições do estado verificou a situação funcional de mais de 31 mil servidores efetivos em 349 órgãos públicos.

ENTULHO INVADE RUA NO CALIFÓRNIA

Transitar no local é operação de risco; motoqueiros, motoristas e pedestres indignados

Transitar no local é operação de risco; motoqueiros, motoristas e pedestres indignados

Pedestres estão praticamente proibidos de transitar pela rua Santa Rita, no bairro de Fátima. Uma das vias mais movimentadas da periferia de Itabuna, que dá acesso a vários bairros populosos, como Califórnia, Santa Inês e Nova Califórnia, a rua Santa Rita tem comércio intenso, várias escolas e até igrejas. Os comerciantes não se constrangem nem um pouco em expor seus produtos na calçada, complicando ainda mais a vida de quem só quer fazer seu trajeto em segurança.

Mas, para piorar a situação, em um trecho próximo ao posto de saúde Alberto Teixeira Barreto, já no Califórnia, um terreno baldio abriga um super depósito de lixo e entulhos. De sofá a vaso sanitário, restos de construção e mato, tudo é jogado ali. “Até ontem, aqui já era impossível passar pela calçada. Hoje apareceu esse monte de mato no meio da rua, e nem pela pista podemos passar”, reclama o ajudante de pedreiro José Henrique dos Santos.

A reclamação do ajudante é porque “apareceu” no local, entre a manhã e o início da tarde de hoje, uma grande quantidade de mato e terra no meio da pista, que deixou apenas metade da rua para a passagem de veículos, caminhões, motos e ônibus – além de pedestres e ciclistas – trafegando em apenas meia pista.

Os moradores dizem que o lugar é tradicional depósito de lixo. “Os próprios moradores daqui e outros de fora fazem essa sujeira. Nem a prefeitura toma providência, nem os moradores se educam. Ninguém faz sua parte”, aponta a aposentada Maria da Glória. Embora o problema requeira tempo para educação dos moradores, é imprescindível, porém, a intervenção da prefeitura e da Marquise, para fazer a limpeza do local e evitar um possível acidente o quanto antes.

A NOVELA DO DUODÉCIMO

Ao que tudo indica, o sargento Gilson Nascimento, secretário de Administração de Itabuna, atuou como bombeiro e debelou as labaredas que ameaçavam esquentar mais uma vez a relação entre executivo e legislativo municipais.

No início desta noite, Nascimento comunicou ao primeiro-secretário da Câmara, Roberto de Souza, que a Prefeitura  havia feito hoje à tarde a transferência da terceira parcela do complemento do duodécimo, conforme acordo firmado pelo prefeito Capitão Azevedo.

Segundo informações de fonte da Câmara, na semana passada Azevedo tinha informado que a quitação do complemento seria antecipada para sexta-feira (08), quando caiu na conta apenas R$ 5.186,32, de um total que deveria ultrapassar R$ 51 mil.

Amanhã, representantes dos dois poderes independentes, mas ultimamente não muito harmônicos, vão procurar esclarecer a confusão.

AZEVEDO DESCUMPRE ACORDO COM A CÂMARA

Capitão disse que pagaria, mas ficou na promessa

Capitão disse que pagaria, mas ficou na promessa

O prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, não cumpriu o acordo de pagar à Câmara o complemento do duodécimo de abril. A terceira parcela venceu nesta segunda-feira (11).

A quitação ocorreu normalmente nas duas primeiras parcelas, vencidas nos dias 30 de novembro de 5 de maio, mas o repasse chegou à conta do legislativo sensivelmente reduzido nesta segunda.

Pelo acordo, a terceira e última parcela do complemento do duodécimo seria de R$ 51 mil, mas o depósito feito pelo Executivo resumiu-se a exatos R$ 5.186,32.

Vereadores criticam o prefeito e repetem que está faltando comando no governo. A responsabilidade pelo desconto no repasse é atribuída ao secretário da Fazenda, Carlos Burgos.

Roberto de Souza, primeiro-secretário da Câmara, afirma que o depósito do duodécimo a menor cria para o prefeito o risco de ser cassado por crime de responsabilidade. Os vereadores se reúnem amanhã (12), em horário a ser definido, para discutir a situação.

Leia mais sobre a crise entre Executivo e Legislativo.

PMI JÁ TEM LOCAL DE TRIAGEM PARA CIRURGIA BARIÁTRICA

A assessoria da imprensa da Prefeitura de Itabuna informa que já foi definido o local onde será feita a triagem dos candidatos à realização de cirurgia bariátrica. Vai ser na Policlínica Dois de Julho.

Segundo a assessoria, falta apenas negociar a questão relativa aos pagamentos da equipe médica envolvida no projeto, que inclui clínico geral, psicólogo, cirurgião, entre outros especialistas. A pendência seria resolvida nesta terça-feira (12).

Ao que tudo indica, as operações vão ocorrer no Hospital Calixto Midlej Filho, da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. O município terá 16 cotas mensais para cirurgias bariátricas pelo SUS.

DE VOLTA DO ALÉM…

Hoje pela manhã circulou um boato forte em Itabuna de que o vereador Solon Pinheiro (PSDB) havia “passado dessa pra melhor”. Até o apresentador de um programa de rádio divulgou a notícia.

Quando tomou conhecimento da “informação”, este blogueiro entrou imediatamente em contato com o vereador que, diga-se de passagem, estava vivinho da silva.

Bem-humorado, Pinheiro brincou com a história: “é, de fato eu morri, mas foi muito chato. O além estava na maior monotonia, por isso eu negociei com São Pedro e consegui voltar”.

De matar…

PAUTA & FILHOS

Agulhão cismou com o anúncio do novo jornal da praça, que saiu com o mote “Nós não fazemos filho. Fazemos pauta”.

 

Avaliação do poeta: “jornal precisa ter linguagem direta, clara, daí torço o nariz para esse anúncio ‘oteliano’, que compara fazer filhos e fazer pauta. São dois prazeres, mas bem diferentes, é óbvio”.

 

A dúvida shakespeariana,
“fazer filho ou fazer pauta”,
é linguagem provinciana,
muito confusa e incauta…
Pauta doce, pauta quente,
pauta dentro, pauta fora,
pauta mole, pauta ardente…
pauta é coisa endiabrada,
se não muito bem tratada,
fica com som… indecente!

QUESTÃO DE ORGANIZAÇÃO (OU FALTA DE)

Itabuna já está habilitada para  realizar cirurgias bariátricas pelo SUS, mas até o momento nenhum paciente foi cadastrado. Motivo? Falta a Prefeitura definir o local onde serão feitas as consultas de triagem.

Um detalhe quase insignificante, mas que está emperrando todo o processo…

VELOSO E A FARRA DAS PASSAGENS NO CONGRESSO

A coisa anda feia para o lado do deputado federal ilheense Raymundo Veloso (PMDB). Depois de ser acusado de trocar cota de passagens aéreas por favores de ex-dirigentes da Câmara, agora ele aparece cedendo sua cota para investigados pela Polícia Federal.

Apesar de não ter vínculo com a Câmara, Marcos Antônio Bogeá usou cota do deputado para fazer viagens entre Brasília e Teresina (PI).  Bogeá é acusado de pilotar esquema de corrupção em empresas do setor elétrico. Quem revela a farra de Veloso é o site Congresso em Foco (confira).

INCERTEZAS DO “MINHA CASA” EM ITABUNA

Centenas de pessoas de aglomeram no estádio Luiz Viana Filho, em Itabuna, para o cadastramento no Programa “Minha Casa, Minha Vida”. É um quase tiro no escuro se analisarmos o que disse o direto e franco secretário de assistência social, José Formigli Rebouças.

Numa entrevista ao repórter João Ailton, Rebouças disse que, até o momento, não há terreno disponível para a construção de casas populares para quem recebe até três salários mínimos. Disse, ainda, que não sabe quantas moradias serão destinadas a Itabuna, das mais de 80 mil previstas para o estado.

CONCILIAÇÃO DIFÍCIL

DA TRIBUNA DA BAHIA (RAIO LASER):

O presidente (Lula) se comprometeu a mediar diretamente conflitos entre PT e PMDB nos Estados. Os dirigentes peemedebistas lhe apresentaram uma série de casos em que isso seria necessário. Exemplo: na Bahia, só Lula para reunir o governador petista Jaques Wagner e o ministro Geddel Vieira Lima (Integração Nacional). Lula disse que fará essa aliança, com a recondução de Wagner e a eventual candidatura de Geddel ao Senado.

Melou
O próprio Lula, entretanto, já não anda mais tão convencido da possibilidade de manter a unidade na Bahia entre o PT e o PMDB. O ministro Geddel já teria avisado ao Palácio do Planalto de sua disposição em deixar a pasta em setembro próximo. Seria o sinal de que sua campanha para o governo do Estado é mesmo para valer. Seu partido vai indicar o seu sucessor.

PAULO LIMA DEFENDE AZEVEDO E CRITICA COMUNICAÇÃO

O jornalista Paulo Lima, que se identificou como assessor político do vice-prefeito Antonio Vieira, fez, há pouco, no Panorama 640, do radialista Orlando Cardoso, uma confusa defesa do governo Azevedo. Entre outras coisas, o assessor disse que o caos da saúde verificado hoje no município é por culpa da municipalização plena. Segundo ele, foi feita de forma apressada.

“Não gosto de olhar pelo retrovisor, mas a culpa foi dessa municipalização feita às pressas. Muitos municípios estão fazendo só agora, com calma”. Lima, que não olha pelo retrovisor, esquece de atentar para o que acontecia na saúde há seis anos, quando o município era referência nessa área.

Paulo Índio, como também é conhecido, aparentou ter tomado a atitude de forçar a defesa do governo por conta própria. Em dois momentos fez críticas à Comunicação do governo, que precisaria ser mais “ousada”. “O assessor deve fazer contratos com programas de rádio, como o de Orlando Cardoso, e ir para lá, fazer a defesa do governo”, aconselhou, mostrando desconhecer a real função da figura do assessor de comunicação.

CLIENTES DO PLANSERV ESTÃO SEM ATENDIMENTO NO EXTREMO-SUL

Servidores públicos que possuem convênio com o plano de saúde Planserv estão praticamente sem atendimento no extremo-sul do Estado.

Em Eunápolis, pouquíssimos médicos mantêm o atendimento pelo plano que, além de pagar valores reduzidos pelos procedimentos, ainda demora para repassar os pagamentos aos médicos.

A situação é ainda pior em Porto Seguro, onde nenhum profissional atende pelo Planserv.

DE VOLTA

É fatura liquidada o retorno do médico Ruy Carvalho à direção do Hospital Geral Luiz Viana Filho, em Ilhéus. A volta se dá após a sua desincompatilização para disputar o Palácio Paranaguá, em 2008.

A mudança nada tem a ver com insatisfações do secretário Jorge Solla em relação ao diretor-substituto, Gustavo Silveira. Este, é elogiado pelo secretário. O retorno seria gratidão de Solla ao trabalho desenvolvido por Ruy entre 2007 e o início de 2008. Antes, o Luiz Viana Filho era o cenário de abandono. A situação mudou com diálogo e pulso firme de Ruy.

Silveira auxiliará a gestão do colega.

CAPITÃO, CAPITÃO…

Decididamente, não pegou bem a desfeita do prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, quando da visita de dois secretários de Estado ao município.

O “anfitrião” não compareceu à reunião promovida pelo estado para falar sobre Porto Sul, considerado pelos próprios secretários de Itabuna – que foram ao evento – a redenção econômica da região.

Enquanto Capitão Azevedo não foi e nem deu justificativa, lá estiveram os prefeitos de Uruçuca e Itacaré (Moacyr Leite e Tonho de Anízio), a vice-prefeita de Itajuípe (Graciela Dantas) e o deputado federal Geraldo Simões, dentre outras autoridades regionais.

O evento no município foi uma deferência dos secretários a Azevedo e a Itabuna. Se a sua ida ao evento estava na agenda, qual teria sido o compromisso (de última hora) inadiável do capitão que o tirou do encontro?

SEM POLÍCIA

Os agentes da polícia civil de Itabuna aderiram à paralisação da categoria, que ocorre em todo o Estado. O movimento prossegue até esta quarta-feira, período em que vão funcionar apenas os serviços de custódia de presos e levantamento cadavérico. Somente 30% do efetivo está de plantão.

Os policiais reclamam, principalmente, dos reajustes salariais diferenciados, entre os delegados e as demais categorias. Estão previstas mais três paralisações para este mês e, caso o governo não negocie, haverá greve em junho.

HELENILSON DIZ QUE PREFEITURA LHE DEVE R$ 1,6 MI

Em comentário enviado ao Pimenta, o empresário Helenilson Chaves nega ter interesse em se candidatar a algum cargo eletivo. 

O dono do Grupo Chaves também responde a comentários de leitores do blog, que vincularam sua indignação – manifestada em nota pública – à perda da concessão do serviço de coleta de lixo em Itabuna.

Helenilson afirma que nada vai mudar o seu “bem querer por Itabuna”. Nem mesmo o calote de R$ 1,6 milhão que, segundo ele, a Prefeitura deu em sua empresa, a Ecolimp. O valor se refere a cinco meses de serviços prestados.

DESAFIO SEBRAE 2009 SERÁ LANÇADO EM ITABUNA

Itabuna foi a cidade escolhida para o lançamento regional do Desafio Sebrae 2009, nesta segunda, às 19h, no auditório da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC). O público-alvo da competição nacional são estudantes do ensino superior. O lançamento terá, ainda, a palestra A trajetória do sucesso, ministrada pelo casal Átila Quaggio Coneglian e Rosi Marques Coneglian.

Leia mais na seção Geral

PARA VER E REVER… MILHÕES DE VEZES!

PREFEITURA DE ITABUNA REBATIZA O RESTAURANTE POPULAR

A Prefeitura de Itabuna não é mãe da criança, mas se achou no direito de mudar o nome do filho alheio.

O Restaurante Popular, um programa do Governo Federal, que por aqui foi sucateado pelo ex-prefeito Fernando Gomes, está ressurgindo com o nome “Restaurante do Povo”.

A nova denominação desrespeita as regras do programa, conforme se pode verificar no site do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Por sua conta, a Prefeitura muda nome de programa federal

Por sua conta, a Prefeitura muda nome de programa federal

VÍTIMA DA DENGUE MORRE NO HOSPITAL DE BASE

O sul da Bahia, que coleciona grande parte dos casos de dengue, registrou mais uma morte suspeita da forma mais agressiva da doença. Leonéis José dos Santos, 16 anos, morreu hoje de manhã, no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), em Itabuna, com suspeita de dengue hemorrágica. O jovem residia na rua São Jorge, 109, centro de Camacan. As informações são do repórter João Ailton.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia