WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe
nota premiada prefeitura ilheus






janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias





itao escola curumim

IMPOSTO DA DENGUE

Punir o cidadão pelo surto de dengue em Itabuna, uma ideia que vicejou na cabeça do vereador Milton Gramacho, é coisa que não foi bem aceita pelo trovador Agulhão Afiado.

Em pleno surto de dengue,
muito patriótico eu acho
esse projeto (ou armengue?)
do vereador Gramacho,
um tipo belo, faceiro,
com excesso de sabença:
com o povo deixa a doença,
com a Prefeitura… o dinheiro!

WAGNER DIZ QUE NÚMEROS DO CARNAVAL SÃO POSITIVOS

O governador Jaques Wagner concedeu entrevista coletiva, hoje, e avaliou como positivos os números dos três primeiros dias de carnaval em Salvador. Ele comemorou a lotação dos hotéis (que atingiu ocupação média de 85%) e redução das ocorrências policiais (duas tentativas de homicídio, e as vítimas estão fora de perigo).

– Até esse momento, o carnaval tem sido um espetáculo. Numa festa com essa dimensão, ficar supervalorizando números ridículos, inexpressivos de brigas de rua, de idiotas que preferem brigar a brincar e beijar na boca, é não ser a favor da Bahia.

FOLIA DOS AMIGOS

Faltou gente na avenida Soares Lopes.

Não, não se trata de um boicote dos ilheenses e turistas à folia momesca patrocinada pela Bahiatursa. É que o grupo do ex-prefeito Jabes Ribeiro confeccionou 500 camisas do bloco Amigos de Jabes para distribui-los gratuitamente entre os foliões da terrinha.

Tudo foi bem planejado para que a nova ‘agremiação’ se transformasse em ponta de lança para o político, três vezes prefeito do município, rejeitado nas urnas em 2006 e que pensa em disputar cargo eletivo em 2010.

É, sobrou planejamento, mas faltou combinar com os ilheenses-eleitores-contribuintes: de 40 camisas, um correligionário só conseguiu ‘desovar’ duas.

Isso é o que se pode chamar de rejeição…

O BLUES DA CAATINGA

Agulhão Afiado traz de suas garimpagens esta bela canção, que mistura o repente nordestino com blues americano. Resultado maravilhoso, na interpretação do violeiro cearense Sebastião da Silva.

A musica está no disco do gaitista carioca Flávio Guimarães e tem letra de Bráulio Tavares, que só poderia mesmo ser da Paraíba.

Confira.

FACADA NA SOARES LOPES

Cristiano Barbosa Novaes, de idade e profissão ignoradas, foi alvejado por um golpe de faca no peito, ontem,  pouco depois de meia-noite e meia, no circuito do Carnaval em Ilhéus. Este foi o caso de maior gravidade registrado pela polícia na Avenida Soares Lopes.

O autor foi o menor V.F.B., de 17 anos, recolhido à carceragem da 7ª Corpin. A polícia deverá pedir o intermanento provisório do infrator, que já teria cometido um homicídio em 2008.

A vítima se encontra em observação no Hospital Geral Luiz Viana Filho e não corre risco de morte.

JESUÍNO OLIVEIRA FEZ PARCERIA COM A DENGUE

Com a infestação 16 vezes maior que o normal, Jesuíno dizia que a situação estava sob controle

Com a infestação 16 vezes maior que o normal, Jesuíno dizia que a situação estava "sob controle"

Com o índice de infestação por focos do mosquito da dengue em Itabuna batendo na inédita casa dos 16%, já em agosto a 7ª Dires disparou o sinal de alerta. Caso não fossem tomadas medidas sérias, enérgicas e urgentes, a cidade enfrentaria uma gravíssima epidemia.

O secretário de Saúde à época era o contabilista Jesuíno Oliveira, que fez pouco caso do aviso. De acordo com a 7ª Dires, no ano passado, os técnicos da Secretaria de Saúde do Estado produziram um relatório, que apontava necessidade de aumento do trabalho de campo dos agentes no combate às larvas do mosquito Aedes aegypti. A resposta do secretário municipal foi negar a gravidade do problema e dizer que a situação estava “sob controle”.

“Fizemos várias reuniões, alertamos para o risco da epidemia, mas não houve abertura para um trabalho conjunto na gestão passada”, afirma o diretor da 7ª Dires, João Marcos de Lima.  Segundo ele, a Dires não pode intervir diretamente no problema, sem a atuação do município.

Até algumas semanas atrás, a atual gestão da Secretaria Municipal de Saúde também relutava em reconhecer a epidemia, mas acabou por admitir a situação de emergência. Segundo João Marcos, o governo Azevedo  buscou o apoio institucional do Estado no combate à dengue, enquanto “o ex-secretário Jesuíno Oliveira procurou esconder o problema, dificultando uma ação mais direta das instituições relacionadas com o setor”.

Hoje, cinco carros-fumacê são utilizados no combate ao mosquito transmissor. A Sesab também forneceu veículos para o transporte de agentes e instalou um laboratório no Hospital de Base para o diagnóstico de casos de dengue. Anteriormente, a confirmação laboratorial era feita apenas em Salvador.

MIRAI NO EXEMPLO DA SAÚDE DE ITABUNA

Itapetinga, parece, veio descobrir em Itabuna a “solução” para administrar o hospital local. Conta a edição desta semana de A Região que o médico José Henrique Carvalho foi escolhido pelo prefeito José Carlos Moura (PT) para dirigir o hospital.

José Henrique é ex-presidente do DEM de Itabuna e ex-secretário de saúde do município sul-baiano. Por aqui, ficou famoso por rivalizar com Jesuíno Oliveira pelo título de pior secretário de saúde de Itabuna.

“Zé” ainda é acusado de desvios de R$ 17 milhões, segundo auditoria da Secretaria Estadual de Saúde, concluída em meados de 2007.

A CULPA É DO ÁRBITRO…

flamengo-resende-reclamando-arbitro

ATENDIMENTO A PACIENTES COM DENGUE

Pacientes com sintomas de dengue em Itabuna podem recorrer, durante este feriado de Carnaval, às quatro unidades de referência para este tipo de atendimento.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, há equipes de plantão nas unidades Alberto Teixeira Barreto, no Califórnia; José Édites, no São Caetano;  Möise Hage, no bairro Lomanto; e José Maria Magalhães Neto (antigo Sesp), no centro da Cidade.

O atendimento é prestado das 7 às 19h, durante todo o feriadão. Equipes formadas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem estão mobilizadas.

O secretário de Saúde Antônio Vieira orienta que os casos suspeitos sejam encaminhados a estas unidades de referência, uma vez que os hospitais já estão sobrecarregados.

ELE NÃO VEM

O governador Jaques Wagner desistiu do carnaval de Ilhéus. Ele viria conferir a festa na próxima segunda. Quem vem em seu lugar é o secretário de turismo, Domingos Leonelli, que pertence ao mesmo partido do prefeito Newton Lima, o PSB.

No mesmo dia, Wagner estará curtindo a folia em Maragogipe… administrada pelo PT.

WAGNER SE SOLTA NA FOLIA

Jaques Wagner não demonstrou a menor timidez ontem à noite no Expresso 2222. Quando Carlinhos Brown puxou o governador para cair na dança, ele segurou na mão do pai da Timbalada e foi…

Cheio de suingue, Wagner chegou até a ensaiar uns passos de funk carioca.

Só deu Wagner no Expresso 2222 (foto Alessandra Gerzoshkowitz/Globo.com

Só deu Wagner no Expresso 2222 (foto Alessandra Gerzoshkowitz/Globo.com)

ELEIÇÃO

A eleição da  ABI / Seccional Sul foi uma das mais concorridas dos últimos anos. Apenas seis associados – três de Ilhéus e outros três de Itabuna –  não compareceram aos locais de votação.

Além do prestígio natural de Ramiro, o resultado também foi uma articulação política muito bem elaborada pelos ex-presidentes da entidade, Valério de Magalhães e Maurício Maron, que lançaram e trabalharam firme pela  candidatura.

PERITO ILHENSE DIFICULTOU NECRÓPSIA DE NAYA

Além de ter atuado irregularmente na perícia do corpo do ex-deputado Sérgio Naya, encontrado morto ontem em Ilhéus,  o perito médico-legal Aldemir Almeida também criou dificuldades para a necrópsia do corpo.

Naya foi trazido para o Departamento de Polícia Técnica de Itabuna  e submetido a necrópsia pelo médico Fernando Cruz. Segundo ele, o fato do outro médico ter embalsamado o corpo criou dificuldades para o trabalho.

A ação de Aldemir também é questionada por autoridades ligadas à 7ª Corpin e pelo próprio diretor-geral do DPT na Bahia, Raul Coelho Barreto Filho.

PERITO ATUOU IRREGULARMENTE NO CASO SÉRGIO NAYA

Sérgio Naya morreu ontem, em um quarto do hotel Jardim Atlântico, zona sul de Ilhéus

Sérgio Naya morreu ontem, em um quarto do hotel Jardim Atlântico, zona sul de Ilhéus

A atuação do médico Aldemir Almeida, que periciou e embalsamou o corpo do ex-deputado Sérgio Naya, ontem, em Ilhéus, está sendo questionada pela alta cúpula da polícia baiana.

Segundo informações obtidas com exclusividade pelo Pimenta, Aldemir atropelou todos os procedimentos da Secretaria de Segurança Pública, a começar por ter se dirigido ao local em que se encontrava o corpo de Sérgio Naya, sem que a delegacia houvesse expedido a guia de levantamento cadavérico.

Fonte ouvida pelo blog explica que a delegada Magda Suely, que se encontrava de plantão no momento em que foi conhecida a morte do ex-deputado, deveria ter emitido a guia. Sem este documento, o perito não poderia atuar.

O comportamento de Aldemir, que é vereador em Ilhéus, gerou questionamentos sérios, que ainda são mantidos no âmbito interno da SSP. O diretor-geral do Departamento de Polícia Técnica (DPT), Raul Coelho Barreto Filho, teria ficado profundamente irritado com o episódio, e ligou para a 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior, em Ilhéus, para cobrar explicações.

Apesar de a primeira hipótese para a causa da morte de Naya ser infarto, tecnicamente outras possibilidades não podem ser descartadas. “Ao que tudo indica, o corpo foi encontrado umas dez horas após a morte e quem pode assegurar que não houve suicídio ou envenenamento?”, questiona a fonte, especialista na área.

A mesma fonte afirma que a morte natural só pode ser atestada com segurança quando existe acompanhamento médico. “No caso de Naya, que morreu em um quarto de hotel e só foi encontrado horas depois, é essencial fazer a perícia do local e o exame necroscópico”, declara.

Ex-deputado Sérgio Naya é encontrado morto em Ilhéus

FILME SÓ SEM RESTRIÇÃO DE FAIXA ETÁRIA

Rainha do Carnaval de Salvador, Daniela Ferreira já adotou um “nome de guerra” na folia (Dalila), mas põe uma pedra nos boatos de que vai estrelar filmes pornográficos. A conversa rolou, mas Daniela desmentiu tudo, em entrevista ao portal G1.

A rainha disse que “respeita o gênero e quem faz”, mas que esse não é o tipo de trabalho ao qual pretende se dedicar. Em todo caso, Daniela admitiu ter recebido convites.




-->


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia