POLÍCIA PRENDE ACUSADO DE ESPANCAR E ESTUPRAR IDOSA EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Railda foi espancada e estuprada em Banco Central, Ilhéus

Um homem foi preso em Banco Central, em Ilhéus, acusado de esfaquear e violentar sexualmente uma idosa de 64 anos. Luiz Alberto dos Santos, de 40 anos, é o nome do autor do crime contra Railda Arcanjo Pereira, de 64 anos.

Ao ser preso, o homem alegou que sofria supostas ameaças de um dos filhos da vítima. O crime foi praticado dentro da residência de Rai no sábado (8), conforme o Blog do Gusmão. O homem sofreu tentativa de linchamento e a ação da polícia impediu que ele fosse morto.

UBAITABA COMEÇA A VACINAR CRIANÇAS E ADOLESCENTES CONTRA O SARAMPO

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Saúde de Ubaitaba começou nesta segunda-feira (10) a Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo. O público-alvo desta nova campanha definida pelo Ministério da Saúde são crianças e adolescentes na faixa etária de 05 a 19 anos.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. A transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

Todas as unidades de saúde do município estarão abertas de segunda a sexta, das 8h às 13h. O Dia D da campanha serpa no próximo sábado (15), das 8h às 17h. Para vacinar é preciso levar o cartão do SUS e de vacinação. A campanha prossegue até o dia 13 de março.

CAMPANHA ORIENTA MOTORISTAS QUE TRAFEGAM PELA SERRA DO MARÇAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma campanha de educação para os motoristas está sendo realizada na Serra do Marçal, que fica na BA-263, entre Vitória da Conquista e Itambé. O objetivo é orientar os condutores de veículos sobre os cuidados que devem ter ao trafegar pela rodovia no sudoeste baiano, que foi recuperada no fim do ano passado. A ação é uma parceria da Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra) e do Batalhão de Polícia Rodoviária da Bahia (BPRv/BA).

Entre as orientações que serão dadas aos motoristas que passarem pela Serra do Marçal estão: a atenção ao trafegar pela via, obedecer à sinalização, respeitar a velocidade máxima permitida no trecho, não realizar manobra proibida e também guardar distância em relação aos outros veículos.

No último ano foram registrados 189 acidentes na BA-263. A principal causa foi a falta de atenção dos motoristas correspondendo a 78% das ocorrências. Em 2020, já foram registrados 37 acidentes na rodovia, no período de 1º de janeiro a 6 de fevereiro. O principal motivo é o excesso de velocidade, com 50% dos casos. Com isso, a campanha também inclui a intensificação da sinalização educativa na rodovia baiana.

APÓS FALHA, LISTA DE ESPERA DO SISU DEVE SAIR NESTA SEGUNDA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uesc está entre as instituições que aderiram ao Sisu || Foto Divulgação

O Ministério da Educação deve publicar ainda nesta segunda-feira (10) alista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) deste primeiro semestre de 2020. A lista é válida para instituições de ensino públicas técnicas e de nível superior que aderiram ao Sisu.

Candidatos alegaram erros na lista de espera do Sisu desde o final de janeiro. Por último, na sexta (7), universidades adiaram divulgação de aprovados na lista de espera devido a falhas no sistema do MEC.

No sul da Bahia, a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) está entre as instituições de ensino que adotam o Sisu como método de seleção para os mais de 30 cursos de graduação.

HOSPITAL ADOTA PROTOCOLO DE CLASSIFICAÇÃO DE RISCO PARA AGILIZAR ATENDIMENTO

Tempo de leitura: 3 minutos

Costa do Cacau adota classificação de risco baseada no Protocolo de Manchester || Foto Divulgação

O setor de emergência do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, adotou o atendimento aos pacientes por meio do Protocolo Estadual de Classificação de Risco. Esse procedimento, utilizado para acolher e classificar o risco dos pacientes, tem como base o Protocolo de Manchester, método de triagem que estabelece escala de urgência para atendimento de enfermos, criado em 1997, na Inglaterra.

Anderson Franco, gerente de Enfermagem do HRCC, destaca que essa ferramenta de organização das chamadas filas de espera no serviço de saúde tem como finalidade priorizar os atendimentos por potencial de risco, agravo à saúde ou grau de sofrimento. A classificação é feita de acordo com os sinais e sintomas apresentados pelos pacientes, garantindo um atendimento resolutivo e humanizado.

A classificação do estado do paciente é feita por enfermeiro capacitado, que, ao avaliar individualmente, por ordem de prioridade e chegada do mesmo, faz classificação por gravidade e tempo de atendimento. O paciente recebe uma pulseira com a cor correspondente ao seu agravo e tempo de espera. O protocolo, no HRCC, possui quatro cores: azul, verde, amarelo e vermelho.

Pacientes classificados na cor azul deverão ser atendidos em até 4 horas, apresentam baixo risco de agravamento de saúde, não urgente. A cor verde significa que o enfermo deverá ser atendido em até 2 horas, apresenta baixo risco de agravamento de saúde, pouco urgente. Classificado com a pulseira amarela, o paciente deverá ser encaminhado ao atendimento médico em até 1 hora, condição que pode agravar sem atendimento, urgente. A pulseira vermelha indica atendimento imediato, com encaminhamento à sala de reanimação e acionamento da equipe médica, urgente.

Em 2019, a Emergência do hospital acolheu mais de 44 mil pacientes. A recepção do setor realiza o cadastro e identificação dos atendidos. Em seguida, é feita a classificação de risco por enfermeiro com competência técnica para esse procedimento, que direciona o enfermo às especialidades médicas de acordo as queixas e os quadros apresentados.

Após o preenchimento da ficha de atendimento, um painel central exibe todos os nomes que aguardam a classificação de risco. Com a definição da gravidade e enquadramento da cor indicada para o paciente, duas telas de apoio apresentam o nome, a coloração/gravidade, o consultório e especialidade que o mesmo deverá ser encaminhado.

Almir Gonçalves, diretor assistencial do HRCC, ressaltou o trabalho realizado pela equipe de profissionais do HRCC. “Especialistas presenciais no plantão como neurocirurgiões, ortopedistas e cirurgião trabalham de forma harmônica com a equipe de enfermagem”, disse.

Leia Mais

SINEBAHIA COM 38 VAGAS DE EMPREGO EM ITABUNA E EM JEQUIÉ NESTA SEGUNDA-FEIRA (10)

Tempo de leitura: 2 minutos

Dois dos principais municípios do sul e do sudoeste do Estado, Jequié e Itabuna reservam total de 38 vagas de emprego com intermediação do SineBahia nesta segunda-feira (10). São 36 oportunidades em Itabuna e 2 em Jequié.

Os interessados devem procurar unidades do SineBahia nos dois municípios e apresentar carteiras de Trabalho e de Identidade, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade. Ainda é exigido laudo médico, se for pessoa com deficiência (PCD). Clique em Leia Mais e confira todas as vagas disponíveis.

Leia Mais

CÃIBRA PODE SER SINAL DE DOENÇA ARTERIAL OBSTRUTIVA PERIFÉRICA

Tempo de leitura: 3 minutos

As crise aparecem durante a prática de exercícios: Foto Marcelo Camargo/Agência Brasil

A claudicação intermitente – ato de mancar – é muito comum entre as pessoas que sofrem com a Doença Arterial Obstrutiva Periférica (DAOP). Em geral, as crises ocorrem durante a prática de exercícios físicos. O paciente sente uma dor parecida com a cãibra, o que acaba gerando grande incômodo na execução dos movimentos.

A DAOP é uma obstrução das artérias da perna, que dificulta a passagem sanguínea, da forma correta, pelo membro. Isso impede que o corpo envie oxigênio para os músculos e pode causar, além da dor, gangrena e úlceras nos locais afetados.

O angiologista e presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), Bruno Naves, explica que a DAOP nada mais é o que a falta de circulação na perna. “O fator mais importante para que isso aconteça chama-se tabagismo, que vai deteriorando os vasos arteriais. Associado ao cigarro tem a vida sedentária, o colesterol alto, o stress, isso tudo vai deteriorando a parede da artéria, e essa parede vai acumulando gordura e dificultando a chegada de sangue”.

Naves explica que a manifestação maior aparece ao andar. “Para andar o músculo precisa de sangue, de nutrição e oxigênio, com a doença não chega da forma adequada e o corpo sinaliza com dor: a pessoa anda, dói, ela para e melhora, anda de novo, dói, para e melhora. A gente chama isso de claudicação intermitente. Essa dor é uma sinalização que está faltando circulação no músculo, aí a pessoa não consegue andar”.

Leia Mais

MILICIANO ACUSADO DE ASSASSINAR MARIELLE FRANCO MORRE EM CONFRONTO COM A POLÍCIA NA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Adriano Nóbrega morreu em confronto com a polícia na Bahia

Acusado de comandar uma milícia em Rio das Pedras, no Rio de Janeiro, e suspeito de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco, em 2018, o ex-policial militar Adriano Magalhães Nóbrega morreu, neste domingo (9), em confronto com policiais da Bahia. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o ex-PM carioca estava escondido no município baiano de Esplanada.

Adriano Nóbrega foi cercado, na manhã de hoje, por equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte, do Grupamento Aéreo (Graer) e da Superintendência de Inteligência (SI). No imóvel usado por Adriano Magalhães, a polícia baiana apreendeu 13 celulares, além de uma pistola, um revólver e duas espingardas. Os materiais foram encontrados em diferentes cômodos da casa.

Polícia apreende armas e celulares em esconderijo de miliciano

Após informações de que o criminoso estava buscado esconderijo no estado, equipes da SI da SSP da Bahia iniciaram as buscas. O acusado foi localizado em um imóvel, na zona rural de Esplanada, nas primeiras horas da manhã. Adriano teria resistido ao cumprimento do mandado de prisão, atirando contra as equipes e terminou ferido. Ele chegou a ser socorrido para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Com o foragido foi encontrada uma pistola austríaca calibre 9mm. Vasculhando outros cômodos da casa os policiais encontraram mais três armas.”Procuramos sempre apoiar as polícias dos outros estados e, desta vez, priorizamos o caso por ser de relevância nacional. Buscamos efetuar a prisão, mas o procurado preferiu reagir atirando”, comentou o secretário da Segurança Pública da Bahia, Maurício Teles.

CORONAVÍRUS: BRASILEIROS RESGATADOS NA CHINA CHEGAM À BASE AÉREA DE ANÁPOLIS (GO)

Aviões da Força Aérea Brasileira decolam de Brasília para buscar brasileiros que estão em Wuhan, na China
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os 34 brasileiros resgatados na China chegaram à Base Aérea de Anápolis, em Goiás, na manhã deste domingo (9). Eles vieram em dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) enviados ao país asiático na última quarta-feira (5). As aeronaves pousaram às 6h05 e 6h12 vindas de Fortaleza, última escala técnica no trajeto da chamada Operação Regresso.

O resgate foi feito na cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto mundial do coronavírus. As aeronaves também trouxeram quatro poloneses e um chinês que desembarcaram em Varsóvia, na Polônia, um dos locais de escala para abastecimento.

Os repatriados vão permanecer em quarentena por 18 dias, no hotel de trânsito da Base Aérea de Anápolis, que foi especialmente preparado para essa operação. A tripulação –médicos, pilotos, enfermeiros, etc… – que participou do resgate também vai cumprir período de quarentena.

Todos ficarão em apartamentos individuais ou, no caso dos que são pais ou mães de crianças menores, poderão ficar no mesmo quarto. O grupo inclui crianças de 2 e 3 anos e outras de 7 a 12 anos. As visitas estão proibidas.

Os dois aviões da FAB com os resgatados a bordo decolaram de Wuhan, na China, no início da noite de sexta-feira (7). No trajeto para o Brasil, as aeronaves pararam para reabastecimento em Ürumqi (China), Varsóvia (Polônia), Las Palmas (Espanha), e em Fortaleza, já em território brasileiro.

CORONAVÍRUS: BRASILEIROS RESGATADOS NA CHINA CHEGAM À BASE AÉREA DE ANÁPOLIS (GO)

Tempo de leitura: < 1 minuto

Avião da FAB decolou de Brasília para resgatar brasileiros || Foto Marcelo Camargo

Os 34 brasileiros resgatados na China chegaram à Base Aérea de Anápolis, em Goiás, na manhã deste domingo (9). Eles vieram em dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) enviados ao país asiático na última quarta-feira (5). As aeronaves pousaram às 6h05 e 6h12 vindas de Fortaleza, última escala técnica no trajeto da chamada Operação Regresso.

O resgate foi feito na cidade chinesa de Wuhan, epicentro do surto mundial do coronavírus. As aeronaves também trouxeram quatro poloneses e um chinês que desembarcaram em Varsóvia, na Polônia, um dos locais de escala para abastecimento.

Os repatriados vão permanecer em quarentena por 18 dias, no hotel de trânsito da Base Aérea de Anápolis, que foi especialmente preparado para essa operação. A tripulação –médicos, pilotos, enfermeiros, etc… – que participou do resgate também vai cumprir período de quarentena.

Todos ficarão em apartamentos individuais ou, no caso dos que são pais ou mães de crianças menores, poderão ficar no mesmo quarto. O grupo inclui crianças de 2 e 3 anos e outras de 7 a 12 anos. As visitas estão proibidas.

Os dois aviões da FAB com os resgatados a bordo decolaram de Wuhan, na China, no início da noite de sexta-feira (7). No trajeto para o Brasil, as aeronaves pararam para reabastecimento em Ürumqi (China), Varsóvia (Polônia), Las Palmas (Espanha), e em Fortaleza, já em território brasileiro.