WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba





fevereiro 2019
D S T Q Q S S
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

editorias






:: ‘12 mortes confirmadas na Bahia’

CRACKER ACUSADO DE ROUBAR MAIS DE R$ 80 MILHÕES É PRESO NA BAHIA

Acusado de vários golpes virtuais foi preso em Salvador

A polícia prendeu na Avenida Antônio Carlos Magalhães, no bairro da Pituba, em Salvador, um dos crackers mais procurados do país. O catarinense Jean Pierre Loz, de 43 anos, é acusado de ter iniciado uma série de golpes a partir de 1999. Ele responde a vários processos por diferentes tipos de golpe, já foi condenado, preso várias vezes e, em 2017, teve o nome incluído na lista de procurados da Interpol.

Jean Pierre é acusado de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, receptação e furto. Ele aplicou vários golpes virtuais. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, um dos crimes foi cometido pelo acusado em 2003, contra a Prefeitura de Santa Helena, no Paraná. O suspeito teria conseguido roubar R$ 900 mil que seriam usados para o pagamento de salário dos servidores públicos. O cracker invadiu o sistema e desviou o dinheiro da conta bancária.

De acordo com a polícia, Jean Pierre aplicou o seu maior golpe em 2006, quando conseguiu roubar R$ 80 milhões da Companhia das Águas de Recife, em Pernambuco. Segundo o titular da 16ª Delegacia (Pituba), Ricardo Amorim, Jean Pirre ficou com R$ 8 milhões desse montante e o restante foi dividido entre outras 15 pessoas.

Jean Pierre contou que foi preso e liberado diversas vezes. A última vez, em 2013, ele foi beneficiado com a saída temporária e não mais retornou para cumprir o resto da perna na penitenciária máxima do Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, em Canhanduba, Santa Catarina. No ano passado, a Polícia Federal incluiu o nome do cracker na Interpol.

BAHIA REGISTRA MAIS DE 60 CASOS DE H1N1 E 12 MORTES CONFIRMADAS

H1N1 já causou 12 mortes na Bahia neste ano|| Foto Divulgação

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) confirmou, na quarta-feira (25), que foram notificados no estado 416 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 37 mortes. Dentre esses casos, 72 foram confirmados para Influenza, sendo 61 pelo subtipo A H1N1, com 12 deles evoluindo para óbito. Os dados são referentes ao período de 1º de janeiro a 21 deste mês.

De acordo com a Sesab, no mesmo período de 2017 foram notificados 161 casos de SRAG, com 15 óbitos. Dentre eles, 15 foram confirmados para Influenza sem registro de óbitos, sendo dois casos de Influenza A H1N1.

MORTES

Foram confirmados casos de A H1N1 em 17 municípios e as mortes ocorreram em cinco deles. Salvador foi a localidade com maior quantidade de pessoas que não resistiram à doença. Na capital houve oito (8) óbitos. Os outros municípios que registraram mortes causadas pela doença foram Camaçari (1); Lauro de Freitas (1); Saúde (1) e Serrinha (1).

Cinco dos 12 óbitos foram registrados em pessoas maiores de 60 anos, enquanto três deles em menores de dois anos. Além disso, duas mortes foram em pacientes entre 20 a 29 anos, um óbito na faixa etária de 2 a 4 anos e outra morte notificada entre pacientes de 40 a 49 anos.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia