aleluia ilheus



abril 2014
D S T Q Q S S
« mar    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


itao

:: ‘7 de setembro’

CHUVA E TEMOR DE PROTESTOS AFASTAM PÚBLICO DO 7 DE SETEMBRO

Chuva em Ilhéus e Itabuna e o temor de protestos nas duas maiores cidades do sul da Bahia afastaram o público do desfile cívico do 7 de Setembro. Em Ilhéus, o desfile foi no estilo “relâmpago”, tendo apenas a participação de militares, Ordem Demolay e estudantes do Colégio Militar.

Em Itabuna, o público é o menor dos últimos anos, apesar da participação maciça de escolas estaduais e municipais. Para o encerramento do desfile, está previsto o “Grito dos Excluídos”, puxado pelos movimentos sociais e o Comando Popular Itabuna, que cobra a redução na tarifa de ônibus e melhoria nos serviços públicos.

O desfile em Itabuna caminha para o final. Apesar da polêmica do palanque, se na Praça Camacã ou na Adami, acabou prevalecendo a tradição: o palanque oficial ficou mesmo na Camacã.

PROTESTO IRREVERENTE NO DESFILE EM ILHÉUS

Danilo Oliveira, do Reúne Ilhéus, encarnou Jabes Ribeiro, confrontado com o contrato do transporte coletivo (Foto Maurício Maron/Jornal Bahia Online).

Danilo Oliveira, do Reúne Ilhéus, encarnou Jabes Ribeiro, confrontado com o contrato do transporte coletivo (Foto Maurício Maron/Jornal Bahia Online).

Do Jornal Bahia Online

As semelhanças físicas entre o prefeito de Ilhéus Jabes Ribeiro e o militante do Movimento Reúne Ilhéus, Danillo Oliveira, transformaram o desfile do Sete de Setembro em uma grande diversão em Ilhéus, agora pela manhã. Em um paletó, segundo ele, de marca pra lá de famosa, Danillo encarnou o prefeito de fato e de direito e levou “Jabes” para liderar o desfile do Movimento, hoje a principal dor-de-cabeça do prefeito.

Thiago Pacheco apresenta as "marcas" deixadas pela "Família Gurita" (Foto Maurício Maron/Bahia Online).

Thiago Pacheco apresenta as “marcas” deixadas pela “Família Gurita” (Foto Maurício Maron/Bahia Online).

Ao invés de violência, o movimento apostou na irreverência. Estudantes de olhos pintados, “vítimas” da agressão da Câmara de Vereadores, carregavam faixas questionando  qual independência estava, ali, sendo comemorada. Um caixão era carregado enquanto estudantes choravam. “Se a pergunta é Independência ou morte, acreditem, é morte. A cidade morreu. Estamos promovendo o velório”, afirmavam.

A única intervenção da Polícia foi no sentido de que alguns manifestantes retirassem máscaras. Mas o pedido não foi atendido. Em alguns momentos, o grupo parava e explicava os motivos da manifestação. “Estamos resistindo pela cidade, pela melhoria do nosso transporte”. Aplausos vinham das sacadas de prédios e das poucas pessoas que insistiram em acompanhar na chuva o desfile oficial, que contou apenas com militares, ordem Demolay e estudantes do Colégio da Polícia Militar.
Confira imagens e mais informações do desfile em Ilhéus no Jornal Bahia Online

ITABUNA: JORGE AMADO E LUIZ GONGAZA SÃO HOMENAGEADOS NO 7 DE SETEMBRO

Personagem Ramiro Bastos e sanfoneiro lembram Amado e Gonzagão (Foto Pimenta).

O escritor Jorge Amado e o “Rei do Baião”, Luiz Gonzaga, foram os grandes homenageados no desfile cívico do 7 de Setembro em Itabuna, no sul da Bahia, terra do autor de obras como Gabriela cravo e canela, Terras do sem fim, Capitães da areia.

O público foi o maior já visto nos últimos anos, puxado pelo feriadão. Cerca de 20 mil pessoas ocuparam as calçadas da Avenida do Cinquentenário para acompanhar os desfiles de entidades e escolas particulares e das redes estadual e municipal.

Estudantes vestidos como personagens de obras que imortalizaram Jorge Amado ou carregando instrumento musical que tornou Luiz Gonzaga o rei de um estilo marcaram o desfile. Fanfarras de escolas municipais e estaduais de Itabuna e de Ubaitaba agitaram o público.

ACIDENTE: VÍDEO MOSTRA MOMENTO EM QUE ADRIEL PASSA PELO POSTO DA CINQUENTENÁRIO

O PIMENTA obteve com exclusividade as imagens do momento em que o jovem Adriel Dias, de 20 anos, passa pelo posto de combustível em velocidade além do normal para aquela área. As cenas foram captadas pelo sistema de videomonitoramento do posto. Segundos depois, a moto choca-se contra cordas de isolamento colocadas pela prefeitura na calçada da avenida do Cinquentenário, onde ocorreu o desfile do 7 de Setembro. Familiares do motociclista lamentaram a falta de sinalização refletiva no local (confira abaixo).

Leia ainda

FAMÍLIA DE MOTOCICLISTA MORTO DIZ QUE
FALTOU SINALIZAÇÃO NA CINQUENTENÁRIO


MOTOCICLISTA MORRE NO CENTRO DE ITABUNA

FAMÍLIA DE MOTOCICLISTA MORTO DIZ QUE FALTOU SINALIZAÇÃO NA CINQUENTENÁRIO

Adriel Dias (Foto Arquivo Pessoal/Radar).

A família do motociclista Adriel Dias criticou a falta de sinalização na área do desfile do 7 de Setembro, em Itabuna. Para a família, o jovem talvez estivesse vivo se a avenida do Cinquentenário estivesse sinalizada corretamente.

Adriel morreu por volta das 5h30min da manhã de ontem ao dar uma “roubadinha” em um posto de combustível no início da via e deparar-se com um corda de isolamento do trecho da Parada Cívica, mas sem faixa refletiva.

- Nós fomos informados de que não havia sinalização no local. [Houve] irresponsabilidade, negligência. Talvez ele não estaria aqui agora, enterrado, se houvesse sinalização na área – lamentou Elza Gomes em entrevista ao PIMENTA. O corpo do jovem foi enterrado ontem à tarde, no cemitério Campo Santo, em Itabuna.

A tia de Adriel observou ainda que faixa refletiva somente foi colocada após o acidente. “Atribuíram a culpa à própria vítima, por conta de uma manobra errada, mas em momento nenhum disseram que havia uma corda e não tinha sinalização”. Adriel tinha 20 anos e, segundo Elza Gomes, iria prestar vestibular na área de engenharia. “Ele nos disse que estava amadurecendo e falava da importância do curso para a vida dele”.

DEU O QUE FALAR…

O fato mais comentado no meio político em Ilhéus, ontem, era a felicidade do prefeito em exercício, Mário Alexandre, o Marão (PSD), durante a Parada do 7 de Setembro. A descontração do vice destoava do momento vivido pelo prefeito de fato e direito, Newton Lima (PSB), internado desde terça (6) numa UTI e logo depois transferido para Salvador. Confira a sequência de fotos do Jornal Bahia Online:

ESCOLAS PRESTAM HOMENAGEM A JORGE AMADO

Estudantes do Ciso-Estadual estendem banner com homenagem a Jorge Amado (Foto Daniel Thame).

Cerca de 15 mil pessoas ocuparam as calçadas da avenida do Cinquentenário, em Itabuna, para assistir ao Desfile do 7 de Setembro, que neste ano começou com atraso de quase duas horas. Um dos destaques da Parada Cívica deste ano foi a homenagem ao mais ilustre itabunense, Jorge Amado.

Escolas estaduais exibiram painéis, personagens e temáticas que marcaram as obras do escritor.  Um boneco gigante de Jorge Amado chamava a atenção de quem assistiu ao desfile. A Bahia iniciou em agosto uma série de atividades para comemorar o centenário de nascimento de Jorge Amado, em 10 de agosto de 2012.

O desfile em Itabuna começou às 9h40min com as apresentações do Tiro de Guerra, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, seguido por escolas municipais e estaduais, clubes de serviço e encerrado pelo Grito dos Excluídos.

Painéis e personagens de Jorge Amado invadiram avenida (Fotos Daniel Thame).

PPS FAZ PROTESTO CONTRA WAGNER EM ITABUNA

Partidários do PPS fazem protesto no 7 de Setembro (Foto Pimenta).

Pelo menos 10 pessoas ligadas ao PPS de Itabuna exibiram cartazes em protesto contra as mudanças no Planserv e denunciando o caos no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem) durante o desfile do 7 de Setembro, na avenida do Cinquentenário.

A manifestação foi puxada pela prefeiturável Leninha da Autoescola Regional, a filha Mariana Alcântara, que preside o PPS itabunense, e o radialista Val Cabral. Leninha, embora prefeiturável, disputa uma secretaria no governo do Capitão Azevedo (DEM).

7 DE SETEMBRO: DRAGÕES EXECUTAM MÚSICAS POPULARES

Chora, me liga, É o amor e Pásssaro de fogo foram canções populares executadas pela banda dos Dragões da Independência, em Brasília, no início o desfile do 7 de Setembro, em frente ao palanque da presidente da República, Dilma Rousseff. Assista, logo depois dos “reclames”.

A BANDA QUE NÃO PASSOU NA CINQUENTENÁRIO

Após meses de ensaio para o desfile de 7 de Setembro, a fanfarra do Colégio Estadual de Itabuna acabou não saindo dos “boxes” no “dia D”.

Ontem pela manhã, os integrantes da banda chegaram cedo ao colégio, no bairro São Caetano, onde pegaram os instrumentos. Todos vestidos a caráter e afinados para fazer bonito na avenida.

A expectativa da banda começou a virar apreensão quando o ônibus prometido pela Direc 7 não apareceu para fazer o transporte dos componentes até a Cinquentenário. E a apreensão virou desespero e raiva quando a Direc informou que não mandaria ônibus algum.

O resultado é que a turma da fanfarra se revoltou e ficou no colégio mesmo, onde os instrumentos foram recolocados em seus lugares e os meses de ensaio acabaram em uma grande frustração.

CAMPANHA NO 7 DE SETEMBRO

Milhares de pessoas que foram à avenida do Cinquentenário assistir ao desfile do 7 de Setembro em Itabuna depararam com faixas do Colégio da Polícia Militar (CPM) exibidas ao longo da via com “agradecimentos” ao deputado estadual Capitão Fábio (PRP).

Não se sabe de quem foi a ideia pela “homenagem” ao deputado, mas o colégio, claro, é público. Os diretores da escola bem que poderiam vir à superfície esclarecer o imbróglio às vésperas das eleições ao parlamento estadual.

HINO SERÁ “DISSEMINADO” NO 7 DE SETEMBRO

Itabuna escolheu o seu Hino Oficial em eleição ocorrida no primeiro semestre e o 7 de Setembro será a oportunidade de conhecê-lo melhor. Pelo menos, a Secretaria de Educação promete distribuir, além de bandeiras do município e do Brasil, a letra do hino.

O desfile cívico começará às 8 horas, com a revista as tropas na praça Octávio Mangabeira (praça Camacan). Conforme a organização, o desfile será dividido em cinco agrupamentos, tendo a participação de unidades militares, escolas das redes pública (estadual e municipal) e particular, entidades e movimentos sociais.

Serão oito escolas municipais, oito estaduais e duas da rede particular. O desfile será aberto pelo Tiro de Guerra. Logo em seguida, vêm o Colégio da Polícia Militar, 15º BPM, 4º Grupamento de Bombeiros, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, veículos militares, cavalaria, grupo de Escoteiros, de Desbravadores e Caesb.

De acordo com o secretário de Educação, Gustavo Lisboa, também estão confirmadas participações do grupamento Bandeirantes, do Capítulo da Ordem Demolay e da Ordem Internacional das Filhas de Jô. O tema deste ano será “Itabuna… esse aroma de cacau no coração”, referência ao hino da cidade adotado neste ano do centenário.

VIOLÊNCIA GRATUITA NO 7 DE SETEMBRO

O guarda municipal Giovane Maurício agrediu um jovem na manhã de hoje, em Itabuna, durante a parada de 7 de setembro. Testemunhas afirmam que a vítima apanhou por insistir em permanecer além da faixa que separa o público do desfile.

O rapaz alegou que sua intenção era ficar melhor posicionado para ver a sua namorada, integrante de um dos grupos que participavam da cerimônia. Após ser advertido verbalmente por uma guarda, ele continuou no local indevido. Foi quando o guarda Giovane o retirou à força e acabou exagerando na dose.

A vítima, que não foi identificada, levou tapas e empurrões e disse que levaria o caso à justiça. Confira no vídeo abaixo (paciência, pois – a depender de sua conexão – pode demorar um pouco para carregar):