WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba










novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘abstenção’

RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO

José Nazal || nazalsoub@gmail.com

 

Em maio, findo o prazo de novas inscrições e transferências, teremos o número real e em 7 de outubro, após divulgação oficial do resultado, poderemos conferir se o índice de abstenção continuará alto. Poderemos realmente ver o interesse do ilheense na escolha dos nossos governantes.

 

Ilhéus está entre os municípios escolhidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), obrigados a ter no pleito eleitoral desse ano votação obrigatória com o novo sistema de reconhecimento biométrico. Avanço!

Desde o ano de 2015 teve início o recadastramento, obrigando os eleitores a comparecer perante a Justiça Eleitoral para proceder a troca de título. Fiz o meu recadastramento em 2016, com toda tranquilidade, sem fila e sem estresse. Há cinco dias do prazo final para o comparecimento temos visto, em todos os locais oficiais utilizados pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE), imensas filas, que começam a ser formadas na noite anterior de cada dia.

Consultando o sítio do TSE, encontramos os dados com o perfil dos eleitores de Ilhéus, com o número de 137.977 eleitores cadastrados conforme tabela de faixa etária elaborada com base nos dados encontrados:

Nos últimos dias a mídia vem noticiando que apenas 70% dos eleitores atenderam ao apelo legal para recadastramento oficial. Contesto esse número, explicando minhas razões.

A média de abstenção dos últimos dez pleitos eleitorais é de 25%, sendo que nos três últimos aumentou para 26,4%, considerando o número de eleitores novos, cadastrados antes de cada pleito. Nessa conta, em torno de um quarto do número de eleitores, deve ser considerado os falecidos, os que tem mais de setenta anos e estão desobrigados a votar, conta que é fechada com os que realmente se abstiveram, cada um com sua razão. O número de eleitores com mais de 70 anos é conhecido: 13.569; o número de mortos e dos obrigados que se abstiveram é impossível de calcular. O fato é que, normalmente, entre 95 e 100 mil eleitores comparecem para o escrutínio.

Desta, considerando os dados acima apresentados, minha opinião é que o número real de eleitores está em torno de 115 mil cadastrados. Vale ressaltar que é considerável o número de eleitores de Castelo Novo, Rio do Braço, Banco do Pedro, Banco Central, Pimenteiras e Inema, que são eleitores dos municípios de Uruçuca, Itajuípe e Coaraci. Muitos de Salobrinho também votam em Itabuna.

A informação obtida hoje junto ao TRE é que se aproxima de cem mil eleitores cadastrados, igual número do comparecimento do pleito de 2016. Em maio, findo o prazo de novas inscrições e transferências, teremos o número real e em 7 de outubro, após divulgação oficial do resultado, poderemos conferir se o índice de abstenção continuará alto. Poderemos realmente ver o interesse do ilheense na escolha dos nossos governantes.

José Nazal é vice-prefeito de Ilhéus, fotógrafo e memorialista.

ENEM: ABSTENÇÃO ATINGE 25,31% NO 1º DIA

O índice de abstenção no primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi de 25,31%, em torno de 1,8 milhão, número menor do que o registrado em 2014.

O menor índice foi na Paraíba, com 20,67%, e o maior em Roraima, 34,9%.

“A cada ano vem diminuindo o número de abstenção. E celebramos o desempenho de Santa Catarina, com abstenção de 22,36%, abaixo da média. As chuvas não prejudicaram o Enem no estado”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

A abstenção neste primeiro dia no Distrito Federal foi de 29,36%, em São Paulo, 26,76%, e no Rio de Janeiro, 25,32%.

O ministro destaca que cerca de 800 mil pessoas estão fazendo o Enem apenas para certificação de Ensino Médio e que elas têm a opção de comparecer apenas ao segundo dia de prova.

Mais de 7,7 milhões de pessoas se inscreveram para o exame. Mercadante disse que 6.911.938 confirmaram presença, acessando o cartão de confirmação. Não acessaram o cartão 834.498 mil participantes, um padrão semelhante a provas anteriores, segundo o ministro.

ENEM: ABSTENÇÃO NA BAHIA FOI 3ª MAIOR

Enquanto a média nacional de abstenções no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ficou em 27,9% (contra 27,6% em 2011), na Bahia o índice de faltosos foi maior, chegando a 30,7%. O Estado é o terceiro em percentual de estudantes que desistiram de se submeter às provas, atrás de Roraima (33,57%) e Amazonas (32,82%).

Na Bahia, 421 mil candidatos se inscreveram no Enem. Desses, 114 mil deixaram de comparecer.

Um fato curioso aconteceu no Mato Grosso do Sul, onde a candidata Pâmela de Oliveira Lescano, de 17 anos, deu à luz no banheiro de uma escola, momentos antes do início das provas.

A repercussão do episódio fez com que a jovem recebesse um telefonema do ministro Aloísio Mercadante e conquistasse uma segunda oportunidade de passar pelo Enem ainda este ano. Ela fará o exame nos dias 4 e 5 de dezembro, quando o Enem é aplicado em presídios e unidades socioeducativas.

O FERIADÃO E A ABSTENÇÃO

No histórico das eleições brasileiras, a abstenção sempre costuma ser maior no segundo turno. Contribui para isso o desaparecimento, nesta etapa, dos cabos eleitorais ligados aos candidatos a deputado, que resolvem sua vida no primeiro tempo.

Mas o receio é de que neste ano a abstenção seja ainda maior que em eleições anteriores, devido ao feriado de terça-feira, 2. Em muitas cidades, as prefeituras já decretaram ponto facultativo. E alguns estados, como o Rio de Janeiro, transferiram o feriado do Dia do Servidor Público (que é hoje, 28 de outubro) para segunda-feira, 1º de novembro, criando um belo de um feriadão.

Analistas estimam que a abstenção, que ficou em 18% no primeiro turno, alcance 22% neste domingo. Alguns deles acreditam que o feriado prolongado atrapalhará tanto Serra (PSDB) quanto Dilma (PT), mas a maioria dos observadores acha que a desvantagem do tucano neste particular é maior, pois ele tem a maioria dos eleitores das classes A e B.

ABSTENÇÃO EM VESTIBULAR DA UESC CHEGA A 15,83%

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) ampliou ainda mais o seu recorde histórico próprio de abstenção em vestibulares. O percentual saltou de 15,24%, ontem, para 15,83% no segundo dia, com a ausência de 2.112 dos mais de 13 mil vestibulandos.

Apesar da abstenção recorde, a professora Clemildes Pereira diz que o alto percentual é “normal”. Clemildes é coordenadora da Comissão Permanente do Vestibular da Gerência de Seleção e Orientação (Geseor), da Uesc. A batalha das provas do vestibular termina nesta terça, 12, com as provas de matemática, química e física.

PRIMEIRO DIA DO VESTIBULAR DA UESC TEVE ABSTENÇÃO DE 15,24%

Fiscalização rigorosa para garantir identificação dos candidatos - Foto: Marcos Maurício

Fiscalização rigorosa para garantir identificação dos candidatos - Foto: Marcos Maurício

Dos 13.244 candidatos inscritos no vestibular 2010 da Univesidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), 2.033 não compareceram para as provas do primeiro dia do certame. Segundo a vice-reitora da Uesc, Adélia Pinheiro, o número está dentro da previsão (o Pimenta levantou que esta foi a maior abstenção de todos os tempos)

A explicação da vice-reitora é que muitos candidatos se inscrevem em diversas instituições cujos resultados até já foram divulgados, o que os desestimula a enfrentar as baterias de provas da Uesc. “Observamos isso principalmente nos cursos de Medicina e Enfermagem”.

Hoje foram aplicadas as provas de Língua Portuguesa com Redação e Literatura Brasileira, e a de Geografia. Nessa segunda-feira (11) será a vez de Língua Estrangeira (Inglês, Francês ou Espanhol), História e Biologia; e terça-feira (12), Matemática, Física e Química. O vestibular da Uesc oferece 1.440 vagas em 29 cursos de graduação.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia