WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

workshop










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Acidente Vascular Cerebral’

MÉDICA ALERTA QUE HIPERTENSÃO ARTERIAL NO DIABÉTICO EXIGE CONTROLE MAIS RÍGIDO

Cuidados ajudam a reduzir riscos|| Foto Divulgação

A hipertensão arterial exige mais cuidados nas pessoas com diabetes porque a doença representa mais um fator de envelhecimento vascular, que predispõe a Acidente Vascular Cerebral (AVC), enfarte. Por isso, foram definidos novos parâmetros para a hipertensão no diabético – 13/8 – que deve ser mais baixo do que o padrão aceitável para a população em geral: 14/9, segundo a cardiologista Lucélia Magalhães.

Lucélia Magalhães, que integra a equipe do Centro de Atenção Especializada, da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), destaca que o tratamento da hipertensão, além dos medicamentos – é muito importante seguir a prescrição médica, quanto às doses e horários – passa também por cuidados na alimentação, que exigem ainda mais atenção nos diabéticos. A médica reforça que os cuidados devem ser redobrados.

ALIMENTAÇÃO POBRE EM GORDURAS

De acordo com a cardiologista, a alimentação deve ser pobre em sódio (sal) e gorduras. Lucélia Magalhães explica que o diabético tem mais possibilidade de desenvolver ateromas (placas de gordura) e rica em fibras. Ela ressalta que é muito importante também evitar os carboidratos simples (representado pelos açúcares). Estima-se que entre 30 a 40% dos diabéticos apresentam hipertensão arterial.

Os cuidados com a alimentação, segundo a especialista, são muito importantes para manter a glicemia sob controle, porque o diabetes descompensado aumenta o risco de complicações vasculares. E se o paciente é hipertenso, o risco é em dobro.

:: LEIA MAIS »

MÉDICO DEFENDE UNIDADE DE AVC EM ITABUNA

O médico Sílvio Porto está propondo a criação em Itabuna de uma unidade para atendimento de casos de acidente vascular cerebral (AVC). O neurologista diz que o AVC é a maior causa de óbitos na Bahia e o atendimento imediato pode reduzir sequelas ou salvar o paciente. A unidade em Itabuna seria a primeira do interior do Nordeste brasileiro.

Porto cita que pacientes vítimas de AVC isquêmico agudo possuem “maior sobrevida, maior independência e maior chance de estarem morando em suas casas após um ano do caso, conforme experiência dos serviços que contam com essas unidades”.

A unidade para atendimento de casos de AVC é formada por equipe multidisciplinar formada por cardiologistas, pneumologistas, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos.

O neurologista diz que pretende apresentar o projeto em reuniões de clubes de serviço, escolas, faculdades ou em entidades interessadas em conhecer o funcionamento de uma UAVC.

Do site Bem Mais Saúde

ESTADO DE SAÚDE DE RICARDO KAUARK É CONSIDERADO GRAVE

Do Diário Bahia

Kauark: estado grave.

O médico Ricardo Brandão Kauark sofreu uma AVC (Acidente Vascular Cerebral) e está na CTI do Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna. Ele foi submetido a uma cirurgia de emergência e ficará por, pelo menos, três dias em coma induzido. Só depois então, segundo os médicos, será possível identificar possíveis sequelas.

Kauark começou a passar mal no final da tarde de sexta-feira, 2, depois de mais de um dia de trabalho no Hospital de Base. Ele já não vinha bem de saúde. Estava em fase de recuperação de um enfarto, sofrido há pouco mais de um mês depois de uma viagem a Vitória da Conquista.

 






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia