WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
jau


jamile_yamaha

sintesi17

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

editorias


:: ‘Adélia Pinheiro’

UESC LANÇA APLICATIVO PARA AJUDAR A PRESERVAR MEIO AMBIENTE

Aplicativo permite denúncias e dicas para preservar meio ambiente (Foto Júlia Barreto).

Aplicativo permite denúncias e dicas para preservar meio ambiente (Foto Júlia Barreto).

Já pensou em poder participar ativamente da proteção do meio ambiente? O aplicativo “Coruja” lançado pelo o projeto de extensão Vivências Interdisciplinares em Direitos Socioambientais (VIDA), da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), oferece essa possibilidade.

Segundo o coordenador do projeto, o professor Guilhardes de Jesus Jr., o Coruja vai auxiliar o usuário A fazer denúncias, identificar infrações e propor soluções que possam contribuir para proteção do meio ambiente em sua cidade. O aplicativo foi idealizado, segundo o professor, pelos integrantes do Projeto Vida, do Departamento de Ciências Jurídicas da Uesc. “O aplicativo é fácil de baixar e mais fácil ainda de usar”.

“Além de acompanhar o usuário nas suas denúncias, ele o levará a conhecer um pouco mais sobre meio ambiente e leis ambientais de forma interativa e divertida. Essa será uma das formas para, juntos, tornar a vida mais sustentável,” explicou o professor, durante o lançamento do aplicativo, na Reitoria, com a presença da reitora Adélia Pinheiro.

Aplicativo (Foto Júlia Barreto).

Voluntárias, Guilhardes Jr. e reitora Adélia Pinheiro lançam aplicativo (Foto Júlia Barreto).

FUNÇÕES

No “Coruja” o usuário encontra funções como “Denúncias”, pelo qual será possível descrever problemas identificados e que possam causar danos ao meio ambiente. Também poderá adicionar fotos para que a equipe do “Vida” repasse a informação às autoridades competentes. Os dados do usuário são confidenciais.

Em “Boas ideias” o usuário pode contar as suas ideias para melhorar o modo de relacionamento com o meio ambiente, ou ainda, que possam diminuir os impactos negativos que causamos. É possível compartilhar com o “Vida”, por meio de imagens, iniciativas já em prática e que tenham ajudado a vida das pessoas. Essas ideias serão reunidas pela equipe do projeto e entregues ao gestor público responsável.

Ainda no mesmo aplicativo, a função “Informativos” possibilita encontrar materiais de didáticos produzidos pela equipe do Projeto Vida. Por fim, “Consultas”, por meio da qual o usuário receberá informações sobre as denúncias e ideias por ele cadastradas no aplicativo.

UESC: ÂNGELA É BARRADA NA POSSE DE ADÉLIA

angela sousaA deputada estadual Ângela Sousa (PSD) foi barrada na solenidade de posse da reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, nesta noite de quarta (3).

A parlamentar tentou usar da prerrogativa do cargo, mas não conseguiu ter acesso à sala reservada às autoridades. O cerimonial do evento não tomou conhecimento. Restou a ela ficar na plateia.

Para completar o vexame, a deputada também não foi chamada para compor a mesa da solenidade. Do evento de posse de Adélia e do vice-reitor, Evandro Freire, participaram autoridades como o deputado federal Davidson Magalhães e o vice-governador João Leão, que representou Rui Costa.

SÉRGIO MURILO DEFENDE AMPLIAÇÃO DA PESQUISA E EXTENSÃO NA CEPLAC

Jerônimo Rodrigues discursa na reunião de trabalho de Murilo (Foto Daniel Thame).

Jerônimo Rodrigues discursa na reunião de trabalho de Murilo (Foto Daniel Thame).

A reunião de trabalho e posse festiva do novo diretor-geral da Ceplac, Sérgio Murilo Menezes, reuniu secretários estaduais, produtores rurais, políticos sul-baianos e a reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, ontem (15), na sede regional do órgão de apoio à lavoura, na Rodovia Ilhéus-Itabuna. O novo diretor-geral da Ceplac, na posse festiva e reunião de trabalho, definiu as linhas da sua gestão.

Servidor de carreira do órgão, Sérgio Murilo Menezes disse que a instituição deve se colocar a serviço do produtor, “ampliando a pesquisa e a extensão rural, capacitando os jovens para que possam assumir novos desafios do mercado e adotando políticas públicas que garantam a retomada do desenvolvimento regional de forma sustentável”.

INVESTIMENTO NA CADEIA PRODUTIVA

Jerônimo Rodrigues, secretário de Desenvolvimento Rural da Bahia, apontou a necessidade de mais investimentos em toda a cadeia produtiva do cacau e ampliação do polo chocolateiro no sul da Bahia. Ontem, Jerônimo participou da posse festiva do novo diretor-geral da Ceplac, Sérgio Murilo Menezes.

O secretário apontou que, hoje, 70% da produção de cacau no sul da Bahia é oriunda da agricultura familiar. O governo estadual, segundo ele, está atuando no apoio a estes agricultores com programas de capacitação, assistência técnica e financiamento de projetos agrícolas.

Além de Rodrigues, o secretário estadual de Agricultura, Vitor Bonfim, também participou da solenidade na Ceplac. Bonfim ressaltou os “investimentos em plantas com maior produtividade e mais resistentes a doenças”. Para ele, estas práticas têm resultado em ganhos para o produtor rural, com reflexos na economia.

Segundo Bonfim, a safra 2014/2015 chegou a 220 mil toneladas de cacau. O deputado federal Bebeto Galvão elogiou a escolha do governo federal para a direção da Ceplac. “[Sérgio Murilo é] Homem da região cacaueira, filho da terra, que leva a Brasília esse nosso sentimento regional de que a Ceplac é indispensável para a vida da região sul”.

 

REITORA DA UESC REELEITA COM 85% DOS VOTOS

Adélia Pinheiro obteve média de votos superior a 85,6% no pleito ocorrido ontem.

Adélia Pinheiro obteve média de votos superior a 85,6% no pleito ocorrido ontem.

Adélia Pinheiro foi reeleita reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), nesta quarta (25), com média superior a 85% dos votos, de acordo com resultado divulgado pela Comissão Eleitoral.

A reitora conseguiu obter 89% dos votos entre estudantes, 86% entre docentes e 82% dos servidores técnicos administrativos. O resultado foi divulgado na madrugada desta quinta (26).

Adélia, candidata única, continuará à frente da Uesc até 2020, tendo como vice-reitor o professor Evandro Freire. Cada mandato tem duração de quatro anos. A posse para o segundo período ocorre no início de 2016.

ELEIÇÃO NA UESC

Adélia é candidata única e disputa mais 4 anos.

Adélia é candidata única e disputa mais 4 anos.

A reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, deverá ser reeleita para mandato de quatro anos à frente da instituição de ensino do sul da Bahia. A eleição ocorre nesta quarta (25) em votação que somente será encerrada à noite. Professores, funcionários e alunos participam do processo eleitoral, embora com peso diferente. Adélia é candidata única em chapa que tem como vice o professor Evandro Freire.

REITORA COBRA DO DNIT NOVA LOMBADA EM FRENTE À UESC

Adélia pede redutor de velocidade em frente ao campus da Uesc.

Adélia pede redutor de velocidade em frente ao campus da Uesc.

A reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, cobrou ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), por meio de ofício, a reconstrução da lombada que foi retirada em frente ao campus Professor Soane Nazaré de Andrade, na Rodovia Ilhéus-Itabuna.

Das 14 lombadas instaladas na rodovia, enfatiza Adélia, o Dnit só retirou a que estava localizado em frente ao campus da Uesc, no bairro de Salobrinho. Alunos, professores, servidores, idosos, crianças e portadores de necessidades especiais cruzam a rodovia Jorge Amado para pegar o transporte público e fazer refeições nos estabelecimentos locais.

A comunidade acadêmica da Uesc tem um contingente de mais de 11 mil pessoas que trafegam diariamente no local. A lombada foi instalada com o objetivo de reduzir a velocidade de um fluxo intenso de veículos que trafegam pela rodovia, em resposta aos graves acidentes com vítimas.

A lombada foi retirada e em seu lugar foi instalado um “pardal”, que, avalia a reitora, não protege os alunos, servidores, professores e transeuntes em geral que atravessam a rodovia para chegar à Uesc ou para pegar o transporte público do outro lado da rodovia.

SINDICÂNCIA NA UESC APURA “CASO NÁTALI”

Uma comissão de sindicância foi formada para investigar denúncia da estudante Nátali Mendes contra o professor André Rosa, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). A reitora da Uesc, Adélia Pinheiro, designou os professores Wilma Vivas, Zeneide Silva e Álvaro Vinícius Coelho para apurar a denúncia classificada como machismo praticado pelo professor contra Nátali.

A estudante diz ter sido constrangida pelo professor, publicamente, em um evento do núcleo Kawé de Estudos Afro-Baianos Regionais, em 5 de novembro, ao ser cantada e segurada pelo braço. O caso teve ampla repercussão no meio acadêmico e na imprensa (relembre aqui).

A comissão de sindicância tem até dia 28 para concluir a investigação.

APÓS OCUPAÇÃO, REITORA DA UESC AMPLIA SUBSÍDIO PARA REFEIÇÃO

Estudantes ocuparam reitoria por 30 horas e conseguiram ampliação de subsídios.

Estudantes ocuparam reitoria por 30 horas e conseguiram ampliação de subsídios.

Após ocupação de 30 horas, um grupo de estudantes obteve da reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Adélia Pinheiro, o compromisso de aumentar o número de refeições subsidiadas. A partir de 7 de abril, o Restaurante Universitário (RU) servirá um total de 1,3 mil refeições a R$ 1,00.

O RU também abrirá em três turnos, com a oferta de 200 cafés da manhã, 900 almoços e 200 jantares subsidiados por dia, de segunda a sexta.

Os estudantes ocuparam a reitoria da Uesc na última quinta (27) até o fechamento do acordo, no final da tarde de ontem (28).

A reitora Adélia Pinheiro também comprometeu-se a realizar estudos técnicos para reforma e ampliação da estrutura do restaurante. A instituição vai acelerar o cadastro biométrico dos estudantes que utilizam a estrutura do RU.

Por meio de nota, a reitora enfatizou o aumento de recursos para atender a reivindicações de alunos e, ainda, a necessidade de articulações com o governo baiano para execução de algumas das propostas acordadas com os estudantes.

Nota atualizada às 12h54min

PROFESSORES BUSCAM TITULAÇÃO NA UESC

Quarenta e dois professores de escolas públicas sul-baianas iniciaram hoje, na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), suas atividades no Curso de Pedagogia IV, vinculado ao Programa Nacional de Formação de Professores. A iniciativa visa graduar profissionais que atuam na rede básica pública, sem titulação.

Em palestra de boas vindas, a reitora Adélia Pinheiro disse que, por meio da formação de professores, o programa tem como objetivo melhorar a qualidade do ensino. A Uesc está há duas décadas integrada à ação.

Além do curso de pedagogia, a universidade oferece, dentro do programa de formação, graduação em Ciências Sociais, Educação Física, Geografia, História, Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Matemática.

SEMINÁRIO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DEBATE PERSPECTIVAS NA AMÉRICA LATINA

Seminário debate perspectivas na América Latina (Foto Anabel Mascarenhas).

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) promove até amanhã, 24, o IV Seminário Anual de Ciências Sociais, no auditório do Centro de Arte e Cultura. O seminário deste ano tem como tema “O pensar e o fazer nas ciências sociais: perspectivas contemporâneas na América Latina”.

A programação desta noite de sexta começa às 19h com mesa redonda que reunirá como palestrantes os professores Roque Pinto da Silva Santos (Uesc), Antonio Câmara (UFBA) e Adélia Ribeiro (UFES). O trio vai abordar “As Ciências Sociais Brasileiras: Desafios frente às crises, rupturas e emergências contemporâneas”.

O professor Breno Augusto Souto Maior Fontes, da Universidade Federal de Pernambuco, vai proferir conferência de encerramento tratando das perspectivas de futuro para as ciências sociais. O evento tem como público alvo os estudantes da área, mas a entrada é franca a comunidade.

A UESC NO EXAME DA OAB

A 30ª colocação obtida pelo curso de Direito da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) na última edição do exame nacional da OAB foi comentada pela reitora Adélia Pinheiro.

Ao PIMENTA, Adélia afirmou que os resultados positivos “devem ser creditados à qualidade do corpo docente” e “ferramentas práticas nas unidades da rede judiciária”.

A reitora da Uesc acrescentou o acervo bibliográfico que o curso dispõe, além da estrutura física como fatores que explicam a média de aprovação da universidade no exame nacional .

O curso figurou em 30º lugar ao conseguir aprovar40 dos 83 alunos e egressos que participaram do 7º Exame Unificado. A aprovação atingiu 48,19%.

“NÃO DEIXE A PRINCESINHA MORRER”

Estudantes e funcionários da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) iniciaram campanha pela restauração da “Princesinha”. O veículo está abandonado em frente a um dos pavilhões da universidade.

A campanha virtual cobra da reitora da Uesc, Adélia Pinheiro, mais atenção ao patrimônio – histórico – da instituição. A comunidade universitária agradece. A fubica é do tempo em que a Uesc era chamada de Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna (Fespi).

SUSTO COMUNISTA

Ninguém está livre do clima de tensão que se instalou nas ruas com a greve da Polícia Militar. Quem passou por uma experiência nada agradável na noite de quinta-feira, 2, foram os comunistas Davidson Magalhães, presidente da Bahiagás, e Wenceslau Júnior, vereador em Itabuna.

Os dois políticos vinham da Uesc, onde participaram da posse da reitora Adélia Pinheiro, com destino a Itabuna. Ao passar pela avenida Juracy Magalhães, foram interceptados por policiais à paisana, que confundiram o carro da Bahiagás com uma viatura da PM. Somente quando chegaram bem perto é que foram reconhecidos e, por um triz, liberados pelos grevistas.

POSSE DE ADÉLIA

A médica Adélia Pinheiro toma posse nesta quinta-feira, 2, como nova reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Ela sucede o professor Joaquim Bastos.

A cerimônia de posse será presidida pelo secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto, e está marcada para as 19h30min, no auditório do Centro de Arte e Cultura da universidade.

Adélia afirma ter compromisso com uma maior participação da Uesc em projetos nas comunidades de sua área de abrangência. Diz também que estará comprometida com o aprofundamento dos valores da “autonomia, democratização e ética, com foco na excelência e sempre aliado à sustentabilidade institucional”.

FALTOU COMBINAR COM WAGNER

Wagner foi anunciado como "chamariz" (clique para ampliar).

O pré-candidato a prefeito de Ilhéus, Joaquim Bastos (PDT), despede-se do cargo de reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) no próximo dia 2. No início da semana, o magnífico distribuiu convites anunciando que o governador Jaques Wagner viria à universidade para, junto com ele, inaugurar um novo anexo de construções.

O compromisso, porém, nunca esteve na agenda do mandatário baiano. A assessoria confirma que o Galego estará na Uesc, sim, mas no dia 2, quando toma posse a reitora eleita, Adélia Pinheiro.

BAMIN E UESC QUEREM NOVAS PARCERIAS

Presidente da Bamin se reuniu com a reitora eleita da Uesc, professora Adélia Pinheiro

A empresa Bahia Mineração e a Universidade Estadual de Santa Cruz discutem a construção de novas parcerias em projetos voltados ao desenvolvimento do sul da Bahia. O assunto foi discutido numa visita do presidente da Bamin, Francisco Viveiros, juntamente com uma equipe da empresa, à reitora eleita da Uesc, professora Adélia Pinheiro.

Segundo Viveiros, o objetivo é ter a Uesc como parceira em projetos voltados a cumprir as condicionantes da licença ambiental do Terminal de Uso Privativo que a empresa irá construir na zona norte de Ilhéus. Durante a visita, a reitora afirmou que “a Uesc acredita nas parcerias com empresas privadas, no entendimento de que, desta maneira, a própria instituição se fortalece para o cumprimento de seus objetivos institucionais de ensino, pesquisa e extensão”.

Linhas de atuação da Uesc que podem ser alvo da parceria foram discutidas no encontro. Atualmente, a Bamin e a universidade já executam o Inventário Turístico de Ilhéus e Itacaré, projeto reconhecido pelo Ministério do Turismo e que servirá de modelo para outras cidades brasileiras. Outro projeto, este em formatação, é o Diagnóstico Mercadológico Participativo.

UESC: ADÉLIA PINHEIRO VENCE ELEIÇÃO

Adélia vence disputa à reitoria.

Adélia Pinheiro poderá ser chamada de magnífica a partir de 2 de fevereiro. Será a data de posse dela como nova reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

A professora venceu a disputa contra Valter Silva. A apuração dos votos terminou nesta madrugada (1º). Da área de saúde, Adélia já ocupa o cargo de vice-reitora da instituição.

Adélia obteve 68% dos votos válidos, vencendo entre docentes e funcionários. A chapa de Valter Silva venceu no segmento dos estudantes e teve 32% dos votos válidos quando somados os três segmentos.

ELEIÇÃO NA UESC: COMISSÃO DETERMINA RETIRADA DE OUTDOORS

Do Blog do Gusmão

Comissão determina retirada de outdoor.

A comissão que coordena o pleito para reitoria da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) decidiu, na noite dessa quarta-feira (23), que os outdoors de apoio à candidatura de Adélia Pinheiro (Chapa 1), espalhados pelo reitor da universidade,  Joaquim Bastos,  em Ilhéus, devem ser retirados no máximo em 24 horas.

A comissão julgou que a propaganda feita por Joaquim fere resoluções do Conselho Universitário da instituição, que proíbem a campanha fora do campus.

Segundo a determinação, cabe à chapa de Adélia retirar as placas. Se não retirar, a candidatura pode ser suspensa.

UESC: VALTER SILVA DIZ QUE É PRÉ-CANDIDATO

Valter vai para segunda disputa.

O professor Valter Silva confirmou ao PIMENTA a sua pré-candidatura a reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Em 2007, Valter foi para o embate com Joaquim Bastos e obteve 40% dos votos. Agora, acha que dá para, enfim, ser tratado de magnífico ao final do processo eleitoral, em novembro. “Estou bem mais preparado”, completa.

As bandeiras do atual presidente da associação de docentes da Uesc continuam idênticas às de 2007 – educação pública, gratuita e de qualidade, autonomia universitária e democratização da gestão da Uesc. Para o professor, a eleição de 2011 apresenta diferenças marcantes em relação a 2007:

– A realidade da Uesc é outra. A nossa impressão é que a comunidade acadêmica não suporta mais a forma em que a universidade vem sendo administrada.

O embate não será fácil. A disputa, além de Valter, deve trazer outros dois nomes. Um deles é o da vice-reitora Adélia Pinheiro, que terá o apoio de Joaquim Bastos. Mas ainda há a pré-candidatura da professora Mayana Brandão.

ADÉLIA DISPUTARÁ REITORIA DA UESC

Adélia disputará reitoria.

Reitora de fato da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), a professora Adélia Pinheiro anunciou nesta sexta (22) que disputará a sucessão de Joaquim Bastos.

A vice-reitora é o primeiro nome lançado na disputa pelo comando da instituição. A eleição ocorrerá no final de novembro e mobilizará cerca de 10 mil estudantes, servidores e professores.

O pleito promete ser um dos mais mornos da história devido à falta de concorrentes de peso. O Orçamento da Uesc (R$ 132 milhões em 2011) é o terceiro do sul da Bahia, sendo superado apenas pelas prefeituras de Ilhéus e Itabuna.

A comissão eleitoral que tratará da sucessão na reitoria da Uesc será definida no próximo dia 2 de agosto, durante reunião do Conselho Universitário (Consu).

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia