WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘Aeronáutica’

ESTUDANTE DE ESCOLA PÚBLICA DE JEQUIÉ É APROVADO NA AERONÁUTICA E FORÇA AÉREA

De Jequié para IME, ITA e AFA|| Foto Arquivo Pessoal

Bruno Henrique Almeida, 18 anos, ex-aluno do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Jequié, no sudoeste baiano, foi aprovado para ingresso no Instituto Militar de Engenharia (IME), Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e Academia da Força Aérea (AFA).

Bruno explica que a revolução na vida estudantil ocorreu nos últimos anos, quando decidiu que iria ingressar no IME. “No Ensino Fundamental, eu era um aluno de notas medianas, mas sempre tive muita curiosidade pela Ciência e Tecnologia”. O estudante recorda-se que, ao chegar ao Ensino Médio, os símbolos e fórmulas da Física selaram o seu destino.

Ele afirma que, inicialmente,  foi a beleza dos símbolos que chamou sua atenção. “Eles (os símbolos) fizeram com que surgisse um grande interesse em conhecer e aprender o que significavam. Foi tudo tão transformador que pulei de uma nota cinco e pouco, na primeira unidade, para mais de nove, na segunda”, recorda-se.

Estudante da Aeronáutica Brasileira|| Foto Arquivo Pessoal

DECIDIU QUE IRIA PASSAR NO ITA

Ao descobrir como era feito o processo do ITA, que prioriza as exatas, Bruno decidiu, já no primeiro ano do Ensino Médio, que queria seguir nesta área e ser um aluno da instituição . “Então, paralelamente, comecei a estudar os assuntos programáticos do vestibular da instituição. Como a metodologia das questões é baseada em respostas que devam ter fundamento e embasamento, sabia que deveria estar um passo à frente do que aprendia no nosso currículo regular. Na metade do 2º ano, eu já tinha conseguido passar todo o conteúdo programático cobrado no vestibular”explica.

Além da dedicação, o estudante destaca  que a escola em Jequié foi um local fundamental para inspirar o seu sonho. “Ainda me lembro do cheio da biblioteca da escola. As várias horas que passei no local estudando foram muito importantes. Tive sorte de encontrar livros que podiam me ajudar bastante no meu aprendizado. Também participei das aulas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), promovido por alunos de Química e Matemática da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb)”.

FILHO DE AÇOUGUEIRO

Filho de um pai açougueiro e uma mãe comerciante, Bruno destaca o apoio fundamental da família para sua conquista. “Meus pais sempre apoiaram minha decisão de seguir esse caminho. No terceiro ano, consegui uma bolsa para estudar em Fortaleza, exclusivamente voltado para o IME e ITA, e pude me concentrar nos estudos. Eles fizeram um grande sacrifício para me manter por lá e pude retribuir com meu empenho, quando pude conhecer as duas instituições de perto, optei pela IME, que fica na cidade do Rio de Janeiro”.

E para os colegas que querem seguir o seu caminho, o jovem manda um recado. “Não tenham medo de sonhar grande. Todos temos condições de chegar longe. Procurem sempre fazer o que gostam, porque nos momentos difíceis sempre terão mais força para levantar”.

CONCURSOS OFERECEM 28 MIL VAGAS

concursosConcursos públicos com vagas em aberto oferecem 28.853 oportunidades para níveis superior, médio e fundamental. O salário pode ultrapassar os R$ 23 mil, a depender do cargo em disputa, conforme levantamento da Folha Dirigida.

São 14.497 vagas para cargos de nível superior. A outra metade está dividida da seguinte forma: 7.715 vagas para profissionais de nível médio,  1.979 para nível técnico e 4.662 de nível fundamental.

Os editais dos concursos com vagas em aberto podem ser consultados no “leia mais”, abaixo. Basta clicar no link.

:: LEIA MAIS »

PORTO: LOCALIZADA CABINE DE HELICÓPTERO

Nadadores a bordo de um barco pesqueiro localizaram nesta noite a cabine do helicóptero que caiu por volta das 18h48min da sexta (17), na praia de Itapororoca, em Porto Seguro, no sul da Bahia, segundo a assessoria de comunicação da Marinha. A aeronave era ocupada por sete pessoas (relembre aqui).

De acordo com o Estadão, mergulhadores e lanchas foram enviados ao local para chegar a informação e auxiliar nas buscas. O trecho onde a célula do helicóptero foi encontrado é escuro e repleto de corais, segundo a Aeronáutica, o que dificulta a operação de buscas. A cabine está a 250 metros da costa e a 10 metros de profundidade.

Neste domingo, foram enterrados Fernanda e Gabriel Kfuri, mãe e filho, no Rio de Janeiro, e a babá Norma Batista Assunção, em Teolândia (BA), três das vítimas da queda do helicóptero. Ontem à noite foi enterrado o corpo de Lucas Kfuri. As buscas agora tentam localizar a namorada de um dos filhos do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, a jovem Mariana Noleto, além do piloto Marcelo Almeida e Jordana Kfuri Cavandish.

AERONÁUTICA PREOCUPADA COM OS ETs

A força aérea brasileira, que deu sua substancial parcela de contribuição para fazer do aeroporto de Ilhéus um terminal “indigente”, anda particularmente interessada em Ovnis (Objetos Voadores Não Identificados)

Ontem (dia 10), o Diário Oficial da União publicou uma portaria da Aeronáutica, em que foram regulamentadas as medidas a serem adotadas em caso de aparecimento dos tais Ovnis no espaço aéreo brasileiro.

Para o registro, haverá inclusive um formulário próprio a ser empregado pelos serviços de controle do tráfego aéreo. O material coletado pelos “caçadores de Ovnis” será – conforme a portaria – copiado, encadernado e arquivado, além de periodicamente encaminhados para o Arquivo Nacional.

Enquanto isso, nos aeroportos…

DESRESPEITO AO SUL DA BAHIA!!!

Newton, impaciente, ouve o brigadeiro Godinho (Foto Maurício Maron).

Newton, impaciente, ouve o brigadeiro Godinho, que adota um "enrolation" (Foto Maurício Maron).

É de se lamentar a postura de órgãos governamentais com o sul da Bahia no que se refere ao aeroporto Jorge Amado. Como bem anota o respeitado Jornal Bahia Online, o funcionamento ou não do aeroporto de Ilhéus virou um joguete político. A vinda do brigadeiro Godinho e do presidente da Infraero ao sul da Bahia, nesta quarta (18), somente confirmou essa impressão.

À informação de queda de restrições ao aeroporto a partir de 17 de dezembro, Godinho disse que “o laboratório ainda não descobriu o remédio para a dor de cabeça” que aflige o aeroporto ilheense. Dezembro é o prazo para que empresas aéreas respondam se aceitam ou não pousar e decolar sem a ajuda de instrumentos à noite.

O brigadeiro e o presidente da Infraero, Murilo Menezes Barboza, estiveram hoje em Ilhéus, onde participaram de audiência com o prefeito Newton Lima, no salão nobre do Palácio Paranaguá.

Leia tudo no Jornal Bahia Online.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia