WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘Aldenes Meira’

VEREADOR ALDENES CRITICA PROPOSTA DE AUMENTO DA PASSAGEM DE ÔNIBUS EM ITABUNA

Vereador Aldenes Meira questiona proposta de aumento da passagem

O reajuste na tarifa de ônibus de Itabuna, proposto pelo Conselho Municipal de Transporte Público no dia 3 dezembro, está sendo questionado pelo vereador Aldenes Meira. Se acatada pelo prefeito, a tarifa subirá de R$3,00 para R$3,80.

Aldenes lembra que, há pouco mais de 8 meses, a passagem foi reajustada, por decisão judicial, de R$2,85 para R$3,00. Além disso, as duas empresas vencedoras do processo licitatório para explorar o serviço de transporte coletivo em Itabuna não cumprem a lei aprovada na Câmara de Vereadores no período em que ele era o presidente.

A lei prevê a construção de dois terminais de transbordo para a integração, do sistema, implementação de serviços de GPS, da climatização dos ônibus e promoção de meios que assegurem a acessibilidade das pessoas com deficiências física e auditiva, entre outras.

“É inadmissível que a população pague por um reajuste acima do valor da inflação em Itabuna e após um aumento já realizado neste ano. Sem falar, as condições precárias em que se encontram os ônibus da cidade. Não podemos admitir que isso aconteça”, disse Meira.

GOVERNO DEVE RETIRAR PROJETO DO REGIME JURÍDICO E DIALOGAR MAIS, ALERTA ALDENES

Aldenes defende retirada de projeto e que governo amplie negociações

O vereador Aldenes Meira (PCdoB) defendeu a retirada do projeto que altera o regime jurídico do servidor itabunense de celetista para estatutário. A mudança está em discussão na Câmara de Vereadores e levou os servidores à greve, iniciada na última sexta (10). “A gente está discutindo com o prefeito [Fernando Gomes] a retirada do projeto para que se dialogue mais [com os servidores]. Ou retira ou ele manda uma mensagem aditiva”, disse Aldenes em entrevista ao PIMENTA.

Desde a segunda-feira (13), escolas não abrem e unidades de saúde estão funcionando com apenas 30% dos servidores como forma de pressionar o governo a rever o projeto. “Melhor caminho para o governo é retirar e manter diálogo”, afirma Aldenes. A Câmara também não vota nem analisa projetos desde a segunda, quando os servidores iniciaram a ocupação do Legislativo.

PRÓS E CONTRAS DE MUDANÇA

O vereador diz que há prós e contras na mudança do regime jurídico. Hoje, os servidores são regidos pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e mudariam para o Estatutário, com perda do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e rescisões na Justiça do Trabalho. Com a mudança de contrato, as questões seriam tratadas na Justiça Comum (Fazenda Pública).

“O grande questionamento é o FGTS. Como compensação, o governo ofereceu quinquênio, mas os servidores querem anuênio. A gestão quer discutir o Plano de Cargos e Carreiras em um prazo de 180 dias. Os servidores reivindicam que as discussões do Plano ocorram concomitantemente com a discussão da mudança de regime”, observa Aldenes.

“ESTRATÉGIA DOS SERVIDORES É CORRETA”

O vereador e ex-presidente da Câmara observa que o FGTS é um dos pontos que os prefeitos, ao longo dos tempos, não respeitam. “Parcelam, mas não depositam, prejudicando os servidores”, acrescentando que a Câmara até já votou projeto de individualização do FGTS em outras legislaturas.

Para ele, uma das vantagens com a mudança para o Regime Estatutário estaria na aposentadoria. Os cálculos são de que o valor de aposentadoria equivaleria a 1,3 do salário com a adoção da progressão, por exemplo, para quem já é servidor há dez anos. Como exemplo, Aldenes cita o servidor que recebe o mínimo. Em vez de se aposentar com salário mínimo, receberia em torno de R$ 1,3 mil com o fator de progressão, em valores de hoje. Os servidores, na avaliação do vereador, utilizam estratégia correta ao pressionar por mais negociação. “Tem que fazer pressão para que o governo ceda, neste sentido”.

PERDA DE MANDATO

Aldenes disse ter estranhado a nota emitida pelo diretório municipal do PCdoB, ontem à noite. Mas preferiu não falar da postura do comitê itabunense. “Conversei com Davidson [Magalhães, presidente estadual do PCdoB]. Acho que nem estava sabendo [da nota pública]“, afirmou Aldenes.

Ao PIMENTA, o vereador antecipou que somente irá se posicionar quanto à nota do partido depois de nova conversa com Davidson. Na nota de ontem, o PCdoB ameaçou tomar o mandato de Aldenes (reveja aqui). O vereador, porém observa: “a votação da mudança de regime é um processo muito dialogado. Inclusive, Jairo [Araújo, vereador do PCdoB] e Wilmaci [Oliveira, presidente do Sindserv] colocaram todas as emendas necessárias. De última hora, mudaram”, acrescentou.

Atualização às 11h05min – Há pouco, o presidente da Cãmara de Vereadores de Itabuna, Chico Reis (PSDB), decidiu adiar a votação do projeto. Mais cedo, houve audiência de conciliação entre servidores e a Câmara em ação judicial de desocupação do Legislativo. O presidente definiu votação para o dia 29.

“SEREI UM FILHO QUE VAI TRABALHAR MUITO POR ITABUNA”, AFIRMA ROSEMBERG AO RECEBER TÍTULO DE CIDADANIA

Rosemberg, à esquerda, recebe título de cidadão das mãos de Aldenes

Numa solenidade marcada por muita emoção e lembranças sobre a sua trajetória política, o deputado Rosemberg Pinto (PT) recebeu, na noite desta quinta-feira (26), o título de cidadão itabunense, durante cerimônia realizada no Salão Nobre da AABB de Itabuna.

A honraria foi concedida pela Câmara, por unanimidade, após indicação do vereador Aldenes Meira (PCdoB), segundo ele, em agradecimento à luta do deputado Rosemberg no desenvolvimento do município. O evento contou com a presença de diversas autoridades locais, da região e estaduais.

O petista afirmou estar muito feliz pela homenagem, destacando a importância do título recebido, e lembrou da luta pelo desenvolvimento de Itabuna e de todo o sul da Bahia.

– Itabuna é uma cidade acolhedora. Acolheu a minha família, quando meu pai veio de Buerarema, se estabeleceu aqui e, depois, se mudou para Itororó. Passo a ter um compromisso ainda maior de cuidar desta cidade. Serei um filho que vai trabalhar muito pelo desenvolvimento dela – agradeceu o parlamentar petista.

O vereador Aldenes afirmou que Rosemberg foi um deputado que abraçou Itabuna. “Itabuna fica feliz por ter Rosemberg como filho. Ele merece esta honraria em agradecimento à sua parceria e ajuda à nossa cidade, lutando por projetos importantes que têm beneficiado toda a população”, afirmou Aldenes.

Entre os relevantes serviços prestados ao município, apontado pelos dois parlamentares, estão a luta em prol da revitalização da lavoura cacaueira na região; a luta pela construção da Barragem do Colônia, em Itapé, que vai garantir o abastecimento de água em Itabuna nos próximos 20 anos; a participação e defesa na Assembleia Legislativa da Bahia na redefinição dos limites territoriais de Itabuna, garantindo a oportunidade de novos negócios, além da defesa pela duplicação da Rodovia Ilhéus-Itabuna, que agora só depende de liberação do Tribunal de Contas da União (TCU).

CÂMARA DE ITABUNA REJEITA MOÇÃO DE CONGRATULAÇÕES AO JUIZ SÉRGIO MORO

Câmara de Itabuna rejeita moção a Sérgio Moro, da Lava Jato (Imagem Youtube).

Câmara de Itabuna rejeita moção a Sérgio Moro, da Lava Jato (Imagem Youtube).

A Câmara de Vereadores de Itabuna rejeitou, hoje (15), uma moção de congratulações ao juiz federal Sérgio Moro, da Operação Lava Jato. A proposta da moção, de autoria do vereador Júnior do Trator (PHS), obteve 13 votos favoráveis e 7 contrários, porém precisava de 14 a favor, correspondente a dois terços dos votos. Houve uma ausência na votação.

Segundo Aldenes Meira (PCdoB), os sete vereadores contrários à proposta entenderam que juiz tem que ser neutro para julgar.  “Não cabe apoio de A ou de B nem moções”, disse Aldenes ao PIMENTA. Outro questionamento dos colegas de Trator é que ele justificou a sugestão de congratulações afirmando que Moro representa a justiça ética.

Jairo Araújo, colega de partido de Aldenes, disse acreditar que não existe razão para a moção de congratulações. No entendimento dele, Moro tem se posicionado, “claramente, pelo viés político-partidário”. E acrescentou. “Ele destoa do papel de um juiz, que deve ser neutro e falar apenas nos autos”. Para o vereador, a aprovação seria “reforçar a posição de Moro”, que, segundo Jairo, “tem se posicionado politicamente”. Atualizado às 16h53min.

CÚPULA DO PCdoB SONDA ALDENES PARA DISPUTA EM 2018

Cúpula do PCdoB trabalha para que Aldenes dispute eleição em 2018.

Cúpula do PCdoB trabalha para que Aldenes dispute eleição em 2018.

Reeleito com a segunda maior votação para a Câmara de Itabuna, Aldenes Meira ainda não definiu se será candidato a deputado estadual. Por enquanto, só depende dele. Nas últimas semanas, o vereador foi procurado pela cúpula do partido.

Nomes como o deputado federal Daniel Almeida, ex-presidente do PCdoB baiano, e o deputado estadual Fabrício Falcão – também ligado à Fetag, são defensores da sua candidatura. Ambos querem que ele novamente dispute vaga à Assembleia Legislativa. Em 2014, Aldenes ficou a sete mil votos de assumir mandato.

Ao PIMENTA, o vereador afirma não considerar este o momento mais adequado para discutir candidatura. Disse estar centrado em seu mandato como vereador de Itabuna e no trabalho de fortalecimento de atividades ligadas à agricultura familiar e ao homem do campo. Porém, não esconde que o entusiasmo da cúpula em relação à sua pré-candidatura o deixou sensibilizado.

Para o parlamentar, o mandato de vereador e a atuação à frente da Câmara de Itabuna, além da sua reeleição, justificam o entusiasmo do partido. A favor de Aldenes conta ainda a habilidade no relacionamento com movimentos sociais.

O FAVORITO

Ronaldão já é tido como favorito na disputa pela presidência.

Ronaldão já é tido como favorito na disputa pela presidência.

Logo após as eleições municipais, um grupo de 14 vereadores começou a se articular em torno da eleição da Mesa Diretora da Câmara de Itabuna. O que era G-14 tornou-se G-12, com a perda de dois dos seus membros.

Já na reta final e faltando poucos dias para a eleição da Mesa, o grupo busca se salvar buscando composição com o grupo encabeçado pelos vereadores Aldenes Meira (PCdoB) e Ronaldo Geraldo, Ronaldão (PMN).

Ronaldão já é tido como favorito para a presidência da Casa e as chances aumentaram após o atual presidente, Aldenes Meira, abrir mão da disputa em apoio ao colega também reeleito. O vereador do PMN já contaria com o apoio do prefeito eleito, Fernando Gomes.

A eleição para a Mesa Diretora ocorrerá na manhã do próximo domingo, imediatamente após a posse dos 21 vereadores.

VEREADORES VISTORIAM CONSTRUÇÃO DE BARRAGEM EM ITAPÉ

Brandão sugeriu visita à obra.

Brandão sugeriu visita à obra.

Vereadores de Itabuna vão acompanhar de perto o andamento das obras de construção da Barragem do Rio Colônia, em Itapé, na próxima terça-feira (10). A obra é considerada essencial para resolver a falta d´água em Itabuna.

A comitiva sairá, às 8h, da Câmara de Vereadores em direção a Itapé, no Sul da Bahia, onde a barragem está sendo construída. A visita foi sugerida pelo vereador Júnior Brandão e acatada pelo presidente da Casa Legislativa, Aldenes Meira.

A conclusão da Barragem do Rio Colônia vai permitir a ampliação do abastecimento de água em Itabuna, município que enfrenta uma grave crise hídrica, por conta da  longa estiagem que afeta a região. A obra conta com recursos do Governo Federal e do Governo do Estado.

De acordo com o governo baiano, após a construção dos canteiros, a obra avançou com a fase de detonação de relevo rochoso e construção de desvio da rodovia que liga Itapé a Itaju do Colônia (confira mais abaixo).

ALDENES ESPEROU E…

Depois da tempestade, Aldenes indicou Héllade para o SAC ( Reprodução Políticos do S da Bahia).

Aldenes indicou Héllade para o SAC (Foto Políticos do Sul da Bahia).

O deputado federal Davidson Magalhães esperneou e atirou, quando perdeu a indicação da chefia do Detran em Itabuna. À época, fez ameaças diretas ao presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira, caso este indicasse alguém para a gerência do SAC em Itabuna.

A tempestade passou, tudo se ajeitou e Aldenes, baiano que faz política em estilo “mineirinho”, indicou Héllade Guimarães para o comando do posto do SAC em Itabuna. Já está nomeada.

A escolha de Aldenes foi considerada positiva por setores da esquerda, dado o perfil de Héllade, que já passou pelo Cesol Litoral Sul e tem histórico ligado ao movimento estudantil superior e da juventude.

Em tempo: Davidson percebeu, tempos depois, a furada em que embarcou ao atirar com gosto no deputado estadual Rosemberg Pinto, um dos nomes de confiança do governador Rui Costa. Inteligente que é, recolheu a metralhadora.

APROVADOS EM CONCURSO DA CÂMARA TOMAM POSSE

Aldenes: posse de concursados.

Aldenes: posse de concursados.

Os candidatos convocados em primeira chamada no concurso público da Câmara de Vereadores de Itabuna tomarão posse nessa segunda-feira (7), às 10h, durante uma cerimônia realizada no Plenário Raymundo Lima. O primeiro Edital de Convocação foi publicado no dia 29 de outubro.

Os sete primeiros candidatos convocados deverão ocupar os cargos de analista de controle interno, técnico em administração, técnico em licitação, assistente administrativo, motorista e recepcionista. O concurso público foi realizado no dia 7 de junho e contou com mais de 8 mil inscritos.

O concurso público foi o primeiro realizado pela Câmara de Vereadores em toda a sua história. Há dois meses, quando anunciou as primeiras convocações, o presidente do legislativo, Aldenes Meira, disse que a intenção é chamar mais aprovados no início das atividades legislativas de 2016.

CÂMARA DE ITABUNA CONVOCA APROVADOS EM CONCURSO PÚBLICO

Câmara faz primeira convocação de aprovados em concurso (Foto Pedro Augusto).

Câmara faz primeira convocação de aprovados em concurso (Foto Pedro Augusto).

A Câmara de Vereadores de Itabuna divulgou nesta quinta (29) convocação dos primeiros nomes aprovados em concurso público. As provas foram aplicadas em 7 de junho e participaram mais de 8 mil candidatos às 47 vagas.

Os convocados têm um prazo de 30 dias, a contar da data de publicação do Edital, para comparecer ao Setor de Recursos Humanos da Câmara, no Espaço Cultural Professor Josué Brandão, Avenida Mário Padre, Conceição.

De acordo com o edital, o não comparecimento no prazo previsto implicará na renúncia do candidato, que será substituído por seu sucessor na ordem constante na Lista Classificatória.

Há 15 dias, o presidente da Câmara de Itabuna, Aldenes Meira, anunciou que convocaria pessoal ligado à área contábil. Além de analistas de controle interno, técnico em licitação e assistente administrativo, também foram convocados motorista e recepcionistas.

Nova convocação somente deve ocorrer entre fevereiro e março do próximo ano, com o início das atividades legislativas de 2016. Clique no “leia mais” e confira os nomes convocados, além da documentação exigida.

:: LEIA MAIS »

APARANDO ARESTAS

Nos extremos e observados por Jabes Ribeiro, Davidson (esq.) e Aldenes Meira.

Observados por Jabes Ribeiro, Davidson (esq.) e Aldenes Meira (Foto Pimenta/2013).

O deputado federal Davidson Magalhães conseguiu jogar água nas labaredas que consumiam sua relação com o presidente da Câmara de Itabuna, Aldenes Meira.

O clima entre os dois ficou tenso, após Davidson bater forte nas pretensões legítimas de Aldenes de indicar o novo coordenador da unidade do SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão) de Itabuna.

A artilharia foi aberta quando Davidson afirmou que se algum membro do PCdoB se ouriçasse para ocupar o posto no SAC sofreria as consequências. Foi a indicação regional que restou aos comunas, resultado das mudanças nas regras de preenchimento de cargos estaduais.

A poeira baixou. As arestas foram aparadas em nome da paz e do jogo eleitoral de 2016. Davidson, mais que nunca, precisa de aliados para a sucessão de Vane do Renascer. Agora, a preocupação é fechar aliança com o PSD de Roberto José, Oton Matos e Marcos Cerqueira, além dos demais partidos da base.

ALDENES SE REÚNE COM SECRETÁRIOS DO GOVERNO BAIANO

Josias Gomes, Aldenes Meira e o militante do PT itabunense, Manoel Porfírio: conversa sobre a política no município

Josias Gomes, Aldenes Meira e o militante do PT itabunense, Manoel Porfírio: conversa sobre a política no município

O presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB), cumpre intensa agenda na capital baiana.

Nesta quarta-feira (14), o périplo incluiu reunião com o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues. Aldenes participou da audiência não na condição de vereador, mas na de liderança nacional do Movimento de Luta pela Terra (MLT).

Na manhã de hoje, o comunista acompanhou o cortejo que subiu a colina sagrada para a cerimônia da Lavagem do Bonfim. À tarde, ele se reuniu com o secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, com quem afirma ter tido boa conversa sobre os rumos da política em Itabuna.

DETONANDO O NÚCLEO

aldenes entrevistaO presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira, e o seu partido, o PCdoB, não economizam artilharia contra o “núcleo duro” do Governo Vane.

Ao fazer avaliação de 2014, Aldenes deixou implícito que não ficará barato o aperto sofrido. Criticou o fato do prefeito manter “secretários com superpoderes”. Os alvos: Oton Matos (controlador-geral), Marcos Cerqueira (Fazenda) e Silas Alves (chefe de Gabinete).

Se os dois lados não se entenderem, o Governo Vane terá acabado lá em 30 de novembro, quando o PCdoB conseguiu manter o controle da presidência da Câmara, enquanto os “Homens de Vane” decidiram apoiar o ex-presidente Ruy Machado – e se deram mal.

JUSTIÇA NEGA PEDIDO DE RUY MACHADO E MANTÉM RESULTADO DE ELEIÇÃO NA CÂMARA

Aldenes é mantido na presidência da Câmara de Itabuna (Foto Pedro Augusto).

Aldenes é mantido na presidência da Câmara de Itabuna (Foto Pedro Augusto).

O juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Itabuna, Ulisses Maynard Salgado, manteve o resultado da eleição para a Mesa Diretora da Câmara de Vereadores. Derrotado na disputa pelo comando do legislativo itabunense, Ruy Miscócio Góes Machado (PTB) pedia a anulação da eleição em que Aldenes Meira (PCdoB) saiu vencedor por 12 a 9, em 30 de novembro.

O magistrado até suspendeu o resultado da eleição e a posse da mesa diretora, baseando-se no argumento de Machado. Segundo o petebista, as cédulas de votação haviam sido incineradas antes da recontagem de votos.

Cópias de áudio e vídeo da sessão foram apresentadas pela defesa de Aldenes. Após analisá-las, o Ulisses Salgado comprovou que a destruição das cédulas ocorreu somente após a recontagem.

– Há registro de que a incineração foi realizada e divulgada ao final da sessão, indicando que não foi prévia à impugnação e recontagem, com conhecimento de todos os presentes – anotou o juiz em sua decisão.

Aldenes Meira comemorou a decisão. “Jamais tive dúvida de que disputamos um pleito legítimo e sem qualquer mácula”. De licença médica desde a derrota eleitoral, Ruy Machado ainda não informou se pretende recorrer da decisão.

QUERIAM LUDIBRIAR A JUSTIÇA…

Vista aérea do prédio onde funciona a Câmara de Itabuna (Foto José Nazal/Arquivo).

Vista aérea do prédio onde funciona a Câmara de Itabuna (Foto José Nazal/Arquivo).

O vereador Ruy Machado (PTB) entrou com ação na justiça para tentar anular a eleição na Câmara. O petebista foi derrotado por Aldenes Meira (PCdoB) por 12 a 9.

Ontem, o juiz Ulysses Salgado, da 1ª Vara da Fazenda Pública, suspendeu o resultado, baseando-se em um mandado de segurança impetrado pela defesa de Ruy. A defesa do candidato derrotado alegou que as cédulas de votação foram incineradas antes que houvesse a recontagem.

A alegação é falsa. O juiz só não foi induzido a erro, porque abriu espaço para Aldenes apresentar sua defesa. Vídeos em redes sociais mostram que a incineração ocorreu somente depois da recontagem.

PARA ALDENES, REAÇÃO DE RUY É “CHORO DE DERROTADO”

Aldenes diz que é normal o choro de Ruy.

Aldenes diz que é normal o choro de Ruy.

Do Diário Bahia

Dois dias após ser reconduzido à presidência da Câmara de Vereadores de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB) diz que vê sem nenhuma surpresa as queixas do vereador Ruy Machado (PTB), que saiu derrotado da disputa pelo comando do legislativo. Por meio de seu advogado, Machado contesta a eleição, afirmando que possui uma suposta lista com as assinaturas de 12 vereadores que teriam votado nele. Ele também questiona a incineração das cédulas de votação.

As alegações de Machado são rebatidas pelo advogado Leonício Guimarães, procurador da Câmara. “A destruição das cédulas é um procedimento normal, para assegurar a observância do Regimento Interno da Câmara, que determina o sigilo do voto”, afirma Guimarães. Pela mesma razão, ele ressalta que qualquer declaração que explicite o voto do vereador é inválida perante o Regimento.

Guimarães diz ainda ser inverídica a alegação de que a incineração das cédulas ocorreu antes da proclamação do resultado, segundo afirmou o advogado do petebista. “Essa afirmação é totalmente inverídica, pois a destruição das cédulas se deu após a recontagem dos votos, solicitada por vereadores da chapa 1, e somente após a decretação oficial do resultado”, frisa.

O procurador observa ainda que o procedimento de incineração foi realizado pela Secretaria Parlamentar e perante vereadores das duas chapas. “Tudo foi feito de modo transparente e com registro por fotos e filmagem”, destaca.

Aldenes Meira, por sua vez, diz encarar com tranquilidade as contestações da chapa opositora. “É normal quem perdeu ficar procurando motivos para questionar a vitória do adversário, mas é preciso respeitar alguns limites, como a verdade e o bom senso”, alfineta o presidente. Ele afirma que não está preocupado com o “esperneio”, acreditando que “com o tempo, a tendência é de que quem perdeu se acostume e absorva a derrota”.

FATOR ALDENES TRAVA “LISTÃO DE VANE”

(Foto Pimenta).

(Foto Pimenta).

A reeleição de Aldenes Meira (PCdoB) levou o prefeito Claudevane Leite a suspender, por ora, as demissões anunciadas por ele mesmo para ontem (1º). Eram esperadas 330 demissões de contratados.

O governo trabalhava com cenário em que Ruy Machado (PTB) seria eleito presidente da Câmara. Derrotado na disputa, Machado contava 12 votos e setores da prefeitura operavam forte para isso.

No final, Aldenes venceu por 11 a 10.

O grupo que mais sofreria com a “tábua de graxa” de Vane seria justamente o vencedor. O grupo da articulação política do prefeito esperava uma vitória folgada de Machado e condições para avançar nos cargos do outro lado.

Como o resultado não foi o esperado, os cortes planejados precisaram ser refeitos. Afinal, como demitir a filha ou o cabo eleitoral de um integrante da nova-futura Mesa Diretora da Câmara sem sofrer efeitos colaterais?

Certo é que o Listão de Vane ainda vai rolar, mas as cabeças atingidas serão outras.

ALDENES DEFENDE VANE E DIZ QUE “SETORES DO GOVERNO” FORAM DERROTADOS

Aldenes meira reeleito 2O presidente reeleito da Câmara Municipal de Itabuna, Aldenes Meira (PCdoB), avaliou que a sua vitória ontem (30) não representou derrota para o prefeito Claudevane Leite. “Sou da base aliada”, observa.

Apesar de afirmar que nem o prefeito nem o governo perderam, o vereador citou o controlador do município, Oton Matos, o secretário da Fazenda, Marcos Cerqueira, e o chefe de gabinete do prefeito, Silas Alves, como derrotados.

O trio, apoiado por José Trindade, secretário da Assistência Social, trabalhou para o adversário de Aldenes na disputa, Ruy Machado (PTB).

O vereador também disse o que foi importante para reverter o resultado ontem e citou prioridades para o novo mandato. Confira entrevista ao PIMENTA, ontem.

Confira

BLOG PIMENTA – A outra chapa expôs apoios e revelava ter 12 dos 21 votos. O que foi decisivo para que você revertesse o quadro e ganhasse a eleição?

ALDENES MEIRA – A chapa encabeçada por Ruy Machado bradava a todo tempo que tinha o apoio do prefeito Vane. Isso pressionava alguns vereadores. Porém, o prefeito ficou isento no processo. Tivemos conversas com Vane e em nenhum momento ele declarou apoio a nenhum dos candidatos. Ele sempre achou e em suas falas sempre diz que o legislativo deve ser independente.

PIMENTA – Mas, na prática, foi desta forma?

ALDENES – Claro que setores do governo apoiaram a minha chapa e outros apoiaram a chapa de Ruy. Foi até bom para o governo por ter gente nos dois lados.

PIMENTA – Como foi essa “divisão” de apoios?

ALDENES – Claramente, víamos que o controlador Oton Matos, o secretário Marquinhos [Marcos Cerqueira, da Fazenda], o chefe de Gabinete, Silas Alves, e o [secretário de Assistência Social, José] Trindade, tendiam para a chapa de Ruy. Mas, em contrapartida, Giorlando Lima e Wenceslau Júnior me apoiaram e Mariana Alcântara, em que pese o PPS estar na outra chapa, me ajudou, era simpática à nossa candidatura. Então, dentro do Executivo, houve isso. A nossa vitória é o que o legislativo quis, preferiu o nome da gente.

PIMENTA – O resultado foi visto como derrota do prefeito, porque a articulação do governo puxou votos para Ruy Machado. O senhor também entende assim?

ALDENES – Não. Se eu sou da base aliada, como é que foi uma derrota para o governo?

PIMENTA – Mas o núcleo político não trabalhou pelo seu nome.

ALDENES – É, mas houve articulação por mim. Tanto é que nós ganhamos. O meu partido também trabalhou para que ganhássemos, o meu partido é do governo. Então, não encaro como derrota do prefeito Vane nem do governo. Agora, sim, é uma derrota de setores do governo que trabalharam contra.

______________aldenes entrevista

Oton botou o bedelho dele, tirou vereadores do meu grupo para o outro, prometendo coisas. Acho que ele é o derrotado.

______________

 

PIMENTA – Quais setores?

ALDENES – Oton foi derrotado nesse processo, botou o bedelho dele, tirou vereadores do meu grupo para o outro, prometendo coisas. Acho que ele é o derrotado.

PIMENTA – E quanto ao PCdoB?

ALDENES – Discutimos qual o melhor caminho e, quando definimos que era o meu nome, o partido me deu apoio o tempo todo. O vereador Jairo [Araújo], que é presidente do meu partido, articulou para obtermos essa vitória.

PIMENTA – Quais as prioridades para o novo mandato?

ALDENES – Primeiramente, dar continuidade ao trabalho de transparência e isonomia e tratar o legislativo dentro do espírito republicano. No dia 9, abriremos envelopes com as propostas das empresas para realizar o concurso público. Outra prioridade é a construção da sede própria da Câmara. Vamos ao BNDES em busca de recursos para esta obra, já que o volume de repasse do duodécimo não comporta essa demanda. No mais, vamos continuar tocando o legislativo com independência e democracia.

PIMENTA – O prédio será construído mesmo na Princesa Isabel?

ALDENES – A gente terá que fazer estudo de local, mas, provavelmente, será o mesmo. A Secretaria de Meio Ambiente queria uma permuta de espaço para anexar ali a um suposto parque municipal. Estamos discutindo, mas, a priori, o espaço será aquele. Aí é conseguir o recursos para financiar a obra.

ALDENES É REELEITO PRESIDENTE

Aldenes em votação que o reconduziu à presidência da Câmara.

Aldenes em votação que o reconduziu à presidência da Câmara.

Por 11 a 10, Aldenes Meira acaba de ser reeleito presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna. A vitória do vereador do PCdoB diante de Ruy Machado (PTB) é vista como derrota para o prefeito Claudevane Leite e sua articulação política, que operou pela candidatura adversária.

Aldenes terá José Silva (PSDB) como vice-presidente. Ailson Sousa (PRTB) será segundo vice-presidente. Antônio Cavalcante (PMDB) continua como primeiro secretário. Ronaldo Geraldo (DEM), o Ronaldão, assume a segunda secretaria, enquanto Glaby Carvalho (PV), o Glebão, será o terceiro secretário.

Após uma recontagem de votos que confirmou a vitória de Aldenes, a chapa de Ruy Machado adiantou que entrará na justiça para que a eleição seja anulada.

Um dos argumentos pela ação judicial seria, conforme Ruy, a incineração das cédulas de votação. As cédulas foram destruídas logo após a proclamação do resultado. Atualizado às 23h40min

TIMES DEFINIDOS

Rui Machado quando passava o trono para Aldenes, em 2013 (Foto Pimenta).

Rui Machado (de costas) abraça Aldenes em transmissão de cargo em 2013 (Foto Pimenta).

O novo presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna será definido neste domingo (30), às 14h, no plenário da Casa. Ruy Machado (PTB) e Aldenes Meira (PCdoB) são os candidatos.

Ruy registrou candidatura no início do mês. Encabeça a chapa que tem como vice o veterano Carlito do Sarinha (PTN). O maior projeto dele é a construção do prédio da Câmara de Vereadores. O terreno foi adquirido em sua gestão à frente da mesa diretora (2011-2012) e a obra ficou na etapa de fundação. Além de Carlito, Ruy tem na chapa nomes como César Brandão (PPS) e Pastor Francisco (PRB).

Tentando a reeleição, Aldenes Meira registrou somente ontem a chapa. Vai à disputa tendo como companheiros o vice, José Silva (PSDB), Ailson Sousa (PRTB), Antônio Cavalcante (PMDB), Glaby Andrade, o Glebão (PV), e Ronaldo Geraldo, o Ronaldão (DEM).

Nos bastidores da Câmara, a aposta é que a chapa vencedora leva por um voto de diferença. O legislativo local tem 21 vereadores. Quem observa a cena política, acredita numa forcinha do grupo político do prefeito para Ruy Machado. Ele tem o apoio do líder do Governo na Câmara, César Brandão (PPS), e de um vereador do partido do prefeito – Pastor Francisco, do PRB.

Do outro lado, o presidente Aldenes Meira aposta em diálogo. Um dos apoiadores acredita em vitória do comunista com vantagem de dois votos, apesar de Ruy informar que tem 12 votos. Aldenes chega ao final do mandato sem escândalos e prometendo concurso público em eventual segundo mandato.

Se a disputa não tem favorito, claro é que, pelo menos nisso, a Câmara trabalha em um dia incomum, o domingo…










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia