WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





outubro 2018
D S T Q Q S S
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘aliados’

RUI COSTA DISCUTE PROPOSTAS DE GOVERNO COM PETISTAS EM ITABUNA

Rui debate propostas no sul da Bahia.

Rui debate propostas no sul da Bahia.

Pré-candidato ao Governo do Estado, o secretário Rui Costa (PT) estará em Itabuna no próximo sábado (22). Vem para discutir com petistas e aliados propostas para o plano de governo da sua campanha.

O encontro começa às 9h, no salão nobre da AABB, no Bairro São Judas.

Além de Rui Costa, participam autoridades estaduais e regionais, dentre elas o vice-governador e pré-candidato ao Senado, Otto Alencar (PSD). O presidente do PT baiano, Everaldo Anunciação, também estará no encontro interno.

DILMA E OS “ALIADOS”

marcowenseMarco Wense

 

O PMDB, que não consegue ficar distante das tetas do erário público, vai fazer uma enquete com seus deputados, senadores e presidentes de diretórios regionais sobre a reeleição.

 

Quando a presidente Dilma Rousseff desfrutava de uma invejável popularidade, com um índice de aprovação ao governo bem próximo de 70%, os aliados eram dilmistas desde criancinha.

Qualquer ataque da oposição, tendo na linha de frente os tucanos, era logo rebatido por parlamentares da base aliada. Tinha até briga para ser o primeiro da fila.

Ficavam mais dilmistas na medida em que Dilma crescia nas pesquisas de intenção de votos. Sem falar na bajulação e no nojento e repugnante puxa-saquismo.

Hoje, com Dilma despencando nas consultas populares, perdendo 30 pontos, as legendas “aliadas” tramam contra o projeto do segundo mandato consecutivo.

O PMDB, que não consegue ficar distante das tetas do erário público, vai fazer uma enquete com seus deputados, senadores e presidentes de diretórios regionais sobre a reeleição.

O PCdoB, aliado histórico do petismo, principalmente nas eleições para o Palácio do Planalto, através do seu presidente nacional, Renato Rabelo, já diz que “não existe apoio automático ao PT”.

O PSD, aqui na Bahia sob o comando do vice-governador e ex-carlista Otto Alencar, caminha no mesmo sentido. Ou seja, de que o partido tem autonomia para apoiar quem quiser.

O PSB, com a pré-candidatura do presidenciável Eduardo Campos, dispensa comentários. A candidatura própria já é um claro sinal de rompimento.

O PDT continua rachado. Meio a meio. O presidente da legenda brizolista, Carlos Lupi, empurra o partido para Eduardo Campos, neto de Miguel Arraes e governador de Pernambuco.

O PT, quando o assunto é a reeleição de Dilma, trabalha, sorrateiramente, a favor do plano B, com Luiz Inácio Lula da Silva disputando o terceiro mandato. O retorno do “Lula lá”.

Concluindo, diria que a candidatura de Dilma só é desejada pelos partidos de oposição, com destaque para o PSDB, DEM e o PPS. O oposicionismo, pelo menos neste ponto, não é traiçoeiro nem hipócrita.

:: LEIA MAIS »

JONAS PAULO GARANTE: “O PT É GENEROSO”

Jonas Paulo rebate Lídice

A senadora Lídice da Mata (PSB) se coloca como possível nome na disputa pela sucessão de Jaques Wagner e afirma que chegou a hora do PT ceder espaço aos alados. Lídice chegou a criticar a “avareza” do PT, afirmando que a tradição do partido tem sido a de “não abrir mão”.

A queixa da senadora teve resposta do presidente do diretório estadual do PT, Jonas Paulo. Em entrevita à Tribuna, ele declarou que o PT tem sido generoso com os parceiros políticos e citou a própria eleição da socialista para o Senado como um exemplo. O petista também mencionou a escolha de Gildásio Penedo (PSD) para o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e a presidência da Assembleia Legislativa, ocupada por Marcelo Nilo (PDT) como provas de que seu partido divide o bolo.

Lídice pode mudar o discurso e dizer que o PT cede alguns espaços para acomodar os aliados e mantê-los em sua órbita. Na cúpula do poder, porém, são “outros quinhentos”.

A BIPOLARIDADE DO PR

Sandro Régis e Elmar Nascimento pretendem sair do PR

Sandro Régis e Elmar Nascimento pretendem sair do PR

Com um pé na base aliada do governo Wagner e outro na oposição, o PR deverá sofer uma baixa dentro de pouco tempo. O jornal Tribuna da Bahia anuncia nesta segunda-feira, 4, que três deputados da ala oposicionista (dois estaduais e um federal) planejam deixar o partido.

Estão de malas prontas os estaduais Sandro Régis e Elmar Nascimento, e o federal Maurício Trindade, que já ocupa cargo de secretário de Administração no governo de ACM Neto (DEM) em Salvador. Os atuais republicanos aguardam somente um respaldo jurídico para evitar futuros questionamentos de infidelidade partidária.

Situação curiosa é a do deputado estadual Reinaldo Braga, também do PR, cujo filho foi escolhido por Neto para comandar as prefeituras de bairro. Braga, que é da base de Wagner, afirma que o herdeiro tem relação pessoal com o prefeito.

unisa






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia