WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘Alice Portugal’

PCdoB PRESSIONA POR UMA DAS VAGAS AO SENADO NA CHAPA DE RUI COSTA

pc do bO PCdoB mandou aviso ao governador Rui Costa, nesta segunda (19): quer uma das duas vagas ao Senado Federal em 2018. E, para isso, apresentou três nomes: os deputados federais Alice Portugal e Daniel Almeida e o ex-prefeito de Juazeiro Isaac Carvalho.

Dirigente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães recorre à “expressiva inserção do partido nos movimentos sociais, por ter três mandatos na Assembleia Legislativa e três na Câmara Federal, além do PCdoB estar alinhado com o projeto desde os primeiros enfrentamentos ao carlismo” para pressionar Rui Costa.

Para reforçar a conta para 2018, Davidson lembra as votações obtidas por Alice e Daniel em 2018 e o fato de Isaac ter sido reeleito em 2012 e ter feito o sucessor, ano passado, na Prefeitura de Juazeiro, uma das dez maiores do Estado.

Davidson nem mesmo esqueceu do sempre questionado Instituto Paraná, que, em pesquisa recente, apontou Alice Portugal como a segunda em intenções de voto na corrida ao Senado. Alice aparece com 26% das intenções, enquanto o líder, Jaques Wagner (PT), ex-governador baiano, figura com 36%.

O documento elaborado na reunião do conselho, hoje, também fala em assegurar as três vagas na Câmara Federal e quatro na Assembleia Legislativa. Outra prioridade é a reeleição de Rui Costa. O partido, porém nada fala sobre o cenário nacional. Há dias recuados, como diria o analista Eduardo Anunciação, Davidson disse que era legítimo ao partido ter outro nome que não o de Lula. Gerou polêmica no plano estadual.

ALICE PORTUGAL ENTRE OS 20 DEPUTADOS QUE MAIS GASTAM “COTÃO” NA CÂMARA FEDERAL

Alice é a quarta em gastos de verba parlamentar.

Alice é a quarta em gastos de verba parlamentar.

A deputada federal e pré-candidata à prefeitura de Salvador, Alice Portugal (PCdoB-BA), está entre os 20 parlamentares que mais gastaram verba parlamentar, o chamado “Cotão”, do país, conforme levantamento da Folha. Os deputados federais gastaram, no ano passado e início de 2016, total de R$ 189.001.312,63.

O campeão de gastos foi Felipe Bornier (PSD-RJ), R$ 675.567,49 no período, seguido de Leonardo Picciani (PMDB-RJ), com R$ 637.688,50, e Waldir Maranhão (PP-MA), com R$ 622.746,95.

Alice Portugal aparece em quarto lugar por ter gasto de R$ 559.512,13. A parlamentar é a única entre os 39 deputados federais baianos a figurar na lista dos vinte maiores gastadores. O uso da verba é legal.

A cota para o exercício parlamentar trata-se de verba extra para deputados e senadores e pode ser usada para contratação de advogados, consultorias e impressão de materiais. Também é permitido usar a verba na divulgação do mandato e custeio de despesas com transporte, alimentação e hospedagem do parlamentar.

ANDREA MENDONÇA É OUTRO NOME PARA VICE DE RUI COSTA

Andrea Mendonça é nome lembrado para a vice de Rui.

Andrea Mendonça é nome lembrado para a vice de Rui Costa.

A pressão de feministas para que o governista Rui Costa (PT) tenha uma mulher como candidata a vice-governadora aumentou, também, a lista de possíveis nomes para o cargo na chapa majoritária.

Depois de Alice Portugal (PCdoB) e Eliana Boaventura (PP), também passou a figurar o  nome da secretária estadual de Ciência e Tecnologia, Andrea Mendonça.

Ex-vereadora de Salvador (2009-2012) e filha do ex-deputado e empresário Félix Mendonça, Andrea filiou-se ao PDT no ano passado. O porém é o fato de ela ter assumido a secretária estadual não faz um mês (e ela estaria à vontade no cargo por ser assunto que domina bem).

O irmão de Andrea, o deputado Félix Jr., é deputado federal e presidente do partido, residindo aí outro porém, já que a escolha não contemplaria o fiel escudeiro de Jaques Wagner, o deputado estadual Marcelo Nilo, também pedetista e pretendente a vice de Rui Costa.

Dos três nomes, o mais remoto é o de Alice Portugal. Hoje, ela somente seria escolhida vice de Rui se PDT e PP abrissem mão de indicar nome para o posto na chapa majoritária governista.

DONADON: ALICE ESTAVA EM MISSÃO NA CHINA

A assessoria da deputada Alice Portugal informou a este blog que a parlamentar não pôde participar da sessão de quarta (28) porque está em missão na China. Do país asiático, a deputada federal lamentou que a Câmara não tenha cassado o mandato de Natan Donadon, preso em presídio federal devido a gatunagem na Assembleia Legislativa de Rondônia.

No período em que foi diretor financeiro do parlamento, Donadon embolsou R$ 8,4 milhões, segundo as investigações.

9 deputados baianos deixaram de votar na sessão que livrou o parlamentar da degola. Quatro registraram presença, mas se abstiveram na “Hora H” (reveja aqui), e cinco estavam ausentes.

ALICE CRITICA “CONCURSO DA VIRGINDADE” NA BAHIA

Alice exige explicações de secretário de Administração da Bahia (Foto Divulgação).

Alice exige explicações de secretário de Administração da Bahia (Foto Divulgação).

Aliada do governador Jaques Wagner, Alice Portugal (PCdoB-BA) subiu à tribuna da Câmara dos Deputados, em Brasília, para criticar o que chamou de “Concurso da Virgindade” na Bahia. Era referência indignada – e jocosa – a um dos itens do concurso da Polícia Civil baiana que, para dispensar exame ginecológico, exigia comprovação de virgindade por parte das candidatas no certame que preencherá 100 vagas para delegado, 100 para escrivão e 400 para investigador da PC.

– Retorno para Salvador para pedir explicações ao secretário da Administração da Bahia sobre o edital do concurso da Polícia Civil que exige atestado de virgindade em troca da dispensa da avaliação ginecológica detalhada.

ELEIÇÕES 2012: ACM NETO LIDERA; PELEGRINO É O SEGUNDO

Pesquisa divulgada nesta quinta, 31, pelo Instituto Potencial traz o deputado federal ACM Neto (DEM) liderando a corrida sucessória em Salvador. O levantamento ouviu 811 eleitores de 26 a 29 deste mês na capital baiana e tem margem de erro de 3,4 pontos percentuais e foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número 00018/2012.

Na espontânea, Neto aparece com 11,5%, Nelson Pelegrino (PT) apresenta 4,1% e Lídice da Mata (PSB) atinge 2,1%. Imbassahy (PSDB) soma 1,5% e o peemedebista Mário Kertész (PMDB) surge com 1,2%. Márcio Marinho (PRB) e Maurício Trindade (PR) surgem com 1% cada. Alice Portugal (PCdoB) tem 0,4%. O universo de eleitores que ainda não sabem em que votar representa 71,4%.

A pesquisa traz quatro cenários na estimulada. No primeiro, ACM Neto alcança 27,4% e Pelegrino vem em segundo (11,3%), mas empatado tecnicamente com Lídice (8,3%) e Maurício Trindade (7,2%). Em seguida, aparecem Mário Kertész (4,4%), Márcio Marinho (3,8%), Alice Portugal (2,6%) e João Leão-PP (0,4%). Confira os demais cenários:

Cenário 2

ACM Neto (DEM) – 28,9%
Pelegrino (PT)- 12,9%
Maurício Trindade (PR) – 7,9%
Mário Kertész (PMDB) – 5,3%
Márcio Marinho (PRB) – 4,1%
Alice Portugal (PCdoB) – 3,1%
João Leão (PP) – 0,9%
Capitão Tadeu (PSB) – 0,1%

Cenário 3

ACM Neto (DEM) – 29,7%
Pelegrino (PT) – 13,4%
Maurício Trindade (PR) – 9%
Mário Kertész (PMDB) – 5,3%
Alice Portugal (PCdoB)- 3,5%

Cenário 4

ACM Neto (DEM) – 31,3%
Pelegrino (PT) – 15,5%
Mário Kertész (PMDB) – 6,3%
Alice Portugal (PCdoB) – 4,4%

A EDUCAÇÃO E A RESPONSABILIDADE FISCAL

A luta por mais recursos para a educação está na crista da onda e expõe diferenças inclusive entre aliados  no plano federal. Opiniões divergentes sobre a matéria foram manifestadas ontem (10), em reunião no Ministério da Fazenda, onde estavam presentes representantes de entidades como a CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação) e Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições Federais de Ensino Superior).

De um lado da mesa, a deputada federal Alice Portugal (PCdoB) apresentou sua defesa pela destinação de 10% do PIB para o setor. Do outro lado, o ministro Guido Mantega bateu pé firme nos 8,1% do PIB, afirmando ser necessário “compatibilizar responsabilidade educacional com responsabilidade fiscal”.

A comunista saiu do gabinete dizendo que a recepção foi muito gentil, mas não agradou. Para Alice, é preciso “manter a mobilização das ruas pelos 10% do PIB”.

FESTA COMUNISTA EM BRASÍLIA

Se ontem pela manhã o vereador itabunense Wenceslau Júnior era alvejado abaixo da linha da cintura por um panfleto apócrifo, à noite ele se refestelava no Centro de Tradições Gaúchas em Brasília. No local, ocorreu jantar comemorativo dos 90 anos do PCdoB, com a presença dos chamados “capas pretas”, os homens e mulheres fortes da legenda.

Na foto, Wenceslau aparece entre a deputada Alice Portugal e os senadores Inácio Arruda e Vanessa Grazziotin, líder da bancada comunista no Senado.

RELATÓRIO APROVA SEDE DA UFESBA EM ITABUNA

A Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara Federal votará, na próxima quarta-feira (21), o projeto de lei 2207/2011, de criação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufesba). A boa notícia para Itabuna é que o relator do projeto na comissão, deputado Eudes Xavier (PT-CE), deu parecer pela instalação da reitoria da Ufesba em Itabuna.

Eudes conversou com o deputado Geraldo Simões neste final de semana e antecipou o parecer do projeto. O projeto encaminhado pela presidente Dilma Rousseff à Câmara Federal prevê sede da Ufesba em Itabuna e campi em Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

Na semana passada, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, agitou a política baiana ao defender a reitoria em Porto Seguro (relembre aqui). A fala do ministro em audiência na Câmara provocou reações dos deputados Geraldo Simões (PT) e Alice Portugal (PCdoB) e do vereador itabunense Wenceslau Júnior (PCdoB). Geraldo chegou a afirmar que se o ministro conseguir alterar a localização da sede da Ufesba, o governo será derrotado na Câmara dos Deputados (confira aqui).

A comissão se reúne a partir das 10h da próxima quarta. Esta não será a última etapa antes da votação em plenário. O projeto de lei seguirá para análise da Comissão de Educação.

O DEM AGRADECE

Marco Wense

Geraldo continua o mesmo: não aprendeu a elementar lição que política é conta de somar.

O DEM de Itabuna, sob o comando de Maria Alice, gostou da entrevista do deputado Geraldo Simões no jornal Agora, edição do último fim de semana.

Toda entrevista do parlamentar é um prenúncio de festa no staff democrata. As bordoadas do ex-prefeito contra os meninos do PCdoB, desferidas impiedosamente, são intensamente comemoradas.

É unânime a opinião de que um racha entre petistas e comunistas, com o PCdoB lançando candidatura própria, torna o projeto de reeleição de Azevedo cada vez mais provável.

Ao ser questionado sobre a vinda da universidade federal, o parlamentar foi taxativo: “Se eu não fosse deputado, Itabuna não teria uma universidade federal”.

O petista assume a paternidade da Ufesba, debochando e inferiorizando as importantes participações dos colegas Félix Mendonça Júnior (PDT), Josias Gomes (PT) e da atuante deputada Alice Portugal (PCdoB).

Geraldo Simões parece que não precisa de aliados para a sucessão de 2012. Ainda não aprendeu a elementar lição que política é conta de somar.

Na eleição de 2004, Geraldo Simões, então candidato a um segundo mandato (reeleição), depois de brigar com Renato Costa, Ubaldo Dantas, João Xavier e muitos outros, foi sucumbido por Fernando Gomes.

Geraldo continua o mesmo. Aliás, o governador Jaques Wagner, em conversas reservadas, tem dito que o ex-prefeito, por conta de seu individualismo, vai terminar sendo novamente derrotado em Itabuna.

Os demistas estão esperando a próxima entrevista de Geraldo Simões. Torcem por um Geraldo cada vez mais desagregador, tratando com desdém os partidos e as lideranças da base aliada do governo Wagner.

ACÁCIA E O PV

A pré-candidatura de Acácia Pinho à sucessão do prefeito Azevedo, pelo PDT do saudoso Leonel Brizola, ganha musculatura com o apoio do Partido Verde.

A celebração desta importante aliança, com a presença de autoridades e lideranças federais, estaduais e municipais, acontece hoje, sexta-feira(25), às 19 horas, na Câmara de Vereadores de Itabuna.

O PV, presidido por Evan Maxwel, passa a integrar a frente partidária formada pelo PDT, PCdoB, PRB e o PSC. A professora Acácia, sem muito estardalhaço, mostrando competência política, vem, como se diz na gíria, tomando o mingau pela beirada do prato.

Para Otávio Menezes, que já foi duas vezes vereador de Itabuna, “o crescimento de Acácia nas pesquisas é só uma questão de tempo. Vai ser a grande surpresa da sucessão de 2012”.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

UFESBA: UMA VITÓRIA DE TODOS

Wenceslau Júnior | wenceslauvereador@gmail.com

Sem a pressão popular exercida na região sul, certamente não teríamos alcançado esta vitória.

Finalmente o sonho de ver criada uma Universidade Federal do Sul da Bahia se torna realidade. Terça-feira, dia 16, a presidenta Dilma anunciou a política de expansão do ensino superior, na qual foi incluída a criação da nossa universidade.

Embora muitos atores reivindiquem a paternidade da criação da UFESBA, alguns com algum fundamento, outros sem qualquer participação, o que importa é o resultado desta batalha travada, especialmente nos anos de 2009 a 2011.

Vários deputados federais baianos participaram desta luta, principalmente na reta final, ocasião em que a bancada de senadores e deputados federais baianos deram uma verdadeira demonstração de unidade política em torno da reivindicação.

É fundamental destacar a participação dos movimentos sociais neste processo. Sem a pressão popular exercida na região sul, certamente não teríamos alcançado esta vitória.

A Câmara Municipal de Itabuna, através do nosso mandato de Vereador, apoiado nos mandatos dos deputados federais do PCdoB, Alice Portugal e Daniel Almeida, iniciou em 2009 uma articulação política que extrapolou as fronteiras de Itabuna e ganhou a região.

No início se pensava em um Campi da UFBA aqui, na oportunidade, em março de 2009 trouxemos o então reitor Naomar Almeida. Em seguida, mudamos o foco e passamos a reivindicar a criação de uma nova Universidade.

Foram realizadas Sessões Especiais em Câmaras de Vereadores e debates em Escolas, mobilizando a população regional. Cidades como Itajuípe, Camacan, Uruçuca, Coaraci, Itacaré, Canavieiras, Ibicaraí, Jussari, Ubatã, entre outros municípios, se envolveram efetivamente na luta coroada com uma grande passeata realizada no dia 30 de novembro de 2009.

Em 2010, tanto eu quanto Alice Portugal, candidatos a deputado estadual e federal, respectivamente, colocamos como plataforma política prioritária a luta pela a criação da universidade do sul da Bahia.

Os sindicatos ligados à CTB, a UJS, o DCE-UESC, a Associação Comercial de Itabuna, a OAB, os clubes de serviço, as Câmaras de Vereadores e Lojas Maçônicas da região participaram efetivamente do movimento.

No dia 12 de maio de 2011, em audiência solicitada pelo nosso mandato e articulada pela bancada baiana, finalmente o Ministro da Educação, Fernando Haddad, ao receber o documento reivindicatório, sinalizou positivamente para a criação da Universidade do sul da Bahia.

Durante todo este processo, o Governador Jaques Wagner teve um papel destacado na defesa da implantação da nossa universidade.

Após uma disputa política com o município de Porto Seguro, finalmente Itabuna, que já havia assegurado um Campi, conseguiu ser contemplada como sede da futura Reitoria.

É importante ressaltar que foi a luta suprapartidária que conseguiu incluir a região sul nesta política de expansão.

Agradecemos à Presidenta Dilma, ao governador Wagner, à bancada de Senadores e Deputados Federais da Base, mas parabenizamos, principalmente, a todos que de alguma forma se envolveram nesta vitoriosa luta.

Defendemos a instalação da futura universidade em Ferradas, homenageando o centenário de Jorge Amado, como forma também de revitalizar aquela comunidade.

Wenceslau Júnior é advogado, professor da Uesb, coordenador do Comitê Ufsulba e presidente do PCdoB de Itabuna.

DEPUTADOS PRESSIONAM MEC PELA CRIAÇÃO DA UFSULBA

Representantes da bancada federal baiana tiveram audiência, hoje, com o secretário de Educação Superior (Sesu), Luiz Cláudio Costa, Ministério da Educação. Na pauta, a criação da Universidade Federal do Sul da Bahia (Ufsulba).

O governo federal está convencido da necessidade da universidade federal na região, tendo campi nas cidades de Itabuna, Teixeira de Freitas e Porto Seguro, sendo esta última a sede (reitoria) da Ufsulba, segundo a deputada federal Alice Portugal (PCdoB). A mobilização é para que a Ufsulba seja anunciada ainda neste ano, provavelmente na próxima terça (16)

Alice Portugal diz que gestões foram feitas para que a reitoria seja em Itabuna e não em Porto Seguro. A bancada federal, liderada pelo deputado Nelson Pelegrino, acrescentou, além de ter Itabuna como sede, a necessidade de campus em Eunápolis.

O vereador Wenceslau Júnior acredita no esforço regional pela criação da Ufsulba ainda neste ano. “Teremos também de nos mobilizar para que a reitoria seja em Itabuna, até pelo seu histórico e liderança regional”, acrescentou. Os estudos do MEC apontavam a reitoria em Porto Seguro. A pressão inicial dos parlamentares levou a Secretaria de Educação Superior (Sesu) a reavaliar o caso.

CAPRICHOU NO PHOTOSHOP

Alice não se rebelou contra o Photoshop

A foto estampada no site da deputada federal Alice Portugal (PCdoB) mostra a parlamentar completamente “recauchutada”. Não chegou a ficar irreconhecível, mas se nota de longe as mágicas realizadas na figura, que ficou sem as marcas dos anos de estrada política.

Alice, que se notabilizou pelo bordão “rebele-se”, nesse caso cedeu aos reclames da vaidade, mostrando que isso não é somente coisa da burguesia.

O TRIO SOTEROPOLITANO

O PCdoB vive em Salvador praticamente o mesmo “problema” bom de Itabuna: a legenda tem três nomes para a sucessão municipal. Além de Alice Portugal, o PCdoB tem o deputado federal Daniel Almeida e a vereadora Olívia Santana na corrida. Como já informado aqui, o partido decidiu pela candidatura própria em Salvador e cidades acima de 100 mil habitantes.

PC DO B LANÇARÁ CANDIDATURAS A PREFEITO EM SALVADOR E CIDADES MÉDIAS

Alice é o nome do partido para Salvador.

O PCdoB encerrou há pouco, em Salvador, um encontro de um dia e meio com as principais lideranças do partido na Bahia. A tônica foi a sucessão municipal de 2012.

O partido discutiu metas para o pleito do próximo ano e, dentre as prioridades da legenda, estão a reeleição dos atuais prefeitos comunistas e lançamento de candidatura própria em Salvador e nas cidades acima de 100 mil habitantes, incluindo aí Vitória da Conquista e Itabuna. Dentre as cidades médias, o partido já governa Juazeiro.

O nome do partido em Salvador é o de Alice Portugal. Já em Conquista, há um “probleminha”: o deputado estadual Jean Fabrício disse que não disputará a prefeitura em 2012. Em Itabuna, os nomes são os do vereador Wenceslau Júnior, do ex-vereador Luís Sena e do presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães.

A reunião começou ontem e foi encerrada no início desta tarde. O presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, e os deputados federais comunistas Alice Portugal e Daniel Almeida confirmaram durante o evento que estarão em Itabuna, no próximo sábado, 2, para a festa de 89 anos do PCdoB. O encontro será na AABB, às 19h.

CÚPULA DO PC DO B SE MOBILIZA PARA EVITAR SAÍDA DE EDSON PIMENTA

Em primeira mão

Pimenta pode ir para o PSD, de Kassab e Otto Alencar.

Há uma intensa movimentação de bastidores no PCdoB baiano para evitar a saída do deputado federal Edson Pimenta. O parlamentar, que obteve 85.458 votos e retornou à Assembleia Estadual em 2007 com a maior votação entre os nomes do campo progressista, há tempos se queixa do tratamento dispensado pela direção do PCdoB.

O deputado é um dos cinco parlamentares federais que ingressariam no PSD, partido que será lançado na Bahia neste domingo, 20, pelo vice-governador Otto Alencar e o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

A insatisfação se cristalizou em 2010 quando Pimenta concorreu a uma vaga à Câmara Federal. Foi eleito, mas alega que o PCdoB o deixou não. Na leitura de Edson Pimenta, o partido priorizou os nomes de Alice Portugal e Daniel Almeida.

Jean: "sondado".

A preocupação da cúpula do PCdoB estadual aumenta quando leva em conta que Pimenta não apenas conseguiu a eleição a deputado federal, mas também tem entre os seus aliados prefeitos eleitos pela sigla e, também, pelo menos um deputado estadual, Jean Fabrício, de Vitória da Conquista.

O sábado tem sido mais do que movimentado para Daniel Almeida, Alice Portugal, Davidson Magalhães e outros nomes da cúpula comunista. Estes, disparam vários telefonemas para as bases a fim de evitar a saída do parlamentar e estancar qualquer outro movimento de comunistas menos “ideológicos”.

A MULHER NA CONTUDO

A revista Contudo chega às bancas neste sábado, 12, com sua oitava edição e toda cor-de-rosa. Na capa, destaque para a comunista Alice “Rebele-se” Portugal, a única baiana na Câmara dos Deputados.

A presença de Alice no legislativo federal é o mote para uma matéria que enfoca a ainda incipiente participação feminina na política.

Outro assunto em destaque são 50 anos de rádio do mestre Orlando Cardoso, que foi entrevistado por Celina Santos. No bate-papo, Orlando conta histórias de seu meio século de microfone e revela porque desistiu da política após ter exercido dois mandatos como vereador.

ALICE ENTREGA REIVINDICAÇÕES DO DCE DA UESC

Deputada entrega reivindicação ao governador

Membros do Diretório Central dos Estudantes da Uesc (DCE Carlos Marighela) conseguiram fazer chegar às mãos do governador Jaques Wagner um documento no qual reivindicam verbas do Estado para a assistência estudantil. Quem transmitiu o pedido ao govenador foi a deputada federal Alice Portugal (PCdoB), no evento em que foram assinadas as ordens de serviço dos quatro primeiros lotes da Fiol.

A verba solicitada pelos estudantes é para custear despesas com residência, restaurante, creche e ampliação de bolsas de estudo. Nesta terça-feira, 14, representantes do DCE se reúnem com os secretários estaduais da Educação e da Fazenda para aprofundar a discussão.

PARADA OBRIGATÓRIA

Os comunistas Wenceslau Jr. e Alice Portugal foram sentir o axé do "Senadinho"

Dez entre dez candidatos que têm passado nestes dias pela Cinquentenário fazem um pit-stop na lanchonete situada na esquina daquela avenida com a Rua Benigno de Azevedo. Há muito tempo o local é conhecido como “Senadinho”, um velho ponto de “analistas políticos” das mais diversas tendências, que ali se dedicam a desfraldar teses sobre os rumos políticos de Itabuna, da Bahia e do Brasil. Tudo com muita propriedade.

Sabedores da eferverscência do lugar, os candidatos marcam presença e não deixam de pedir a bênção do funcionário Aldo, espécie de símbolo do estabelecimento.

DE CAMARADA PARA CAMARADA

Houve quem reclamasse da falta de propósito “republicano” na visita do ministro dos Esportes a Itabuna, no último sábado, 11. E de fato os supostos ganhos indiretos que a cidade sul-baiana poderá auferir com a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 não foram tão bem evidenciados por Orlando Silva.

Ministro "jogou confete" no camarada Wenceslau e também na camarada Alice Portugal

Ficou evidente, porém, a intenção óbvia da visita: jogar confetes no correligionário Wenceslau Júnior, candidato a deputado estadual pelo PCdoB, mesmo partido do ministro.

Na década de 90, Wenceslau presidiu o Diretório Central dos Esudantes da Uesc ao mesmo tempo em que Orlando Silva comandava o DCE da Universidade Católica de Salvador. Foi um período em que fizeram muitas mobilizações em conjunto, passeata, cara-pintada e por aí vai.

“Nós éramos parceiros de luta e ele foi um dos principais personagens no processo de reafirmação do movimento estudantil  nos anos 90”, afirmou o ministro, enaltecendo o camarada.










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia