WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘Antônio Costa’

SICOMÉRCIO FAZ 30 ANOS E PRESTA HOMENAGEM A GILENO ARAÚJO E RODRIGO PAIVA

Ponto Chic, de Gileno Araújo, está aberta há quase 70 anos

Costa: homenagem ao mais antigo comerciante e ao empresário do ano

O Sindicato do Comércio Varejista de Ilhéus (Sicomércio) completa 30 anos neste mês e a data será marcada por homenagens a dois dos mais famosos nomes do empresariado ilheense.

A solenidade, nesta sexta (29), às 19h, na sede da ACI, na Praça J.J. Seabra, também terá a presença do presidente da Federação do Comércio do Estado da Bahia (Fecomércio), Carlos Andrade.

Segundo o presidente do Sicomércio, Antonio Costa, a entidade entregará placa ao empresário Gileno Alves Araújo, de 93 anos, da Sorveteria Ponto Chic, como o Comerciante Mais Antigo em atividade.

A outra homenagem será dirigida ao empresário Rodrigo Paiva, da Blocolar Materiais de Construção, escolhido como Comerciante do Ano 2019.

CORPO DE EX-DIRETOR DA FTC EM ITABUNA SERÁ SEPULTADO NESTE SÁBADO

Itabuna perde o professor Antônio Costa

Morreu no final da manhã desta sexta-feira (10), em Itabuna, vítima de problemas cardíacos, o professor Antônio Costa. Ele tinha 81 anos, estava internado há 15 dias no Hospital Calixto Midlej Filho, para colocar um marca-passo.

O professor Costa, como era chamado, era atuante em diversas frentes na cidade. Era presidente da Academia Maçônica de Letras, foi tesoureiro da Academia Grapiúna de Letras e foi diretor da unidade local da FTC (Faculdade de Tecnologia e Ciências).

FORMAÇÃO

Por formação, era engenheiro agrônomo e trabalhou na Ceplac. Para os amigos, tido como uma pessoa serena, pacata e bastante comprometida com as causas em que acreditava. “Uma figura notabilíssima, um amigo 100 por cento”, definiu o jornalista Ramiro Aquino, presidente da Agral.

Já a administradora Kelly Dourado, que estudou na FTC e foi presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) na gestão de Costa, completou: “Com lágrima nos olhos, recordo a sua humanidade, humildade, capacidade de abraçar e acolher, sobretudo os mais necessitados”.

O velório de Antônio Costa ocorre no SAF e o sepultamento está marcado para amanhã (11), às 16 horas, no Cemitério Campo Santo, informou o Diário Bahia.

NOTA DE PESAR

Há pouco, a FTC Itabuna emitiu nota na qual lamenta a partida do professor e aponta qualidades de Costa. “A Instituição ressalta a competência, a honestidade e a ética como qualidades que marcaram a gestão do Professor Costa à frente da FTC Itabuna, entre os anos de 2005 e 2007, nos quais com lucidez e serenidade soube conduzir um dos mais desafiadores períodos da consolidação do Projeto FTC para o Sul da Bahia”, expressa a nota, que também manifesta gratidão à família por ter compartilhado “a convivência com um ser humano de tão grande valor”.

CARINHO NO ADEUS

Resolvida a questão de quem escolher para substituir Antônio Costa na direção do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, o prefeito de Itabuna ainda se sentia, por assim dizer, aperreado por uma questão “delicada”: comunicar a exoneração ao diretor defenestrado.

Segundo informações colhidas pelo PIMENTA, Azevedo estava cheio de dedos para dar a notícia a Costa, embora o nome do administrador de empresas José Leopoldo dos Anjos, atual diretor da Maternidade Esther Gomes, já tenha sido definido.

Leopoldo tem bom relacionamento com a classe médica e sua gestão na maternidade recebe elogios. Aliás, ao que tudo indica, ele irá acumular as duas diretorias, o que exigirá esforço redobrado.

CACHIMBO DA PAZ

Durante audiência na Sessão de Crimes de Menor Potencial Ofensivo (Secrimpo), ontem, o Ederivaldo Benedito e o diretor do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), Antônio Costa, entraram em acordo e a queixas registradas contra o jornalista, por invasão do hospital e ameaça de morte, foram retiradas.

Bené e Costa foram ouvidos pela delegada Maria das Graças Valadares em depoimento que durou cerca de duas horas. De acordo com o jornalista, o assessor Antônio Geovanni Cerqueira teria sido o autor da queixa por ameaça de morte. “Não ameacei nem é do meu feitio ameaçar ninguém de morte”, observou Benedito.

Ainda na manhã de sexta-feira (20), a regional sul-baiana do Sinjorba havia emitido nota pública condenando tanto a proibição à reportagem da TVI, na segunda-feira (16), de produzir matéria sobre o sucateamento do Hblem como as queixas registradas na polícia civil por parte da direção do hospital, algo considerado uma tentativa de intimidação ao exercício do bom jornalismo.

DEPOIS DE EXPULSAR, DIREÇÃO DO HBLEM PRESTA QUEIXA CONTRA EQUIPE DA TVI

Parece que a direção do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem) não digeriu bem a tentativa de uma equipe de tevê revelar o sucateamento da principal unidade médico-hospitalar de Itabuna.

Antônio Costa, presidente da fundação que mantém o hospital municipal, e um assessor, Antônio Giovani Cerqueira, prestaram queixa no Complexo Policial contra o jornalista Ederivaldo Benedito, que comandava a equipe de reportagem da TV Itabuna.

A equipe iniciava o registro de imagens do hospital sucateado quando foi repreendida por dois assessores da direção do hospital, de nomes Leonardo Soussa e Antônio Giovanni (relembre o caso). Este último é cunhado do secretário de Saúde, Antônio Vieira.

A intimação foi entregue na TVI e solicita ao diretor da emissora, José Amâncio Barbosa , Barbosinha, a apresentar  o jornalista Ederivaldo Benedito à sessão de crimes de menor potencial ofensivo, amanhã, dia 20, às 15 horas. “Bené” lembra que não agrediu nenhum servidor e não entende o porquê da queixa de Costa e Giovanni.

– Se eles estão me acusando, quem tem de prestar contas são eles. Eu vi cobras e ratos dentro do Hospital de Base. Tem muita sujeira lá dentro (do hospital). Tentaram quebrar nosso equipamento, tomar material e ameaçou a nossa estagiária.

AZEVEDO JÁ SABIA

Prefeito foi informado há um ano e meio sobre as "irregularidades"

As falcatruas que um grupo de delinquentes vinha praticando no Hospital de Base eram conhecidas pelo prefeito de Itabuna. Há pelo menos um ano e meio, um servidor procurou o prefeito e o informou, com detalhes, sobre tudo o que estava ocorrendo. As mesmas informações foram transmitidas ao presidente da Fasi (Fundação de Assistência à Saúde de Itabuna).

Não houve – como deveria – uma ação enérgica para apurar a roubalheira e ainda hoje Antônio Costa, da Fasi, fica cheio de reservas ao tratar do assunto. Azevedo, o prefeito, ainda não se manifestou.

O que se sabe é que quatro ocupantes de postos-chave no hospital foram afastados por 30 dias, em virtude da existência de “indícios de irregularidades”.

Infelizmente, as providências chegam quando o maior hospital do sul da Bahia já se encontra em adiantado estado de sucateamento e rapinagem, sem condições de prestar um atendimento decente a quem dele precisa.

O Base, atacado pelos gafanhotos do dinheiro público, está na UTI. Mas a “doença” é combatida sem o necessário sentido de urgência e até se comenta que os “vírus” são resistentes a qualquer tratamento.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia