WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe
prefeitura de ilheus





setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘Avenida do Cinquentenário’

ITABUNA: LADRÕES ARROMBAM RICARDO ELETRO E FURTAM R$ 5 MIL EM CELULARES

Dupla arrombou porta lateral para entrar na loja.

Dupla arrombou porta lateral para entrar na loja.

Ladrões arrombaram uma das lojas da Ricardo Eletro da Avenida do Cinquentenário, em Itabuna, nesta madrugada de segunda-feira (13). Os criminosos arrombaram uma porta lateral e furtaram, pelo menos, cinco aparelhos celulares.

Segundo informações, o crime foi praticado por dois homens encapuzados. Eles usaram um vergalhão para arrombar a porta da calçada que liga a Cinquentenário e a Rua Paulino Vieira.

Os aparelhos levados pelos bandidos custam, no total, cerca de R$ 5 mil. Imagens de câmeras de segurança poderão ajudar a esclarecer o crime.

Parte dos aparelhos celulares foi levada pela dupla.

Parte dos aparelhos celulares foi levada pela dupla.

CAMELÔS PROTESTAM, MAS DEIXAM A AVENIDA DO CINQUENTENÁRIO

Calçada da Cinquentenário já desocupada pelos ambulantes (Foto Blog do Thame).

Calçada da Cinquentenário já desocupada pelos ambulantes (Fotos Blog do Thame).

Sob protesto, mas sem confrontos, a Prefeitura de Itabuna executou a retirada dos vendedores ambulantes da Avenida do Cinquentenário e das transversais. A partir de hoje (6), os camelôs estão proibidos de expor e vender produtos nas calçadas da principal artéria do comércio central da cidade.

Higino cobra lugar para os camelôs.

Higino: espaço para os camelôs.

No sábado (4), após uma reunião dos ambulantes com o prefeito Fernando Gomes, chegou a ser noticiado que as ruas transversais estavam liberadas para os ambulantes. Não foi o que aconteceu. Pela manhã, fiscais da Prefeitura, acompanhados da Guarda Municipal e com o reforço da Polícia Militar, impediram a instalação das barracas na área central, à exceção da Praça Adami, onde já existem toldos para os ambulantes.

O presidente da Associação dos Ambulantes, Marcio Higino, disse que havia acordo para ocupação das transversais até encontrar local para transferência dos ambulantes, já que a Praça Adami não comporta todos. “Precisamos que o prefeito nos dê atenção e definida um local onde as pessoas possam trabalhar”, afirmou.

SHOPPING POPULAR REMODELADO

Tarciso: Shopping Popular será remodelado.

Tarciso, da prefeitura, diz que Shopping Popular será remodelado.

De acordo com Tarciso Soares, diretor do Departamento de Indústria e Comércio, houve um mal entendido com relação às transversais. “Para organizar o comércio e garantir a acessibilidade das pessoas, é preciso fazer a retirada total e realizar um cadastramento  para realocar os ambulantes num novo espaço, incluindo novos toldos na Praça Adami. Tudo isso será provisório, até a inauguração do Shopping dos Camelôs”.

Questionado sobre uma data para a liberação do Shopping dos Camelôs, Tarciso disse ainda não haver definição, porque a obra, que tem problemas estruturais, precisa ser remodelada.

PROTESTO

Aos gritos de ‘queremos trabalhar, queremos trabalhar `, dezenas de ambulantes fizeram um protesto na Praça Adami. Motos que usam parte da Praça Adami como estacionamento foram retiradas para acomodar novas barracas. Com informações do Blog do Thame.

PREFEITURA RETIRA CAMELÔS DA CINQUENTENÁRIO

Calçada da Cinquentenário é ocupada por ambulantes.

Calçada da Cinquentenário é ocupada por ambulantes.

Os vendedores ambulantes receberam ordem, hoje (3), para desocupar a Avenida do Cinquentenário e transversais. A partir da próxima segunda (6), eles serão proibidos de ocupar a principal artéria comercial do centro de Itabuna.

O aviso aos ambulantes está sendo feito por meio de carro de som, pela prefeitura, nesta sexta. A medida tem aprovação dos lojistas e de pedestres, mas surpreendeu os camelôs. Isso, porque o governo ainda não informou quais espaços poderão ser ocupados pelo mercado informal. Também não diz quando será inaugurado o Shopping Popular.

No dia 29 de dezembro, o prefeito Fernando Gomes disse em entrevista coletiva que iria reordenar o comércio central. Ele citou a crise econômica e o desemprego e prometeu interferir na via quando fosse inaugurar o Shopping Popular. A inauguração, observou, dependeria de laudo do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea).

ITABUNA: GRITO DOS EXCLUÍDOS SE TORNA “FORA, TEMER” E COBRA ELEIÇÕES DIRETAS

grito-itabuna-foto-pimenta2

(Fotos Pimenta)

(Fotos Pimenta)

Gestante protestou de um jeito diferente na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Gestante na Cinquentenário (Foto Pimenta).

Centenas de estudantes secundaristas e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) lideraram manifestação por eleições nacionais diretas neste 7 de Setembro. A palavra de ordem de cerca de 600 estudantes, atividades e integrantes de movimentos sociais era “Fora, Temer”. Eles desceram a Avenida do Cinquentenário puxados por um carro de som.

No início do protesto, estudantes da Uesc se envolveram numa confusão com um grupo que defesa a separação do sul da Bahia do restante do Estado. O movimento separatista era liderado pelo radialista Elivaldo Cabral. Houve enfrentamento, com ofensas verbais e latinhas sendo lançadas contra o trio elétrico. A Polícia Militar precisou intervir, separando o trio do radialista do grupo “Fora, Temer”.

Ao contrário de anos anteriores, o Grito dos Excluídos deste ano foi liderado por um grupo composto por cerca de 50 estudantes, boa parte ligada ao Centro Acadêmico de História da Uesc. Abaixo, vídeo com a palavra de ordem no início do desfile e momentos após o confronto.

BANDIDOS ARROMBAM SORVETERIA NO CENTRO

Bandidos arrombaram sorveteria e levaram televisor.

Bandidos arrombaram sorveteria e levaram televisor.

Bandidos arrombaram uma sorveteria na Avenida do Cinquentenário, centro de Itabuna, na madrugada desta quinta-feira (3). Os criminosos arrombaram a porta frontal da AeroShake e levaram um televisor. De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu à 1h59min de hoje.

O dono da sorveteria foi orientado pela PM a prestar queixa. Imagens do circuito de videomonitoramento podem ajudar na prisão dos arrombadores.

Comerciantes da região afirmam que este é o segundo estabelecimento arrombado em menos de dois meses. Em janeiro, uma banca de revistas da Praça Santo Antônio, em frente ao AeroShake, foi o alvo.

É SÓ CHOVER UM TIQUINHO E…

Sujeira e falta de manutenção do sistema de drenagem ajudam a formar "lago" na Praça Adami (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

Bastou um pouco de chuva para formar “lago” na Praça Adami (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

A prefeitura gastou mais de R$ 2 milhões no Centenário de Itabuna para revitalizar a Avenida do Cinquentenário. Fizeram calçada a preço de ouro e esqueceram do sistema de drenagem. Some-se a isso o fato de muitos cidadãos atirar panfletos, copos plásticos, sacos e latinhas de refrigerante e cerveja na rua… E temos cenário assim.

Só faltaram uns sapinhos na lagoa numa das praças centrais de Itabuna (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

Só faltaram uns sapinhos na “lagoa” (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

POLUIÇÃO SONORA: LOJAS INFERNIZAM A VIDA DE MORADORES DA CINQUENTENÁRIO

poluicao_sonora_12.1A poluição sonora na Avenida do Cinquentenário é assustadora. Incomoda os consumidores. Agora, imagine a situação de quem reside numa das principais artérias do comércio de Itabuna.

O advogado Matheus Augusto resolveu narrar o drama dele, de vizinhos e familiares após a decisão das lojas de azucrinar a vida dos pobres mortais. Confira:

Matheus Augusto — Residir em uma região central, coração do comércio grapiúna, tem suas vantagens e desvantagens. E, com a plena das certezas, a poluição sonora é a maior destas. O problema é que, nos últimos meses, a convivência tem se tornado insuportável. A disputa entre as lojas está fazendo com que os moradores queiram abandonar suas casas, sair correndo pelas ruas, é realmente desesperador.

A Lojas Simonetti só fazia uso de tais “atrativos” aos sábados, e, por mais inconveniente que fosse, compreendo que deveria aceitar (puxa, é só uma vez na semana, um dia atípico…). Mas agora virou bagunça. Eles simplesmente estacionam o carro de som da empresa na porta da loja (que deveria permanecer circulando) e nos obrigam a ouvir o jingle de questionável qualidade durante um dia inteiro. Ligam as 8, param as 16. Para melhorar, a Fenícia – loja da frente, concorrente direta – agora também resolveu adotar a tática, e nos obriga a passar o dia inteiro ouvindo The Best Of Pagode do Swing Baiano.

Alguns metros atrás, uma loja de móveis planejados, salvo engano a Todeschini, foi obrigada a afixar aviso informando a seus clientes que estava trabalhando com as portas fechadas, dado o barulho insuportável causado pela Magazine Luiza – Lojas Maia, do outro lado da rua.

Contactadas as empresas, pouco caso fazem de sua reclamação, alguns enrolam, dizem que resolverão a situação – Simonetti – e nada fazem. Outros são mais estúpidos, simplesmente ignoram seu pleito sem qualquer educação – Lojas Maia.

Compreendo perfeitamente a opinião de quem acha “besteira”, ou daqueles que acreditam que a saúde auditiva não merece atenção. Mas, posso garantir, está causando graves problemas no cotidiano dos moradores dessa região, muitos já com certa idade e notadamente merecedores de mais respeito e dignidade.

Não peço muito. Entendo que as lojas precisam vender mais – em que pese a discutibilidade do uso desse tipo de “tática” – e, por isso, não pretendo a total abolição da prática. Peço apenas que respeitem um determinado horário, e uma determinada quantidade de decibéis, é realmente desnecessário todo esse barulho, afinal, não somos surdos – ainda.

Todas as alegações sobreditas poderão ser conferidas na prática, a fim de que se constate a existência desse problema.

MAIS DE 30 MIL “BALANÇAM O CHÃO DA PRAÇA” NA LAVAGEM DO BECO DO FUXICO

Bloco Te Amasso puxou multidão com a banda itabunense Tsunami (Foto Pimenta).

Bloco Te Amasso puxou multidão com a banda itabunense Tsunami (Foto Pimenta).

A Lavagem do Beco do Fuxico deste ano já entrou para a história como a maior de todas as edições já realizadas. Segundo cálculos do comando da Polícia Militar, mais de 30 mil pessoas participaram da festa que começou com o tombamento do ABC da Noite e terminou ao som da banda de Armadinho, Dodô e Osmar na Praça Adami, às 23h30min de ontem.

Na Lavagem do Beco com as baianas, crianças dão os primeiros passos (Foto Gabriel Oliveira).

Na Lavagem do Beco com as baianas, crianças dão os primeiros passos (Foto Gabriel Oliveira).

A Avenida do Cinquentenário, a Praça Adami, o Beco do Fuxico e transversais foram tomadas pela alegria contagiante do folião – seja ele o “pipoca” ou em bloco, puxados por atrações da casa, mas que fizeram grande sucesso, como o Tsunami.

E o público balançou o chão da praça no show de Armadinho, Dodô e Osmar (Foto Pimenta).

E o público balançou o chão da praça no show de Armadinho, Dodô e Osmar (Foto Pimenta).

Nem mesmo integrantes do Bloco Casados I…Responsáveis contiveram a alegria e desceram a avenida com o som de sua tradicional bateria. A diretoria do bloco, que antes havia informado que os Casados iriam silenciar os tambores em homenagem ao jornalista e fundador, Eduardo Anunciação, sentiu que reverenciar o mestre do jornalismo regional era descer a avenida e ser parte da alegria, juntando-se a Maria Rosa, Encantarte, Te Amasso, Chapolin, Mendigos de Gravata…

O chão ferveu…

No encontro da Cinquentenário com a Praça Adami, multidão à espera de Armandinho&Cia (Foto Pimenta).

Avenida Cinquentenário e Praça Adami: multidão à espera de Armandinho&Cia (Foto Pimenta).

Magalhães, da Bahiagás, o vice-prefeito, Wenceslau Júnior, e Caboclo Alencar no tombamento do ABC da Noite (Foto Gabriel Oliveira).

Magalhães, da Bahiagás, o vice-prefeito, Wenceslau Júnior, e Caboclo Alencar no tombamento do cinquentenário ABC da Noite, do Beco do Fuxico (Foto Gabriel Oliveira).

Os Casados I...Responsáveis decidiram ir para a avenida em homenagem a Eduardo Anunciação, jornalista e fundador do bloco (Foto Marcos Souza/Pimenta).

Os Casados I…Responsáveis decidiram ir para a avenida em homenagem a Eduardo Anunciação, jornalista e fundador do bloco (Foto Marcos Souza/Pimenta).

 

Confira dezenas de fotos de flagras e foliões clicando no :: LEIA MAIS »

LOJA CLARO DA CINQUENTENÁRIO É ASSALTADA

Os bandidos perderam o medo de promover assaltos na Avenida do Cinquentenário com o fim do sistema de videomonitoramento da Polícia Militar. Hoje, um bandido desceu de uma moto, armado com revólver, e assaltou uma loja da Claro próximo ao Santuário Santo Antônio.

Segundo funcionários, o bandido levou todos os aparelhos celulares que estavam na vitrina e, logo depois, saiu em disparada numa moto. Funcionários prestaram queixa no Complexo Policial. O assaltante cobriu o rosto a fim de impedir a sua identificação. E aqui um detalhe: o assalto ocorreu por volta das 15h30min desta quinta, 28.

“BURACO DE VANE”

Buraco na Avenida do Cinquentenário tem vários meses e desafia prefeitos.

Buraco na Avenida do Cinquentenário tem vários meses e desafia prefeitos.

Transeuntes e comerciantes da Avenida do Cinquentenário, sem a quem mais recorrer, decidiram protestar com uma plaquinha de duplo sentido para denunciar uma cratera na via que é cartão postal do comércio itabunense. O buraco desafiou o ex-prefeito José Nilton Azevedo (DEM) e, agora, a gestão de Claudevane Leite (PRB). As vítimas informam que a cratera tem vários meses e está ganhando volume. Paralelepípedos são usados como “sinalização”.

“BOLSÕES” DA SETTRAN PODEM FACILITAR FURTO DE MOTO NO CENTRO DE ITABUNA

Determinação da Settran proíbe o estacionamento de motos na Cinquentenário a partir de amanhã (Foto Gabriel Oliveira).

Determinação da Settran proíbe o estacionamento de motos na Cinquentenário a partir de amanhã (Foto Gabriel Oliveira).

Especialistas em segurança afirmam que a ideia da Secretaria de Transporte e Trânsito de Itabuna (Settran) de proibir o estacionamento de motocicletas na Avenida do Cinquentenário pode levar a um aumento de furtos deste tipo de veículo na região central. A partir de amanhã, os motociclistas só poderão estacionar o veículo nos “bolsões” criados pela prefeitura na Avenida Amélia Amado (pista esquerda) e praças Camacã e Adami, além da Alameda da Juventude (Beira-Rio).

“Estacionamentos em locais mais afastados de grande movimentação de pessoas e sem fiscalização oferecem ainda mais facilidade para assaltantes, são mais atrativos”, afirma especialista em segurança ouvido pelo PIMENTA.

Outras vias onde o motociclista não poderá estacionar serão as ruas Sóstenes de Miranda, Francisco Silva Rocha, Almirante Barroso, Rua Quintino Bocaiuva, Mariá Ferreira, Professor Alício de Queiroz, Nilo Santana, Adolfo Maron, Osvaldo Cruz e Dom Pedro II e travessas Benigno de Azevedo e Adolfo Leite (Beco do Fuxico).

Quem é motociclista, além de temer o aumento de furtos, também reclama da exclusão. “Isolar motociclistas não é ordenar trânsito, na minha opinião.  Isso é exclusão para quem paga impostos, inclusive IPVA”, opina o motociclista Raimundo Santos. A Avenida do Cinquentenário já possuía vagas próprias para motos, lembra, e a prefeitura deveria ordenar o fluxo de todo tipo de veículo, de carros a motos. “Excluir os motociclistas deve ser mais fácil, né?”, ironiza.

Na Alameda da Juventude, a prefeitura acabará de vez com uma área reservada ao lazer e prática de patinação para torná-la estacionamento de motos. O secretário de Transporte e Trânsito, Clodovil Soares, diz que o estacionamento desordenado de motos acabava por eliminar vagas para carros.

A mudança, no entanto, não garante fluidez ao trânsito devido ao aumento da frota no município. São mais de 50 mil veículos emplacados e poucas áreas para estacionamento, a maioria delas ocupada por lojistas que preferem deixar o carro em frente ao próprio estabelecimento.

A CHUVA BOMBOU NO FACE

A chuva rápida e as deficiências na drenagem da Avenida do Cinquentenário provocaram enxurrada (ops!) de comentários nas redes sociais. Hoje à tarde, uma montagem do designer Lucas França bombou rapidinho no Facebook. Rolou até tubarão na avenida mais movimentada do comércio local.

No Facebook, tubarão ataca em plena Avenida do Cinquentenário (Montagem Lucas França).

No Facebook, tubarão ataca em plena Avenida do Cinquentenário (Montagem Lucas França).

ALAGAMENTO NA CINQUENTENÁRIO

A Prefeitura de Itabuna gastou tubos de dinheiro na reurbanização da Avenida do Cinquentenário em 2010. A obra foi feita às pressas para ser inaugurada no centenário do município. Envergonhava técnicos como o ex-secretário Fernando Vita, devido à falta de qualidade.

Como se sabe, a Caixa Econômica não liberou mais de R$ 1,1 milhão do Governo Federal para a obra justamente pelas deficiências técnicas, que incluíam sistema de drenagem e piso de baixíssima qualidade.

Chuvas rápidas como a de ontem à tarde relevam o desperdício de dinheiro em Itabuna. A avenida ficou alagada – mesmo estando a menos de 300 metros do Rio Cachoeira, a estação de tratamento “natural” de esgoto. Nestas horas, seria interessante que os responsáveis por obras como esta pagassem pela correção dos problemas.
Confira em vídeo.

SÓ 30% DAS LOJAS ABREM EM ITABUNA

As lojas fecharam as portas no último dia do ano na Avenida do Cinquentenário (Foto Pimenta).

Lojas fecharam as portas no último dia do ano na Avenida do Cinquentenário (Foto Pimenta).

Movimento fraco no centro de Itabuna no último dia de 2012. Na Avenida do Cinquentenário, principal artéria do comércio local, aproximadamente 30% das lojas abriram nesta segunda-feira, 31.

O percentual de lojas abertas é ainda menor em outras vias tradicionais do comércio central de Itabuna, como a Paulino Vieira e o Calçadão Ruy Barbosa. Até mesmo nas lotéricas, o movimento era normal, apesar da expectativa em torno da Mega da Virada e prêmio estimado em R$ 230 milhões.

ACORDO ENTRE PATRÕES E COMERCIÁRIOS

Já na sexta-feira passada, 28, o Sindicato dos Comerciários local anunciava que praticamente 80% das lojas não abririam nesta segunda, prevendo pouco movimento devido à não abertura das agências bancárias no último dia do ano. Com o acordo, os comerciários trabalharam até as 18h do sábado, 29.

Outra preocupação era a segurança. A previsão é de que as lojas fechem por volta das 17h, assim como os estabelecimentos do Shopping Jequitibá, na Beira-Rio.

No Calçadão da Ruy Barbosa, paradeiro foi ainda maior (Foto Pimenta).

No Calçadão da Ruy Barbosa, paradeiro foi ainda maior (Foto Pimenta).

TUBARÃO NO CENTRO DE ITABUNA

A chuva de hoje à tarde em Itabuna causou transtornos até mesmo no centro da cidade e alagou algumas das principais avenidas. Na rede social Facebook, está bombando o “aparecimento” de um tubarão na Avenida do Cinquentenário. Deu onda…

ACIDENTE: VÍDEO MOSTRA MOMENTO EM QUE ADRIEL PASSA PELO POSTO DA CINQUENTENÁRIO

O PIMENTA obteve com exclusividade as imagens do momento em que o jovem Adriel Dias, de 20 anos, passa pelo posto de combustível em velocidade além do normal para aquela área. As cenas foram captadas pelo sistema de videomonitoramento do posto. Segundos depois, a moto choca-se contra cordas de isolamento colocadas pela prefeitura na calçada da avenida do Cinquentenário, onde ocorreu o desfile do 7 de Setembro. Familiares do motociclista lamentaram a falta de sinalização refletiva no local (confira abaixo).

Leia ainda

FAMÍLIA DE MOTOCICLISTA MORTO DIZ QUE
FALTOU SINALIZAÇÃO NA CINQUENTENÁRIO


MOTOCICLISTA MORRE NO CENTRO DE ITABUNA

FAMÍLIA DE MOTOCICLISTA MORTO DIZ QUE FALTOU SINALIZAÇÃO NA CINQUENTENÁRIO

Adriel Dias (Foto Arquivo Pessoal/Radar).

A família do motociclista Adriel Dias criticou a falta de sinalização na área do desfile do 7 de Setembro, em Itabuna. Para a família, o jovem talvez estivesse vivo se a avenida do Cinquentenário estivesse sinalizada corretamente.

Adriel morreu por volta das 5h30min da manhã de ontem ao dar uma “roubadinha” em um posto de combustível no início da via e deparar-se com um corda de isolamento do trecho da Parada Cívica, mas sem faixa refletiva.

– Nós fomos informados de que não havia sinalização no local. [Houve] irresponsabilidade, negligência. Talvez ele não estaria aqui agora, enterrado, se houvesse sinalização na área – lamentou Elza Gomes em entrevista ao PIMENTA. O corpo do jovem foi enterrado ontem à tarde, no cemitério Campo Santo, em Itabuna.

A tia de Adriel observou ainda que faixa refletiva somente foi colocada após o acidente. “Atribuíram a culpa à própria vítima, por conta de uma manobra errada, mas em momento nenhum disseram que havia uma corda e não tinha sinalização”. Adriel tinha 20 anos e, segundo Elza Gomes, iria prestar vestibular na área de engenharia. “Ele nos disse que estava amadurecendo e falava da importância do curso para a vida dele”.

INSINUANTE USA CALÇADA DA PRAÇA ADAMI

A Insinuante, uma das gigantes do varejo brasileiro, utiliza constantemente a calçada da praça Adami como depósito e dificulta o ir-e-vir de pedestres, desrespeitando o Código de Posturas do município. Quem transita frequentemente por ali critica a ocupação da calçada, também usada como depósito de detritos ao final de cada dia. O flagrante é do fotógrafo Pedro Augusto.

 

Calçada vira depósito para loja instalada na esquina da praça Adami com a Cinquentenário.

AVENIDA DE CONTRASTES

Foto Luiz Tito

Moradores de rua dormem sobre a calçada da avenida do Cinquentenário, em Itabuna, durante o período de folia momesca – e de liquidações. Em tempo de queima de estoque, um exemplo nítido de exclusão social num dos cartões-postais do comércio grapiúna. À direita, faixa que anuncia “vale-compra” é usada para aquecer o super-herói… da vida. A foto é de Luiz Tito/Agência A Tarde.

BURACOS DETONAM OBRA DO CENTENÁRIO

 

Calçada da Cinquentenário começa a desmanchar, como alertava a Caixa Econômica (Foto Pimenta).

Não precisa andar muito pela Avenida do Cinquentenário, centro da cidade, para descobrir que buracos estão detonando a obra do centenário de Itabuna. O novo piso foi inaugurado com pompa e circunstância no dia 28 de julho do ano passado.

No quarteirão entre a Rua Adolfo Maron e a Praça Santo Antônio, por exemplo, já teve de tudo a descredenciar os “engenheiros”, ou pessoas sem conhecimento técnico, que a administração do Capitão Azevedo autorizou a tocar o projeto de obra pública à revelia do Conselho Regional de Agronomia e Arquitetura (Crea).

Os tais tijolos intertravados se soltam, pondo transeuntes em risco. Em alguns trechos, pedestres com cegueira podem destampar em buracos, pois o piso tátil está parcialmente destruído. Como constatou o Crea, a obra foi executada sem ter a assinatura (e acompanhamento) de um engenheiro responsável.

OPERAÇÃO REMENDO NA CINQUENTENÁRIO

Só dois meses e remendos já começaram (Foto Pimenta).

A reforma da avenida do Cinquentenário não resistiu à chuva fina dos últimos dias (como aqui denunciamos) e os operários da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) entraram em ação para recompor o piso milionário.

A obra de R$ 4,5 milhões é bem diferente do prometido, tem menos de dois meses de inaugurada e apresenta problemas em toda a extensão da avenida. O piso escolhido pela prefeitura foi condenado pela Caixa Econômica Federal e pelo titular da Sedur, Fernando Vita.

Vita deixou o abacaxi de lado e a obra acabou sendo tocada pelo secretário de Planejamento, Maurício Athayde, esse um entendido em informática.

Operário remendava piso nas primeiras horas desta manhã (Foto Pimenta).

unisa






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia