WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘Azevedo’

AZEVEDO AINDA NÃO DEFINIU APOIO, DIZ ASSESSORIA

Capitão Azevedo (DEM) ainda não definiu quem vai apoiar nestas eleições e a sua decisão sai após as convenções partidárias, garantiu ao Pimenta o jornalista Juarez Nunes, da Assessoria de Comunicação Social da prefeitura de Itabuna.  “Embora existam várias especulações em relação ao apoio, ele vai aguardar a realização das convenções [dos pré-candidatos]”, disse. “Oficialmente, o prefeito ainda não se pronunciou sobre o assunto”.

Mais cedo, o deputado estadual Luiz Argôlo (PP) participava do programa Bom Dia Bahia, da Nacional, e dizia ter “100% de certeza” de que o prefeito itabunense marchará com o petista Jaques Wagner. Argôlo foi o primeiro dos pré-candidatos a arrancar apoio oficial do democrata.

Desde o final do ano passado, Azevedo já sinalizou apoio a Geddel Vieira Lima (PMDB) e ao governador Jaques Wagner (PT), que disputa reeleição. Quem também namora Azevedo é o ex-governador Paulo Souto, presidente do DEM baiano, partido ao qual o prefeito itabunense está filiado. Então, aguardemos o início de julho para saber com quem Azevedo vai ficar.

ARGÔLO DÁ “100% DE CERTEZA” DE QUE AZEVEDO FICA COM WAGNER

Argôlo: apoio de Azevedo a Wagner (Foto A Região).

O deputado estadual Luiz Argôlo (PP) participou, nesta manhã, do programa Bom Dia Bahia, da rádio Nacional. Enquanto falava de mandato, projetos e eleições 2010, foi perguntado sobre qual dos candidatos a governador terá o apoio do prefeito Capitão Azevedo (DEM).

Argôlo reafirmou aos apresentados Ederivaldo Benedito e Maria Luísa Couto que o prefeito Capitão Azevedo (DEM) apoiará a reeleição do atual governador baiano. Bené insistiu na pergunta e o deputado cravou: “[Tenho] 100% de certeza de que o governador Jaques Wagner terá o apoio de Azevedo”. O DEM do prefeito de Itabuna terá Paulo Souto como candidato ao governo.

Argôlo foi o único dos candidatos nestas eleições 2010 que teve o apoio declarado de Azevedo. Como os dois estão batendo uma bolinha juntos, há de se deduzir que a resposta do parlamentar tenha “lastro”.

AZEVEDO ELIMINA GRATIFICAÇÃO DE SERVIDORES

Depois de promover um verdadeiro festival com a liberação de Funções Gratificadas (FGs) para servidores efetivos, o prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo, viu que a conta estava ficando difícil de fechar e mandou encerrar a farra.

Um decreto assinado pelo prefeito, retroativo a 1º de junho, “passou o rodo” em todas as FGs,  o que causou uma choradeira geral nos diversos setores do governo. Alguns secretários também estão irritados, já que a gratificação é utilizada por muitos para premiar os servidores mais dedicados.

Há também um outro lado. Em muitas situações, a FG é usada não para recompensar o esforço, mas simplesmente – como é comum nas prefeituras – para  aquinhoar os queridinhos do chefe. Estes, aliás, são os mais tranquilos, pois normalmente conseguem que o próprio alcaide lhes abra exceção.

É maldade no atacado e privilégios no varejo.

SERVIDORES PRESSIONAM AZEVEDO POR AUMENTO

Karla Lúcia: pressão no "driblador".

Karla: pressão no "driblador".

Se a enrolação é grande, bote a boca no trombone (ou, em tempos de Copa na África, na vuvuzela). Pois os servidores públicos municipais seguiram a receita, emparedaram o prefeito-driblador Capitão Azevedo (DEM) e obtiveram resultado.

Depois de dar “bolo” seis vezes nos servidores e vê-los fazendo barulho nas ruas do centro de Itabuna, Azevedo recuou. Além de receber os representantes dos servidores, também fez publicar o decreto municipal que institui a Mesa de Negociações Única e Permanente.

Uma audiência foi marcada para esta segunda-feira. Os servidores serão recebidos pelo prefeito e demais membros da Mesa de Negociações, às 14h30min, quando o município terá de apresentar a sua contraproposta à pauta da campanha salarial dos servidores.

A presidenta do Sindicato dos Funcionários e Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv), Karla Lúcia Oliveira, observa que a tentativa de diálogo com o governo ocorre desde o final de março. Só agora o Capitão aceitou sentar-se à mesa. A categoria pede 14,7% de aumento.

Azevedo: bolo e negociação.

Nas contas do sindicato, a prefeitura deve 5,1% do reajuste parcelado em 2009. A este percentual, some-se os 9,6% de reajuste do salário mínimo neste ano, percentual também aplicado para corrigir salários dos servidores.

Além do reajuste, os servidores querem o “cesta-alimentação”, uma espécie de tíquete-refeição, de valor único e mensal de R$ 170,00, além do retorno de direitos como produtividade e insalubridade. A prefeitura retirou, no ano passado, a insalubridade até de quem trabalha na Central de Regulação do SUS.

Karla Lúcia diz que a exigência é de que o adicional por insalubridade seja restituído imediatamente, além de pagamento de retroativo dos profissionais da Central de Regulação e atendentes na saúde.

Outros dois pontos da campanha dos servidores são o Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) e a discussão aberta pelo Regime Jurídico Único, criando apenas como opção o estutário, acabando com o celetista. Essa proposta do governo é, inicialmente, rejeitada pelos barnabés.

“Estamos mostrando aos colegas que o estatutário acaba com direitos como o previdenciário e também o FGTS”. Questionada, Karla Lúcia observa que a mudança para regime estatutário obriga o funcionalismo a ter uma previdência própria.

“Esse sistema é ruim. Quem se aposentou com cinco salários mínimos e optou pela previdência própria do funconalismo, hoje recebe apenas um salário”. O município possuía o Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Itabuna (Iapsemi), já extinto.

QUE NOTA VOCÊ DARIA AO GOVERNO AZEVEDO?

O prefeito Capitão Azevedo participou de um programa de rádio, o Bom dia, Bahia (Nacional), e disse que seria suspeito atribuir nota ao seu governo. Deixou a tarefa aos eleitores, cidadãos itabunenses.

O Pimenta abre espaço, então, para que os nobres itabunenses deem nota à gestão democrata em Tabocas.

Nossa enquete está disponível no lado direito da home. Pense bem na nota e dê um clique na enquete.

AZEVEDO EVITA AUTO-AVALIAÇÃO

Entrevistado há pouco pelo radialista Ederivaldo Benedito, no programa Bom Dia Bahia (Rádio Nacional de Itabuna), o prefeito José Nilton Azevedo recusou-se a dar nota à sua própria administração. Benedito mencionou três políticos petistas que avaliaram o prefeito: Geraldo Simões lhe deu nota 4, Josias Gomes foi generoso e aplicou um 8, enquanto Miralva Moitinho carimbou 3 sem dó.

Azevedo, por sua vez, saiu pela tangente e disse que o legitimado para fazer tal avaliação é o povo. “Eu seria suspeito, assim como são os que me avaliaram”, desconversou.

Ex-bancário, o secretário de Assuntos Governamentais e Comunicação, Ramiro Aquino, fez rapidamente sua continha e disse que Azevedo estava aprovado por média. “4+3+8 dá 15, que dividido por 3 é igual a 5 e com essa nota o prefeito passa”, brincou Aquino, o homem que calculava.

NASCIMENTO CONDENA FALTA DE PLANEJAMENTO

Considerado – pelo menos pelo prefeito de Itabuna – como membro da bancada governista, o vereador Gerson Nascimento (PV) subiu o tom das críticas contra a gestão municipal. Nesta quarta-feira, 9, ele condenou as obras das avenidas do Cinquentenário e Pedro Jorge, afirmando que o Capitão Azevedo “não trabalha com planejamento adequado”.

O membro do PV fez observações acerca do novo piso que está sendo utilizado para a construção dos passeios da Cinquentenário, cuja qualidade também é contestada pela Caixa Econômica Federal. Para Nascimento, por ser “de encaixe”, o piso trará dificuldades para a locomoção de deficientes visuais e mulheres com determinado tipo de calçado.

Sobre a Pedro Jorge, o vereador atacou a obra de saneamento, a “menina dos olhos” de Azevedo. Nascimento considera a intervenção equivocada, por não ter se preocupado com o destino do esgoto. “Os dejetos serão lançados sem tratamento no Rio Cachoeira, o que é mais um presente de grego para o nosso rio”, lamentou.

Na segunda-feira, 7, o prefeito convidou vereadores para visitar as duas obras e Nascimento se recusou a fazer parte do tour.

AZEVEDO GANHA NOTA TRÊS NA “ESCOLINHA DE TIA MIRALVA”

Tia Mimi: Três para Azevedo.

Na Escolinha da Professora Tia Miralva, o aluno Capitão Azevedo (DEM) seria reprovado com um sonoro três. Nesta tarde, a educadora participou do programa Patrulha Geral (rádio Nacional) e falou sobre governo municipal, Geraldo Simões e fez críticas ao secretário municipal de Educação, Gustavo Lisboa.

Dirigente da Direc 7 e presidenta do PT itabunense, Miralva Moitinho justificou a péssima nota de Azevedo. “Tem secretário que manda mais que o prefeito. Ele não tem pulso”. Como falta comando, o governo não anda e a cidade sofre.

Na entrevista ao apresentador do Patrulha Geral, Fábio Roberto, a educadora ainda criticou a falta de organização na obra da avenida do Cinquentenário. O piso é ruim, disse, e os empresários estão sofrendo com as vendas baixíssimas por conta do cenário de caos na principal artéria do comércio de Itabuna.

“Tia Mimi” ainda bateu nos vereadores (que não têm fiscalizado o governo, segundo ela), mas defendeu seu líder político, o deputado federal Geraldo Simões. Quem critica o parlamentar, avalia ‘Mimi’, é porque não conhece quem é Geraldo. Ao mesmo tempo, anunciou que o seu candidato à Assembleia Legislativa baiana é o parlamentar Jota Carlos.

Sobrou até bordoada no secretário de Educação de Itabuna, Gustavo Lisboa, criticado por ter ido aos microfones da rádio Nacional afirmar que, diz Miralva, o Mais Educação seria um projeto único da prefeitura local. A petista reagiu e lembrou que o Mais Educação é uma iniciativa do Governo Lula, tendo estados e municípios como parceiros.

WR: VÍTIMA DE CONFLITOS INTERNOS

As qualidades do ex-secretário de Assuntos Governamentais e Comunicação de Itabuna, Walmir Rosário, que pediu exoneração do cargo na semana passada, foram destacadas em diversos pronunciamentos na tarde desta quarta-feira, 9, na Câmara de Vereadores de Itabuna. Os elogios partiram de integrantes da esquerda à direita.

Um dos que elogiaram Rosário foi o comunista Wenceslau Júnior. Ele ressaltou que o ex-secretário atuou com competência, mas foi vítima de “conflitos internos”.

Ao novo titular da pasta, Ramiro Aquino, que também recebeu elogios, Wenceslau desejou sorte. “Ramiro é tão competente quanto Walmir, mas espero que ele receba melhor tratamento no governo”, disse.

SACO VAZIO NÃO FICA EM PÉ

O quorum nas próximas reuniões do prefeito Azevedo com a sua bancada deverá sofrer uma baixa. Nesta terça-feira, 8, após participar de encontro com o alcaide e visitado algumas obras, ao lado de outros seis vereadores, Raimundo Pólvora (PPS) sentiu um “abalo sísmico” no estômago e reclamou:

– Pô, o prefeito nos convida e não serve nem sequer um almoço. Não venho mais.

VIEIRA PARA CARRERO: “EU NÃO QUERO ELE AQUI”

Vieira não quer mais Carrero na Saúde (Fotomontagem).

O clima anda mais do que tenso na Secretaria de Saúde de Itabuna. Por volta do meio-dia desta terça-feira, 8, o secretário Antônio Vieira conversou rapidamente com o Pimenta e afirmou que, no dia 30 de maio, enviou ao prefeito Capitão Azevedo (DEM) um ofício solicitando a imediata exoneração do diretor de Planejamento, Antônio Carrero. “Comigo ele não trabalha. Eu não quero ele aqui”.

É a tal incompatibilidade de gênios – e de métodos.

Vieira disse não entender porque, até agora, o prefeito não respondeu ao ofício que lhe foi encaminhado. O papo foi com o repórter Fábio Roberto, na prefeitura. Nos bastidores, porém, o que se ouve é que Azevedo estaria boicotando as ações do secretário de Saúde e pensa no próprio Carrero como substituto de Vieira.

A ‘zanga’ de Vieira é que Carrero não mais lhe respeitaria como superior na Saúde e estaria adotando medidas sem o seu conhecimento. Medidas que, na sua avaliação, não seriam as corretas. Briga de Antônios na trezena do santo homônimo.

INCOMPETENTE, SIM. LADRÃO, NÃO!

O prefeito de Itabuna, José Nilton Azevedo, foi entrevistado há pouco pelo repórter Paulo Leonardo (Rádio Difusora) e falou sobre os sucessivos sequestros de recursos do município pelo INSS. Indignado com a situação, que deixa o governo asfixiado financeiramente, o prefeito disse que tem administrado com pouco dinheiro, mas com honestidade.

Em dado momento da entrevista, Azevedo afirmou que em seu governo não existem casos de desvio de verbas e revelou que tolera alguns defeitos, mas não aceita improbidade. “Podem falar que no governo tem incompetente e preguiçoso, mas ladrão não tem”, ressaltou o governante, com toda veemência.

Assim, Azevedo demonstrou que repudia o “rouba, mas faz”. Mas, em lugar desta má-conduta administrativa, ele apregoa outra, que também não é lá muito louvável: o “não rouba, nem faz”.

AZEVEDO, O FERNANDISTA E O INTERINO

Paulo Lima (ou Paulo Índio) não poderia ser secretário em virtude do "ranço fernandista"

O radialista Reginaldo Silva conta em seu blog que o jornalista Paulo Lima teria integrado uma lista de seis nomes submetidos ao crivo do prefeito José Nilton Azevedo para substituir Walmir Rosário na Secretaria de Assuntos Governamentais e Comunicação. De acordo com Silva, ao deparar com o nome de Lima o prefeito teria feito o sinal da cruz, gritado um “Deus me livre” e dito que o candidato teria “ranço de Fernando Gomes”  (curioso é que para alguns isso é pré-requisito).

Para o cargo, o escolhido acabou sendo o jornalista Ramiro Aquino, que assume nesta segunda-feira, 7, às 10 horas, em uma cerimônia simples no gabinete do prefeito.

Silva, porém, diz que o prefeito revelou a um grupo de comunicadores que a nomeação de Ramiro seria em caráter interino. “Ninguém entendeu nada”, afirma o radialista, com a grande pretensão de entender a “intellingentzia” do governo Azevedo.

POSSE CONFIRMADA

Apesar de na manhã desta sexta-feira Ramiro Aquino ainda manter reserva sobre o assunto, o governo confirmou há pouco a nomeação do jornalista para o cargo de secretário de Assuntos Governamentais e Comunicação. A posse está marcada para esta segunda-feira, 7, às 10 horas, no gabinete do prefeito José Nilton Azevedo.

Ramiro substitui o jornalista e advogado Walmir Rosário, que na quarta-feira, 2, pediu exoneração. Ricardo Ribeiro, que dirigia o Departamento de Comunicação e também pediu para sair, deverá ser substituído por Joel Filho.

AZEVEDO IRONIZA ENTREVISTA DE WAGNER E DIZ QUE EMBASA NÃO RESOLVE PROBLEMA DA ÁGUA

Azevedo 'Lindo-Olhar' alfineta Wagner.

Se é indicador de uma definição quanto a quem vai apoiar na campanha a governador, não se sabe. Porém, o prefeito Capitão Azevedo (DEM) fugiu ao seu estilo e usou de ironia para contestar Jaques Wagner.

Na sexta (21), o governador baiano disse no Alerta Total, da TV Cabrália, que seria mais rápido executar a construção da barragem no rio Colônia e resolver, definitivamente, o problema da falta dágua em Itabuna se o abastecimento fosse administrado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). No município, o serviço é municipalizado e está sob a responsabilidade da Emasa.

Hoje, Azevedo foi ao estúdio da emissora da Rede Record, defendeu a Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) e deu estocada no petista:

– Se resolvesse o problema [entregar o abastecimento à Embasa], eu entregaria na mesma hora. Olha, Ilhéus tem problemas de abastecimento, tem bairro com problema de chegar água. Então, se resolvesse mesmo…

Em tempo: O município de Ilhéus é atendido pela Embasa, a empresa estadual. Ainda na entrevista ao apresentador Tom Ribeiro, Azevedo disse que o que vai resolver a falta dágua é a construção da barragem. Também afirmou que ainda não definiu quem apoiará na disputa ao governo do Estado. Disse que vai aguardar a oficialização das candidaturas. Ele não é bobo.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia