WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘Bahia Pesca’

ISAAC DIZ TER SIDO SURPREENDIDO COM REPROVAÇÃO DE CONTAS NO TCE

Isaac diz ter sido surpreendido pelo TCE.

Isaac: surpreendido pelo TCE.

O ex-presidente da Bahia Pesca Isaac Albagli disse ter ficado surpreso com a rejeição de suas contas relativas ao exercício de 2010. O ex-gestor disse ter comparecido ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) para fazer a sustentação oral da sua defesa na terça (25), mas o processo foi retirado de pauta pelo conselheiro-relator Pedro Lino.

Ao PIMENTA, Isaac disse ter buscado fazer a sua sustentação oral por acreditar que a auditoria do TCE que levou à rejeição de suas contas “apresentava equívocos” e citou, por exemplo, a responsabilização quanto ao pagamento de jetons aos membros do Conselho de Administração.

Certamente os senhores conselheiros acatariam meus argumentos, pois esse procedimento existe há mais de 30 anos e nunca foi contestado pelo TCE. Ademais, o gestor não tem interferência alguma sobre o referido conselho. No dia 25, como dito, eu estava presente no plenário para a sustentação oral, mas o conselheiro-relator Pedro Lino, retirou o processo de pauta.

DEFESA CERCEADA

Albagli informou que irá apresentar pedido de reconsideração do processo por ter sido cerceado o seu direito à defesa. “De forma surpreendente o levou à julgamento na data de hoje, sem que o interessado tomasse conhecimento, cerceando assim o direto do contraditório e ampla defesa”

TCE REPROVA CONTAS DA BAHIAPESCA E MULTA ISAAC ALBAGLI EM R$ 283 MIL

Gestão de Isaac teve contas reprovadas pelo TCE.

Gestão de Isaac teve contas reprovadas pelo TCE.

O Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE) desaprovou as contas da Bahia Pesca referentes ao exercício de 2010, durante sessão desta quinta (27). Ao gestor da empresa, Isaac Albagli de Almeida, foi imputada responsabilidade financeira e multa com valores de R$ 270 mil e R$ 13.361,36, respectivamente.

A decisão considera a existência de ilegalidades relacionadas a procedimentos licitatórios, contratações, execução de despesas, falta de um controle adequado e outras irregularidades evidenciadas pela auditoria realizada pelo TCE.

As contas da Bahia Pesca referentes aos exercícios de 2008, 2009 e 2011 já haviam sido desaprovadas pelo TCE. O plenário decidiu também encaminhar os fatos ao governador, à Procuradoria-Geral do Estado e ao Ministério Público do Estado da Bahia devido à reincidência nos últimos quatro anos.

A Superintendência Técnica do TCE deverá elaborar um parecer em relação à responsabilização dos conselhos fiscal e de administração da Bahia Pesca, tendo em vista que a auditoria detectou pagamento irregular de jeton aos membros dos referidos conselhos.

TCE REPROVA CONTAS DE ISAAC ALBAGLI NA BAHIAPESCA

Isaac tem contas reprovadas pelo TCE.

Isaac tem contas reprovadas pelo TCE.

Devido a várias irregularidades, o plenário do Tribunal de Contas do Estado da Bahia(TCE) decidiu, em sessão na tarde desta terça-feira (9), pela desaprovação da prestação de contas da Bahia Pesca S/A, relativas ao ano de 2011, além de aplicar duas multas, no valor total de R$ 10 mil, ao então diretor-presidente Isaac Albagli de Almeida.

Os conselheiros acompanharam o voto do conselheiro relator, Pedro Henrique Lino, que, por sua vez, acatou a posição dos auditores da Terceira Coordenadoria de Controle Externo do TCE e do Ministério Público de Contas.

No relatório da auditoria foram constatadas várias irregularidades nas contas da Bahia Pesca, que é vinculada à Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária.

Dentre as irregularidades detectadas, estão a a falta de acompanhamento e controle dos convênios firmados pela Bahia Pesca e falhas em processos licitatórios. Além do diretor-presidente, também consta da prestação de contas desaprovada o nome do diretor técnico Jorge Luiz Rocha Figueiredo.

CÁSSIO PEIXOTO AGAIN

Cássio Peixoto deixou cargo no governo federal após denúncia.

Cássio Peixoto deixou cargo no governo federal após denúncia.

O homem escolhido pelo governador eleito, Rui Costa, para comandar a nova Secretaria de Infraesturura Hídrica e Saneamento tem fama nacional. Menos pelos seus predicados e mais por aparecer envolvido em um rolo no período em que era chefe de gabinete do então ministro das Cidades, Mário Negromonte, hoje conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-BA).

No cargo, Cássio Peixoto foi acusado de promover reuniões com um empresário e lobista antes do lançamento de licitação na área de informática na Pasta das Cidades, já no Governo Dilma. Acabou exonerado no início de 2012, após a revelação feita pela Folha de São Paulo.

O empresário era Luiz Carlos Garcia, da Poliedro Informática. O lobista foi identificado à época como Mauro César dos Santos. Alguns dos encontros tiveram participação da cúpula do PP, incluso o ex-ministro Negromonte, segundo a publicação à época. Cássio dizia ter sido vítima de briga interna dos progressistas e ser inocente.

À época, houve movimentação para ejetar o ministro do cargo. Negromonte caiu depois. Cássio foi nomeado pelo governador Jaques Wagner presidente da Bahia Pesca, em 2013. Deixará a estatal da pesca para assumir a nova pasta no próximo mês.

NOVOS DESAFIOS

marivalguedesO jornalista Marival Guedes deixou a assessoria de imprensa da Bahia Pesca, posto que exerceu com competência nos últimos anos, garantindo eficiente divulgação dos projetos e ações da empresa vinculada à Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri).

Sempre atencioso, Guedes enviou breve despedida aos companheiros da imprensa, agradecendo o apoio ao seu trabalho. Agora, o jornalista fará um périplo pelo Uruguai, Argentina e Chile, deixando os futuros compromissos profissionais para depois de fevereiro.

CÁSSIO PEIXOTO NA BAHIA PESCA

Cássio Peixoto assumiu presidência da Bahia Pesca.

Cássio Peixoto assumiu presidência da Bahia Pesca.

Após um ano fora de cargo público, Cássio Peixoto, ex-chefe de Gabinete do Ministério das Cidades no período de Mário Negromonte, já tem outro cargo para chamar de “meu”.

Peixoto foi escolhido como o sucessor de Isaac Algabli e já está batendo bola na presidência da Bahia Pesca.

OU NÃO…

Este blog publicou ontem (17) que Isaac Albagli teve seu nome aprovado para mais dois anos à frente da Bahia Pesca e tenderia a permanecer na empresa, onde sente que tem mais a contribuir. As nuvens da política, no entanto, movem-se intensamente entre Salvador e Ilhéus, e podem trazer o homem para a Terra da Gabriela.

Jabes Ribeiro, o prefeito eleito do município, anuncia seu secretariado nesta terça, 18. Albagli, apesar de sua inclinação pela Bahia Pesca, poderá ser fisgado para o governo ilheense.

WAGNER FAZ CRÍTICAS E DEFENDE ADEQUAÇÕES NO TERMINAL PESQUEIRO DE ILHÉUS

Wagner critica instalações de terminal. Seta aponta origem dos questionamentos (Foto Pimenta).

O governador Jaques Wagner demonstrou insatisfação e defendeu mudanças no setor de recepção e beneficiamento de produtos do Terminal Pesqueiro de Ilhéus, ontem, momentos antes de descerrar a placa de inauguração da obra. As críticas foram feitas internamente e ao discursar no palanque instalado dentro do terminal.

Ao visitar a área de recepção e beneficiamento de pescado com o ministro Marcelo Crivella (Pesca e Aquicultura) e o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, Wagner discordou de parte da estrutura física. “Eu trabalhei em fábrica. Tem que aumentar [a estrutura para recepção de pescado]”, disse.

A conversa com o presidente da Bahia Pesca e o ministro Marcelo Crivella foi acompanhada pelo PIMENTA. Um engenheiro de aquicultura foi chamado para dar explicações ao governador sobre “inadequações do projeto”, quando a equipe do blog e e assessores de governo não puderam mais acompanhar a discussão. “Eles vão ter conversa reservada”, argumentou um representante do cerimonial do governador.

Logo após, Wagner externou as críticas em público. “Gosto das coisas bem feitas. Quando está malfeita, eu falo”. O ministro Marcelo Crivella ponderou afirmando que entendia a necessidade de adequações defendidas pelo governador, mas lembrou do custo baixo do terminal e a relevância da obra para os pescadores, reféns do mercado.

– Os pescadores tinham que vender o peixe a preços baixos porque não havia local para refrigeração, congelamento e estocagem. Agora, eles poderão esperar e vender seu produto por um preço justo.

No palanque, Isaac Albagli falou da economia feita para execução da obra com R$ 10 milhões e citou interesse privado para operar em Ilhéus, a exemplo da Atlântica Tuna. A empresa do Rio Grande do Norte arrendou, no Japão, 10 embarcações de grande porte no Japão e fará operações no terminal ilheense.

ISAAC EXPLICA: ÁREA É PARA BENEFICIAR PEIXES PEQUENOS

Engenheiro explica funcionamento de terminal após críticas de Wagner (Foto Pimenta).

Hoje pela manhã, o presidente da Bahia Pesca explicou ao blog que as críticas de Wagner se deram porque o governador entendia que  a estrutura de recepção e beneficiamento do terminal era para pescados de grande porte, que tem fluxo diferente. “Será área para peixes de pequeno porte. Não será para peixe de grande porte”.

O presidente da Bahia Pesca disse que o ministro Marcelo Crivella se comprometeu a fazer novo aporte para que o terminal pesqueiro tenha linha para peixe de grande porte. Antes desses investimentos, explicou, essa recepção de pescado poderá ser feita em navios no Porto do Malhado, pois precisará de estrutura que conta com guindastes para movimentação de contêiner.

O terminal inaugurado ontem tem capacidade para beneficiar 150 toneladas de pescados por mês. “Importante é que tem gelo suficiente, óleo diesel e beneficiamento”. O dirigente da estatal da pesca afirmou que há espaço para ampliações que possibilitem movimentar cargas de pescados de grande porte.

BAHIA ATRAI INVESTIMENTOS DE R$ 410 MILHÕES NA PESCA

Três empresas planejam investir, pelo menos, R$ 410 milhões em negócios na área da pesca e aquicultura na Bahia. Isaac Albagli, presidente da Bahia Pesca, apresentou os projetos ao presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e ao ministro da Pesca, Marcelo Crivella, durante audiência em Brasília.

O maior investimento é do Grupo Leardini. São R$ 300 milhões para pesca oceânica e criação de peixe panga em cativeiro. Os portugueses da Pesca Nova buscam R$ 95 milhões para produção de tilápia em Glória(BA). O terceiro, do Grupo Graciosa, é estimado em R$ 15 milhões e se destina à produção e ao beneficiamento de ostras.

A estatal baiana de pesca atua como ponte entre empresas e BNDES e Ministério da Pesca. Os projetos das empresas estão prontos e o interesses dos três grupos se dá no momento em que o setor, conforme Albagli, cresce 52% na Bahia. Segundo o dirigente, o auxílio na consolidação dos projetos não muda a prioridade da empresa – a pesca artesanal e a aquicultura familiar.

VENCEDORES DO “BAHIA PESCA & MAR” SERÃO CONHECIDOS DIA 31

A Bahia Pesca finalmente divulgará os vencedores do concurso fotográfico “Bahia Pesca&Mar”. Será durante coquetel na praça Divaldo Franco, do Shopping Iguatemi, dia 31, às 18h. O autor da melhor fotografia levará prêmio de R$ 3 mil em dinheiro.

Também serão premiados o segundo e o terceiro colocados, que receberão, respectivamente, R$ 1,5 mil e R$ 500,00. Os trabalhos inscritos no concurso foram analisados pelo júri composto pelos fotógrafos José Nazal Soub, Célia Maria Lima de Aguiar e Heckel Amâncio Junior.

Os vencedores também participarão de exposições na Fenagro e na Feira Internacional de Pesca e Aquicultura (AquapescaBrasil). O concurso reuniu 200 trabalhos de 44 fotógrafos.

REPOVOAMENTO DE CARANGUEJOS EM ILHÉUS

As megalopas foram soltas no mangue da Sapetinga

Cerca de um milhão de pequenos caranguejos em fase de desenvolvimento foram soltos neste sábado, 21, no manguezal da Avenida Beira-Rio, bairro da Sapetinga, em Ilhéus. A iniciativa de promover o repovoamento da espécie é da Bahia Pesca, dentro do Programa Integrado de Manejo e Gerenciamento do Caranguejo-uçá (Puçá).

Os caranguejos, que na segunda fase de desenvolvimento são chamados megalopas, saíram do laboratório da Bahia Pesca situado na Fazenda Experimental Oruabo, em Santo Amaro da Purificação. Nesta mesma unidade são realizadas as principais atividades de pesquisa da Bahia Pesca.

O repovoamento do caranguejo-uçá em Ilhéus faz parte do programa de fortalecimento e geração de renda para famílias da área do Porto Sul, projeto do governo baiano que aguarda a licença do Ibama para implantação. A iniciativa tem também uma preocupação com o equilíbrio do ecossistema.

De acordo com o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, “o principal objetivo do repovoamento é a defesa do meio ambiente, já que eles crescem e se tornam reprodutores, mantendo o ciclo e consequentemente o equilíbrio ambiental”.

ILHÉUS NO ROTEIRO GASTRONÔMICO DO FESTIVAL DA TILÁPIA

Isaac e Luiz Henrique lançam festival (Foto Rildo Mota).

Os pratos servidos durante o coquetel de lançamento do Festival da Tilápia 2012 no lendário Bataclan, no Quarteirão Jorge Amado, Centro Histórico de Ilhéus, segunda-feira, 9, à noite, deram pista da riqueza gastronômica que baianos e turistas têm até o próximo dia 16 em Salvador e  municípios do interior. O peixe de água doce foi servido de deliciosas maneiras, encantando autoridades, convidados e jornalistas do eixo Ilhéus-Itabuna.

A 3ª edição do Festival da Tilápia começou no dia 26 de março numa promoção da Bahia Pesca, empresa estatal baiana, e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O evento é realizado, simultaneamente, em 44 restaurantes de Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari, Porto Seguro, Ilhéus, Paulo Afonso e Vitória da Conquista.

O presidente da Abrasel, Luiz Henrique Amaral, destacou que o Festival de Tilápias visa fortalecer o segmento de bares e restaurantes que se especializa no fornecimento de pratos diversificados, incluindo o pescado.

O presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli, afirma que o consumo de pescado no estado tem déficit de 40 mil toneladas que serão compensadas nos próximos anos com a produção de peixes em águas interiores, a exemplo de açudes e barragens Confira entrevista concedida por Albagli.

PIMENTA – Qual o objetivo do Festival da Tilápia?
Isaac Albagli – A Bahia tem um déficit entre a produção e consumo do peixe. Após o salmão, a tilápia é o peixe mais cultivado no mundo e se adaptou bem ao Brasil. Então, estamos promovendo a tilápia para dar certeza ao produtor de que pode comercializá-la.

Quais condições a Bahia Pesca oferece ao produtor no cultivo de peixes na propriedade?
Estamos aumentando muito nossas ações. A principal delas é a oferta de alevinos. Nos últimos cinco anos, saímos de uma produção de 15 milhões de alevinos/ano para 75 milhões/ano. São oito estações de piscicultura em funcionamento e mais uma vai entrar em operação ainda este ano e assistência técnica: passamos de oito para 28 unidades para dar conforto e segurança ao produtor.

Quais são as condições atuais da pesca na Bahia?
A pesca sempre é um problema, passa por dificuldades e está sempre no limite da sustentabilidade. Hoje, existe sobrepesca muito grande e as condições decorrentes de poluição e outros problemas ambientais que faz diminuir a quantidade de pescados. Daí, a necessidade de pesca oceânica, ou seja, mais profissional, e é o que estamos fazendo com os terminais pesqueiros de Salvador e Ilhéus.

A Bahia saltou de quinto para terceiro colocado no País, com crescimento de 52% nos últimos cinco anos e a produção continua aumentando.

Como a Bahia Pesca imagina o futuro do setor na Bahia?
O futuro é promissor. A Bahia saltou de quinto para terceiro colocado no País, com crescimento de 52% nos últimos cinco anos e a produção continua aumentando. A Bahia é o estado com maiores condições de crescimento na pesca e aquicultura.

A Pesca é um bom negócio?
Sim. Agora é preciso tecnologia, capacitação, investimento, financiamento público e assistência técnica. Estamos trabalhando na linha de dotar o produtor e o pescador das condições para produzir e se desenvolver e trabalhar profissionalmente.

Há recursos disponíveis para investimentos do produtor e o pescador?
Existe sim, mas a rede bancária tem dificuldades em financiar por inadimplências do passado. Fizemos desafios aos bancos do Nordeste e do Brasil demonstrando que com assistência técnica presente isto não vai mais acontecer. Antigamente se dava o recurso ao produtor, pescador, dono de embarcação e armador sem acompanhamento técnico algum e a resposta não era positiva. Agora, não. Todo programa de financiamento terá acompanhamento da Bahia Pesca e a coisa muda de figura…

FESTIVAL DA TILÁPIA

No Mar Aberto, a tilápia é servida com aipim crocante e pasta de alho

Receitas das mais variadas e saborosas poderão ser conhecidas e apreciadas pelos baianos até o dia 16 de abril, durante o Festival da Tilápia. A programação teve início ontem (26), em 44 restaurantes de sete cidades baianas: Salvador, Lauro de Freitas, Camaçari, Paulo Afonso, Ilhéus, Porto Seguro e Vitória da Conquista.

O festival é uma iniciativa da Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), que entra em sua terceira edição e já se consagrou no calendário de eventos ligados à gastronomia no Estado. A promoção conta com a parceria da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

De acordo com a Bahia Pesca, o evento mobiliza cooperativas produtoras do pescado e projetos de piscicultura desenvolvidos pela empresa no interior da Bahia. O objetivo é fortalecer a cadeia produtiva do peixe. “A Bahia Pesca investe na divulgação da tilápia, um peixe nobre pelo seu sabor e valor protéico”, afirma o presidente da empresa, Isaac Albagli.

Em Ilhéus, os restaurantes que participam do festival são os seguintes:

Mar Aberto Music Bar – Avenida Litorânea Sul, 129, Pontal

Mar e Amor – Rua Coronel Pessoa, 96, Centro

Maróstica – Avenida 2 de Julho, 966, Centro

 

EVENTO MOSTRA POTENCIAL BAIANO NA PESCA

Representantes da indústria pesqueira, em parceria com a Bahia Pesca, órgão vinculado à Secretaria da Agricultura do Estado, lançaram na última semana a programação da III Aquapesca Brasil, uma feira internacional de pesca e aquicultura, que será realizada no mês de novembro, em Salvador.

Para o secretário da Agricultura do Estado, Eduardo Salles, a feira tem a importância de destacar o potencial da pesca na Bahia, além de propiciar o conhecimento “de novas tecnologias que serão apresentadas por expositores e palestrantes de vários países”.

A programação da III Aquapesca Brasil incluirá palestras e conferências, workshops gastronômicos e apresentação de trabalhos técnico-científicos.

BAHIA PESCA PROMOVE CONCURSO DE FOTOGRAFIA

A Bahia Pesca, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura da Bahia (Seagri), recebe até o dia 31 deste mês as inscrições para o concurso de fotografias “Bahia Pesca e Mar”, cujo tema é “Bahia: um olhar para a pesca e o mar”.

O concurso é aberto a fotógrafos profissionais e amadores, com o objetivo de incentivar trabalhos que enfatizem as riquezas naturais do Estado. Cada candidato poderá participar  com até dez fotografias, que deverão ser enviadas no prazo de quinze dias após o encerramento das inscrições, com o formato 20x30cm.

O prêmio do concurso será de R$ 3 mil para o primeiro colocado, metade desse valor para o segundo e R$ 500,00 para o terceiro lugar. A entrega ocorrerá no dia 16 de março.

 

TERMINAIS PESQUEIROS SERÃO ENTREGUES EM 2012, DIZ ALBAGLI

Isaac: terminais inaugurados em 2012.

As obras dos terminais pesqueiros em construção nos municípios de Salvador e Ilhéus serão concluídas e entregues em 2012, segundo o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli. Ontem, o dirigente apresentou um balanço das ações em 2011 e entregou relatório da empresa estatal aos membros do Conselho Administrativo.

A Bahia pulou para a terceira posição nacional entre os maiores estados produtores de pescado com os investimentos realizados e a estimativa é de que alcance a vice-liderança após a entrada em operação dos dois terminais pesqueiros de Salvador e Ilhéus. Antes, eram produzidas 79 mil toneladas de pescado, saltando agora para 121 mil/ano.

Albagli também afirmou que a Bahia Pesca terá balanço positivo pela segunda vez consecutiva em seus 27 anos de história. O presidente da estatal disse que a empresa ampliou a assistência técnica a famílias ribeirinhas e ampliou a assistência técnica a produtores com a contratação de 12 engenheiros de pesca.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia