WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘bahia’

MUNICÍPIOS BAIANOS VÃO DIVIDIR R$ 487 MILHÕES DO MEGALEILÃO DO PRÉ-SAL

Municípios vão receber dinheiro do pré-sal

Alagoinhas, Barreiras, Camaçari, Itabuna, Ilhéus, Jequié, Feira de Santana, Lauro de Freitas, Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas e Porto Seguro estão entre os municípios com direito aos maiores percentuais dos recursos do valor arrecadado com o megaleilão do pré-sal.

De acordo com estimativa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Itabuna e Ilhéus vão receber R$ 4.960.350,05, cada. Esse mesmo valor será destinado às demais localidades citadas, com exceção de Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia, que receberá R$ 4.801.253,48. Vizinho de Porto, Eunápolis terá R$ 2.545.545,13, segundo previsão da CNM.

Conforme cálculos da Confederação Nacional, juntos, aos 417 municípios serão repassados 487.643.706,57 em verbas extras do montante arrecadado pela União com a “Cessão Onerosa” dos blocos. As licitações do excedente foram realizadas nesta semana. Do total previsto para os municípios baianos,  R$ 40.878.453,12 vão para os cofres da Prefeitura de Salvador.

OUTROS MUNICÍPIOS

No sul da Bahia, os municípios menores vão receber entre R$ 477 mil e R$ 1,2 milhão.Localidades como Almadina, Barra do Rocha, Barro Preto, Firmino Alves, Itaju do Colônia, Itapé, Jussari e São José da Vitória, contarão com R$ 477.289,71 extras, cada.Arataca, Aurelino Leal, Floresta Azul, Pau Brasil e Santa Luzia estão numa faixa acima e terão direito a R$ 636.386,28. Já Mascote tem direito a R$ 795.482,85.

Buerarema, Coaraci, Ibicaraí, Ibirataia, Itajuípe, Itororó, Maraú, Ubaitaba, Una e Uruçuca vão contar com verba extra de R$ 954.579,42. Os municípios de Camacan, Canavieiras, Gandu receberão uma quantia um pouco maior: R$ 1.272.772,56 cada. Para Ibirapitanga e Itacaré, será repassada cota adicional de R$ 1.113.675,99.O município de Ipiaú ficará com R$ 1.590.965,71 dos recursos do pré-sal.Acesse aqui a tabela da CNM. 

ANTROPÓLOGO LANÇA LIVRO EM ILHÉUS SOBRE RESISTÊNCIA DOS POVOS INDÍGENAS NA BAHIA

Antropólogo lança livro em Ilhéus neste sábado (9)

O antropólogo e fotógrafo Rogério Ferrari lança, no próximo sábado (9), a partir das 14h, no Centro Cultural de Olivença, em Ilhéus, o livro Parentes. Este é o volume mais recente da obra que Ferrari vem compondo no âmbito do projeto Existências-Resistência.

O livro é resultado do percurso do fotógrafo por diferentes regiões do estado para retratar a diversidade e a resistência dos povos indígenas na Bahia. A obra é composta por 64 imagens em preto e branco que mostram as nações Pataxó, Pataxó Hã Hã Hãe, Tupinambá, Pankaru, Pankararé, Tuxá, Atikun, Kaimbé, Tumbalalá, Kiriri, Kantaturé, Tuxi, Kariri-Xocó e Truká.

O evento conta com o apoio comunidade Tupinambá de Olivença. Durante o lançamento da obra, haverá uma roda de conversa  como o tema “A luta dos povos indígenas na Bahia”, com a participação de Ferrari, Laís e Katu Tupinambá.

O evento é promovido no âmbito da Pró-Reitoria de Sustentabilidade e Integração Social (PROSIS) e Diretoria de Integração Social e Sustentabilidade e Coordenação de Extensão da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). Os participantes terão direito a certificado.

MANCHAS DE ÓLEO CHEGAM ÀS PRAIAS MAIS FAMOSAS DE PORTO SEGURO

Manchas de óleo chega às praias de Porto Seguro

As manchas de óleo chegaram ao litoral de Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia, nesta quinta-feira (31).Foram atingidos os dois destinos que mais recebem turistas no município. A Secretaria de Meio Ambiente de Porto Seguro confirmou que o material foi encontrado em Arraial D’Ajuda e Trancoso.

Em Arraial D’Ajuda, as manchas de óleo atingiram as praias do Mucugê, Pitinga e Taípe. Em Trancoso,  foram encontradas pequenas porções de fragmentos do óleo. Na terça-feira (29), a Prefeitura de Porto Seguro criou o Comitê Municipal Emergencial para traçar um plano de ação de prevenção e retirada das manchas de óleo das praias.

Além de Porto Seguro, manchas de óleo atingiram as praias de Belmonte, que foi incluído no decreto de emergência publicado pelo Governo do Estado. O decreto também contempla os municípios de Cairu, Camamu, Canavieiras, Igrapiúna, Ilhéus, Itacaré, Itaparica, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Taperoá, Una, Uruçuca e Valença.

Outros seis municípios tiveram situação de emergência reconhecida pelo Estado no último dia 14 de outubro. São eles Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas.Essas localidades vão receber recursos emergenciais para ações para a limpeza das praias.

COOPERATIVA DOS SERVIDORES DA CEPLAC INAUGURA POSTO DE ATENDIMENTO EM ITABUNA

Itabuna ganha posto de atendimento da Coopec

Itabuna ganhou um Posto de Atendimento da Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários da Ceplac (Sicoob-Coopec).A inauguração da unidade no município, na Avenida do Cinquentenário, na última segunda-feira (21), vai facilitar o acesso dos associados aos serviços oferecidos pela entidade.

Durante a cerimônia, o presidente da Sicoob-Coopec, Edwaldo Pinheiro de Santana, fez uma viagem no passado para destacar a criação da Coopec em 2 de maio de 1988. “É importante ressaltar o pioneirismo daqueles nossos colegas, que já não estão entre nós”. Ele acrescentou que o Posto de Atendimento em Itabuna oferece produtos e serviços adequados às necessidades de seus associados, com atendimento humanizado.

CRESCIMENTO DO SICOOB

Representante dos servidores da Ceplac, Roberto Setubal disse que a decisão da Coopec significa um momento construtivo para o sul do estado e para o cooperativismo da Bahia. Já o presidente da CDL Itabuna, Carlos Leahy,  afirmou que o seu desejo é que o cooperativismo se desenvolva cada vez mais. “É bom para o comércio de Itabuna”.

Noite de festa na unidade da Coopec

O presidente do Sicoob Central-Bahia, Ivo Brito, destacou o crescimento da entidade, que possui  13 cooperativas e mais de 153 mil associados. Segundo ele, são 81 pontos de atendimento espalhados em 59 municípios da Bahia e sete em outros estados.

Já o presidente do Sicredi-Sul da Bahia, o médico Silvio Porto, avaliou que é muito importante a chegada da Sicoob-Coopec para o município de Itabuna. Segundo Porto, a nova unidade disponibiliza mais opções e melhor acolhimento aos seus cooperados.

O presidente da Organização das Cooperativas do Estado da Bahia (OCEB), Cergio Tecchio, falou  sobre os programas sociais desenvolvidos pela OCEB e que sempre contaram com o apoio da cooperativa. “Mais do que um movimento financeiro, somos um movimento de pessoas”, disse.

SINEBAHIA: CONFIRA 145 VAGAS DE EMPREGO EM ITABUNA E JEQUIÉ NESTA QUINTA (24)

Quem procura emprego em Itabuna, no sul, e em Jequié, no sudoeste baiano, tem mais de 140 oportunidades nesta quinta-feira (24) em unidades do SineBahia. A quase totalidade das vagas é oferecida em Itabuna, com 139 oportunidades, enquanto Jequié oferece 6.

O candidato deve procurar uma das unidades do SineBahia nestes municípios, preferencialmente na manhã desta quinta. Para quem ainda não possui cadastro no sistema estadual de emprego, é necessário apresentar carteiras de Identidade e de Trabalho, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade. Se for pessoa com deficiência (PCD), também é exigido laudo médico. Clique em Leia Mais e confira todas as vagas disponíveis. :: LEIA MAIS »

SISTEMA PODE REINVENTAR A PRODUÇÃO INDUSTRIAL DE CACAU GOURMET NA BAHIA

Sistema pode ajudar a desenvolver produção de cacau gourmet na Bahia

O professor Jauberth Abijaude, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), decidiu aplicar um sistema baseado em Internet das Coisas para otimizar a produção de cacau, uma das maiores riquezas da Bahia. O objetivo é montar uma cadeia de monitoramento para avaliar os processos do fruto com foco nas fases de fermentação e secagem das amêndoas, período no qual se desenvolvem características fundamentais do cacau gourmet.

Jauberth explica que o conceito de internet das Coisas veio para facilitar tarefas do cotidiano que passam a ser realizadas com o auxílio de sensores e atuadores. “A tecnologia cria uma rede de objetos inteligentes que reúne e transmite dados para otimizar a vida das pessoas. O uso da Blockchain e dos contratos inteligentes adiciona uma camada de segurança nos dados coletados pelos sensores”.

O pesquisador acrescenta que a inspiração de trazer esta realidade virtual para o mundo do cacau veio do anseio de valorizar o fruto, que é uma joia baiana. “Eu e meu grupo de pesquisadores buscamos também driblar o declínio na produção causado por infestações como a vassoura de bruxa, fungo que atingiu a produção brasileira de cacau no final dos anos 1980”.

O novo sistema é composto de microcontroladores programáveis e um aplicativo capaz de monitorar e registrar atributos como temperatura, umidade, pH, além de acionar fontes de calor ou resfriamento.

:: LEIA MAIS »

O ÓLEO MANCHOU MAIS QUE NOSSAS PRAIAS

Jerberson Josué

 

 

 

Constatamos que nenhum município nordestino agiu e planejou gabinete de gerenciamento de risco no início do problema.

 

Há quase dois meses estamos sendo bombardeados com o noticiário da imprensa, que existem dúvidas sobre a origem do petróleo que está poluindo toda a costa do nordeste e iminência de invadir o litoral de alguns estados do sul do país.

O óleo não causa prejuízos ambientais apenas em nossas praias. Sua sujeira afetou também a imagem de políticos e governantes. Os gestores federais, estaduais e municipais estão chamuscados com a “queimada” de imagem advinda do óleo vazado e esparramado pelos mares!

Não houve e nem está havendo intervenção rápida, planejamento e o que se vê é falta de habilidade de gerenciamento no enfrentamento dessa situação trágica.

Vemos parte da nossa fauna e flora marítimas ser dizimada; nossos rios e mares serem poluídos com a mesma proporção caótica em que vemos a inaptidão das nossas autoridades responsáveis pela preservação dos nossos recursos naturais.

Constatamos que nenhum município nordestino agiu e planejou gabinete de gerenciamento de risco no início do problema. Em Ilhéus, o prefeito Mário Alexandre (Marão) e sua equipe da área ambiental não atentaram para a iminente perspectiva da poluição do óleo invadir as praias da cidade.

O governo federal desativou conselhos que deveriam tratar do problema e o Ibama, conjuntamente com o ICMBIO, foram desmantelados e desestruturado, por uma decisão política retrógrada do governo central.

Uma força tarefa é necessária ser feita Brasil a fora pra estancar o flagelo ambiental. Só uma ação planejada conjunta, envolvendo os três poderes federativos, com participação ativa de setores da sociedade, urgente!

É preciso, também, que indivíduos inescrupulosos e medíocres, parem de disseminarem notícias falsas sobre este assunto, com objetivo espúrio de sujar a imagem dos gestores de plantão.

Agora é a hora de sabermos se o lema “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos” é verdadeiro.

Jerberson Josué se define como um estudante na escola da vida.

HOMENAGEM A SANTA DULCE ATRAI MILHARES DE FIÉIS E FORTALECE TURISMO RELIGIOSO NA BAHIA

Homenagem à Santa Dulce lota Arena Fonte Nova, em Salvador || Foto Elói Corrêa/GovBA

Nas camisas, nos olhos, nos corações. A fé em Irmã Dulce, agora Santa Dulce dos Pobres, canonizada no último dia 13, atraiu milhares de fiéis à Arena Fonte Nova, em missa celebrada pelo arcebispo primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, neste domingo (20).

Segundo o secretário do Turismo do Estado, Fausto Franco, o fortalecimento do turismo religioso já é uma realidade. “Nós já tivemos, nesta noite, 86% de ocupação na rede hoteleira de Salvador. É um número expressivo para um fim de semana comum”, revelou.

O turismo da Bahia, lembrou o secretário, é plural e o turismo religioso faz parte desse conjunto. “Este é um turismo independente da alta estação, de estar chovendo ou fazendo sol. E as pessoas que fazem turismo religioso têm como característica retornar outras vezes ao destino. A Bahia é muito rica na cultura religiosa. É um mix que a Bahia oferece e faz com que sejamos um estado muito especial”, acrescentou Fausto Franco.

Presente na celebração, o jornalista Florian Plaucheur, da Agência France Press (AFP), destacou que o Brasil agora tem uma santa e isso é muito importante para a comunidade católica de todo o mundo. “A AFP está presente, com repórter de texto, repórter cinematográfico e fotógrafo, para mostrar para o mundo que o Brasil tem uma nova santa”.

Autoridades baianas participaram da homenagem na Fonte Nova lotada || Foto Elói Corrêa/GovBA

A cantora Margareth Meneses também participou da homenagem. “Ter participado da canonização, cantado na cerimônia, e agora estar nessa homenagem é para mim uma grande emoção. A energia, a força que ela teve e que continua, tudo isso é muito bonito. Proporcionar acolhimento aos seres humanos mais abandonados não tem preço”.

O governador Rui Costa participou da celebração, acompanhado da primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), Aline Peixoto, e de José Maurício Moreira e Cláudia Araújo, que receberam a graça da cura, reconhecida pelo Vaticano.

Para Rui, Santa Dulce dos Pobres está acima das religiões, pela generosidade, história e cuidado com o próximo. “Com a canonização de Santa Dulce dos Pobres, a Bahia torna-se uma referência ainda maior do que já é da fé, com suas mais de 300 igrejas, como a do Bonfim, de Nossa Senhora da Conceição da Praia, do Rosário dos Pretos e de São Francisco. Isso vai ser muito bom também para reforçar o destino religioso que é a nossa capital”, afirmou o governador.

OBRAS SOCIAIS

A superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) e sobrinha de Santa Dulce dos Pobres, Maria Rita Lopes Pontes, disse que a canonização fortalece a obra e permite que a missão de Irmã Dulce seja ampliada. “Não é somente o atendimento de saúde. A gente tem que acolher bem as pessoas que chegam para conhecer a história de Irmã Dulce e o seu memorial”. A instituição realiza 2,2 milhões de atendimentos ambulatoriais por ano e 12 mil cirurgias.

Dom Murilo Krieger ressaltou que a canonização de Santa Dulce dos Pobres não é importante somente para religião católica. “Ela é um exemplo para todos nós. Eu tenho certeza que os nossos irmãos, sejam de que religião forem, reconhecem a generosidade de Irmã Dulce e também que ela fez o bem para todos, sem perguntar de qual religião era a pessoa que recebia a ajuda. Assim, todos vamos aprendendo a nos respeitar mutuamente”.

SANTA DULCE DOS POBRES

Irmã Dulce nasceu em 26 de maio de 1914, em Salvador. Aos 7 anos, ela perdeu a mãe e, aos 13 anos, já acolhia mendigos e doentes na casa onde morava com o pai e os irmãos, no bairro de Nazaré, na capital baiana. A vida religiosa começou aos 18 anos, quando, após se formar como professora primária, ingressou na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus :: LEIA MAIS »

STF NEGA HABEAS CORPUS PARA “DONA MARIA” E MANTÉM CONDENAÇÃO DA JUSTIÇA BAIANA

“Dona Maria” é acusada de tráfico internacional| Foto Alberto Maraux

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou habeas corpus na qual a defesa de Jasiane Silva Teixeira, mais conhecida como Dona Maria, condenada a quatro anos e nove meses de prisão no regime inicial semiaberto por associação para o tráfico de drogas, pedia a redução da pena ou o cumprimento em regime domiciliar. Ela é apontada pela polícia como a maior traficante de entorpecentes da Bahia.

Jasiane foi condenada pelo juízo da 2ª Vara Criminal de Vitória da Conquista a cinco anos de reclusão. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) redimensionou a pena para quatro anos e nove meses, ao levar em conta o cálculo das circunstâncias judiciais desfavoráveis. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a decisão do TJ-BA.

No habeas corpus impetrado no STF, a defesa alegou a desproporcionalidade da pena-base imposta, pois só foram consideradas desfavoravelmente duas das oito circunstâncias judiciais e não foi achada nenhuma droga com Jasiane. Argumenta ainda que não foi aplicado o parágrafo 4º do artigo 33 da Lei de Drogas (Lei 11.343/2006), que admite a redução da pena se o condenado for primário, tiver bons antecedentes, não se dedicar às atividades criminosas nem integrar organização criminosa.

MENTORA INTELECTUAL

O ministro Marco Aurélio observou que, na fixação da pena, as instâncias anteriores consideraram que Jasiane participava de estrutura criminosa organizada e era mentora intelectual das atividades do grupo, que atuava em vários bairros de Vitória da Conquista. Assim, não verificou nenhuma ilegalidade na dosimetria.

Em relação ao pedido de prisão domiciliar, o relator explicou que a condenada não preenche os requisitos previstos no artigo 117 da Lei de Execução Penal (LEP), segundo o qual o sentenciado em regime aberto poderá se recolher em residência quando tiver mais de 70 anos, estiver acometido de doença grave, tiver filho menor ou deficiente físico ou mental ou for gestante. No caso, a condenação de Jasiane prevê o regime semiaberto. “O quadro não se amolda à previsão legal”, concluiu o ministro.

PRISÃO

Considerada pela Secretaria da Segurança Pública como a maior traficante de drogas da Bahia, a Dama de Copas do Baralho do Crime da SSP-BA foi presa, no dia 25 de setembro, na cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo. “Dona Maria” foi detida por equipes da Polícia Civil e da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública.

De acordo com a Polícia Civil, além da distribuição de drogas, “Dona Maria” tem envolvimento com homicídios, corrupção de menores, roubos, falsificações, tráfico de armas, entre outros crimes. Natural de Vitória da Conquista, ela comandava uma facção atuante na região sudoeste da Bahia, com ramificações nos estados de Minas Gerais e São Paulo, conforme a polícia.

ASSINADO DECRETO PARA APOIO A CIDADES BAIANAS ATINGIDAS POR MANCHAS DE ÓLEO

João Leão, governador em exercício, assina decreto de emergência || Foto Matheus Pereira

O governador em exercício, João Leão, assinou na tarde desta segunda-feira (14), no Wish Hotel da Bahia, em Salvador, o decreto de situação de emergência em municípios baianos atingidos pela mancha de óleo que avança pelas praias da região Nordeste. Também foram assinados outros dois documentos: um de recebimento de ajuda da sociedade civil e o segundo solicitando apoio do governo federal. Representantes de diversos órgãos estaduais e municipais estiverem presentes.

“O decreto tem o intuito de nos ajudar a resolver o problema. Ele trata da participação do Estado e dos municípios neste processo para nos habilitar a receber recursos federais. O segundo documento é sobre a cooperação dos capelães do Brasil, que nos ofereceram 5 mil pessoas. Já o terceiro solicita o apoio da Petrobras, que é quem entende do assunto”, explicou Leão. O decreto inclui Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas. O valor a ser recebido por cada cidade vai variar de acordo com o volume das manchas e o tamanho da orla do município.

Até o momento, 35 toneladas de óleo foram retiradas das praias baianas. O trabalho de coleta está sendo feito pelos municípios, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. “Hoje, eu sobrevoei todo o Litoral Norte, de Salvador a Conde, e encontramos mancha de óleo a partir de Jacuípe. A concentração maior é em Sítio do Conde, Conde e Massarandupió. Fazendo uma comparação entre hoje e sexta-feira [11], houve um decréscimo acentuado da quantidade de óleo que chegou às nossas praias”, afirmou o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira. :: LEIA MAIS »

JUSTIÇA ORDENA PÔR BARREIRAS PARA CONTER AVANÇO DE DE ÓLEO EM SERGIPE

Mancha de óleo avança por praias de Sergipe e da Bahia

A Justiça Federal em Sergipe determinou que a União, junto com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), implante barreiras de proteção nos rios São Francisco, Japaratuba, Sergipe, VazaBarris e Real, no litoral sergipano. A medida deve ser tomada em até 48 horas, para evitar uma contaminação maior do óleo de origem desconhecida que tem se espalhado pelo litoral do Nordeste brasileiro.

A União e o Ibama terão que pagar R$ 100 mil para cada dia de descumprimento da medida. A decisão do juiz Fábio Cordeiro de Lima atendeu a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) no estado. Para o MPF, a União não tem tomado todas as medidas que poderia para proteger as áreas sensíveis.

“Desde o primeiro instante os Planos Estratégicos de Proteção de Áreas Vulneráveis (existentes e aprovados pelo órgão ambiental competente) poderiam ter sido acionados em Sergipe, de modo a serem implementadas todas as medidas necessárias de contenção e recolhimento do material poluente”, diz um trecho da ação do MPF.

Procurada, a Advocacia-Geral da União (AGU) afirmou que ainda não foi notificada e que, assim que isso ocorrer, analisará as medidas a serem adotadas.

Em sua decisão, o juiz afirma que não é possível colocar barreiras de contenção de óleo em toda a costa do Sergipe e que uma decisão judicial deve ser tomada considerando sua possibilidade de realização, para que não se torne uma medida inócua. :: LEIA MAIS »

SINEBAHIA TEM 204 VAGAS EM ITABUNA, JEQUIÉ, CONQUISTA E T. DE FREITAS NESTA QUARTA (9)

Quatro das principais cidades do interior do Estado oferecem mais de 200 vagas de emprego nesta quarta-feira (9) em unidades do SineBahia. De acordo com levantamento feito pelo PIMENTA, são mais de 160 vagas em Itabuna, principalmente para profissionais da área de eletricidade.

Outras 19 oportunidades são ofertadas pelo SineBahia em Vitória da Conquista. Também no sudoeste baiano, Jequié disponibiliza 12 vagas, igual número de oportunidades ofertado no SineBahia em Teixeira de Freitas, no extremo-sul do Estado.

Os interessados devem procurar as unidades do SineBahia nestes municípios. Quem não possui cadastro, precisa se apresentar com carteiras de Identidade e de Trabalho, CPF e comprovantes de endereço e de escolaridade. Se for pessoa com deficiência (PCD), necessário ter laudo médico. Clique em Leia Mais e confira todas as vagas em aberto. :: LEIA MAIS »

SINEBAHIA: CONFIRA 160 VAGAS DE EMPREGO EM ITABUNA, ILHÉUS E JEQUIÉ NESTA TERÇA-FEIRA (8)

Mais de 100 vagas de emprego em Itabuna são para eletricitários

As unidades do SineBahia dos municípios de Itabuna e Ilhéus, no sul, e Jequié, no sudoeste, ofertam 160 vagas de emprego nesta terça-feira (8). A quase totalidade das vagas é disponibilizada na unidade de Itabuna (142). As unidades de Ilhéus e de Jequié oferece, cada uma, 9 oportunidades.

Os interessados devem se dirigir a uma das unidades do SineBahia. Caso não possua cadastro, é necessário apresentar carteiras de Identidade e de Trabalho, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade. Clique em Leia Mais e confira todas as vagas para esta terça. :: LEIA MAIS »

UESC OSCILA, MAS FICA ENTRE AS 60 MELHORES UNIVERSIDADES DO PAÍS; UFSB AVANÇA NO RUF

Uesc aparece entre as 60 melhores do país, apesar de queda no ranking

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, caiu oito posições no Ranking Universitário da Folha (RUF), de abrangência nacional, mas se manteve entre as 60 melhores instituições de ensino superior do País.

A universidade estadual sul-baiana aparece em 59º lugar em 2019, com nota 62,00, ante a 51ª posição em 2018 e a nota média 64,85, conforme comparativo anual feito pelo PIMENTA.

A melhor universidade baiana no ranking anual da Folha é a UFBA, com nota 86,95, na 14ª posição, seguida pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), com 62,04, em 68º lugar.

Já a Uesb, que tem campi em Vitória da Conquista, Itapetinga e Jequié, aparece em 84ª colocação, com nota 49,36. A Uneb, também multicampi, aparece em 89º lugar, com 47,92.

UFSB ainda tem reitoria em prédio alugado em Ferradas, Itabuna || Foto Gabriel Oliveira

UFSB AVANÇA, APESAR DE CORTE 

Fundada em 2014, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) já aparece no ranking entre as 170 melhores do país. Avançou em relação a 2018. Com apenas cinco anos e enfrentando forte contingenciamento de recursos, ela é a 167ª no RUF, com nota 23,72. Ano passado, a UFSB era a 178ª colocada, com nota 17,92.

A superação da UFSB, apesar de ter sido a Federal em todo o país que mais sofreu corte orçamentário proporcionalmente, foi destaque em matéria da Folha, publicação responsável por elaborar o ranking. A UFSB possui campi em Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas.

USP LIDERA

Nacionalmente, quem lidera o RUF é a USP, com nota 98,02. Na segunda posição, aparece a Unicamp, com nota 97,09, e a UFRJ em terceiro lugar, com nota 97,00.

O RUF é divulgado anualmente. A nota é a média obtida por cada uma das instituições nos quesitos Ensino, Pesquisa, Mercado, Inovação e Internacionalização.

ESCRITO POR WALMIR ROSÁRIO, “JOSIAS MIGUEL, 70 ANOS DE HISTÓRIAS” SERÁ LANÇADO EM ILHÉUS

O empresário Josias Miguel dos Santos apresenta o livro Josias Miguel, 70 anos de histórias, onde conta fatos desde seu nascimento, em Patrimônio da Palha, município de Vila Valério, no Espírito Santo, até os dias de hoje. O lançamento da sua biografia será na próxima sexta-feira (11), às 20h, no Espaço de Eventos Psiu, localizado no km 2,5 da rodovia Ilhéus-Olivença, com a presença da família, amigos e convidados.

Nas 272 páginas do livro escrito pelo jornalista Walmir Rosário, Josias Miguel narra a trajetória de vida, desde a morte do seu pai – Zé Gavião –, que nem mesmo chegou a conhecer por ele ter sido assassinado quando Josias ainda tinha seis meses de vida. Esse fato marcou desde cedo a trajetória da família, que foi separada por motivos de sobrevivência e os reencontros posteriores.

No livro, Josias Miguel revela uma faceta bem diferente da que muitos conhecem: o capixaba que não leva desaforo para casa, explodindo no primeiro momento, esquecendo em seguida sem guardar mágoa e rancores. Também conta como se tornou empresário de sucesso, empresário de bandas, showman, apresentador de televisão, assessor e marqueteiro político de sucesso, o homem que sempre bateu de frente com qualquer um pelas suas convicções pessoais.

LIÇÕES DA VIDA

Essa obra não foi elaborada com o formato do trabalho do marqueteiro que é, mestre em dourar a pílula, dar um invólucro colorido no sabonete, apresentar a verdade melhorada das campanhas políticas que nos acostumamos a assistir pelos programas eleitorais gratuitos na televisão. Ao contrário, ela mostra o diretor de instituições, o pai de família devotado, o amigo leal, o homem que aprendeu as lições que a vida lhe ensinou.

Josias Miguel, o homem que toca os sete instrumentos, embora não tenha se especializado em dedilhar o violão, uma de suas paixões, mas que nem por isso diminuiu seu interesse pela música, compondo letras e produzindo bandas e discos. Mesmo sendo aficionado por dirigir e coordenar uma campanha eleitoral sabe dizer não quando os conceitos éticos dos candidatos diferenciam dos quais acredita.

No prefácio, o advogado e amigo José Aboboreira de Oliveira ressalta que o leitor vai se deliciar com as peripécias de Josias Miguel. O personagem que teve sua infância e adolescência marcada pela passagem por escolas do tipo internatos, educandários que mais pareciam reformatórios para adolescentes em situação de risco social, mas que sempre trilhou o caminho da verdade e do trabalho honesto como suporte para viver com dignidade.

NO BRASIL E NA TERRA DO TIO SAM

Em depoimento, suas duas irmãs mostram o Josias vencedor, que não se curva diante dos obstáculos, um homem capaz, criativo, inteligente, que cresce de todas as formas, sempre muito agitado e aventureiro. Um otimista de carteirinha que sempre teve como lema a liberdade e continua sendo o menino do Patrimônio da Palha que ganhou o mundo. Colatina, Vitória, Rio de Janeiro, Salvador, Jequié, Iguaí, Itabuna, os Estados Unidos do Tio Sam, Ilhéus, tanto faz, é mesmo Josias, filho de Zé Gavião e dona Maria Rigo.

O adolescente que deixou o Espírito Santo para tentar a sorte no Rio de Janeiro encontrou uma série de dificuldades, vencidas uma a uma com a ajuda de personagens providenciais que surgiram conforme as dificuldades. A cada obstáculo superado, um aprendizado para os próximos projetos, encarados sem medo com a sabedoria das experiências anteriores. Não se enebria com o poder público e coleciona centenas de amigos por onde passou. Inimigos garante que não os têm, embora não seja querido por todos, o que considera contingências da vida.

“Com suas ideias de liberdade, de suas convicções e valores, como esteios básicos, para a construção de sua cidadania, não se corrompeu, não fraquejou mesmo quando teve que dizer umas verdades para um juiz; não se acovardou quando teve que enfrentar a selva das matas de Iguaí para colher jacarandá e palmito ou a selva da vida nas grandes cidades, em diversos Estados do Brasil, inclusive, nos Estados Unidos; nunca buscou o caminho fácil ou atalho para o seu favorecimento pessoal ou de terceiros”, ressalta José Reis Aboboreira.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia