WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Banco do Pedro’

RECADASTRAMENTO BIOMÉTRICO

José Nazal || nazalsoub@gmail.com

 

Em maio, findo o prazo de novas inscrições e transferências, teremos o número real e em 7 de outubro, após divulgação oficial do resultado, poderemos conferir se o índice de abstenção continuará alto. Poderemos realmente ver o interesse do ilheense na escolha dos nossos governantes.

 

Ilhéus está entre os municípios escolhidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), obrigados a ter no pleito eleitoral desse ano votação obrigatória com o novo sistema de reconhecimento biométrico. Avanço!

Desde o ano de 2015 teve início o recadastramento, obrigando os eleitores a comparecer perante a Justiça Eleitoral para proceder a troca de título. Fiz o meu recadastramento em 2016, com toda tranquilidade, sem fila e sem estresse. Há cinco dias do prazo final para o comparecimento temos visto, em todos os locais oficiais utilizados pelo Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE), imensas filas, que começam a ser formadas na noite anterior de cada dia.

Consultando o sítio do TSE, encontramos os dados com o perfil dos eleitores de Ilhéus, com o número de 137.977 eleitores cadastrados conforme tabela de faixa etária elaborada com base nos dados encontrados:

Nos últimos dias a mídia vem noticiando que apenas 70% dos eleitores atenderam ao apelo legal para recadastramento oficial. Contesto esse número, explicando minhas razões.

A média de abstenção dos últimos dez pleitos eleitorais é de 25%, sendo que nos três últimos aumentou para 26,4%, considerando o número de eleitores novos, cadastrados antes de cada pleito. Nessa conta, em torno de um quarto do número de eleitores, deve ser considerado os falecidos, os que tem mais de setenta anos e estão desobrigados a votar, conta que é fechada com os que realmente se abstiveram, cada um com sua razão. O número de eleitores com mais de 70 anos é conhecido: 13.569; o número de mortos e dos obrigados que se abstiveram é impossível de calcular. O fato é que, normalmente, entre 95 e 100 mil eleitores comparecem para o escrutínio.

Desta, considerando os dados acima apresentados, minha opinião é que o número real de eleitores está em torno de 115 mil cadastrados. Vale ressaltar que é considerável o número de eleitores de Castelo Novo, Rio do Braço, Banco do Pedro, Banco Central, Pimenteiras e Inema, que são eleitores dos municípios de Uruçuca, Itajuípe e Coaraci. Muitos de Salobrinho também votam em Itabuna.

A informação obtida hoje junto ao TRE é que se aproxima de cem mil eleitores cadastrados, igual número do comparecimento do pleito de 2016. Em maio, findo o prazo de novas inscrições e transferências, teremos o número real e em 7 de outubro, após divulgação oficial do resultado, poderemos conferir se o índice de abstenção continuará alto. Poderemos realmente ver o interesse do ilheense na escolha dos nossos governantes.

José Nazal é vice-prefeito de Ilhéus, fotógrafo e memorialista.

ILHÉUS: VIOLÊNCIA ASSUSTA MORADORES DE BANCO DO PEDRO

Vista panorâmica do povoado ilheense de Banco do Pedro (Foto José Nazal).

Vista panorâmica do povoado ilheense de Banco do Pedro (Foto José Nazal).

Os moradores do povoado de Banco do Pedro cobram a presença de policiamento ostensivo na localidade situada nos limites de Ilhéus com os municípios de Uruçuca e Itabuna. Na semana passada, homens armados invadiram um estabelecimento comercial no povoado, renderam seis pessoas e roubaram R$ 334,00 em espécie.

Nesta quarta, 6, três bandidos em duas motos espalharam o terror na localidade. Dispararam vários tiros e executaram um homem conhecido na localidade como “Bujão”. Após a execução, os bandidos fugiram tomando como rumo a estrada de acesso à Vila de Mutuns, Itabuna.

A FESTA DO BEIJO EM BANCO DO PEDRO

Marta Almeida entrevista Gilvan Rodrigues na Festa do Beijo

Marta Almeida entrevista Gilvan Rodrigues na Festa do Beijo

Quem conhece o publicitário Gilvan Rodrigues sabe que ele é um cara inquieto, chegado a produzir novidades. Foi com esse espírito que em 1994, há 18 anos, ele movimentou o pacato distrito ilheense de Banco do Pedro com a Festa do Beijo.

Natural daquela “ilha” cercada de cacau e mata atlântica por todos os lados, Gilvan queria ver como a tranquila comunidade reagiria à ideia, inspirada em evento realizado naquela época em Santos, litoral de São Paulo. E como beijo é um negócio que faz sucesso em qualquer lugar, a festa, como se diz hoje, “bombou”. O casal  Pinheiro e Adriana ficou nada menos que duas horas de lábios colados, até que foi reconhecido como imbatível nessa estimulante modalidade esportiva.

Na foto, o então barbudo Gilvan é entrevistado pela repórter Marta Almeida, da TV Santa Cruz, à época de cabelos bem curtinhos. Uma relíquia que apareceu no baú do Pimenta.

NEM SENHOR DO BONFIM DÁ JEITO

Os 7,8 mil moradores do distrito de Banco do Pedro, em Ilhéus, perderam a paciência com o governo municipal. Mesmo após várias manifestações, a prefeitura não fez o trabalho de manutenção da estrada que liga o distrito à rodovia Ilhéus-Uruçuca (BA-262), praticamente isolando a comunidade.

Historicamente, a estrada passava por serviços de manutenção (encascalhamento) pelo menos uma vez por ano, sempre às vésperas da festa do padroeiro da localidade, na última semana de janeiro. Só que, neste ano, nem Senhor do Bonfim deu jeito: a estrada mais parece Marte, tal a quantidade de crateras que permitem transitar apenas com carros de grande porte.

Além de fechar a estrada e a BA-263, os moradores preparam uma grande surpresa para o governo local e para os vereadores Jailson Nascimento e Alcides Kruschewsky, que tiveram boa votação no distrito.

DOIS MORREM EM ARRASTÃO EM ILHÉUS

Até agora, a Polícia Civil ainda não tem pistas do bando que promoveu arrastão em um dos acessos ao povoado de Banco do Pedro, em Ilhéus. Cinco homens encapuzados roubaram motocicletas, dinheiro e celulares e assassinaram duas pessoas que estavam às margens da estrada vicinal.

O arrastão ocorreu por volta das 11h40min de ontem. Uma das vítimas do bando foi o mototaxista Magnaildo Oliveira Santos, 23, que perdeu a moto e levou um tiro na nuca. Ele está internado no Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), informa o blog Xilindró Web.

De acordo com testemunhas, os homens se passaram por policiais. Os executados pelos marginais foram Alderico dos Santos Gonçalves e José dos Santos de Jesus. Alderico era cunhado de Magnaildo.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia