WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate


alba










julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

editorias






:: ‘Barra Grande’

CATAMARÃ FARÁ TRAVESSIA SALVADOR-BARRA GRANDE; OPERAÇÕES DEVEM COMEÇAR EM ABRIL

Catamarã fará linha Salvador-Morro de SP-Barra Grande || Imagem Barra Grande24h

Turistas que moram na capital baiana, Salvador, e queiram curtir a Península de Maraú terá mais uma opção para chegar a Barra Grande, no sul da Bahia. A previsão é de que a linha seja inaugurada em abril, antes da Semana Santa.

A operação ligando Salvador a Barra Grande terá paradinha em outro paraíso sul-baiano, Morro de São Paulo (Cairu). O catamarã já está pronto e tem capacidade para 100 passageiros sentados, segundo o BarraGrande24h. A previsão é de que o catamarã zarpe em direção à capital, diariamente, às 7h, retornando para Barra Grande às 13h.

BARRA GRANDE: GERENTE DE POUSADA É PRESO EM OPERAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL CONTRA O TRÁFICO

Prisões por tráfico ocorreram nesta manhã em Barra Grande, em Maraú || Foto Google

Uma operação da polícia civil em Barra Grande, no município de Maraú, resultou na prisão de um dono de pousada e na apreensão de drogas e munições, no início da manhã desta quinta (28). O empresário Ícaro Melo Malaquia, gerente da Pousada da Barra, foi preso com 1,658 quilo de maconha prensa e in natura.

Ainda de acordo com o delegado regional em Ilhéus, Evy Paternostro, durante a Operação Carapitangui foram apreendidos com Ícaro, 28 gramas de haxixe, 25 micropontos de da droga sintética LSD, 3 porções de MD, além de munições de calibres 12 e 38, balança de precisão e 3 aparelhos celulares. O empresário foi levado para a carceragem da 7ª Coorpin, em Ilhéus, e está à disposição da Justiça.

Drogas e materias apreendidos durante operação em Barra Grande || Foto PC-BA

A operação também levou para a cadeia Rodrigo Santos Maciel, preso com 238 gramas de maconha. Ele foi preso na Rua da Vitória, em Barra Grande. Outro preso na operação, mas ainda não identificado, é dono de um bar usado como casa de prostituição e tráfico de drogas.

QUATRO PRISÕES

A propriedade, segundo o delegado, está localizada em Mangue Verde, em Barra Grande. A polícia efetuou um total de quatro prisões, sendo a última delas Elias de Oliveira Dias, suspeito de cometer vários crimes em Barra Grande. Duas pessoas foram conduzidas para a delegacia em Maraú, acusadas de fazer ameaças.

As investigações que resultaram nas prisões de quatro pessoas e apreensão de drogas, munições e celulares foram feitas pela delegacia da Polícia Civil em Maraú. Para cumprir as ordens judiciais, a delegacia local contou com o apoio de efetivo da 7ª Coorpin, por meio do Núcleo de Homicídios, das delegacias de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), do Turista (Deltur) e, ainda, Delegacia de Polícia Civil em Itacaré.

NEYMAR, GABRIEL MEDINA E LUCAS LIMA CURTEM AS BELEZAS DE MARAÚ

Gabriel Medina, Lucas Lima e Neymar curtem férias com amigos em Maraú|| Foto Reprodução Instagram

O jogador de futebol Neymar Jr, do PSG e Seleção Brasileira, chegou à mansão que ele alugou para passar o final do ano, em Barra Grande, na Península de Maraú, litoral sul da Bahia, na tarde desta quarta-feira (27). O atleta usou as redes sociais para publicar fotos em uma praia da região, acompanhado do filho dele, David Lucca, de 6 anos,

O jogador e o filho aproveitam as praias de Barra Grande||Foto Reprodução Instagram

Além do menino, o surfista Gabriel Medina, o jogador de futebol Lucas Lima e alguns amigos de Neymar também o acompanham na Bahia. Fotos e vídeos deles na piscina do imóvel também foram compartilhados pelo jogador e por Medina. Confira a íntegra no G1 Bahia.

MPE VAI À JUSTIÇA PARA BARRAR COBRANÇAS EM MORRO DE SÃO PAULO E BARRA GRANDE

Para MPE, cobrança para entrar em Morro de São Paulo é ilegal||Foto Brasil Planet

A procuradora-geral de Justiça Ediene Lousado e o promotor de Justiça Paulo Modesto ingressaram com duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (Adins), com pedido de cautelar, para que sejam suspensas as cobranças para o acesso a Morro de São Paulo, em Cairu, e também ao porto de Barra Grande, em Maraú.

Em uma das ações, o Ministério Público estadual pede à Justiça que determine a imediata suspensão dos efeitos dos artigos 2º, 3º e 4º da Lei Complementar nº515/17, e, por arrastamento, todos os demais dispositivos desta Lei, bem como do Decreto nº 2.513/17, do Município de Cairu, por afrontar dispositivos das Constituições Federal e Estadual.

Na ação, a procuradora geral e o promotor de justiça explicam que “a municipalidade não presta, direta ou indiretamente, serviço público específico ou divisível para os turistas que visitam o local, pagando valor em dinheiro, inclusive de forma antecipada nos terminais rodoviários e marítimos.

Ediene Lousado e Paulo Modesto afirmam, na ação, que “a preservação do meio ambiente é um dever da Municipalidade, que deve ser garantido pelo Poder Público a toda e qualquer pessoa que esteja em seu território, seja ela residente ou domiciliada no Município, seja ela visitante. Dessa forma, é uma atividade que não pode jamais se sujeitar a taxação, devendo ser financiada com a receita dos impostos municipais”.

Os representantes do MPE dizem que a Prefeitura de Cairu continua a incidir no mesmo vício de inconstitucionalidade das normas já impugnadas e declaradas inconstitucionais pela Justiça em sucessivas decisões.  O município cobra a taxa para entrada em Morro de São Paulo desde a semana passada.

BARRA GRANDE

Prefeitura de Maraú é acionada por cobrança ao acesso a Barra Grande

O mesmo vem ocorrendo com todas as pessoas que visitam Barra Grande. Os visitantes têm que necessariamente efetuar pagamento de taxa ao Município de Maraú, sem qualquer prestação direta de serviço, o que, segundo a ação, “afronta o princípio da liberdade de tráfego e ofende a direta manifestação do poder constituinte estadual e federal”.

Por isso, o MPE solicita à Justiça que determine a inconstitucionalidade dos arts. 1º, 2º, 3º, da Lei Municipal nº021/10, com as alterações promovidas pela Lei nº 099/2015, do Município de Maraú e, por arrastamento, os efeitos dos demais dispositivos do mesmo diploma legal.

ILHÉUS: PORQUE O TURISMO #nodecola

manuela berbert3Manuela Berbert | manuelaberbert@yahoo.com.br

Enquanto as praias mais simples de Barra Grande e Porto Seguro oferecem cadeiras e até poltronas confortáveis, artesanais ou de design arrojado, a maioria das barracas de praia de Ilhéus ainda oferece uma estrutura física de deixar qualquer cidadão entristecido

#novantagem Recebo emails com promoções de passagens o dia todo, todos os dias, e quase nunca vejo Ilhéus na parada. Dificilmente uma companhia aérea inclui Ilhéus nas suas listinhas promocionais. A conta é simples: se é mais fácil e mais barato sair do estado ou do país por Salvador, chegar também é. Comuniquem-se com o mundo, autoridades!

#noatração Se o Batuba Beach não produzisse aquelas festinhas de final de ano, com atrações conhecidas nacionalmente, o que seria do verão de Ilhéus? Chega meado de janeiro e fevereiro e não há o que fazer por lá. Em dias normais, às 23 horas não há onde gastar a energia que a gente guarda durante o ano para gastar nas férias. Apenas uma casa noturna lotadíssima faz a alegria da galera. Nos demais bares, restaurantes e pizzarias chegam ao ponto de apagar as luzes para que o cliente “entenda” que está na hora de tirar a soneca. Invistam, autoridades!

#noconforto Se o turista ilheense quiser conforto nas belíssimas praias, que leve sua cadeirinha de casa. Enquanto as praias mais simples de Barra Grande, Morro de São Paulo e Porto Seguro oferecem cadeiras e até poltronas confortáveis, artesanais ou de design arrojado, a maioria das barracas de praia de Ilhéus ainda oferece uma estrutura física de deixar qualquer cidadão entristecido, com cadeiras de plástico emprestadas das cervejarias, muitas danificadas. Isso, claro, quando não somos surpreendidos com banquinhos de madeira com um preguinho enferrujado aparente. Organizem a parada, autoridades!

#noinvestimento Se o turista ilheense, hospedado no centro da cidade, tiver vontade de praticar algum esporte ao ar livre, ele que se organize para fazê-lo antes das 17h. A Avenida Soares Lopes, dona de uma área belíssima e aconchegante para caminhadas e corridas, fica completamente escura ao anoitecer. Acendam a luz do progresso, Autoridades!

Manu Berbert é publicitária e colunista do Diário Bahia.

PRESO IDOSO ACUSADO DE ABUSAR SEXUALMENTE DE CRIANÇA DE 2 ANOS

A Polícia Militar em Barra Grande, Maraú, prendeu em flagrante o pedreiro aposentado Edion Silva, de 71 anos, após denúncia de que ele havia abusado sexualmente de uma criança de apenas 2 anos de idade. Edion, segundo a polícia, mostrou o pênis e passou o órgão na face da vítima.

Dois policiais da guarnição da PM em Maraú receberam a denúncia de uma conselheira tutelar e prendeu o idoso, que estava encurralado em casa, onde, do lado de fora, uma multidão tentava invadir a residência para linchá-lo.

Os policiais prenderam o idoso, que foi levado para a delegacia de polícia em Itacaré. Segundo os militares, Edion é estuprador e mantém relações sexuais com animais.

LIXÃO EM BARRA GRANDE

014

Os turistas que visitam Barra Grande continuam a ter as belas praias para se encantar, mas a nota negativa é um depósito clandestino de lixo que surgiu à margem da estrada que dá acesso ao distrito.

É um crime que exige providências urgentes da Prefeitura de Maraú, bem como dos órgãos de proteção ambiental.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia