WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘Barragem do Colônia’

BARRAGEM DO COLÔNIA ENCHE, MAS NÃO HÁ RISCO DE TRANSBORDAR, SEGUNDO EMBASA

Barragem atinge alto nível de reservação de água, mas Embasa descarta riscos

A Barragem do Colônia ficou próxima de atingir nível máximo de reservação de água com o grande volume de chuva registrado neste final de semana no sul e médio sudoeste baiano. O grande volume de água levou moradores de Itapé a temer que a barragem transbordasse.

Nesta manhã, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), responsável pela Barragem, emitiu comunicado para tranquilizar moradores da região da barragem. De acordo com a nota da empresa, caso o espelho d´água atinja a plena capacidade, as comportas do vertedouro serão abertas, evitando transbordamento.

A capacidade de reservação é de 62,4 milhões de metros cúbicos de água, segundo o governo. A barragem abastece parte da população de Itabuna e de Itapé e controla o fluxo dos rios Salgado, Colônia e Cachoeira.

ITAPÉ: ENTIDADES COBRAM RECONSTRUÇÃO DA BA-120, AFETADA PELA BARRAGEM DO COLÔNIA

Representantes de clubes de serviço e lojas maçônicas cobram recuperação da BA-120

Nove entidades civis de Itabuna reivindicaram do governador Rui Costa o imediato início das obras de reconstrução e remanejamento do traçado da BA-120, que liga os municípios de Itapé e Itaju do Colônia. Após a inauguração da Barragem do Colônia e da formação do espelho d´água, centenas de moradores da localidade e produtores agropecuários foram afetados com o alagamento no trecho de 23 quilômetros da estrada original que liga os dois municípios.

No último final de semana, os representantes das lojas maçônicas Areópago Itabunense, Acácia Grapiúna, Areópago Grapiúna, Construtora do Templo e a 28 de Julho, além do Rotary Club de Itabuna, Rotary Club Itabuna Sul, Lions Clube Itabuna Sul e Lions Clube Itabuna Centro entregaram carta ao governador cobrando urgência na obra. A recuperação do trecho afetado pela Barragem está prevista na obra, além de remanejamento de toda a rede elétrica.

As comunidades e propriedades rurais mais prejudicadas são, conforme o documento, as localizadas na Zona do Paredão e  na Água Preta. Dentre os prejuízos enumerados pelos clubes de serviço e lojas maçônicas, estão a impossibilidade de escoar a produção, falta de acesso às escolas, postos e mercados locais, além de estarem impedidos de reabastecerem as propriedades com insumos, o que afeta a produção agropecuária e afeta a economia dos dois municípios.

GOVERNO PROMETE INAUGURAR BARRAGEM DO COLÔNIA E HOSPITAL DE ILHÉUS AINDA EM 2017

Obras da Barragem do Colônia estão 90% concluídas, segundo governo || Foto Daniel Thame

Obras da Barragem do Colônia estão 90% concluídas, segundo governo || Foto Daniel Thame

Duas das três principais obras de saúde e infraestrutura executadas pelo Governo da Bahia no sul do Estado entraram na fase de conclusão, a Barragem do Rio Colônia, em Itapé, e o Hospital Regional da Costa do Cacau, em Ilhéus.

Com cerca de 90% dos trabalhos já concluídos, a Barragem do Colônia vai garantir o abastecimento de água da população de Itabuna e atrair novos investimentos, principalmente na área industrial. A obra encontra-se na fase de instalação das comportas.

A previsão é de que seja inaugurada em outubro, tendo 124 metros de comprimento e 21,4 metros de altura e capacidade para acumular até 62 milhões de metros cúbicos de água, segundo o Governo Baiano. O valor total de investimento na Barragem do Rio Colônia é de R$ 108 milhões. O projeto inclui a relocação da estrada e de linhas de energia, além da construção de habitações, entre outras obras complementares.

Hospital Costa do Cacau tem previsão de inauguração em setembro || Foto Daniel Thame

Hospital Costa do Cacau tem previsão de inauguração em setembro || Foto Daniel Thame

HOSPITAL DA COSTA DO CACAU

Com a parte estrutural já concluída e em fase de aquisição de equipamentos, o Hospital Regional Costa do Cacau deve ser inaugurado também neste segundo semestre. Localizado às margens da Rodovia Ilhéus-Itabuna, o hospital contará com 184 leitos de internação, sendo 20 de UTI adulto e 10 de UTI pediátrica, além de 36 leitos de observação na urgência e emergência, nesta primeira etapa.

Contará ainda com unidade de Bioimagem para a realização de exames de diagnóstico, contemplando os serviços de raio-x, tomografia e ressonância magnética, gerida por meio da Parceria Público-Privada (PPP) de Diagnóstico Por Imagem do Estado da Bahia.

A unidade médico-hospitalar de média e alta complexidade tem, entre obras e equipamentos, investimentos de R$ 100 milhões do Governo da Bahia. Funcionará 24 horas e será centro de referência em saúde, beneficiando cerca de 780 mil habitantes de Ilhéus, Itabuna e outros 26 municípios do sul do estado.

PONTE CENTRO-PONTAL, EM ILHÉUS

Primeira ponte estaiada da Bahia, a construção da nova ponte Ilhéus-Pontal segue em ritmo acelerado, com 21% da estrutura de engenharia concluída. A ponte terá 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura, com passeio, canteiro central, pistas duplas nos dois sentidos e uma ciclovia.

O sistema viário terá 2,74 quilômetros e vai dar fluidez ao tráfego diário de 8,5 mil veículos. A nova ponte, que deve ser entregue em 2018, vai beneficiar habitantes dos municípios de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, além de favorecer o turismo na região.

BARRAGEM DO COLÔNIA PRONTA EM OUTUBRO

Obras da Barragem do Colônia devem ser entregues em outubro deste ano (Foto Dante Góis).

Obras da Barragem do Colônia devem ser entregues em outubro deste ano (Foto Dante Góis).

Os governos estadual e federal trabalham com previsão de entregar as obras da Barragem do Rio Colônia, em Itapé, em outubro deste ano. As obras são executadas pelo Governo da Bahia, por meio da Embasa.

Quando estiver pronta, a barragem poderá reservar 63 milhões de metros cúbicos de água, alagando área de 1.322 hectares entre Itapé e Itaju do Colônia. A barragem terá altura de 21,4 metros.

Os dois governos investirão R$ 108 milhões na obra, sendo cerca de R$ 35 milhões na barragem. A outra parte envolve desapropriações e desvio de redes de alta tensão e da rodovia que liga Itapé a Itaju.

A obra é considerada vital para solucionar a crise hídrica enfrentada por Itabuna, também no sul da Bahia, e que impede a atração de grandes empresas, principalmente no segmento industrial.

Os problemas no abastecimento levaram a cidade a perder investimentos como a fabricante de sucos Del Valle. A unidade seria erguida na região entre Ferradas e Itapé.

OBRA DA BARRAGEM DO COLÔNIA PASSA POR VISTORIA TÉCNICA

Obra da barragem foi visitada por técnicos da Defesa Civil de Itabuna (Imagem Maurício Santos).

Barragem foi visitada por técnicos da Defesa Civil de Itabuna (Imagem Maurício Santos).


Técnicos da Defesa Civil de Itabuna realizaram, nesta terça-feira (11), uma visita às obras da Barragem do Rio Colônia, em Itapé, no Sul da Bahia. A barragem, obra do Governo do Estado, executada pela Embasa, vai garantir o abastecimento de água em Itabuna.

O objetivo foi conhecer as questões técnicas para a segurança da população que vive nas margens do rio Cachoeira, que é alimentado pelas águas do Rio Colônia e do Rio Salgado. A equipe acompanhou o andamento da obras, que devem estar concluídas no segundo semestre deste ano.

Os técnicos foram acompanhados pelo consultor da Diretoria Técnica da Embasa, o engenheiro Carlos Henrique Medeiros. Em conversa com o coordenador da Defesa Civil de Itabuna, Yuri Bandeira, o engenheiro destacou que medidas de controle na vazão já são executadas na obra.

Yuri Bandeira ressaltou que no período chuvoso, a barragem contribuirá para controlar as cheias do Rio Cachoeira. “Estaremos monitorando a obra da barragem, tomando conhecimento acerca dos planos de contingência e de emergência para os casos de cheias e nos colocando à disposição para colaborar com a população ribeirinha”, disse.

BARRAGEM DO COLÔNIA TEM 30% DAS OBRAS CONCLUÍDAS

Obras atingem 30% do previsto, segundo Sihs (Reprodução).

Obras atingem 30% do previsto, segundo Sihs (Reprodução).

A Barragem do Rio Colônia, em Itapé atingiu percentual de 30% de obras concluídas nesta semana, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs). Até aqui, o governo baiano aplicou 87,67% do valor total de sua contrapartida prevista para as obras físicas. O governo federal, segundo a Sihs, pouco mais de 13%. As obras físicas devem ser concluídas até fevereiro do próximo ano, de acordo com o consórcio da obra.

A obra é considerada essencial para regular o abastecimento de água em Itabuna e, também, a vazão do Rio Cachoeira. Nesta nova etapa, foi concluída a escavação do desvio do rio, escavação da fossa, tratamento da fundação e mapeamento, execução do concreto da galeria de tomada d água e desvio do rio, conclusão da escavação e limpeza dos blocos 03 e 04, conclusão da drenagem e da ensecadeira montante e de jusante.

“Nossos esforços têm sido concentrados [para] tirar a obra do papel o quanto antes”, frisa o secretário de Infraestutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto. Segundo ele, do total de R$ R$ 5.700.899,46 estipulados como contrapartida do governo do estado, R$ 5 milhões já foram aportados. “Ou seja, 87,67%, somados aos R$ 4.087.179,48 dos R$ 30.316.106,33 de responsabilidade do Governo Federal nessa fase”.

Além da barragem, o projeto inclui desvio da estrada e de linhas de energia e a construção de habitações.
A barragem, diz Cássio, além de complementar o abastecimento de água, minimizará o problema das enchentes que inundam parte da cidade de Itabuna e melhorará as condições sanitárias do Rio Cachoeira, contribuindo com a diluição dos efluentes sanitários não tratados das áreas urbanas marginais ao rio.
:: LEIA MAIS »

OBRAS DA BARRAGEM DO COLÔNIA ENTRAM EM NOVA FASE

Obras da Barragem do Colônia ganharam novo ritmo, segundo governo.

Obras da Barragem do Colônia ganharam novo ritmo, segundo governo.

A Barragem do Rio Colônia deverá ficar pronta no segundo semestre de 2017, conforme previsão do governo baiano, que decidiu acelerar as obras. A barragem, em Itapé, beneficiará em torno de 350 mil pessoas.

As obras foram iniciadas em março com a construção dos canteiros administrativo e industrial, agora seguido da explosão de relevo rochoso (veja aqui) no entorno da região onde haverá represamento de água. A barragem, de acordo com o governo, acumulará mais de 60 bilhões de litros de água.

O governo também fará desvio de até 37 quilômetros da BA-120, que liga Itapé e Itaju do Colônia. O custo da obra do novo trecho da rodovia estadual é orçado em até R$ 20 milhões.

– Para a barragem acumular água e cumprir suas funções de regularidade do abastecimento, será necessária a construção de um novo trecho da rodovia BA 120, pois a rodovia existente será afetada com o enchimento do lago da Barragem – ressalta o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), Cássio Peixoto.

A construção da barragem representa investimento de R$ 36 milhões, recursos provenientes do PAC 2 e do Governo do Estado.

OBRA DA BARRAGEM ATÉ AGORA…

Rui e Vane assinaram nova ordem de serviço em novembro (Foto Divulgação).

Rui e Vane assinaram nova ordem de serviço em novembro, mas obra ainda não foi retomada.

A ordem de serviço para a retomada das obras da Barragem do Rio Colônia, em Itapé, foi assinada há mais de dois meses pelo governador Rui Costa. Até agora, nada de máquinas, nada de operários, nada de obra.

A licitação foi vencida pela Metro Engenharia. A expectativa era de que a retomada ocorresse em, no máximo, 60 dias. Hoje, o Rio Colônia registrou nova cheia, após quase seis meses de forte estiagem no sul da Bahia.

GOVERNO FARÁ NOVA LICITAÇÃO PARA A BARRAGEM DO COLÔNIA

Barragem teve obras interrompidas no ano passado (Reprodução Pimenta).

Barragem teve obras interrompidas no ano passado (Reprodução Pimenta).

O governo baiano anunciou hoje (17) concorrência pública nacional para contratar empresa que dará continuidade às obras da Barragem do Rio Colônia, em Itapé, no sul da Bahia. As propostas deverão ser conhecidas em 7 de novembro, conforme aviso de concorrência (113/2014) publicado hoje no Diário Oficial do Estado.

O edital foi publicado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). A obra deve beneficiar mais de 230 mil moradores de Itabuna e Itapé, além de Itaju do Colônia. A Embasa abrirá as propostas em sua sede, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), na capital baiana.

BRIGA JUDICIAL

A obra da barragem começou a ser executada, em fevereiro do ano passado, pela Andrade Galvão. A empreiteira, no entanto, interrompeu a construção ao alegar que o valor a ser pago pelo Estado, R$ 18 milhões, era baixo. E decidiu pedir aditivo à obra.

O valor solicitado como aditivo, não informado pelo governo do estado nem pela empresa, foi considerado abusivo. A disputa entre Estado e construtora deverá ser resolvida no âmbito judicial.

A barragem é tida como solução para o abastecimento de água de Itabuna pelos próximos 50 anos e aumentaria para 1,5 mil litros por segundo a vazão do sistema de distribuição da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa).

GRATIDÃO

Wagner e Lenildo, prefeito de Ibicaraí.

Wagner e Lenildo, prefeito de Ibicaraí.

O prefeito Lenildo Santana foi dos primeiros prefeitos a utilizar a imagem de Jaques Wagner na campanha eleitoral de 2012, enquanto quase todos se negavam a aparecer ao lado do “Barbudo de Ondina” devido à queda de popularidade do governador no ano passado.

Demonstrando que não é ingrato, Wagner começa por Ibicaraí a primeira visita que fará ao sul da Bahia neste ano. O mandatário baiano inaugura o trecho Itabuna-Ibicaraí da BR-415 e, depois, às 10 horas, vem a Itabuna assinar a ordem de serviço da Barragem do Colônia, obra de 70 milhões que beneficiará Itabuna, Itaju do Colônia e Itapé.

Já a recuperação da BR-415 foi uma das grandes reivindicações de Lenildo ao governador, quando Wagner inaugurou a outra ponta da rodovia, a que liga Ibicaraí a Floresta Azul e ao sudoeste baiano. A solenidade em Ibicaraí será às 9 horas, na Avenida Tancredo Neves, entrada da cidade (portal de acesso).

VÍDEO MOSTRA ETAPAS DA BARRAGEM DO RIO COLÔNIA

Previsão é de obra entregue em até um ano e meio após autorização.

O geólogo Caio Nou, da consultoria da Cerb, apresentou um vídeo que mostra etapas da construção da barragem. Numa primeira etapa será feito um canal de ressecagem para desvio do rio. Na segunda fase, a ressecagem para construção das bases e desvio das águas, com do vertedouro. Depois, serão retiradas as barreiras, com o fim das obras.

Clique aqui para assistir ao vídeo

A barragem terá comprimento de 195 metros, largura de crista de 4,44 metros, vazão de 1.405 litros/segundo, volume acumulado de 62.670 metros cúbicos e área alagada de 1.621 hectares. Conforme o governo baiano, o fornecimento de água será suficiente para abastecer Itapé e Itabuna por até 30 anos, controlar a vazão do Cachoeira em períodos de estiagem e na época chuvosa.

AUDIÊNCIA PÚBLICA EM ITAPÉ DEBATE A BARRAGEM DO RIO COLÔNIA

Cerca de 300 pessoas participaram da audiência em Itapé (Foto Luiz Conceição/Pimenta).

Finalmente acabou o mistério em relação às obras de construção da barragem no Rio Colônia com a audiência pública neste domingo, 15, no Centro Educacional de Itapé. Diretores e técnicos da Cerb, Inema e da empresa de consultoria Geohidro se revezaram na apresentação do diagnóstico socioambiental, estudo de impacto ambiental (EIA) e Relatório de Impacto Ambiental (RIMA).

Leito do Colônia, onde será construída barragem.

A barragem terá comprimento de 195 metros, largura de crista de 4,44 metros, vazão de 1.405 litros/segundo, volume acumulado de 62.670 metros cúbicos e área alagada de 1.621 hectares. O fornecimento de água será suficiente para abastecer Itapé e Itabuna por até 30 anos.

O investimento dos governos federal e estadual será de R$ 68 milhões, incluindo desapropriações; a realocação da rede de eletrificação rural e de parte da BA-120, trecho Itapé – Itaju do Colônia; abertura de novo trecho de 14 km e construção de pontes, dentre outras obras.

Cerca de 300 pessoas participam da audiência, que começou às 9h50min, presidida pela representante do Inema, Hosana Gaspar. Com a barragem, o Governo da Bahia vai prover o fornecimento de água para Itapé e Itabuna e controlar as enchentes.

A audiência pública é essencial para que seja requerida a licença de localização pelo Instituto de Meio Ambiental e Recursos Hídricos (Inema), que agora terá 30 dias para expedi-la. A expectativa é de que seja concedida licença de implantação até dezembro, quando as obras deverão ser iniciadas, com previsão de serem concluídas entre um ano e um ano e meio.

:: LEIA MAIS »

PROJETO DA BARRAGEM DO COLÔNIA FICA PRONTO ATÉ MARÇO, DIZ FLORENCE

Florence: projeto de barragem pronto em março.

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Afonso Florence, afirmou ao Pimenta que o projeto de construção da barragem no rio Colônia, fundamental para resolver a falta d´água em Itabuna, estará pronto até o final de março (“pode ser até antes”).

De acordo com Florence, o projeto está sendo tocado por engenheiros especialistas da própria Sedur. Após a sua conclusão, o governo estadual abre concorrência para a escolha da empresa que construirá a barragem.

A obra está orçada em R$ 70 milhões, parte do dinheiro assegurado pelo estado e a outra pelo governo federal, e foi prometida pelo governador Jaques Wagner em sua última visita a Itabuna, em dezembro.

Florence esteve nesta quarta-feira, 10, em Canavieiras, para entrega de unidades habitacionais do programa Casa da Gente. O secretário concedeu entrevista ao blog e fala sobre ações do governo no sul da Bahia e a possibilidade do estado assumir o abastecimento de água em Itabuna, via Embasa, empresa de saneamento da qual é presidente do Conselho de Administração.

A entrevista você confere ainda hoje.

O “PISCINÃO” DE AZEVEDO

piscinãodeazevedo








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia