WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘Beira-Rio’

A ALAMEDA E O CACHOEIRA

A Alameda da Juventude e o Cachoeira no olhar e no clique de Sílvio Roberto

O publicitário Silvio Roberto Oliveira, da Visão Propaganda, é presença constante no circuito da Beira-Rio, em Itabuna, onde pratica corridas diárias. E sempre premia os seguidores nas redes sociais com belas imagens de Itabuna. Esta acima foi captada na manhã de domingo (26), na Alameda da Juventude (Avenida Firmino Alves), com destaque para o Rio Cachoeira.

LAVAGEM DESTE ANO COMEÇA NO BECO DO FUXICO E ACABA NA BEIRA-RIO

Lavagem do Beco do Fuxico sairá da Avenida do Cinquentenário (Foto Pimenta / Arquivo).

Lavagem do Beco do Fuxico sairá da Avenida do Cinquentenário (Foto Pimenta / Arquivo).

A Prefeitura de Itabuna anunciou, há pouco, que o percurso da Lavagem do Beco do Fuxico sofrerá mudança neste ano por causa da falta de água. Marcada para o próximo dia 23, a lavagem não será a seco, mas a festa começará na Travessa Adolfo Leite (Beco do Fuxico) e terminará nas avenidas Mário Padre e Aziz Maron (Beira-Rio). Nada de Avenida do Cinquentenário, a não ser como passagem.

A lavagem será apenas simbólica, com o tradicional banho de cheiro das baianas, na Beco do Fuxico. Elas saem da Praça Laura Conceição (Praça da Catedral) em direção à Duque de Caxias e Travessa Adolfo Leite. De lá, baianas e foliões seguem para a Beira-Rio.

– Houve consenso na alteração do percurso da festa durante encontro dos representantes dos blocos com a organização, principalmente pela necessidade de uso intensivo de água para a limpeza da área tradicional onde há anos ocorria o evento – disse o diretor de Turismo da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, Marcos Souza (Kiko).

Segundo ele, caso fosse mantido o percurso, na Avenida do Cinquentenário e Praça Adami, seriam necessários entre cinco e oito caminhões-pipas para fazer a higienização das vias. Porém, ele não informou qual a economia de água que haverá com a mudança de trajeto.

BLOCOS E ALAVONTÊ

Por enquanto, estão confirmadas as participações dos blocos Maria Rosa, Encantarte, Mendigos de Gravata e Hora Extra, que seguirão as baiana no cortejo da Laura Conceição até a Beira-Rio. No circuito na orla, estarão os blocos Dez Casados, Berilo, Ouro, As Bandidas, Planeta Reggae e Fuleragem.

A Lavagem do Beco do Fuxico deste ano terá o desfile da Fubica Rixô Elétrico, patrocinada pelo governo baiano, por meio da Bahiagás, e a Banda Alavontê, no trio Pranchão, a partir das 22 horas. A lavagem começa no início da tarde do dia 23.

“DIEGO DA TELEXFREE” MORRE EM ACIDENTE NA BEIRA-RIO

Diego Souza faleceu em acidente de moto na Beira-Rio (Reprodução Facebook).

Diego Souza faleceu em acidente de moto na Beira-Rio (Reprodução Facebook).

Um motociclista faleceu após sofrer grave acidente na Avenida Aziz Maron (Beira-Rio), em Itabuna, às 20h30min desta terça (24). Diego Souza, conhecido como Diego da Telexfree, seguia em alta velocidade, sentido Ponte do Marabá-Shopping Jequitibá, quando a moto que pilotava tocou na lateral de um Audi A3. Ele perdeu o controle da Suzuki 1.300 cilindradas (JSY-1018) e teve o corpo lançado a cerca de 20 metros.

Diego foi atendido por duas equipes do Samu 192, porém sofreu duas paradas cardíacas após o primeiro atendimento. O jovem morreu a caminho do Hospital Calixto Midlej Filho.

De acordo com a equipe do Samu que prestou o atendimento inicial, o motociclista sofreu grave trauma toráxico. O corpo de Diego foi lançado para a margem do Rio Cachoeira, chocando-se fortemente contra um poste de iluminação.

Uma motorista que testemunhou o acidente disse que seguia em seu veículo à frente e sentiu o impacto da colisão da moto. A Suzuki foi parar no meio-fio a mais de 50 metros do ponto do acidente. Logo quando os paramédicos chegaram ao local, percebendo a gravidade do acidente, acionaram a unidade avançada do Samu. Foram duas tentativas de reanimar o paciente, até que se decidiu por levar o jovem para o Calixto Midlej, por volta das 21h10min.

A moto que era pilotada por Diego e o carro envolvido no acidente (Foto Pimenta).

A moto que era pilotada por Diego e o carro envolvido no acidente (Foto Pimenta).

 

ACIDENTE GRAVE NA BEIRA-RIO

Motociclista da Cinquentinha sofreu fratura na perna esquerda (Foto em baixa resolução).

Motociclista da Cinquentinha sofreu fratura na perna esquerda (Foto em baixa resolução).

Dois motociclistas ficaram gravemente feridos em um acidente próximo à sede da Receita Federal, na Avenida Firmino Alves (Beira-Rio), centro de Itabuna. A colisão ocorreu no momento em que o homem que pilotava a Honda Bros NYY-8160 seguia em direção à Ponte do Marabá, por volta das 19h40min. Ao fazer ultrapassagem, invadiu a mão contrária e bateu de frente com uma “Cinquentinha”.

O motociclista da “Cinquentinha” sofreu fratura na perna esquerda. O outro ferido, que estava na Bros, sofreu corte do supercílio e na parte de trás da cabeça. Ambos foram socorridos por uma equipe do Samu 192 e encaminhados para o Hospital de Base. Os nomes das vítimas não foram fornecidos.

CARRO TOMBA APÓS COLISÃO NA BEIRA-RIO

Carro colidiu na lateral do Ônix e virou na sequência (Fotos Pimenta).

Carro colidiu na lateral do Ônix e virou na sequência (Fotos Pimenta).

Dois carros colidiram na Avenida Fernando Cordier (Beira-Rio), no centro de Itabuna, por volta das 19h30min desta terça (4). Um dos veículos virou e foi parar a menos de dois metros do Pretexto Bar, localizado na esquina da Fernando Cordier com a Rua Sóstenes de Miranda. A colisão lateral envolveu um Fiat Siena (NZC-8560) e um GM Ônix (DUR-5670). Ambos seguiam em direção à Praça Otávio Mangabeira (Camacã).

Um dos ocupantes do Ônix disse que o veículo entraria na Sóstenes de Miranda, quando o motorista percebeu a aproximação rápida do Fiat Siena e desfez a manobra para tentar evitar a colisão. “O carro bateu na lateral e subiu no pneu [do Ônix] em seguida”, afirmou.  O trânsito ficou parcialmente interditado no sentido centro-Jardim do Ó por aproximadamente 30 minutos.

A colisão assustou clientes do Marco Sam e do Pretexto Bar, dentre eles o ex-vereador Roberto de Souza e o vereador Ruy Machado, que conversam em um dos bares na esquina da Fernando Cordier com a Sóstenes de Miranda, o Marco Sam.

Após a colisão entre o Siena e o Ônix, um motociclista e a carona ficaram machucados ao seguirem pela Beira-Rio, enquanto um curioso parava o carro e abria a porta para ver o acidente.

MORADORES DA FÉLIX MENDONÇA CRITICAM OBRA “INTERMINÁVEL”

Calçada virou "passarela" de chão batido, complicando vida de idosos.

Calçada virou “passarela” de chão batido, complicando vida de idosos.

Moradores e pedestres que transitam pelas avenidas Aziz Maron e Félix Mendonça estão irritados com a demora da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) para concluir as obras de recomposição de calçadas da praça e das avenidas. O serviço de “maquiagem” começou na segunda quinzena de julho, sendo interrompido logo em seguida.

As pedras portuguesas não foram reassentadas e, no local, o que se vê é um monte de entulhos. O areal misturado com terra impede idosos de caminharem pela praça e atrapalha, também, as atividades de grupos que praticam exercícios físicos na praça Félix Mendonça. Virou lamaçal. Os moradores até colocaram uma plaquinha no local em que cobram a conclusão da obra. Um aviso ao prefeito.

Pedras portuguesas foram retiradas de canteiro da Aziz Maron.

Pedras portuguesas foram retiradas de canteiro da Aziz Maron.

Por meio da Assessoria de Comunicação, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) informa que a paralisação nas obras se deve a um projeto de requalificação do trecho desde o Shopping Jequitibá até a praça Félix Mendonça. Uma segunda pista será construída na área da praça. O contorno entre o centro de compras e a praça seria eliminado. A avaliação é de que os contornos acabavam gerando engarrafamentos em horários de pico. O projeto, no entanto, ainda não está concluído.

BREU NA BEIRA-RIO

Beira-Rio às escuras foto leitor

Quem tentou circular pela Alameda da Juventude (Beira-Rio) hoje à noite se deparou com este cenário. Só lanterna ou faróis de veículos para iluminar caminhos. Dureza, também, para quem precisava pegar ônibus nos pontos ao longo da alameda. E não rolou nenhum blecaute por lá. Faltam lâmpadas mesmo.

TIROS NO “MACONHÓDROMO” DA BEIRA-RIO

Dois homens numa moto levaram terror à Praça Rio Cachoeira (Beira-Rio) nesta noite de terça, 26, em Itabuna. Por volta das 20h10min, quem estava na praça ou na quadra poliesportiva próxima à Câmara de Vereadores enfrentou momentos de pânico e correria. De acordo com testemunhas, o carona  de uma Moto Honda CB 300 atirou sete vezes contra um grupo de usuários de drogas.

A polícia levou cerca de 20 minutos para chegar ao local e não encontrou vítimas. Testemunhas disseram que, pelo menos, uma pessoa foi baleada. Não foram encontradas marcas de sangue na área onde ocorreram os disparos.

Um grupo de pessoas que estavam jogando bola na quadra correu em busca de policiais na Companhia da PM no Bairro Conceição. Ao chegar à unidade, o grupo deparou-se com unidades de rádio que não funcionavam. O policial acionou viaturas por telefone celular. Cerca de dez minutos depois, dois soldados chegaram ao local em uma moto.

SEM NOVIDADE

A ação dos marginais na Beira-Rio tinha como alvo, possivelmente, usuários de drogas. A praça onde ocorreram os disparos virou ponto do tráfico, como já denunciado aqui no PIMENTA. Quem passa pelo local depois das 19h, assiste a menores na faixa dos 12 aos 14 anos consumindo drogas como crack e maconha. A entrega é feita por homens que usam motos de baixa cilindrada.

SUJEIRA E PASSOS DE TARTARUGA

Após várias matérias aqui no Pimenta e também n´A Tarde, a prefeitura iniciou a recuperação de trechos da calçada da Beira-Rio. Cerca de 200 metros de pedras portuguesas foram retiradas há duas semanas. O entulho ocupa boa parte do passeio e força pedestres a caminharem na pista de rolamento, correndo risco de ser atropelado. Na outra parte, o que resta é areia. A foto abaixo é de Thiago Habib, indignado com a lentidão da prefeitura.

Beira-Rio: calçada virou espaço para entulho. E o pedestre, ó.... (Foto Thiago Habib).

ABANDONO DA BEIRA-RIO

Quem teima em fazer cooper diário na Beira-Rio, principalmente na margem direita do Rio Cachoeira, pode atestar como a prefeitura cuida tão mal de uma das poucas e belas áreas urbanas de Itabuna.

A calçada esfarelou, as pedras portuguesas foram substituídas por um piso de cimento que mais parece farinha. A margem direita da Beira-Rio, lembremos, é a área por onde mais circulam consumidores em Itabuna – atraídos ao shopping, clínicas e academias na região do Jardim Vitória e Jardim União. Se nem isso serve para despertar a atenção das cabeças pensantes da prefeitura, o que fazer?

Em tempo: a praça Rio Cachoeira, encravada entre a sede do Ministério Público estadual e a Companhia Independente da PM (Conceição), deixou de ser ponto das famílias. Virou ponto (movimentado e lucrativo) de venda de drogas, principalmente à noite, quando é constante e comum o vai-e-vem de motos, a poucos metros do único shopping center da cidade.

A clientela preferida dos traficantes tem sido jovens de 13 a 17 anos. Falta pouco para se tornar a cracolândia itabunense. A escuridão facilita tanto a abordagem de traficantes como o consumo de drogas – das mais “leves” a pesadas.

CATÓLICOS ENCERRAM SANTAS MISSÕES DOMINGO

A Diocese de Itabuna definiu a praça Rio Cachoeira como local de encerramento das Santas Missões no sul da Bahia, no próximo domingo (4), a partir das 15h, quando são esperados mais de 10 mil fiéis.

Os 11 dias de celebrações será encerrado com a participação das dezenas de paróquias da diocese sulbaiana. Jovens católicos vão participar do encerramento com coreografias e encenações.

Abertura das Santas Missões, no dia 24, levou milhares de fiéis à Beira-Rio.

PREFEITURA ABANDONA A BEIRA-RIO

Ponto de ônibus é no matagal (Foto Pimenta).

Basta transitar pelas avenidas Mário Padre e Aziz Maron, também conhecidas como Beira-Rio, para perceber o estado de abandono das duas vias, embora estejam localizadas numa das áreas mais nobres e caras do município.

Não bastasse o piso da calçada que margeia o rio (relembre aqui), a prefeitura deixou o mato tomar conta da calçada e usuários de ônibus reclamam de riscos – picadas de insetos e cobras, por exemplo, ou a ação de bandidos.

Uma cidadã, zelosa dos seus deveres e sabedora dos seus direitos, foi cobrar do secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Fernando Vita. A resposta não agradou. Tanto que o mato e a sujeira continuam lá. E bem no “coração” de Itabuna.

Acorda, capitão.

Matagal toma conta de calçada: a prefeitura tá nem aí (Foto Pimenta).

 

SHOW DA FÉ REÚNE MAIS DE 10 MIL EM ITABUNA

O missionário R.R. Soares reuniu cerca de 10 mil pessoas, nesta tarde de segunda, 13, na avenida Beira-Rio, em Itabuna. O evento comemora os 30 anos da Igreja Internacional da Graça. A celebração do missionário terminou com a promessa dele de nova visita a Itabuna em dezembro (Fotos Fábio Roberto/Pimenta na Muqueca).

A FICC E AS SUAS ‘TRAPAIADAS’

Circo na Beira-Rio gera críticas de atletas, pedestres e moradores (Foto Alexandre Chaves).

Itabuna conta com (só) uma área pública para a prática de futevôlei. Fica ali, na praça Félix Mendonça, na Beira-Rio. Faz mais de um mês que os atletas receberam da prefeitura uma ducha… de água fria: o local será usado por um circo, o Vox.

O circo começou a ser montado hoje. Não são apenas os atletas nas horas vagas que estão reclamando. A área tem tráfego intenso de veículos e a lona que começa a ser estendida toma quase que toda a extensão da praça, levando risco aos pedestres.

‘MACONHÓDROMO’ NA BEIRA-RIO

Leitor do Pimenta descreve cenário dantesco, preocupante, na margem direita da Beira-Rio, em Itabuna. Todas as noites, a partir das 20h, um grupo de aproximadamente 30 jovens se reúne para consumir bebida alcoólica e fumar maconha, daí o “maconhódromo” do título.

Muitos dos jovens são meninos e meninas de 14, 15 anos de idade apenas. Tudo acontece a menos de 400 metros de um posto da Companhia da Polícia Militar. E, constata o leitor, cada vez o grupo aumenta mais. É óbvio que, se ali tem consumidor, tem gente vendendo drogas, raciocina. “São jovens atraídos para o mundo das drogas”.

O maconhódromo fica ali na praça Rio Cachoeira, ultimamente abandonada e (desculpem a rima!) mal iluminada.

PEDRAS (SOLTAS) NO CAMINHO

.

Alguns se arriscam na pista, outros encontram rotas alternativas...

Por ser segura e apresentar riscos de lesões relativamente baixos, a caminhada é uma das atividades físicas recomendados por profissionais de várias áreas, a exemplo de médicos e professores de educação física. Em Itabuna, porém, esse prazeroso exercício não deve ter o incentivo dos ortopedistas.

Quem decide fazer suas caminhadas pelas avenidas Mário Padre e Aziz Maron, na margem direita do rio Cachoeira, encontra, há muito tempo, uma calçada deteriorada em vários pontos, além de uma grande quantidade de pedras soltas. A pavimentação é composta pelas famosas pedras portuguesas – que se soltam com facilidade e piora ainda mais quando não há manutenção.

O risco de lesões é óbvio. Uma pena que, apesar de ter formação como professor de educação física, o prefeito Capitão Azevedo não atente para o risco a que expõe a população que busca aquele espaço para realizar seus exercícios diariamente ou mesmo os que apenas precisam chegar a locais como o shopping ou aos centros médicos daquelas redondezas. Imagine a situação de cadeirantes ou de portadores de deficiência visual ou cegos…

As imagens são do premiado repórter fotográfico Zeka.

... mas quem resolve enfrentar as crateras, pode ser vítima de uma contusão. Sem falar que, esteticamente, o local está horrível.

... mas quem resolve enfrentar as crateras, pode ser vítima de uma contusão. Sem falar que, esteticamente, o local está horrível.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia