WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Brasil’

CAMPANHA CONTRA O DESPERDÍCIO…

A partir de janeiro de 2013, o Brasil terá 7,7 mil novos vereadores. Itabuna, por exemplo, sai de 13 para 21 parlamentares após a aprovação de emenda constitucional que redefine a composição das câmaras municipais em todo o Brasil. Campanha deflagrada na catarinense Jaraguá do Sul “inunda” a internet há quase uma semana. É do tempo do salário mínimo a R$ 545,00. Um internauta fotografou outdoors espalhados em Jaraguá e enviou a amigos por email, este mandou para outros e…

MENINO-PRODÍGIO

Do blog de Cláudio Humberto:

Filho do ministro Alfredo Nascimento (Transportes), Gustavo de Morais Pereira é um assombro ou seu pai é do tipo que faz milagres. O garoto se tornou empresário aos 18 anos de idade e aos 21 já era sócio de uma das mais importantes empreiteiras do Amazonas, a Forma Construções Ltda. Dois anos depois, os ativos da Forma, cujo capital social não passa de R$ 60 mil, já somavam amazônicos R$ 52 milhões.

Aos 21, Gustavo comprou por R$ 300 mil um Centro de Estudos que era dono de um terreno de 51 mil metros avaliado em R$ 30 milhões.

A oposição desconfia que o filho seria uma espécie de “laranja” do ministro dos Transportes, por isso querem investigar o caso em CPI.

SUS GASTOU R$ 14,4 MILHÕES COM MORTOS

Do Estadão:

O governo federal gastou R$ 14,4 milhões para custear procedimentos de alta complexidade e internações de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que já estavam mortos.

Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) identificou 9 mil casos de pagamentos indevidos em todo o País entre junho de 2007 e abril de 2010. Outros 860 procedimentos, referentes a pacientes que morreram durante a internação, foram pagos.

O relatório do TCU mostra que boa parte das hospitalizações ocorreu, mas em períodos distintos do informado no boleto de cobrança. A estratégia seria usada por administradores de hospitais para driblar o limite de reembolso mensal fixado pelo governo. Atingido o teto, eles empurravam as cobranças para o mês seguinte, alterando, assim, a data dos procedimentos.

EXAME DA OAB REPROVA 88% DOS INSCRITOS

Do G1:

O último Exame de Ordem da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), realizado em dezembro de 2010, reprovou 88,275% dos 106.891 bacharéis em direito inscritos. Do total, apenas 12.534 candidatos foram aprovados, de acordo com a OAB. O índice de reprovação da edição anterior já havia chegado a quase 90%. A prova é realizada pela Fundação Getulio Vargas.

Segundo a OAB, outros dados também mostram que o problema é a má qualidade de parte dos cursos de direito. Das instituições de ensino superior participantes, 81 tiveram aprovação zero, de acordo com o secretário-geral da Ordem, Marcus Vinícius Furtado Coelho. “O presidente (da OAB) vai notificar o Ministério da Educação para colocar todas elas em regime de supervisão, que pode levar ao cancelamento”, disse Coelho. O MEC registra 1.120 cursos superiores de direito no país. São cerca de 650 mil vagas, segundo a OAB.

“Isso é reflexo, infelizmente, do ensino jurídico do Brasil”, disse o presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante. Os candidatos que fazem a prova pela segunda vez têm 7% de aprovação, em média, segundo a OAB. Aqueles que fazem o exame pela primeira vez ou estão no nono e décimo períodos da faculdade (treineiros) têm média de 25% de aprovação.

VOCÊ CONHECE A GOOOOCA-COLA?


O jornalista Luiz Conceição desencavou este vídeo, anúncio da Coca-Cola veiculado em solo argentino, em tempos de Copa América 2011. A mistura do humor com a rivalidade brasileira aplicada no tom certo.

Em tempo: caso Brasil e Argentina terminem a fase de classificação em primeiro lugar nos seus respectivos grupos, podem fazer a final da competição.

MAIS DE 18 MIL VAGAS EM CONCURSOS

Do G1:

Pelo menos 95 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (27) e reúnem 18.537 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade.

Só a Prefeitura de Salvador oferece 3.457 vagas. Os salários chegam a R$ 21.766.16 no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo).

Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva, ou seja, os aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Leia mais

ITABUNA GERA SÓ 40 NOVOS EMPREGOS EM 2011

Em 2010, cidade criou 394 vagas em igual período

Saíram os novos números do emprego relativos a maio e aos cinco primeiros meses de 2011. Tanto Itabuna como Ilhéus não aparecem bem na fita. Itabuna gerou 40 novos empregos em cinco meses. A vizinha Ilhéus cortou 24 postos de trabalho no mesmo período. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (20) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Maio foi ruim para quem buscou uma colocação no mercado em Itabuna, período em que ocorreram 1.055 contratações ante 1.068 desligamentos, gerando corte de 13 vagas, conforme levantamento do PIMENTA no ministério.

A indústria cortou 121 empregos em maio e o setor de serviços, 22, no município. O resultado do quinto mês do ano não foi pior devido à recuperação do setor da construção civil, que contratou mais e abriu 92 novas vagas, e comércio, com 42 novas vagas.

Expansão de shopping (em perspectiva) é aposta para melhorar estoque de empregos em Itabuna.

A expectativa é de melhora do emprego em junho devido às contratações das 27 novas empresas do Jequitibá Plaza Shopping. Redes como a C&A estão encerrando período de treinamento e contratações. De acordo com a direção do shopping, poderão ser gerados até 500 novos empregos com a expansão e os investimentos de R$ 20 milhões do Grupo Chaves.

Já em Ilhéus, os números gerais apontam a abertura de 29 novas vagas com carteira assinada em maio. No acumulado de cinco meses, porém, a cidade registra corte de empregos. Indústria (34) e comércio (18) foram setores que apresentaram desempenho um pouco melhor. A agropecuária (-18) e a construção civil (-9) apresentaram-se como destaques negativos.

De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, o Brasil criou 252.067 novos empregos em maio. A Bahia criou, no mês passado, 11.710 novos empregos com carteira assinada, atingindo 45.940 nos cinco primeiros meses do ano. A construção civil (2.751) e a agropecuária (4.132) foram puxaram os números positivos em maio.

POXA, LUCIANO HUCK!

Manuela Berbert | manuelaberbert@yahoo.com.br

O tal do Luciano Huck salva as tardes preguiçosas e extensas dos sábados. Ele sabe prender a nossa atenção. Eu, que tantas vezes sou contra a política do assistencialismo em troca de voto e/ou audiência, verto lágrimas com a fórmula batida e cansada dos quadros Lar Doce Lar, Lata Velha etc. Luciano transforma homens e mulheres comuns em grandes personagens. E o Brasil todo se comove facilmente, até mesmo quando não há mérito para tal.

Porém, neste sábado, 18 de junho, o contador de histórias se superou: apresentou ao Brasil uma mãe que cria duas filhas em São Paulo com R$ 300,00 por mês. A grande surpresa foi a dignidade com que aquelas meninas foram criadas. Huck, embasbacado com a delicadeza dos gestos, com a grandiosidade dos hábitos e o vocabulário delas, perguntou o que não deveria: “E o que é miséria para você?” Com um sorriso sincero no rosto, a mãe respondeu que miséria era falta de saúde para trabalhar. “Sou pobre, não miserável!”. E, sutilmente, provou o que disse.

A verdade é que, enquanto acompanhamos a luta de pais de classe média e classe média alta, com filhos cada vez menos interessados nos estudos, as duas filhas daquela senhora dão um show na escola e ainda fazem cursos almejando aumentar a renda familiar, como o de confeitaria. Enquanto presenciamos casos de adolescentes abastados envolvidos com álcool e drogas, elas fazem curso de música clássica com um violino emprestado, cantam e sabem inglês. E, ainda falando do lado material da coisa, enquanto queremos sempre ter os melhores aparelhos celulares, notebooks, ipads, etc, aquelas duas meninas nunca tiveram o prazer de comprar uma blusa sequer, vivendo de doações. Mas, elas têm uma pequena biblioteca em casa.

Devo ainda lembrar que, enquanto vemos famílias sendo destruídas por falta de respeito e amor ao próximo, o Brasil conheceu a intimidade de três pessoas que residiam em dois cômodos, sem privacidade alguma, e que dividiam um único colchão. Porém, elas tinham metas espalhadas pela casa que diziam assim: “ser mais calma e tranquila”, “ser pontual”, “ser ação e fazer doação”, dentre outras. Em pleno sábado à tarde, um tapa na minha cara e na cara de metade da população brasileira. Miseráveis, elas, Luciano?! Não mesmo!

Manuela Berbert é jornalista e colunista da Revista Contudo.

E VAI ROLAR A BOLA…

Ricardo Ribeiro | ricardoribeiro@pimentanamuqueca.com.br

 

Ainda tem muita gente que se estremece com a possibilidade de o Brasil pagar um mico de dimensões planetárias, caso não consiga se arrumar para a Copa de 2014. Sem infraestrutura adequada, com aeroportos capengas e capacidade hoteleira insuficiente, além de gargalos consideráveis nas cidades sujas e congestionadas, o país tem de fato uma tarefa hercúlea diante de si.

Para complicar, existe no Brasil a famigerada, endêmica e sistemática corrupção, que consome grande parte dos recursos destinados às obras públicas. Não é à toa que surgiu aqui a velha anedota do político que, em toda inauguração de obra, levava um terço (não o católico, mas a fatia da roubalheira mesmo). É de rir pra não chorar.

Aos que não dormem com medo do vexame, recomenda-se tranquilidade, pois a Fifa está ao lado do Brasil para não deixar o negócio desandar. Nesta segunda-feira, 13, a Folha de São Paulo divulgou que a entidade máxima do futebol tem feito lobby em favor de empresas com as quais mantém prósperas relações. A Fifa defende que as pessoas jurídicas amigas sejam contratadas pelas cidades-sede, independentemente da chatice dos processos licitatórios.

Nos governos locais, há quem reclame, assim como deve ter uns espertos morrendo de raiva por haver deparado com outros sujeitos ainda mais ladinos. Mas é bem possível – bastante, aliás – que a Fifa e os políticos tupiniquins acabem encontrando um ponto de equilíbrio em seus tantos interesses. Podem, dessa forma, juntar “a fome com a vontade de comer”, como é tão comum nas “tramamóias” dessa terra de gente sabida.

A Fifa, cujas safadezas são conhecidas há muito tempo (quem puder, leia o livro Como eles roubaram o jogo, de David Yalllop), talvez encontre na burocracia brasileira uma parceira perfeita. Assim, a Copa tem tudo para ser um sucesso. Senão de organização, pelo menos de renda.

Ricardo Ribeiro é um dos blogueiros do PIMENTA.

GOVERNO MUDARÁ CONCEITO DE AGRICULTURA FAMILIAR

Do Valor

O governo decidiu alterar o conceito de agricultura familiar para ampliar os benefícios oficiais ao segmento. O Ministério da Fazenda permitirá o enquadramento de famílias “com um ou dois membros” cujas atividades “não-agrícolas” sejam exercidas fora do estabelecimento rural. Hoje, a lei prevê que a mão de obra empregada na propriedade seja “predominantemente” da própria família.

A medida para permitir a chamada “pluriatividade” foi anunciada ontem, em audiência no Senado, pelo secretário-adjunto de Política Econômica da Fazenda, Gilson Bittencourt. A alteração fará parte da reforma do Manual de Crédito Rural (MCR), antecipada pelo Valor em meados de maio. O MCR está em vigor há quase meio século. A última revisão das normas ocorreu em 1980.

O conceito de agricultura familiar inclui atualmente o limite de quatro módulos fiscais (20 a 400 hectares, segundo o município), maior parte da renda originada da propriedade, além de condução pessoal do negócio. “A simplificação das normas vai ajudar muito o pequeno produtor”, disse Bittencourt aos senadores da Comissão de Agricultura.

O governo também resolveu alterar as regras do MCR para eliminar as “diversas limitações” que impedem hoje um agricultor familiar enquadrado em determinado grupo de acessar recursos destinados a outro conjunto de produtores. “O manual será uma única resolução e a partir daí será a principal, mas não a única, legislação para o crédito rural”, afirmou o secretário-adjunto. “Hoje, é um depósito de todas normas, com resoluções, leis, circulares, um apanhado de 85% normas do crédito rural que são alteradas pelo CMN”.

As alterações no MCR também limitarão o endividamento de produtores familiares em operações de custeio e investimento. Haverá limites específicos para risco assumido pelas instituições financeiras e o chamado “risco da União”.

Hoje, a União tem operado mais com subsídios aos juros das operações e deixado de assumir riscos financeiros. Os bancos têm emprestados R$ 44 bilhões das chamadas exigibilidades, percentual dos depósitos à vista que são obrigados a emprestar ao setor rural. Atualmente, as exigibilidades estão em 29%.

:: LEIA MAIS »

ENEM: INSCRIÇÕES ATÉ HOJE

O prazo de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2011) será encerrado às 23h59 desta sexta-feira, 10. O exame será realizado nos dias 22 e 23 de outubro. A taxa de inscrição é de R$ 35 e poderá ser paga com o boleto bancário gerado no ato da inscrição até segunda-feira, 13.

Com expectativa de receber 6 milhões de inscrições para o Enem, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação, registrou na última quinta-feira, 9,  mais de 4,6 milhões de inscritos.

O Enem será realizado em 12 mil locais, 140 mil salas de aula, ocorrendo em 1.599 municípios e mais de 6 mil escolas. O Inep já marcou outro exame para o primeiro semestre do ano que vem, nos dias 28 e 29 de abril. Do G1

BRASIL VOLTA A USAR ESTRELAS PARA DEFINIR QUALIDADE DE HOTÉIS

Para se adequar ao padrão mundial de serviços turísticos antes da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016, o Brasil volta a usar as estrelas como símbolo da qualidade de seus hotéis.

A mudança vale a partir do próximo mês, quando completarem 30 dias da assinatura de uma portaria que institui o Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass). O documento será assinado nesta terça-feira pelo ministro do Turismo, Pedro Novais.

Atualmente não existe um sistema de unificação da classificação dos hotéis. No final do ano passado foi revogado um modelo que adotava as estrelas, mas colocava todos os estabelecimentos sob a mesmo categoria, a de “hotel”.

No sistema novo, os estabelecimentos serão divididos em hotel, resort, hotel-fazenda, cama e café, hotel histórico, pousada e flat/apart hotel. Cada categoria terá critérios próprios para avaliar quantas estrelas um estabelecimento merece.

:: LEIA MAIS »

GELADEIRAS, FOGÕES E LAVADORAS TÊM AUMENTO DE 9%

Fabricantes de geladeiras, fogões e lavadoras aumentaram os preços entre 8% e 9% este mês. Há itens em que a alta chega a 20%. Esse reajuste já provoca reações do varejo. Na semana passada, num encontro do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV), que reuniu 35varejistas com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, empresários do comércio pediram ao governo que negocie um pacto entre indústria e varejo para frear os aumentos.

O reajuste de preços da linha branca ocorre exatamente num momento em que a inflação mensal dá sinais de arrefecimento em razão do alívio das cotações dos alimentos e dos combustíveis, por causa da safra. Um novo foco de pressão de preços seria danoso para o governo, que tenta domar a inflação.

“Reajustamos entre 8% e 9% os preços de diversas categorias de produtos da linha branca”, afirma José Drummond, presidente da Whirlpool, dona das marcas Brastemp e Consul e que lidera o mercado de eletrodomésticos. Ele diz que esse é o primeiro aumento em dois anos e meio e que pressões de custos levaram a empresa a tomar essa decisão. “As empresas são privadas. Tenho de olhar os meus custos e as minhas receitas.”

O presidente do IDV, Fernando de Castro, diz que fazia tempo que não havia aumentos dessa magnitude. “A realidade atual é que essas demandas de aumento se concentraram nos últimos meses em porcentuais bem maiores do que aqueles que vinham sendo solicitados.”

Leia mais

DISCUSSÃO SOBRE NOVO CÓDIGO PODE DURAR MAIS 4 MESES

O líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR), pretende encaminhar à presidenta Dilma Rousseff pedido de prorrogação do Decreto 7.029/2009, que manda punir a partir de 11 de junho de 2011 os produtores rurais responsáveis por desmatamentos ilegais. Jucá começou a recolher assinaturas dos líderes partidários em apoio ao requerimento.

A prorrogação do decreto é necessária para dar tempo aos senadores de discutirem e emendarem o projeto de reforma do Código Florestal, aprovado na terça-feira, 24, pela Câmara dos Deputados, e que deve chegar ao Senado na próxima semana.

O objetivo dos líderes é formalizar o pedido, reforçando o apelo feito pelo líder do governo à presidenta, de prorrogação do decreto por mais 120 dias. Dessa forma, o Senado teria prazo até outubro para analisar e aprovar o novo Código Florestal, que então seria devolvido à Câmara. Da Agência Senado

TABLETS BRASILEIROS PODERÃO SAIR ATÉ 36% MAIS BARATOS QUE OS IMPORTADOS, DIZ MINISTRO

Tablet da Moove, montado em Ilhéus, deve sair a R$ 700,00, mas pode ficar mais barato com desoneração.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou que a desoneração dos tablets (computadores portáteis em formato de prancheta) produzidos no Brasil pode baratear esses equipamentos em até 36%, na comparação com o similar importado. Segundo ele, essa redução do preço será possível com a retirada de um conjunto de tributos, entre eles o PIS/Cofins.

O ministro participou na manhã de ontem do seminário Estímulos à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) no Setor de Telecomunicações, promovido pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O governo deve publicar esta semana a medida provisória (MP) que regulamentará a produção de tablets no país. A MP vai incluir esses equipamentos na mesma categoria dos computadores e notebooks, concedendo ao produto desoneração de impostos. As informações são da Agência Brasil.

ALDO (MOTOSSERRA) REBELO

Do site “O Ferrão do Humor”:

FAMÍLIAS GASTAM MAIS DO QUE RECEBEM

A pesquisa Tendências do Consumidor, divulgada hoje pela Associação Paulista de Supermercados (Apas), mostra que 53% das famílias brasileiras tiveram em 2010 um gasto mensal acima da renda média do mesmo período. As empresas Nielsen e Kantar WorldPanel fizeram o levantamento em 8.200 lares de todas as classes sociais, em cidades com população acima de 10 mil habitantes.

Pela primeira vez na série histórica iniciada em 2006, o gasto médio superou a renda, com um endividamento médio de 1%. Segundo o estudo, a renda mensal média nacional em 2010 foi de R$ 2.146, enquanto o gasto foi de R$ 2.171. A pesquisa mostra que, em relação ao ano anterior, os gastos mensais apresentaram alta de 16%, enquanto a renda média subiu 13%. O levantamento foi feito por meio de questionário aplicado em julho de 2010. Do G1

TOFFOLI QUER FIM DE DOAÇÃO DE PJ A CANDIDATOS

O ministro José Antônio Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, levará para a comissão de reforma do Código Eleitoral do Senado a proposta de acabar com doações de pessoas jurídicas para campanhas eleitorais.

Toffoli preside a comissão de juristas criada pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), para reformular o Código Eleitoral, e pretende debater com colegas a legitimidade de pessoas jurídicas contribuírem com candidatos e partidos.

No entendimento do ministro, as empresas não deveriam fazer doações aos candidatos. “Defendo a impossibilidade das pessoas jurídicas contribuírem. A pessoa jurídica não vota. Por que ela pode ser partícipe do processo eleitoral?”, questiona. Informações da Folha

GOVERNO LANÇA CAMPANHA DE DESARMAMENTO

Entidades civis que quiserem manter um posto de recolhimento de armas poderão pedir o cadastramento a partir desta sexta (6), quando o Ministério da Justiça lançará a Campanha Nacional do Desarmamento 2011, cujo slogan é “Tire uma arma do futuro do Brasil”.

O ato de lançamento da campanha está previsto para as 10h, no Palácio da Cidade, sede da Prefeitura do Rio de Janeiro.

A expectativa do governo federal é ter, pelo menos, um posto de recolhimento de armas em cada cidade. As regras para o cadastramento serão divulgadas pelo Ministério da Justiça durante o lançamento da campanha. Do G1

16 MILHÕES NA EXTREMA POBREZA

A ministra de Desenvolvimento e Combate à Fome, Tereza Campello, anunciou nesta terça-feira (3) que o Brasil tem 16,27 milhões de pessoas em situação de extrema pobreza, o que representa 8,5% da população. A identificação de pessoas que vivem abaixo da linha da pobreza foi feita pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE) a pedido do governo federal para orientar o programa “Brasil sem Miséria”, que será lançado, segundo Campello, nas próximas semanas pela presidente Dilma Rousseff.

O objetivo do programa será garantir transferência de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva para resgatar brasileiros da miséria. Do G1






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia