WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

editorias






:: ‘Cacá Colchões’

ILHÉUS: PP LANÇA PRÉ-CANDIDATURA DE CACÁ COLCHÕES A DEPUTADO ESTADUAL

Cacá Colchões é lançado pré-candidato a deputado estadual

O empresário Cacá Colchões, ex-vice-prefeito de Ilhéus, será candidato a deputado estadual. A definição ocorreu durante encontro do PP, em Ilhéus, neste final de semana, com a presença do secretário geral do PP baiano, o ex-prefeito ilheense Jabes Ribeiro. Cacá Colchões foi candidato a prefeito de Ilhéus em 2016. Terminou a peleja em segundo lugar, com 15 mil votos. Cacá resistia à candidatura.

O nome do empresário era cotado para disputar vaga à Câmara dos Deputados. Estrategicamente, foi lançada a pré-candidatura a deputado estadual. Acredita-se que são maiores as chances de vitória com disputa à Assembleia Legislativa. Ao mesmo tempo, ele complica a vida da deputada estadual Ângela Sousa (PSD) e se coloca como nome do PP na disputa à Prefeitura de Ilhéus em 2020, quando poderá enfrentar Marão (PSD) nas urnas.

O FUTURO DE CACÁ COLCHÕES

Cacá Colchões deverá ser candidato a deputado federal || Foto Alfredo Filho/Arquivo

O empresário Cacá Colchões (PP) terá definido, ao final desta semana, sua candidatura a deputado federal. Ex-vice e segundo colocado na disputa pela Prefeitura de Ilhéus em 2016, o empresário não se empolga em entrar na disputa por uma cadeira em Brasília. Pedido de família. Prefere continuar à frente da empresa, que tem imagem sólida em Ilhéus e cresceu rapidamente em Itabuna, onde está desde o ano passado e já abriu segunda loja.

Porém, o partido já sinalizou que o deseja na disputa. Ancorado em uma proposta de formação de chapão da base aliada do governador Rui Costa, o PP quer fazer ao menos cinco deputados. Cacá está entre as prioridades e, sendo candidato, a promessa é de que o nome dele será trabalhado não apenas regionalmente, mas no Estado.

SALLES DIZ QUE ACEITA DOBRADINHA COM CACÁ, MAS DISPUTARÁ REELEIÇÃO

Cacá (à esq.) e Salles com a placa de honraria ilheense | Foto Alfredo Filho

Cacá (à esq.) e Salles (c): dobradinha | Foto Alfredo Filho

O deputado estadual Eduardo Salles afirmou ser uma honra fazer dobradinha com Cacá Colchões em 2018, mas descartou disputar vaga à Câmara Federal. Deverá disputar a reeleição. “Não há a menor possibilidade que eu dispute o cargo de deputado federal em 2018. Nenhuma possibilidade. Estou realizado como deputado estadual”, afirma.

Mais cedo, este blog publicou nota sobre as pretensões políticas de Cacá Colchões, ex-vice-prefeito de Ilhéus e empresário. “Aceito, com muita honra, fazer a dobradinha com Cacá Colchões: ele para deputado federal e eu para deputado estadual. Apenas nesta condição. Tenho convicção que desta forma poderíamos ajudar muito Ilhéus”, disse.

Salles disse reconhecer a importância dos parlamentares federais, mas diz que seu perfil político e profissional “serve melhor à Bahia como deputado estadual”. E explica: “Gosto de prestar serviços e estar presente na vida dos municípios, algo mais difícil no exercício da atividade do deputado federal”. O parlamentar ainda fez menção ao que o grupo do ex-prefeito Jabes Ribeiro “fez e faz” em Ilhéus.

CACÁ COLCHÕES DE OLHO EM 2018

Cacá de olho em vaga na Assembleia Legislativa || Foto Divulgação

Cacá está de olho em 2018 || Foto Divulgação

Ex-vice-prefeito de Ilhéus, o empresário Cacá Colchões abriu sua primeira loja em Itabuna. O empreendimento está localizado num dos pontos mais vistosos e movimentados da cidade, o cruzamento da Avenida Amélia Amado com as avenidas Juracy Magalhães e Cinquentenário.

O material publicitário do empreendimento dá toda pinta de que Cacá não abandonará a política tão cedo. Vai na linha do gerando empregos e sonhos.

Cacá tentou a prefeitura de Ilhéus em 2016. Perdeu. Agora, já ensaia pré-candidatura a deputado estadual numa dobradinha com Eduardo Salles. Ambos são do PP. Salles será candidato a deputado federal em 2018.

PP OFICIALIZA CACÁ NA DISPUTA PELA PREFEITURA DE ILHÉUS

Cacá é o nome do PP para a sucessão de Jabes Ribeiro (Foto Alfredo Filho).

Cacá é o nome do PP para a sucessão de Jabes Ribeiro (Foto Alfredo Filho).

O nome do empresário Carlos Machado (Cacá dos Colchões) deverá ser confirmado como o candidato do PP à Prefeitura de Ilhéus em convenção na próxima sexta (5), no Clube Social de Ilhéus, a partir das 9h.

Além de oficializar o nome de Cacá, apoiado pelo prefeito Jabes Ribeiro, a convenção também definirá o vice na chapa pepista, além dos candidatos a vereador da coligação que reúne partidos como PRB e PCdoB, que deverá indicar a advogada Stela Carillo como a vice da chapa.

Cacá é o nome de Jabes na disputa. O prefeito desistiu do projeto de reeleição, segundo afirma, por questões de saúde. Corre o risco de perder a visão do olho esquerdo, agravada por um glaucoma.

ILHÉUS: PT RATIFICA NOME DE CARMELITA; CONVENÇÃO SERÁ DIA 5

Carmelita é o nome do PT para prefeita ou composição como vice.

Carmelita é o nome do PT para prefeita ou composição como vice.

Depois de acenos em direção até à pré-candidatura jabista de Cacá Colchões (PP), o PT promoveu encontro para ratificar a candidatura da Professora Carmelita. A convenção do diretório ilheense está marcada para a próxima sexta (5), a partir das 16 horas, no Centro de Convenções de Ilhéus.

Durante o encontro, a professora avaliou as discussões do Programa de Governo Participativo (PGP), promovidas em bairros, distritos e povoados ilheenses. A participação popular no PGP também foi avaliada em encontro que ainda abordou as coligações das chapas majoritária e proporcionais, quando se estabeleceu com quem o PT deve coligar.

Após o encontro do último final de semana e as decisões tomadas desde a última quinta (28) por outras legendas, restará a Carmelita lançar candidatura própria ou compor com Cacá Colchões (PP), já que Mário Alexandre (PSD) fechou com José Nazal (Rede) e Bebeto Galvão (PSB) debandou-se da ala governista para a aba de ACM Neto. Além destes nomes, composições poderiam ser feitas com Cosme Araújo (PDT) ou Professor Gurita (PSC).

CACÁ ASSUME PREFEITURA DE ILHÉUS

Jabes viaja e Cacá assume por duas semanas.

Jabes viaja e Cacá assume por duas semanas.

O vice-prefeito de Ilhéus, Carlos Machado (Cacá Colchões), assume a cadeira de prefeito nesta sexta-feira (23). A estada dele no Palácio Paranaguá deve durar até dia 4 de novembro.

Motivo: o prefeito Jabes Ribeiro viaja neste sábado (24) para Paris, na França, onde participa do Salão do Chocolate. Depois, JR vai a Portugal, numa visita à cidade de Óbidos, para “trocar experiências com o prefeito local”.

CACÁ COLCHÕES NO PP

Jabes se filiará ao PP de Jabes Ribeiro.

Jabes se filiará ao PP de Jabes Ribeiro.

O vice-prefeito de Ilhéus, Cacá Colchões, anunciou em entrevista coletiva, hoje, no Palácio Paranaguá, que está de malas prontas para deixar o PMDB. O político anunciou que se filiará ao mesmo partido do prefeito Jabes Ribeiro, o PP.

A mudança tem a ver com a nova postura do ex-padrinho Geddel Vieira Lima, dono do PMDB baiano. Já em 2014, Geddel e o irmão, Lúcio, lançaram o nome do deputado estadual Pedro Tavares à sucessão em Ilhéus.

LUKAS PAIVA X CACÁ COLCHÕES

Paiva diz que PMDB ilheense age com mesqinhez.

Paiva diz que PMDB ilheense age com mesqinhez.

O vereador Lukas Paiva (PMN) acionou a metralhadora contra o vice-prefeito de Ilhéus, Cacá Colchões (PMDB). Para o vereador, o peemedebista joga contra Paulo Souto em Ilhéus ao, segundo ele, “impedir uma aliança ampla em torno da candidatura de oposição ao governo baiano”.

– Ele só quer aparecer sozinho, quer o bônus da votação somente para si. Mas vale ressaltar que existe muita gente apoiando Paulo Souto e que possui muito mais credibilidade que o vice-prefeito, que é completamente subordinado à Jabes – disse.

Lukas Paiva atira até no PMDB, classificando a legenda de pequena em Ilhéus. “E faz política mesquinha”, completa. A mesquinhez residiria no fato de o peemedebista alijar aliados, inclusive o próprio Lukas Paiva, durante evento no município sul-baiano.

O vereador em primeiro mandato diz que o individualismo de Cacá prejudica a oposição, “que sofre em Ilhéus com a falta de organização nas ações de campanha”.

VEREADOR PEDE IMPEACHMENT DE JABES

Alisson pede a cassação de Jabes.

Alisson pede a cassação de Jabes.

O vereador Alisson Mendonça (PT) encaminhou à mesa diretora da Câmara Municipal pedido de cassação do prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP).

O governo teria cometido uma barbeiragem jurídica: o vice-prefeito Cacá Colchões sancionou o Orçamento 2014, quando estava na interinidade, e Jabes o executou sem que o legislativo analisasse os vetos, informa o site Ilheus24h.

Outro agravante é que, segundo o site Agravo, também de Ilhéus, o prefeito já executou pagamento de folha do funcionalismo e credores com o novo orçamento.

O caso de improbidade administrativa deverá ser votado pela casa, onde o prefeito possui ampla maioria. Dos 19 votos, ele teria, pelo menos, 12.

JABES TIRA FÉRIAS

Jabes (com microfone) passará comando ao vice, Cacá Colchões.

Jabes (com microfone) passará comando ao vice, Cacá Colchões.

Do Jornal Bahia Online

A partir de amanhã, o Palácio Paranaguá deverá ser comandado pelo empresário e vice-prefeito Carlos Machado, o Cacá Colchões. O prefeito Jabes Ribeiro anunciou que vai descansar por 10 dias e tirar férias com a família.

Jabes vai baixar decreto ausentando-se do comando da Prefeitura de Ilhéus.

Esta será a primeira vez que Machado assumirá oficialmente as funções de comando do Palácio Paranaguá e a expectativa é sobre que medidas irá adotar na ausência do titular. Leia a íntegra.

PETISTAS PROVOCAM E CACÁ CHORA AO LEMBRAR DE ENTREVISTA EM QUE ATACA JABES RIBEIRO

Cacá não suporta provocações e chora ao lembrar do ataque que fez contra o agora aliado Jabes (Foto Jornal Bahia Online).

O empresário e candidato a vice-prefeito Cacá Colchões foi às lágrimas ao final do debate promovido hoje à noite no auditório da Faculdade de Ilhéus. Ele não resistiu às provocações dos petistas que lembraram as críticas de Cacá ao candidato a prefeito Jabes Ribeiro, de quem é vice, informa o Jornal Bahia Online.

Cacá disse na entrevista que Jabes era passado. “Nós não devemos deixar que o passado volte para administrar esta cidade. A gente está cansado de tudo Ilhéus perder. A gente perde Petrobrás, a gente perde Brasilgás, perde Moinho, perde um shopping, perde Azaléia. Eu só vejo perder, perder, perder”, disse Cacá na entrevista ao programa Tabuleiro, tempos antes de ser definido o vice do candidato a prefeito pelo PP (relembre a entrevista aqui).

Hoje, os petistas aproveitaram a tacada de Jabes em Professora Carmelita (ele lembrou à plateia que o vice da  petista é também vice de Newton Lima) e, lembrando a saraivada de Cacá no próprio aliado, cantaram “perdemos o moinho, perdemos a Petrobrás, perdemos a Brasilgás, perdemos o shopping e ainda vou perder a eleição”. O empresário não resistiu e foi às lágrimas, como registrou o site Jornal Bahia Online.

NO RÁDIO, CARMELITA MOSTRA CACÁ ATACANDO JABES: “NÃO DEVEMOS DEIXAR QUE O PASSADO VOLTE”

Jabes (esq.) é atacado pelo companheiro de chapa, Cacá Colchões.

A campanha eleitoral no rádio em Ilhéus esquentou nesta sexta-feira, 31. O programa de Professora Carmelita (PT) mostrou trecho de uma entrevista em que o empresário Cacá Colchões (PMDB) diz que o eleitor não deve deixar o ex-prefeito e candidato Jabes Ribeiro (PP), de quem ele é vice, retornar ao Palácio Paranaguá. A entrevista foi concedida pelo empresário cerca de 40 dias antes dele aceitar ser o vice de Jabes.

Fazendo referência a Jabes, Cacá cita que o município já teve três experiências (mandatos) com o pepista e recomenda ao eleitor a rejeição ao projeto. “Nós não devemos deixar que o passado volte para administrar esta cidade.  Já tivemos três experiências e nós não o queremos de novo”.

Cacá também acusa Jabes pela perda de investimentos e fuga de empregos em Ilhéus. “A gente está cansado de tudo Ilhéus perder. A gente perde Petrobrás, a gente perde Brasilgás, perde Moinho, perde um shopping, perde Azaléia. Eu só vejo perder, perder, perder”.

No programa da petista, Cacá Colchões é apresentado como “vice da chapa do atraso”. “A gente vai exibir agora uma entrevista importante. Sabe de quem, do candidato a vice na chapa do atraso: o Cacá Colchões. Ouça a opinião dele sobre o candidato Jabes Ribeiro”.

O trecho em que Cacá faz ataques a Jabes foi extraído do programa O Tabuleiro, da Conquista FM, no primeiro semestre deste ano. Para ouvir as críticas de Cacá a Jabes, clique aqui.

AGENDA DOS CANDIDATOS A PREFEITO (1º/08)

Com registro de candidatura indeferido, Azevedo mantém compromissos de campanha.

Capitão Azevedo (DEM)

15h30min – Reunião com equipe de marketing
19h – Encontro com pres. de associações de bairro (Itabuna Palace Hotel)

Juçara Feitosa (PT)

8h- Visita bairro São Lourenço
15h- Visita bairro Zizo
18h- Reunião coordenação de campanha

— Os demais candidatos não informaram compromissos para esta quarta, 1º.

ILHÉUS ——-

Jabes faz pose acompanhado do vice, Cacá Colchões, e da esposa, Adriana.

Jabes Ribeiro (PP)

9h – Visita ao Alto Formoso (Concentração no Colégio Sá Pereira)
15h30min – Visita ao Iguape (Saída da Av. Ferroviária)
19h – Reunião com lideranças políticas

Jorge Luiz (PSOL)

Reunião na Igreja Adventista do Malhado

Professora Carmelita (PT)

8h30min – Visita ao Alto Santiago
16h – Sessão na Câmara Municipal de Ilhéus
18h – Apresentação de programa de governo a a vereadores (Hotel Barravento)

O COMENTARISTA-VIDENTE DA AL JAZEERA

Melck Rabelo não faltou à convenção do “coligado” Jabes (Foto Ed Ferreira).

Melck Rabelo, o comentaristas-vidente, foi uma das sensações da convenção partidária que homologou as candidaturas de Jabes Ribeiro (PP) a prefeito e Cacá Colchões (PMDB) a vice. Por enquanto, Melck descarta novos artigos sobre a sucessão em Ilhéus. Acha que a vitória tá no papo e exibe até adesivo de quem ele acredita que vá levar a peleja na Terra de Gabriela. Melck está mais preocupado em garantir as exclusivas de uma tal de TV Al Jazeera. Aliás, olha a pose do barbudinho na foto de Ed Ferreira…

A VOLTA POR CIMA

O secretário-geral do PP, Jabes Ribeiro, desistiu de disputar uma cadeira à Assembleia Legislativa, em 2010. À época, disse a este blogueiro que a desistência lhe garantia apoios para a disputa em 2012.

Desde quando deixou a prefeitura de Ilhéus, em 2004, Jabes contabilizou derrotas e frustrações, deixou o DEM e ingressou no PP e, aos poucos, foi acumulando contatos e prestígio na cúpula estadual do governo baiano. Chegou a hora da colheita.

Na tentativa de retorno ao Palácio Paranaguá, a coligação de partidos em seu entorno reúne 15 legendas – dentre elas, o PMDB de Cacá Colchões – e pode chegar a 18 até o dia 30. É quem melhor tem se posicionado na corrida eleitoral ilheense. Conjunção de fatores ajuda o pepista, dentre elas a rejeição homérica ao prefeito Newton Lima.

O ex-prefeito de Ilhéus joga pesado nos bastidores e estabelece alianças em Ilhéus e no âmbito regional para se firmar, novamente, como aliança regional. Jabes travou a aliança do PP com o PT em Itabuna e deu ao PCdoB – e ao cunhado Davidson Magalhães – a contrapartida ao apoio recebido em Ilhéus.

CACÁ E JABES

Jabes terá Cacá na vice e forma grande aliança de partidos.

O PMDB selou acordo com o PP em Ilhéus e o empresário Cacá Colchões deverá ser o vice do ex-prefeito Jabes Ribeiro, que também é secretário-geral do PP baiano. Os dois partidos já decidiram, conforme o blog Agravo, realizar convenções juntinhos, no próximo dia 28, no Clube Social de Ilhéus.

Com isso, Jabes caminha para formar uma ampla aliança, unindo desde os tradicionais progressistas aos partidos de direita. Não é descartada a possibilidade de contar com o apoio de sua antiga legenda, o DEM (ex-PFL). Há uma semana, o PIMENTA já informava como como certa a aliança entre Cacá e o ex-prefeito (relembre aqui).

Do outro lado, a possibilidade de ter como adversário apenas a Professora Carmelita (PT), que encontra grandes dificuldades devido às ligações do seu partido com a atual gestão. O PT, aliás, apadrinhou – e filiou – o prefeito Newton Lima, a quem é credita rejeição popular de estratosféricos 90%.

PMDB E PP EM ILHÉUS

O PP tenta, por cima e por baixo, obter o apoio do PMDB para a pré-candidatura do ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro. As negociações avançaram desde o final de semana, mas a palavra final será do pré-candidato peemedebista ilheense Cacá Colchões, que ainda tenta manter o seu nome na disputa.

O desmanche da Plenária Unificada deu um nó na sucessão e prejudicou Cacá, mas significou bela ajuda aos planos do secretário-geral do PP baiano, que tenta o quarto mandato como prefeito.

PMDB DE ILHÉUS INSTITUI NOVA COMISSÃO

Toma posse nesta sexta-feira, 27, em ato na Câmara de Vereadores, a nova comissão provisória do PMDB de Ilhéus. A cerimônia está marcada para as 18 horas e são anunciadas as presenças dos irmãos Vieira Lima, dos deputados federais Antônio Imbassahy (PSDB) e ACM Neto (DEM), dos estaduais Augusto Castro (PSDB) e Pedro Tavares (PMDB), e do ex-governador Paulo Souto.

O presidente da comissão provisória será o comerciante Cacá “Colchões”, que é também pré-candidato a prefeito de Ilhéus.

CACÁ PODE TER APOIO DO PSDB

Augusto e Cacá na Cinquentenário (Foto Pimenta).

O PSDB pode fechar apoio à pré-candidatura do peemedebista Cacá Colchões. Nesta semana, o empresário esteve em Itabuna e aproveitou a procissão de São José para conversas políticas. Uma delas foi com o deputado Augusto Castro.

Cacá falou do apoio do DEM à sua pré-candidatura. Augusto apenas quis saber se o deputado federal ACM Neto avalizava o apoio democrata ao empresário, no que Cacá Colchões disse que sim. A estrada está bem pavimentada. Pode ocorrer em Ilhéus o que parece improvável em Salvador, uma chapa PMDB-DEM-PSDB.

DEM SE UNE AO PMDB EM ILHÉUS

Aleluia assegura apoio a Cacá (à esq.) e confirma candidatura de Déu de Aurino em Itapitanga.

O DEM praticamente selou união com o PMDB na sucessão municipal em Ilhéus. No final de semana, o presidente estadual do Democratas, José Carlos Aleluia, disse que o peemedebista Cacá Colchões é aliado do DEM e que a oposição deve se unir para fazer frente ao PT. Cacá é o prefeiturável do PMDB na disputa ilheense.

Aleluia diz que 2014 passa pela sucessão municipal. “Não estamos discutindo candidatura do DEM, mas procurando organizar candidaturas do PMDB, PSDB, dos partidos que possam fazer oposição ao desastre em que a Bahia se encontra nas mãos do PT”, disse, tratando de posar para fotos ao lado do peemedebista.

O dirigente partidário também reforçou apoio à pré-candidatura de Déu de Aurino em Itapitanga, onde o DEM trabalha pela união das oposições para tentar derrotar o nome governista.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia