WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Câmara de Vereadores de Itabuna’

A CANETA DE LOIOLA

O presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Clóvis Loiola, exonerou cinco ocupantes de cargos comissionados indicados pela Mesa Diretora. Na rifa caiu muitos dos indicados pela oposição ao prefeito Azevedo e até ao próprio presidente.

As indicações aos cargos foram feitas por acordo que permitiu a eleição de Loiola, em janeiro do ano passado. Lhoiola havia dito aos vereadores atingidos de que a medida visava respeitar o limite de gastos com pessoal, estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Mentira, Terta. Estes cargos não ficarão vagos. Serão preenchidos agora por indicados pelo prefeito Azevedo e vereadores governistas. Os cargos, de livre nomeação, ofecerem salários que variam de R$ 1.250,00 a R$ 3 mil.

O tempo ameaça fechar de vez pro lado de Lhoiola.

DISCUSSÃO E VIOLÊNCIA NA CÂMARA DE VEREADORES

Porta do gabinete da presidência foi arrombada.

Chamem os bombeiros, pois a Câmara de Vereadores tá pegando fogo. Há pouco, houve uma discussão áspera entre o presidente da Casa, Clóvis Loiola (PPS), e o primeiro-secretário, Roberto de Souza (PR).

Roberto foi chamado ao gabinete por Loiola para discutir um decreto presidencial que exonerou todos os ocupantes de cargos comissionados da Casa, num total de 60. O presidente só manteve os comissionados que lhe servem no gabinete.

– Rasgue esse ato e limpe sua b…. que isso não tem validade nenhuma – reagiu Roberto, conforme relatos.

Daí, cinco homens que também fazem a segurança do prefeito Capitão Azevedo foram para cima do primeiro-secretário. No gabinete estavam Roberto, Loiola e Rui Machado. Seguranças são acusados de arrombar a porta.

A quase-pancadaria desagradou os vereadores da oposição e da bancada governista, que se reúnem em instantes para definir o afastamento de Loiola da presidência da Casa. Quem deve assumir o cargo é o vice, Solon Pinheiro (PSDB), que dá sustentação ao governo na Casa.

O vereador Wenceslau  Júnior (PCdoB) afirma que o ato de Loiola em demitir os cargos de confiança não tem validade, pois teria também de ser assinado pelos demais membros da Mesa Diretoria da Casa.

Os vereadores que estão na Casa condenaram o presidente da Câmara por aceitar a intromissão da equipe de segurança do prefeito e desrespeitar o próprio Regimento Interno.

Vereadores desconfiam que Loiola foi aconselhado pelo governo a tomar a atitude. Isso, porque, além dos seguranças do prefeito, também estava no hall da Câmara o comando da Guarda Municipal, aliado ao fato de Loiola ter se reunido longamente com Azevedo e auxiliares antes da decisão.

Atualizada às 12h30min






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia