WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba








junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘campanha eleitoral’

FERNANDO FECHA DOIS “CULÉGIOS” POR BAIXA DEMANDA

Prefeito durante campanha fez críticas ao fechamento de escolas (Reprodução Pimenta).

FG, quando candidato, criticava fechamento de escolas (Reprodução Pimenta).

Vane do Renascer foi duramente criticado, na campanha de 2016, pelo fechamento de 10 escolas da rede municipal. O reordenamento da rede era necessário devido à baixa demanda de alunos, de acordo com o ex-gestor de Itabuna.

A justificativa foi ignorada na disputa eleitoral. Quem mais explorou o fato durante a peleja, acabou eleito prefeito de Itabuna. “Isso é um crime”, dizia o então candidato Fernando Gomes. Não sabia o que o aguardava.

Ontem, por meio de nota, confirmou-se que a gestão de Fernando fechou duas escolas (Escola Municipal Califórnia e Escola Comunitária Santa Inês, transferindo os alunos, respectivamente, para a 28 de Julho e Grupo Escolar Amélio Cordier).

A secretária de Educação, Anorina Smith Lima, que também fez críticas à decisão de Vane e da então secretária Dinalva Melo, alegou “baixa demanda na procura por vagas” e impossibilidade “de formação de turmas”. Os espaços eram alugados, acrescentou.

Contraria-se o discurso em nome da racionalidade dos recursos públicos, o que é salutar. Mas o vale-tudo eleitoral precisa acabar. E o eleitor, ficar mais atento.

Antes, como agora, os alunos não ficaram sem lugar para estudar. Espaço, antes e agora, não faltava, não falta. A rede municipal cada vez mais perde alunos. Antes, eram 30 mil (anos 2000). Hoje, não chega a 18 mil. Sobram vagas. E professores, também. Um dos motivos para reordenamento na rede.

PROCURADORIA PEDE CASSAÇÃO DE DIPLOMA E MANDATO DE BENITO GAMA

Benito pode ficar sem mandato.

Benito pode ficar sem mandato.

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) pediu a cassação do diploma e do mandato do deputado federal eleito Benito Gama (PTB) por meio de ação de impugnação de mandato eletivo (Aime). Benito é acusado de abuso de poder econômico e graves irregularidades nas contas de campanha, ao subcontratar serviços de terceiros para aquisição de bens destinados à campanha eleitoral sem declará-los na prestação de contas, o que é proibido pela legislação. A ação contra Benito foi protocolada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) nesta semana.

De acordo com o Ministério Público Eleitoral, a campanha do deputado figurou no rol das mais caras do Brasil para a Câmara dos Deputados, com gasto total de quase R$ 6 milhões, sendo R$ 4,5 milhões despendidos na prestação de serviços de terceiros. A partir de matéria publicada na Folha de São Paulo, a PRE apurou que a campanha do candidato repassou a lideranças políticas – entre eles ex-prefeitos, ex-vereadores e até mesmo pastores evangélicos – vultosas quantias, a fim de obter apoio e retorno eleitoral, tudo sob o pretexto de prestação de serviços.

Nas apurações, várias pessoas – 30 foram ouvidas pelo MPE – confirmaram ter recebido dinheiro para a campanha do candidato em vários municípios baianos, a exemplo do candidato ao cargo de prefeito derrotado em 2012 em Jaguaquara, que recebeu R$ 300 mil; de um dentista atuante na região de Canarana, que recebeu R$ 120 mil e muitos outros. Todos declararam ao Ministério Público Eleitoral que receberam o dinheiro para exercer a função de coordenadores da campanha e contratar pessoas para divulgá-la e realizar ações como pintura de muros, afixação de publicidade, distribuição de santinhos e outros materiais.

Além da subcontratação de terceiros, diversas testemunhas relataram que, com os valores recebidos, também realizaram gastos com aquisição de materiais e insumos para uso na campanha eleitoral, sendo que essas informações foram omitidas na prestação de contas do atual deputado, em desrespeito à Resolução 23.406/2014, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

:: LEIA MAIS »

CANDIDATOS AO GOVERNO BAIANO ARRECADAM MAIS DE R$ 20 MILHÕES

Da Luz, Rui Costa, Renata Mallet, Marcos Mendes, Lídice da Mata e Paulo Souto.

Da Luz, Rui Costa, Renata Mallet, Marcos Mendes, Lídice da Mata e Paulo Souto.

Do Bahia Notícias

Os três candidatos ao governo da Bahia que mais pontuam nas pesquisas de intenção de votos já gastaram mais de R$ 14,1 milhões, no total, para o financiamento dos dois meses de campanha, de acordo com as prestações de contas divulgadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nenhum dos três, até o momento, apresenta déficit durante a corrida eleitoral. Rui Costa (PT), considerado o postulante ao cargo estadual que mais arrecadou em todo o país  – com uma receita apresentada de R$ 14,6 milhões –, gastou até o momento R$ 8.162.336,19, em dados oficiais.

Já o primeiro nas pesquisas de intenção de votos, Paulo Souto (DEM), revelou uma despesa de R$ 4.236.732,43, ante os R$ 5.600.485,90 já arrecadados. A senadora Lídice da Mata (PSB) mostrou gastos no valor de R$ 1.780.777,33. Sua arrecadação foi de R$ 2.502.000,00 na 2ª parcial das prestações de contas. O postulante Marcos Mendes (PSOL) não apresentou receita ou despesa de sua campanha, de acordo com os dados do TSE.

Os maiores gastos entre os candidatos foram para produção para TV e rádio, despesa com o pessoal e combustível. No total, a quantia dos candidatos baianos não chega ao dispêndio de alguns estados que, apesar de menor população e menor força econômica, estão entre os que possuem as campanhas mais caras para governador.

De acordo com levantamento da Folhapress, em Mato Grosso do Sul, com o eleitorado de 1,8 milhões de pessoas, os seis candidatos declararam despesas somadas de R$ 31 milhões até agora. No ranking dos gastos, o estado fica somente atrás das despesas dos postulantes em São Paulo. Adicionadas as despesas de Renata Mallet (PSTU), que totalizam R$ 28.885,23 – Rogério da Luz (PRTB) também não lançou o seu orçamento –, os candidatos baianos para o cargo no Palácio de Ondina gastaram, ao todo, R$ 14.208.730.

JINGLES E DIREITOS AUTORAIS

Tempo Presente, A Tarde

Avisado por colegas baianos, os paulistas João Lucas e Marcelo, autores de Eu quero tchu, eu quero tcha, acenderam a luz amarela na campanha eleitoral de 2012.

A música virou hit de muitos candidatos que a usam sem nada pagar de direitos autorais. A ideia é partir para cima e fazer uma varredura a fim de identificar os usuários. Para cobrar direitos autorais, óbvio.

CAMPANHAS VÃO CUSTAR (SÓ?) R$ 5,4 MILHÕES

A previsão de marqueteiros experientes aponta que somente a campanha eletrônica (rádio e televisão) em Itabuna custará –  não menos que – R$ 1 milhão em 2012.

O montante, claro, é o necessário para cobrir despesas de candidatos que possuem maior tempo no horário eleitoral na televisão e no rádio e exigem maior estrutura (contratação de produtora, estúdio, logística, produtores, cinegrafistas, repórteres, apresentadores…).

Mas se o leitor-eleitor acredita em Papai Noel… Em Itabuna, a previsão de gastos em toda a campanha dá exatos R$ 5.425.000.00. Não é pouca grana, mas a realidade aponta para gastos ainda (e bem) maiores.

Vane do Renascer (PRB) fez previsão de gastos de R$ 2 milhões em sua campanha. Juçara Feitosa (PT) pretende gastar a mesma quantia. Já o prefeito Capitão Azevedo (DEM), que terá praticamente metade do horário eleitoral na TV e no rádio, informou previsão de gastos de R$ 900 mil.

Zem Costa (PSOL) definiu em R$ 500 mil o teto de gastos. Zé Roberto (PSTU) prevê R$ 15 mil e Pedro Eliodório (PCB) deverá gastar R$ 10 mil.

Rola no Facebook. Serve pra 2012…

Um deputado está andando tranquilamente quando é atropelado e morre.

A alma dele chega ao Paraíso e dá de cara com São Pedro na entrada.

– Bem-vindo ao Paraíso! – diz São Pedro

– Antes que você entre, há um probleminha. Raramente vemos parlamentares por aqui, sabe, então não sabemos bem o que fazer com você.

– Não vejo problema, é só me deixar entrar – diz o antigo deputado.

– Eu bem que gostaria, mas tenho ordens superiores. Vamos fazer o seguinte: Você passa um dia no Inferno e um dia no Paraíso Aí, pode escolher onde quer passar a eternidade.

– Não precisa, já resolvi. Quero ficar no Paraíso – diz o deputado.

– Desculpe, mas temos as nossas regras.

Assim, São Pedro o acompanha até o elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno. A porta se abre e ele se vê no meio de um lindo campo de golfe. Ao fundo o clube onde estão todos os seus amigos e outros políticos com os quais havia trabalhado.

Todos muito felizes em traje social.

Ele é cumprimentado, abraçado e eles começam a falar sobre os bons tempos em que ficaram ricos às custas do povo.

Jogam uma partida descontraída e depois comem lagosta e caviar.

Quem também está presente é o diabo, um cara muito amigável que passa o tempo todo dançando e contando piadas.

Eles se divertem tanto que, antes que ele perceba, já é hora de ir embora.

Todos se despedem dele com abraços e acenam enquanto o elevador sobe.

Ele sobe, sobe, sobe e porta se abre outra vez. São Pedro está esperando por ele..

Agora é a vez de visitar o Paraíso.

Ele passa 24 horas junto a um grupo de almas contentes que andam de nuvem em nuvem, tocando harpas e cantando.

Tudo vai muito bem e, antes que ele perceba, o dia se acaba e São Pedro retorna.

– E aí? Você passou um dia no Inferno e um dia no Paraíso.

Agora escolha a sua casa eterna.

Ele pensa um minuto e responde:

– Olha, eu nunca pensei .. O Paraíso é muito bom, mas eu acho que vou ficar melhor no Inferno.

Então São Pedro o leva de volta ao elevador e ele desce, desce, desce até o Inferno.

A porta abre e ele se vê no meio de um enorme terreno baldio cheio de lixo. Ele vê todos os amigos com as roupas rasgadas e sujas catando o entulho e colocando em sacos pretos.

O diabo vai ao seu encontro e passa o braço pelo ombro do deputado.

– Não estou entendendo – gagueja o deputado –  Ontem mesmo eu estive aqui e havia um campo de golfe, um clube, lagosta, caviar, e nós dançamos e nos divertimos o tempo todo. Agora só vejo esse fim de mundo cheio de lixo e meus amigos arrasados!!!

O diabo olha pra ele, sorri ironicamente e diz:

– Ontem estávamos em campanha.  Agora, já conseguimos o seu voto…

PRESTÍGIO EM ALTA

O vereador itabunense Wenceslau Júnior (PCdoB) teve 31.832 votos e “bateu na trave” na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia. Político habilidoso e articulador, o comunista será peça importante na campanha a favor de Dilma Rousseff na Bahia.

O governador Jaques Wagner quer dar à petista uma votação ainda mais expressiva que os 63% obtidos no primeiro turno. Para isso, a ordem é reunir os melhores quadros da esquerda baiana numa verdadeira força-tarefa pró-Dilma. Wenceslau é um desses quadros.

Para alinhavar a missão, o vereador itabunense participará, na manhã desta sexta-feira, 8, de um encontro que terá a participação do governador Jaques Wagner. O comunista diz que já está em campanha.

O VALE TUDO ELEITORAL. NÃO HÁ CETICISMO?

Ailton Silva

Fiquei mais impressionado ainda com a quantidade de gente que acredita no que é espalhado pela internet sem saber de quem ou de onde partiu a “informação”.

Nos últimos dois meses, tornei-me um “cidadão muito importante”. Não ganhei um prêmio ou fiquei milionário (olha que tenho tentado a sorte quase toda a semana!). Ah, também não pense que fui promovido a qualquer coisa. A verdade é que os simpatizantes dos candidatos me descobriram. Ainda não descobriram você?

Tenho recebido uma média de 25 spams por dia. Praticamente todas as mensagens são de partidários de alguns candidatos atacando outros.

São “informações” sobre os presidenciáveis e políticos de Pernambuco a Rio Grande do Sul, dentre alguns estados que só conheço pelo noticiário e graças às aulas de Geografia e História.

Porém, o que me surpreendeu não foi essa descoberta de que sou um “cidadão importante”, mas as idiotices, imbecilidades e baixarias que os simpatizantes de algumas candidaturas são capazes de produzir.

Fiquei mais impressionado ainda com a quantidade de gente que acredita no que é espalhado pela internet sem saber de quem ou de onde partiu. Muitas pessoas com as quais tenho contato vendem as “informações” sem nenhuma contestação, como se elas fossem verdades absolutas.

As “informações” ganham força até em alguns veículos de partidários regionais. Na terça-feira, 28, fui a uma vidraçaria para fazer orçamento de um box, quando, de repente, o gerente da loja comentou comigo sobre uma frase que um dos candidatos (as) à presidência da República teria dito e foi publicado em um jornal local.

Disse para ele que eu era jornalista, estava acostumado com campanhas eleitorais e que seria um absurdo alguém ter dito aquilo, por mais arrogante e burro que fosse.  Ele e outras pessoas que estavam no local, começaram a achar que eu era partidário do dito candidato (a) que falou a suposta frase.

Mais tarde, conversando sobre eleições, um amigo meu (universitário) puxou conversa: “você leu o que fulano de tal afirmou?”. Eu, dissimulando para ter certeza de que iria ouvir aquela bobagem dele, respondi não. “Fulano (a) de tal disse que nem Jesus (a) o faz perder as eleições”.

Então, perguntei onde ele leu aquilo. “Vi há pouco na televisão”, foi a resposta do meu interlocutor. Perguntei em qual canal. Ele acabou confessando que alguém tinha lhe dito aquilo.

À noite, estava eu assistindo ao telejornal quando uma amiga minha liga e disparou: “Você viu como candidato (a) tal está arrogante?” Eu, que já estava esquecido dos embates anteriores, respondi: “estou sabendo não”.

Minha amiga mandou: recebi um e-mail dizendo que meu candidato (a) disse que nem Deus tira a vitória dele (a). “Só por isso, vou mudar o meu voto”. E assim bateu o martelo para o próximo domingo.

E eu, que achava que muitos universitários que conheço valorizassem a palavra ceticismo e fossem votar baseado nas suas convicções, já estou pensado em reler todas as teorias sobre campanhas eleitorais e enquadramento da mídia que estudei na faculdade e no período pós-formatura.

Mas só penso em fazer isso depois da leitura legal sobre os spams que não param de chegar no meu e-mail. Ah, eles não vão influenciar meu voto. Nem o (a) candidato (a), em momento algum, falou aquela asneira publicada em jornal local e também reverberada pela internet.

Ailton Silva é jornalista, produtor e redator do Jornal das Sete e editor de A Região.

COPA DO MUNDO, EU?

(foto Frederico Silveira)

Para os itabunenses que o classificam como candidato da numerosa categoria “copa do mundo” – aqueles que chegam à cidade durante a campanha, em busca de votos, e depois desaparecem -, o empresário Félix Mendonça Jr. se defende na hora.

Mendonça, que postula mandato de deputado federal pelo PDT, assegura que Itabuna será uma das principais bases de seu mandato parlamentar, naturalmente caso seja eleito.

“Em 2012, por exemplo, não abrirei mão de participar intensamente das eleições municipais”, adianta o pedetista. Não se sabe se essa participação será em forma de apoio ou com uma eventual candidatura do próprio, que faz questão de enfatizar a sua condição de nativo de Itabuna.

WENCESLAU FAZ CORPO-A-CORPO EM URUÇUCA

Wenceslau Júnior conversa com alunos do Ifet

O comunista Wenceslau Júnior, candidato a deputado estadual, faz peregrinação pelos municípios do sul da Bahia, procurando convencer o eleitorado da importância do voto regional e em candidatos afinados com o chamado “time de Lula”.

Wenceslau esteve na manhã desta terça-feira na cidade de Uruçuca, onde visitou os alunos do Instituto Federal de Educação (Ifet), trabalhadores da fábrica de palmito Inaceres e se encontrou ainda com diretores do Sindicacau.

Além do voto regional, o candidato tem pregado compromisso com políticas de geração de emprego e renda e voltadas à educação, como por exemplo a luta pela instalação de uma universidade federal no sul da Bahia.

“EU SEI FAZER (DE) CONTA”

EM SERGIPE, TUCANO É ACUSADO DE VOTAR EM DILMA

Durante comício na cidade de Itabaiana (SE), com a participação do presidenciável José Serra (PSDB), um candidato do PPS acusou o tucano Albano Franco de votar na candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Tentando disfarçar o constrangimento, Serra pediu socorro ao ex-governador João Alves.

Assista:

PIMENTA ENTREVISTA DAVIDSON MAGALHÃES

“O sul da Bahia vai se consolidar como uma das maiores áreas de consumo de gás natural no Nordeste”

Vice-presidente do PCdoB na Bahia, Davidson Magalhães é hoje uma espécie de comunista executivo. Como diretor-presidente da Bahiagás, compete a ele estar à frente do projeto de levar o gás natural a diversos municípios sul-baianos, a partir da base de distribuição do Gasene.

Nesse rápido bate-papo com o Pimenta, Magalhães fala das perspectivas para a região e revela que tirou férias na Bahiagás, mas não para descansar. Enquanto o executivo sai de cena, entra em campo o político, que assumiu uma das posições estratégicas na coordenação de campanha do governador Jaques Wagner.

O comunista diz que está engajado em “um processo que vem dando certo e está transformando a Bahia”.

Leia abaixo uma síntese dessa conversa:   

Pimenta – Há quatro meses o gás natural chegou à região e isso gerou uma grande expectativa pela possibilidade de atração indústrias. Qual é o cenário hoje?
Davidson Magalhães –
Inicialmente, tanto a região sul quanto o extremo-sul estão sendo beneficiadas com a chegada do gás natural. Estão sendo fechados diversos contratos com empresas como a Suzano, a Veracel, Nestlé, Trifil. Todas elas vão receber o fornecimento do gás natural.

Pimenta – A partir de quando?
Davidson –
Uma parte no início do ano que vem e outras já agora. Isso já está bastante avançado. Nós instalamos um núcleo comercial da empresa na região, já projetando uma futura sede regional da Bahiagás. O potencial do mercado local cria as condições para uma atuação mais estruturada da empresa aqui na região e esse é um dado positivo. O segundo tem a ver com o investimento. Nós já fizemos algumas licitações para o início das obras (da rede de distribuição do gás natural na região) e parte delas já está acontecendo. A nossa agenda está bastante avançada.

Pimenta – Qual o volume de gás natural que a Bahiagás pretende comercializar na região?
Davidson –
A perspectiva para o conjunto da região é de ultrapassar diversos estados do Brasil. Em quatro anos, ultrapassaremos os 500 mil metros cúbicos. Essa estimativa está atrelada aos empreendimentos já existentes, ou seja, ao que já existe hoje em nossa cidade. Nem contabilizamos a demanda que será gerada com o Porto Sul, que vai trazer um potencial muito grande. O sul da Bahia irá se consolidar como uma das principais áreas de consumo de gás natural no Nordeste.

:: LEIA MAIS »

PCdoB QUER DEPUTADO ELEITO PELO SUL DA BAHIA

Wenceslau defende Universidade Federal no Sul da Bahia

O vereador Wenceslau Júnior (PCdoB), liderança forjada no movimento estudantil universitário, lançou ontem (22), em Itabuna, sua caminhada com o objetivo de obter vaga na Assembleia Legislativa.

O evento, na sede da AABB, reuniu cerca de 1.500 pessoas e lideranças do partido, como o presidente em exercício do diretório baiano, Davidson Magalhães, o deputado estadual Edson Pimenta e a federal Alice Portugal.  O prefeito de Itacaré, Antônio de Anísio, e o vice de Jussari, Guimarães, também estavam presentes.

O PCdoB jamais teve um deputado eleito pela região cacaueira e deseja quebrar esse tabu. Wenceslau tem como principais bandeiras a defesa da Universidade Federal do Sul da Bahia, propostas relacionadas à assistência estudantil e articulação de projetos voltados à geração de emprego e renda na região.

O BUZINAÇO DE GEDDEL

Geddel: buzinaço.

Em meio à circulação de dezenas de pessoas do interior e da capital no escritório do PMDB baiano, no Costa Azul, o pré-candidato ao governo da Bahia, Geddel Vieira Lima, iria reservar parte da agenda para discutir exclusividade e a encomenda de milhares de buzinas, digamos, com o tipo de som ao gosto do cliente.

–  É Geddel, Geddel, Geddel, Gedeeeellll… – era o som preferido por lá, mas o dono pode colocar até 12 frases-buzina.

Os peemedebistas querem espalhar a engenhoca Bahia afora, infernizando ouvidos alheios e, principalmente, os adversários. Representantes da empresa que detém a exclusividade do produto dizem que a buzininha ‘tabajara’ sai a R$ 195,00 a unidade.

Em tempo: a aglomeração no escritório antecedia o anúncio do ministro de que mais um partido nanico integrará o seu arco de alianças, o PTC.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia