outubro 2014
D S T Q Q S S
« set    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  



pm ilheus

:: ‘cartão de crédito’

PRODUTO PAGO EM DINHEIRO OU NO CARTÃO DE CRÉDITO PODERÁ TER PREÇO DIFERENTE

Pagar no cartão pode ficar mais caro (Foto Valter Campanato-ABr).

Pagar no cartão pode ficar mais caro (Foto Valter Campanato-ABr).

Da Agência Brasil

A opção do cliente na hora de pagar por um produto pode fazer diferença no bolso. As compras em cartão de crédito podem ficar mais caras. Isso porque o plenário do Senado aprovou hoje (6)  o Projeto de Decreto Legislativo 31/2013, que permite ao comerciante estabelecer preços diferentes para o mesmo produto se o pagamento for feito em dinheiro ou no cartão de crédito.

A discussão foi polêmica. Os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Vicente Claudino (PTB-PI) tentaram impedir a votação da proposta em plenário com a apresentação de um requerimento para que o tema fosse debatido antes nas comissões de Assuntos Econômicos e de Fiscalização e Controle. O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), também fez um apelo para que a matéria não fosse a plenário, mas o grupo foi vencido pela maioria.

“Não é uma questão de consenso. É uma questão de defesa do consumidor, e eu não posso acreditar que as bandeiras dos cartões de crédito impeçam a manifestação do Senado. Contra ou a favor, que defina o Senado a sua posição”, argumentou o autor da proposta, Roberto Requião (PMDB-PR).

Para ele, a proibição acaba por repassar ao preço do produto os custos embutidos no uso do cartão de crédito (cerca de 7% do valor total) e impede que o estabelecimento conceda desconto ao cliente que pagar à vista.

:: LEIA MAIS »

O CELULAR-CARTÃO DE CRÉDITO

Ontem, os milhões de clientes da TIM, pós ou pré-pagos como um dos pimentistas, receberam em seus celulares anúncio de uma associação da companhia telefônica com a Itaucard. A união vai permitir aos clientes pagar despesas no cartão de crédito utilizando apenas o celular.

Na outra ponta, a Cielo e a Oi anunciam algo que vai na mesma linha. Com aluguel mensal de R$ 9,90, microempreendedores vão poder utilizar celulares como terminais para registro das compras de clientes com cartão de crédito. E o cliente Oi também vai poder dispor da comodidade. É a evolução.

ESPERTINHOS NEM SEMPRE SE DÃO BEM

O jornal A Tarde acaba de demitir um funcionário que utilizava dados sigilosos da empresa para fazer compras em cartões de crédito de clientes do maior diário do norte/nordeste. Rodrigo Soledade, autor do golpe, trabalhava no setor de assinaturas.

De posse do código de segurança de cartões de crédito de clientes da publicação, Rodrigo danou a fazer compras, sempre por telefone. Nesta modalidade de negociação, bastava ao golpista informar os dados dos clientes (além do cartão com o código de segurança) para adquirir o produto desejado.

Em um dos golpes, o prejuízo chegou a R$ 507,00. Rodrigo usou o cartão de uma das vítimas para comprar HD (disco rígido de computador) na empresa de catálogo Hermes. Essa compra, como as outras, foi feita por telefone.

A polícia desvendou o golpe com a ajuda da Hermes, da operadora do cartão e do jornal. O golpista deixou pegadas: utilizou o próprio nome e endereço residencial como destino final da compra.

Em tempo: o jornal, além de demitir o funcionário malandro, também tratou de ressarcir as vítimas do golpista.