WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Chiclete com Banana’

TEATRO DE ITABUNA SERÁ INAUGURADO HOJE COM IVETE E ORQUESTRA SINFÔNICA DA BAHIA

Teatro Candinha Doria será inaugurado nesta sexta-feira

O Teatro Candinha Doria, em Itabuna, será inaugurado nesta sexta-feira (26) com apresentações de Ivete Sangalo e músicos e a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), a partir das 19h30min. A inauguração será restrita a quase 600 convidados, que é a capacidade máxima do teatro. O equipamento cultural será inaugurado pelo governador Rui Costa e o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes. Horas antes, às 12h30min, Rui e Fernando concedem entrevista e fazem visita guiada para a imprensa.

A obra ficou paralisada por 12 anos e foi retomada em 2018, após o Governo do Estado e a Prefeitura firmarem convênio para a conclusão. Além de cerca de R$ 10 milhões já empregados na fase estrutural, o Estado repassou mais de R$ 20 milhões, desde 2018 e a conclusão neste ano. Até o próximo domingo, shows de Simone e Simaria, Luiz Caldas e Chiclete com Banana e apresentações do Ballet do Teatro Castro Alves.

A inauguração do novo teatro marca os 109 anos de emancipação de Itabuna, comemorado em 28 de julho. Apto a receber espetáculos nacionais e internacionais, o teatro, em sua estrutura física, atende a todas as normas ambientais, de segurança e de acessibilidade, além de possuir uma moderna estrutura de iluminação, sonorização, mecânica, cênica e acústica, além de um amplo foyer, camarim, sanitários, salas de apoio e administração, segundo o governo baiano.

ATRAÇÕES DIAS 27 E 28

A programação promovida pela Governo do Estado terá neste sábado (27), a partir das 19h30min, a Osba, o Ballet do Teatro Castro Alves (BTCA) e o espetáculo A História do Soldado. No dia 28, data do aniversário da cidade, a área externa do teatro vai receber os shows de Luiz Caldas e da banda Chiclete com Banana.

PARALISAÇÃO, POLÊMICA E REDE GLOBO

Projeto ficou paralisado por mais de 10 anos

Após mais de dez anos de paralisações e polêmica, a obra é entregue. No período em que ficou paralisada, a obra ganhou destaque como um dos exemplos nacionais de desperdício de dinheiro público ao aparecer em matéria do Fantástico, da Rede Globo (relembre aqui).

Artistas e entidades se mobilizaram para a sua conclusão em um dos movimentos liderados pelos produtores culturais Ari Rodrigues e Eva Lima, da Associação Cultural Amigos do Teatro (Acate).

Ari, da Acate, em entrevista para a Globo

O clamor pela conclusão também levou o Ministério Público Estadual (MP-BA) a investigar o quanto já havia sido gasto até aquele momento. Apontou cerca de R$ 17 milhões, com base em documentos. A obra estava orçada em R$ 12,9 milhões. Será concluída por cerca de R$ 24 milhões. O Estado não informou, com precisão, o valor repassado desde 2018 até a conclusão do projeto.

O valor gasto divulgado pela promotoria em 2013 foi contestado pelo prefeito Fernando Gomes (reveja). Numa reunião com representantes da OAB e da Acate, o então ex-prefeito disse terem sido gastos R$ 3,7 milhões. “O dinheiro gasto foram R$ 800 mil da prefeitura e R$ 2 milhões e 900 mil do Estado. Digo isso por que a obra toda foi orçada, na época, em R$12 milhões e 900 mil. Se já gastaram R$ 17 milhões e não concluíram, então alguém pegou esse dinheiro”, afirmou Fernando em 2013.

ANIVERSÁRIO DE ITABUNA TERÁ IVETE, SIMONE E SIMARIA E ORQUESTRA SINFÔNICA DA BAHIA

Ivete, Simone e Simaria e Orquestra Sinfônica da Bahia no aniversário de Itabuna

Andreyver Lima

Durante coletiva no Teatro Municipal Candinha Doria, nesta tarde, o prefeito Fernando Gomes anunciou as atrações das festividades dos 109 anos de emancipação política de Itabuna. Além da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), estão Ivete Sangalo, Chiclete com Banana, Luiz Caldas e a dupla Simone e Simaria, uma escolha pessoal da primeira-dama do estado, Aline Peixoto, como presente para a cidade, segundo o prefeito.

O Teatro será inaugurado dia 26 (sexta-feira) às 19h30, sendo a obra mais simbólica nos últimos anos em Itabuna. Por conta de sua importância, Fernando tem atendido diretamente de uma sala no teatro, onde recebeu a imprensa. “Haverão os discursos e após o governador, entrará a orquestra e logo depois Ivete Sangalo. Por conta da capacidade do teatro (600 pessoas), vamos colocar ao lado um telão para o povo acompanhar”, disse.

O prefeito afirmou que toda a festa é promovida pelo Governo do Estado. “Após Ivete, ainda na sexta-feira, terá para o povão o show de Simone e Simaria. Uma oferta da primeira-dama do estado para o dia da cidade”. Na noite de sábado (27), se apresentarão Chiclete com Banana e Luiz Caldas.

No domingo (28), dia do aniversário, terá missa às 9h30, na Catedral São José e às 17h00, no TCD, a entrega da comenda Firmino Alves, considerada a maior honraria do município, que recebe o nome do fundador de Itabuna.

ITAJUÍPE, MICARETA, CHICLETE…

Chiclete com Banana em uma das micaretas de Itajuípe (Imagem Eugênio Abreu).

Chiclete com Banana em uma das micaretas de Itajuípe (Imagem Eugênio Abreu).

Eugênio: viagem no tempo.

Eugênio: viagem no tempo.

Itajuípe e Chiclete com Banana eram sinônimos de grandes micaretas na década de 80. O município sul-baiano atraía gente de todo o estado para o carnaval fora de época. Com Missinho e Bel ainda sem bandana, a banda de axé se apresentava em cima de trios elétricos e arrastava multidão.

Esse período dourado da Velha Pirangi vem sendo recuperado por Eugênio Nobre numa rede social. Via Facebook, o músico também recupera grandes apresentações de músicos regionais – Banda Phase, Embalo 4 e por aí vai. E, ainda, tem show do impagável Genival Lacerda.

Abaixo, um pouco de Chiclete numa das mais famosas micaretas do interior da Bahia.

Para curtir mais, clique aqui.

CONCURSO ESCOLHE SUCESSOR DE BELL NO CHICLETE COM BANANA…

Está aberta a temporada de caça a dublês de músico e administrador no "The Voice Bell Brasil"

Está aberta a temporada de caça a dublês de músico e administrador no “The Voice Bell Brasil”

O jornalista e diretor de cinema Jonathan Sampaio é reconhecido pelas tiradas de humor (ácido, leve…). Com o anúncio da saída de Bell Marques da Banda Chiclete com Banana, Jonathan está propondo um programa para escolha do sucessor do vocalista. O nome já está pronto. Uma adaptação, claro, sem direitos a royalties: The Voice Bell Brasil. O diabo é o detalhe: o escolhido não deve ter apenas o dom de cantar, mas também de resolver pepinos financeiros. Especula-se no mercado que a empresa da banda Chiclete tem papagaios de, aproximadamente, R$ 30 milhões na rua.

BELL MARQUES DEIXARÁ O CHICLETE EM 2014: “NUNCA IMAGINEI QUE ESSE DIA PUDESSE CHEGAR”

Bell Marques diz que só Deus julgará decisão tomada.

Bell Marques diz que só Deus julgará decisão tomada.

O cantor Bell Marques acaba de anunciar na rede de compartilhamento de vídeos YouTube que deixará o comando da banda Chiclete com Banana após o carnaval do próximo ano. O cantor ficou à frente da maior banda de axé por mais de 30 anos. “Um novo jeito de caminhar” é o título do vídeo postado há pouco pelo músico.

“Construímos uma grande história na música brasileira. Estou aqui com o coração muito, muito apertado. Nunca imaginei que esse dia pudesse chegar”. O cantor informou que seguirá carreira solo. Ele ainda desejou boa sorte para os que permanecerão com o Chiclete, mas demonstrou preocupação com as “versões” que surgirão sobre o afastamento da banda.

Confira o anúncio.

ZÉ AVISA: CHICLETE COM BANANA SÓ SE FOR SEM DINHEIRO PÚBLICO

Do Blog do Velame

A lamentação reinou na reabertura da Câmara de Feira de Santana. Encarregado de fazer o discurso de reabertura, o prefeito José Ronaldo (DEM), usou a maioria do seu tempo para falar sobre as dívidas da prefeitura deixadas pelo seu antecessor Tarcízio Pimenta (PDT).

Dentre outros assuntos, Ronaldo reclamou da dívida da previdência, do sucateamento da frota e da falta de dinheiro em caixa, mas foi sobre a Micareta a reclamação mais aguda. O democrata criticou o alto cachê que o prefeito anterior pagava a bandas e avisou. “Por mais que eu goste de assistir ou ouvir não pagarei com dinheiro público a banda Chiclete com Pimenta, como é? Chiclete com Banana!”, disse atrapalhando o nome da banda com o nome do ex-prefeito.

Ronaldo disse que torce para que a banda se apresente na Micareta de Feira, mas paga com dinheiro da iniciativa privada. “Estou buscando a parceria com a iniciativa privada. Sonhamos que ela toque, mas não com o dinheiro da prefeitura”, advertiu.

Leia mais

“FOGO E PAIXÃO” VIRA HIT DO CARNAVAL DE SALVADOR

Wando, o homenageado.

Fogo e Paixão, clássico brega dos anos 1980, virou hino informal dos trios elétricos de Salvador para reverenciar o cantor Wando, que morreu há dez dias (relembre aqui). A música é presença durante as quatro horas de duração média do desfile de cada trio elétrico que cruza o circuito Barra/Ondina, o mais badalado da capital baiana.

A celebração do astro brega incluiu, ontem (17), músicos como Tomate, Netinho e Cláudia Leitte. Quando Bell Marques, do Chiclete com Banana, cantou o primeiro verso, “Você é luz”, a multidão replicou na hora: “é raio, estrela e luar…” O “hino” a Wando também foi executado hoje por blocos independentes no circuito do Campo Grande, o mais tradicional da cidade, e durante os festejos no Pelourinho. Da Folha.

CHICLETEIRO

O deputado estadual Luiz Argôlo, candidato a federal pelo PP, alega que não cometeu ilícito algum durante a Festa do Centenário em Itabuna, quando teve seu nome citado pelo cantor Bell Marques, do Chiclete com Banana. “Eu e Bell nos conhecemos há muitos anos, desde os tempos das vaquejadas de Entre Rios”, afirma.

Durante o show, na madrugada do último dia 28, Bell saudou Argôlo e o convidou para, em breve, degustar um vinho em Salvador. No entendimento do deputado, “o artista é livre para se manifestar e é bom que se frise que ele me cumprimentou como amigo e não como candidato”.

ALÔ E ANALGÉSICO

O deputado estadual Luiz Argôlo teve uma leve dorzinha de cabeça, nesta madrugada, durante o show do Chiclete com Banana.

Tudo porque o vocalista Bell Marques, já no palco, mandou aquele alô para o parlamentar, que estava no camarote da Festa do Centenário.

Como é candidato a deputado federal, a dor de Argôlo atende pelo nome de Justiça Eleitoral. Mas amigos o deixaram mais calminho.

JATINHO DO CHICLETE NÃO CONSEGUE POUSAR EM ILHÉUS

A  banda Chiclete com Banana deixou para vir para Itabuna na última hora, em jatinho próprio, e não conseguiu teto no aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus. A aeronave retornou para Salvador e ainda se encontra na capital baiana.

Apesar disso, os organizadores da Festa do Centenário creem que haverá show do Chiclete nesta noite/madrugada chuvosa. A banda foi contratada a um cachê de R$ 240 mil pela prefeitura de Itabuna.

01h32min – A banda, finalmente, começou a tocar, quase duas horas além do horário previsto, e pediu desculpas pelo atraso.

ATRAÇÕES DO CENTENÁRIO CUSTARÃO MAIS DE R$ 500 MIL

Azevedo torra mais de R$ 500 mil na festa.

A prefeitura de Itabuna gastará mais de R$ 500 mil apenas com as contratações de bandas e cantores para a Festa do Centenário.

O valor apurado não inclui gastos do município com estrutura de shows, hospedagem e transporte das atrações que se apresentarão nos dias 27 e 28 na avenida Princesa Isabel, ao lado do centro administrativo Firmino Alves.

De acordo com os contratos, o show do Chiclete com Banana ficará por R$ 240 mil. Será a atração mais cara. O cachê de Fábio Júnior é de R$ 103 mil. A Banda Lordão custará R$ 71 mil, conforme divulgado na última sexta-feira (clique aqui).

No dia 27, ainda se apresentam Banda Vera Cruz e John Kelson. Outras bandas de menor expressão foram contratadas pelo município. A Festa do Centenário ainda prevê apresentações gospel na avenida Princesa Isabel, dia 28. Aline Barros é a principal atração do dia 28, aniversário de 100 anos de emancipação político-administrativa de Itabuna. A apresentação custará R$ 58,4 mil.

A prefeitura não divulga em seu material informativo à imprensa qual a estimativa de gastos com a contratação de bandas e cantores e estrutura de shows. A informação é de que o Grupo Chaves assumirá parte dos custos com infraestrutura de shows, mas não é divulgado qual o valor investido pelo grupo.

Os extratos dos contratos publicados pelo município deixam claro a contratação dos serviços musicais das atrações, mas não esclarecem sobre os custos com transporte, hospedagem e infraestrutura de shows. Os R$ 500 mil só como cachê na festa é o equivalente à realização de um Carnaval Antecipado no município.

CHICLETE VEM POR R$ 240 MIL, DIZ SECRETÁRIO

O secretário de Indústria e Comércio, Carlos Leahy, afirmou ao apresentador do programa Bom Dia, Bahia (rádio Nacional), Ederivaldo Benedito, que o show do Chiclete com Banana custará R$ 240 mil aos cofres da prefeitura de Itabuna.

Leahy entrou em contato com o jornalista para contestar a informação de que o show da banda de axé sangraria o erário em R$ 300 mil. A banda arcará, segundo o titular da Indústria e Comércio, com os custos de hospedagem e transporte.

Para livrar a pecha de festa superfaturada, o secretário observou que a banda se apresentou em Ilhéus por R$ 150 mil, em janeiro, porque os seus componentes são amigos do promotor de eventos Ricardo Hafner. Assim, fizeram precinho camarada. R$ 300 mil foi a pedida da banda. “Fechamos um grande contrato [por R$ 240 mil]”.

Leahy não soube precisar, no entanto, qual o cachê de Fábio Júnior. Nos bastidores, fala-se até em inacreditáveis R$ 150 mil. As duas atrações foram contratadas para a Festa do Centenário de Itabuna, no dia 27 de julho, na avenida Princesa Isabel, às 18h. No dia 28 daquele mês, Itabuna completará 100 anos de emancipação política.

O secretário ainda se comprometeu com o apresentador do Bom Dia, Bahia a tornar público, no programa, os contratos das quatro atrações da festa (também estão previstas as bandas Lordão e Vera Cruz). Nos bastidores, sabe-se que houve irritação com o vazamento de valores dos contratos.

Embalado pelo sabor da polêmica, Ederivaldo Benedito e Fábio Roberto vão discutir, amanhã, das 7h às 9h,justamente o Centenário de Itabuna. Os convidados são o prefeito Capitão Azevedo, a jornalista Maria Antonieta, o memorialista Nilton Ramos (Nilton Jega-Preta) e o urbanista Ronald Kalid.

CENTENÁRIO SUPERFATURADO

O programa Bom Dia, Bahia, da rádio Nacional, detonou a bomba e, agora, o blog Boca Maldita dá mais detalhes do que poderá se constituir em um escândalo. De acordo com a denúncia, a prefeitura de Itabuna está contratando a banda Chiclete com Banana a peso de ouro: R$ 300 mil, fora os gasto com hospedagem e transporte. Os chicleteiros se apresentaram em Ilhéus, no dia 7 de janeiro, por R$ 150 mil.

A Festa do Centenário está programada para o dia 27 de julho, véspera do aniversário de 100 anos de Itabuna. Outras atrações da programação festiva são Fábio Júnior (R$ 100 mil), Lordão e Vera Cruz. Em sendo verdade, há uma fábrica de dinheiro lá pelas bandas do centro administrativo Firmino Alves.

CHICLETE QUER ‘UMA FÁBULA’ PARA TOCAR NO CENTENÁRIO

Segundo o blog Políticos do Sul da Bahia, o prefeito Capitão Azevedo (DEM) desistiu de contratar a banda Chiclete com Banana como uma das atrações da festa do Centenário de Itabuna.

As despesas com a contratação, hospedagem e locações ficariam em torno de R$ 500 mil. Só o show de cerca de duas horas ficaria por R$ 400 mil. “Nem Chiclete nem Banana”, teria dito o mandatário itabunense.

Leia a história completa no blog

CHICLETEIRO DE CORAÇÃO

Essa vem do Política Etc:

O carnaval do prefeito Newton Lima terá três dias de folia com Chiclete com Banana na “quebrança”.

Calma, Ilhéus realmente não terá festa momesca, mas o prefeito – que não é bobo – já garantiu seu abadá no bloco Camaleão, em Salvador. No domingo, “Newtão” pula no circuito Barra-Ondina. Na segunda e na terça, ele sacode a cabeleira no Campo Grande.

E viva a alegria!

A FILA ANDOU… E O CHICLETE VAI TOCAR!

CONFIRMADO: depois de pendenga, show rola nesta quinta, 7.

CONFIRMADO: depois de pendenga, show rola nesta quinta, 7.

O produtor Eric Ettinger infirmou ao Pimenta que o show do Chiclete com Banana vai rolar nesta quinta-feira, 7, no centro de convenções de Ilhéus.

O empresário da promotora do evento se comprometeu a quitar o papagaio, de aproximadamente R$ 50 mil.

A incerteza sobre a realização da festa se deu após liminar obtida pelo Ecad que proibia o show se não houvesse acordo ou pagamento da pendenga. Parte da dívida foi paga nesta quarta, 6. A fila andou e o Verão Chicleteiro vai rolar.

O BRINQUEDINHO DO CHICLETE

O novo brinquedinho do Chiclete com Banana.

Chiclete agora voa em jato próprio, um Learjet 45.

O vocalista Bel Marques, da banda Chiclete com Banana, anda de brinquedinho novo: um Learjet 45 para voar com os seus músicos mundo afora.

O valor do jato está calculado em R$ 17 milhões. E pousou em Salvador ainda ontem, para alegria dos chicleteiros.

Por enquanto, só duas incertezas: se vai haver show da banda em Ilhéus e se poderá estrear o brinquedinho em terras sul-baianas, na ponte Salvador-Ilhéus.

(Como se sabe, ontem, saiu liminar que proíbe a empresa Ricardo Hafner Produções de promover o show da banda, no Centro de Convenções, sem antes pagar a pechincha de R$ 50 mil devidos ao Ecad).

JUSTIÇA CANCELA SHOW DO CHICLETE EM ILHÉUS

Do Bahia Notícias

O evento “Verão Chicleteiro”, que seria realizado na próxima quinta-feira (7) no Centro de Convenções de Ilhéus, no sul do estado, com a participação da banda Chiclete com Banana, foi suspenso por uma decisão judicial. A juíza Maria Jacy de Carvalho, da 9ª Vara Cível de Salvador, intercedeu pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad), órgão federal que resguarda o direito autoral, contra a empresa Ricardo Hafner Produções Artísticas quanto à falta de pagamento prévio para a autorização do órgão na realização do evento.

Segundo advogados ligados ao caso, a expectativa de público do evento é de 4 mil pessoas que pagariam, cada uma, R$ 50 pelo ingresso, o que totalizaria cerca de R$ 200 mil de arrecadação final. Segundo a lei que rege o Ecad, para que a autorização prévia do órgão seja concedida, a produção da festa deveria ter pago 10% deste total, o que não aconteceu.

Caso os organizadores do Verão Chicleteiro desobedeçam a ordem e façam o show sem pagar o Ecad, a aparelhagem de som pode ser lacrada pela polícia no dia do acontecimento. A Ricardo Hafner Produções Artísticas também deveria dinheiro ao Ecad em outros eventos há pelo menos dois anos, de acordo com os advogados.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia