WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia






secom bahia








maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

editorias






:: ‘chuva’

SEMANA CHUVOSA EM ITABUNA E ILHÉUS, SEGUNDO AGÊNCIA

Itabuna enfrenta final de tarde chuvosa nesta segunda || Foto Roberto Santos/13.mai.19

Chove de forma mais intensa neste final de tarde desta segunda-feira (13) em Itabuna e em boa parte do sul da Bahia. De acordo com a Agência ClimaTempo, a previsão é de que chova em torno de 45 milímetros hoje no maior município do sul da Bahia.

Ainda segundo a agência, a chuva deverá persistir também na terça, com previsão de volume de 25 milímetros de chuva, dando uma pequena trégua na quarta, quando são esperados 9 milímetros.

A previsão de chuva, ainda conforme a agência, é a mesma para Ilhéus, onde a população enfrentou dificuldades no período da manhã desta segunda-feira. Segundo a agência deve chover o equivalente a 45 milímetros nesta segunda, 25 na terça e 9 na quarta. Nos dois municípios, sistema de defesa civil em alerta.

TETO DE GINÁSIO DE MARAÚ DESABA

Teto do ginásio não suportou volume de chuva (Foto Maraú Notícias).

Teto do ginásio não suportou volume de chuva (Foto Maraú Notícias).

O teto do ginásio municipal de Maraú desabou com a chuva registrada entre a madrugada e o início da manhã desta quinta (5). De acordo com o site Maraú Notícias, não havia ninguém no local no momento em que a estrutura metálica desabou.

O espaço estava interditado desde 2007, mas ainda abrigava eventos, inclusive da prefeitura, segundo o site. Sem manutenção, a estrutura deteriorou-se ainda mais, não suportando a chuva de hoje.

E ITABUNA AMANHECEU ASSIM

Itabuna23022016Com água salgada caindo novamente em muitas torneiras, Itabuna amanheceu nesta terça-feira (23) com uma chuva que traz esperança. De quebra, um belo arco-íris, que podia ser visto de várias partes da cidade por volta das 7 horas.

ILHÉUS: BARONESAS INVADEM BAÍA DO PONTAL

Baía do Pontal foi invadida por baronesas neste final de semana.

Baía do Pontal foi invadida por baronesas neste final de semana.


Um dos principais cartões postais de Ilhéus, a Baía do Pontal foi invadida por baronesas (aguapés) desde a noite de ontem (23), levadas pelas águas dos rios Colônia (Itapé) e Cachoeira (Itabuna). Hoje, um grande “tapete” verde começava a se formar com o grande volume da vegetação na baía ilheense.

Com base em dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a coordenação da Defesa Civil em Itabuna informou ao Pimenta.blog ter chovido cerca de 140 milímetros, de quinta a sábado (23), nos municípios banhados por afluentes do Cachoeira, dentre eles o Colônia. Até o final da tarde de ontem, o nível do rio que banha Itabuna havia subido mais de quatro metros. A previsão é de mais chuva para as próximas horas.

JAGUAQUARA: CHUVA PROVOCA ESTRAGOS E DEIXA FAMÍLIAS DESABRIGADAS

Água e lama invadem centro de Jaguaquara, no sudoeste baiano (Foto Blog do Marcos Frahm).

Água e lama invadem centro de Jaguaquara, no sudoeste baiano (Foto Blog do Marcos Frahm).

As chuvas voltaram a cair no município de Jaguaquara, região sudoeste da Bahia, desde a tarde de terça-feira (5). O centro da cidade mais uma vez foi tomado por lama e muitas ruas voltaram a alagar. No bairro da Lagoa, um dos mais prejudicados pela chuva, o rio transbordou, levando água e sujeira para casa dos moradores. Na manhã desta quarta-feira (6), com a chuva mais fraca, o serviço de limpeza das ruas foi retomado, segundo informações da prefeitura.

A entrada e o pátio dos fundos da delegacia da cidade também ficaram alagados. Segundo informações de policiais, a água não chegou a invadir a unidade. Com a chuva, muitas casas e estabelecimentos comerciais foram invadidos pela água no centro da cidade.

Desde segunda-feira que o centro da cidade de Jaguaquara é atingido pelas chuvas, onde surgiram pontos de alagamento e a água invadiu alguns estabelecimentos comerciais, assim como ocorreu na terça-feira. Em diferentes regiões, casas foram destelhadas e dois bairros ficaram sem energia elétrica. Famílias ficaram desabrigadas por causa das chuvas. Com informações do G1 e Blog do Marcos Frahm.

ITABUNA: CHUVA SÓ AMENIZA CRISE NA CAPTAÇÃO DE ÁGUA

Captação no Rio Cachoeira, assim como no Almada, continua comprometido (Foto Martone Badaró).

Captação no Rio Cachoeira, assim como no Almada, continua comprometido (Foto Martone Badaró).

A chuva que cai na região desde o final da noite do último domingo (3) serviu para recuperar o nível de água de dez dias atrás em poços onde a Emasa está captando água em Rio do Braço. Os poços praticamente secaram após mais de três dias de captação por parte da empresa itabunense no final de dezembro.

De acordo com a Coordenação de Defesa Civil de Itabuna, a região onde Itabuna capta água em Ilhéus registrou volume de 25 milímetros de chuva. A amenizada é decorrente das chuvas em Itajuípe e em Ilhéus.

Para normalizar a distribuição de água, seria necessário em torno de 60 milímetros de chuva contínua, o que equivale a 60 litros de água por metro quadrado, nas cabeceiras dos rios que abastecem Itabuna.

Ao contrário da região de Rio do Braço, não houve mudança no volume de água na estação de Nova Ferradas, que capta água do Rio Cachoeira. “Praticamente não alterou o volume de água nos rios Colônia, Salgado e Cachoeira”, informou ao Pimenta o assessor de comunicação da Emasa, Gilvan Lima.

APÓS FORTE ESTIAGEM, CHOVE MAIS DE UMA HORA EM ITABUNA

Cruzamento da Amélia Amado com a Rua Antônio Muniz alagada em hora de chuva (Foto Rafael Moreira).

Cruzamento da Amélia Amado com a Rua Antônio Muniz alagada em hora de chuva (Foto Rafael Moreira).

Depois de praticamente 150 dias de estiagem, choveu por cerca de uma hora em Itabuna no final da noite de domingo (3) e início da madrugada desta segunda (4). A cidade chegou a registrar vários pontos de alagamentos.

A chuva veio acompanhada de relâmpagos e trovoadas. De acordo com a Agência Climatempo, a previsão é de 60 milímetros de chuva no município somente nesta segunda.

Até a sexta (8), o volume previsto chega a 108 milímetros (confira quadro abaixo). Nas redes sociais, havia quem “cantasse” uma velha marchinha carnavalesca (“tomara que chova//três dias sem parar”), tal a esperança trazida com o volume de chuva desta madrugada.

previsãotempo

A previsão é a mesma para municípios banhados pelo Rio Almada, a exemplo de  Coaraci e Almadina. Do rio é que vem, em tempos normais, cerca de 70% do volume de água que abastece Itabuna, por meio da estação de captação em Rio do Braço (Ilhéus).

Se as previsões de chuva se confirmarem para esta segunda, trará alívio para o sistema de abastecimento d´água tanto de Itajuípe (suspenso desde o final de dezembro) como de Itabuna. Há mais de 15 dias, a Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) tem fornecido água salobra à população.

Cálculos da Coordenação de Defesa Civil de Itabuna em dezembro apontavam para necessidade de, pelo menos, 40 milímetros de chuva nas cabeceiras dos rios que abastecem Itabuna (Almada e Cachoeira) para recuperar os níveis do serviço da Emasa.

A empresa opera com três estações de captação – Castelo Novo, Rio do Braço e Cachoeira. Neste momento, apenas a de Castelo Novo (Ilhéus) opera normalmente, mas sofre o efeito da maré, o que deixa a água salobra. A cidade vive racionamento severo. O intervalo no abastecimento por zona é de, aproximadamente, 18 dias.

À ESPERA DE (MAIS) CHUVA

chuvaHoje, o sol apareceu um pouquinho mais tarde que o habitual – e entre nuvens – neste dezembro de calor inclemente em Itabuna, após madrugada que registrou a primeira chuva consistente dos últimos 140 dias no município.

Confirmando as previsões da meteorologia, choveu por volta da 0h30min. Às 2h18, um alívio para a terra seca. Choveu mais forte, porém por cerca de oito minutos. Suficiente para aplacar os vários focos de incêndio ou queimadas de lixo pela cidade.

O forte calor dos últimos meses deu lugar a uma leve brisa no início da manhã, acompanhada de uma garoa, por volta das 6h. Alento para estes dias áridos e que o comércio já entra no ritmo mais frenético de uma reta final de período natalino.

De acordo com o Climatempo, a previsão é de sol com muitas nuvens nesta segunda (21) em Itabuna. Pode chover em torno de 17 milímetros hoje.

ARTE NA CHUVA

(Foto Matheus Vital).

(Foto Matheus Vital).

Homem é fotografado pedalando debaixo de chuva e em meio a Avenida Amélia Amado que mais parecia uma “Veneza Tupiniquim” no início da noite desta sexta (19). O flagrante/arte é de Matheus Vital.

CHUVA ALAGA CENTRO DE ITABUNA

A chuva que caiu no horário de almoço em Itabuna alagou várias ruas do centro da cidade. Imóveis foram invadidos pela água e carros trafegavam em baixíssima velocidade na Avenida do Cinquentenário, principal artéria comercial do centro. Alagamentos também ocorreram em bairros. A chuva rápida durou pouco mais de vinte minutos.

Avenida do Cinquentenário alagada nesta tarde (Foto Cláudio Leo).

Avenida do Cinquentenário alagada nesta tarde (Foto Cláudio Leo).

Água alagou rua e tomou calçada da Cinquentenário (Reprodução Facebook).

Água alagou rua e tomou calçada da Cinquentenário (Reprodução FaceRadar).

NORDESTE: METEOROLOGIA PREVÊ CHUVAS ABAIXO DA MÉDIA EM 2014

mapa nordeste

Mariana Branco | Agência Brasil

Atingido por uma estiagem severa nos últimos dois anos, o Nordeste pode voltar a ter chuvas abaixo da média em 2014. A previsão é do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). De acordo com o meteorologista Mozart de Araújo Salvador, a temperatura do Atlântico Norte, cuja alta causou a diminuição das chuvas em 2012 e 2013, continua elevada, embora em patamar menor que o do ano passado.

Segundo Salvador, caso a situação se mantenha,  há chance de menos chuva do que tradicionalmente. No entanto, não é possível prever a intensidade de um eventual novo período de seca. “A possibilidade [de estiagem] não está afastada”, disse ele.

O meteorologista explicou que, em dezembro, quando o Inmet levantou os dados para seu prognóstico mais recente sobre o Nordeste, a temperatura do Atlântico Norte estava de 0,5°C a 1°C acima da média. “Espera-se que [a alta de temperatura] não se intensifique, ou o risco de prejuízos para as chuvas é grande”, acrescentou.

Leia mais

SOLIDARIEDADE ÀS VÍTIMAS DA CHUVA NO ES

Comerciantes de Teixeira de Freitas, no Extremo-Sul baiano, arrecadaram 6,5 mil quilos de alimentos para vítimas da chuva no Espírito Santo.

O presidente do Sindicato do Comércio (Sincomercio), Flávio Guimarães, informou ao PIMENTA que os donativos serão enviados ainda nesta quinta-feira (26).

O Espírito Santo é castigado pelas chuvas mais intensas dos últimos 90 anos, deixando mais de 45 mil desabrigados e 21 mortos.

PREVISÃO DO TEMPO

A Agência Climatempo atualizou as previsões do tempo para esta quarta-feira (18) em Ilhéus e Itabuna. O volume de chuva para hoje é maior que os 30 milímetros de chuva anunciados na segunda (16).

Os números atualizados às 23h40min (horário local) indicam 50 milímetros para cada uma das cidades. Acompanhe os gráficos do Climatempo para as duas maiores cidades sul-baianas.

Previsão do Tempo Itabuna e Ilhéus Reprodução Pimenta www.pimenta.blog.br

ÁRVORE CAI NA ILHÉUS – ITABUNA

Árvore na pista força motoristas a retornar (foto Solon Cerqueira / Pimenta)

Árvore na pista força motoristas a retornar (foto Solon Cerqueira / Pimenta)

Uma árvore de grande porte caiu no final da manhã desta quinta-feira (28), na rodovia Ilhéus – Itabuna, próximo ao Banco da Vitória. Foi o segundo caso registrado hoje no mesmo trecho da estrada.

A queda da árvore foi provocada pelas chuvas e há risco de novas ocorrências, bem como de deslizamentos de terra. A rodovia ficou interditada até a remoção do tronco e dos galhos por uma equipe do Corpo de Bombeiros.

CHUVA PROVOCA DESLIZAMENTO NA BR-415

O motorista que trafega pela BR-415, trecho Ilhéus – Itabuna, deve estar atento para os perigos causados pelas fortes chuvas que caem na região. Nas proximidades do bairro Banco da Vitória, o trânsito chegou a ficar interrompido no início desta manhã por causa do deslizamento de um barranco. Uma árvore caiu e ficou atravessada na pista.

Em Ilhéus, assim como em Itabuna, há diversos pontos alagados. Mais cedo, a situação dificultava o tráfego de carros de passeio por algumas vias, como a Avenida Soares Lopes. Na área conhecida como Parque Infantil, próximo ao bairro Malhado, também houve queda de uma árvore, já removida pelo Corpo de Bombeiros.

TEMPO MELHORA EM ITABUNA

Pontos de inundação se formaram ontem, nos bairros e no centro da cidade (foto blog A Voz e a Vez da Juventude)

Pontos de inundação se formaram ontem, nos bairros e no centro da cidade (foto blog A Voz e a Vez da Juventude)

A chuva deu uma trégua e o nível do Rio Cachoeira começou a voltar ao normal em Itabuna, o que tranquiliza moradores de áreas ribeirinhas. Nesta segunda-feira (21), a Coordenação de Defesa Civil chegou a remover famílias de áreas inundadas em bairros como Nova Ferradas e Maria Matos (Rua de Palha). No primeiro, uma casa desabou.

A operação para retirada de baronesas da ponte Miguel Calmon também foi concluída, embora ainda haja uma quantidade relativamente grande da planta presa aos pilares. Outro ponto onde a vegetação ficou acumulada é a barragem, pouco antes da ponte de pedestres que dá acesso ao bairro da Conceição.

O dia hoje começou com sol, mas, segundo o Climatempo, haverá aumento de nuvens ao longo do dia, com possibilidade de pancadas de chuva à tarde e à noite.

MORADORES REIVINDICAM CONSTRUÇÃO DE PONTE

Situação está complicada no acesso ao Pedro Fontes

Situação está complicada no acesso ao Pedro Fontes

Moradores dos condomínios Pedro Fontes 1 e 2, projetos do “Minha Casa, Minha Vida” em Itabuna, têm enfrentado sérias dificuldades a cada vez que chove. O motivo é a falta de uma ponte no acesso aos conjuntos residenciais, o que obriga as pessoas a passar por cima de uma manilha.

Uma moradora diz que, a cada chuva forte, o nível do córrego sobe e fica impossível atravessar. Recentemente, uma criança caiu da manilha e por muito pouco não foi arrastada pela correnteza. “A mãe pulou rapidamente, pois a criança poderia ter se afogado”, relata.

CHUVA CAUSA ESTRAGOS EM ITABUNA

As fortes chuvas que caem em Itabuna já provocam os primeiros estragos. No bairro Maria Matos (Rua de Palha), uma casa desabou e a elevação do nível do Rio Cachoeira ameaça outras comunidades ribeirinhas, como Bananeira, Vila Vital e Nova Ferradas.

O PIMENTA tentou falar com a Defesa Civil, mas não conseguiu fazer o contato. As informações extraoficiais são de que famílias desabrigadas ou desalojadas irão para o Parque de Exposições Antônio Setenta.

A previsão da meteorologia é de chuva em Itabuna até a próxima quinta-feira (24).

“IMAGINA NA COPA”

Publicado na edição do jornal A Tarde desta quinta-feira, 17

Publicado na edição do jornal A Tarde desta quinta-feira, 17

CHOVEU, ALAGOU…

alagou

A Avenida Cinquentenário, em Itabuna, é assim: basta uma chuva rápida para alguns trechos ficarem alagados. A água empossada invade lojas e dificulta o tráfego dos pedestres.

A situação é antiga e perdura ao longo de sucessivos governos, que ainda não demonstraram capacidade para melhorar o sistema de drenagem da avenida e de outras vias do centro de Itabuna, onde ocorre idêntico problema.

O governo Azevedo, aliás, recebeu verba para revitalizar a Cinquentenário e o que fez não foi mais que um passeio ridículo, no qual mulheres precisam ter habilidade de equilibrista para caminhar.

A foto é do repórter Oziel Aragão, do Plantão Itabuna.










WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia