WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
festival chocolate






alba










junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

editorias






:: ‘chuvas’

BARRAGEM DO COLÔNIA ENCHE, MAS NÃO HÁ RISCO DE TRANSBORDAR, SEGUNDO EMBASA

Barragem atinge alto nível de reservação de água, mas Embasa descarta riscos

A Barragem do Colônia ficou próxima de atingir nível máximo de reservação de água com o grande volume de chuva registrado neste final de semana no sul e médio sudoeste baiano. O grande volume de água levou moradores de Itapé a temer que a barragem transbordasse.

Nesta manhã, a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), responsável pela Barragem, emitiu comunicado para tranquilizar moradores da região da barragem. De acordo com a nota da empresa, caso o espelho d´água atinja a plena capacidade, as comportas do vertedouro serão abertas, evitando transbordamento.

A capacidade de reservação é de 62,4 milhões de metros cúbicos de água, segundo o governo. A barragem abastece parte da população de Itabuna e de Itapé e controla o fluxo dos rios Salgado, Colônia e Cachoeira.

ITABUNA: DESLIZAMENTO DE TERRA INTERDITA TRECHO DA JURACY MAGALHÃES

Deslizamento destruiu placa de outdoor e interditou parcialmente avenida || Foto Pimenta

Um forte estrondo assustou moradores de trecho da Avenida Juracy Magalhães, no Alto Mirante, no final da noite deste domingo (11), em um deslizamento de terra. A Polícia Militar e equipe da Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito (Sestran) foram acionadas para a ocorrência, além de Coordenadoria de Defesa Civil. A área foi isolada e parte da via está interditada no sentido Fátima-Centro, com apenas uma das pistas liberadas.

O deslizamento ocorreu em um trecho próximo à Padaria Princesa. Com o deslizamento, uma placa de outdoor ficou destruída, mas não houve registro de pessoas feridas no local. Policiais e agentes de trânsito deixaram o local há cerca de 20 minutos. No alto do barranco onde houve deslizamento existem moradias, uma delas com mais de um pavimento.

Deslizamento interditou calçada e uma das pistas no sentido Fátima-Centro || Foto Pimenta

GOVERNO FEDERAL RECONHECE SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM ITABUNA

Deslizamento de terra desalojou famílias na Califórnia, em junho passado

O Governo Federal reconheceu situação de emergência enfrentada por Itabuna durante as fortes chuvas de junho deste ano. A situação foi reconhecida por meio da Portaria 211, da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, de 6 de agosto, publicada no Diário Oficial da União.

De acordo com o Decreto elaborado pela Prefeitura de Itabuna, nº 12.955, de 21 de Junho de 2018, muitos bairros, entre eles Califórnia, Daniel Gomes, Maria Pinheiro, Lomanto, Novo Fonseca e Ferradas, tiveram ruas e encostas destruídas, deixando cerca de 30 famílias em situação de perigo.

“As famílias foram notificadas e aconselhadas a abandonarem seus imóveis, mas infelizmente saíram por alguns dias e logo retornaram. Daí a urgência de reconstruirmos as encostas atingidas na época, além, é claro, de outras áreas, entre elas canais e ruas”, explicou o coordenador Municipal da Defesa Civil, Yuri Bandeira.

O coordenador da Defesa Civil diz que, após este reconhecimento, o município torna-se apto a elaborar Plano de Trabalho sobre as reais necessidades do que precisa ser reconstruído e assim enviar ao Ministério da Integração. “Só depois desse trâmite, a verba deverá ser liberada”, informa.

DESABAMENTO DE PRÉDIO SOTERRA SEIS PESSOAS E MATA CRIANÇA

Desabamento provoca ao menos uma morte || Foto Vanderson Nascimento/Rede Bahia

Um prédio de três andares desabou na manhã desta terça-feira (13), na Rua Alto de São João, no bairro de Pituaçu, em Salvador. Uma criança de 10 anos morreu. Segundo testemunhas, no total, seis pessoas estariam no imóvel e acabaram soterradas. Além da criança morta, duas pessoas já foram resgatadas e outras três seguiam sob escombros, até por volta das 8h.

Moradores da localidade e bombeiros continuam no local na tentativa de retirar as demais vítimas. Uma mãe e uma filha foram resgatadas antes das 7h e atendidas por uma equipe do Serviço Médico de Atendimento de Urgência (Samu). Não há informações sobre o estado de saúde das delas. A criança morta foi retirada por volta das 7h30min dos escombros. O desabamento ocorreu por volta das 6h. Informações do G1.

IBICUÍ ENFRENTA VENDAVAL COM CHUVA DE GRANIZO

Parte da cobertura de restaurante foi destruída, ferindo uma mulher.

Parte da cobertura de restaurante foi destruída, ferindo uma mulher.

Cidade teve chuva de granizo.

Cidade teve chuva de granizo.

Um vendaval com chuva de granizo causou estragos e deixou, pelo menos, uma pessoa ferida, nesta sexta (7), em Ibicuí, no centro-sul do Estado.

A forte ventania derrubou um poste metálico e arrancou estrutura de toldo montada na Praça Régis Pacheco, região central da cidade famosa pelos festejos juninos.

O vendaval começou pouco depois das 17h e surpreendeu pela força. Moradores novamente registraram uma chuva de granizos, como ocorrida em setembro do ano passado.

Pelo menos uma pessoa ficou ferida com a destruição parcial do teto de um restaurante. A vítima não corre risco de morte.

Vendaval derrubou poste e arrancou estrutura de toldo na Régis Pacheco.

Vendaval derrubou poste e arrancou estrutura de toldo na Régis Pacheco.

CHUVAS DESABRIGAM 700 FAMÍLIAS NA BAHIA

Chuva alagou imóveis em bairros de Feira de Santana (Foto Acorda Cidade-WhatsApp).

Chuva alagou imóveis em bairros de Feira de Santana (Foto Acorda Cidade-WhatsApp).

Oito municípios em estado de emergência e mais de 700 famílias desabrigadas ou desalojadas é o saldo de uma semana de chuvas na maior parte da Bahia. Os dados da Defesa Civil Estadual apontam que, além de Riachão de Jacuípe, onde cerca de 400 famílias ficaram desabrigadas, Coribe, Santa Maria da Vitória, Santa Rita de Cássia, São Félix do Coribe, Cipó, Jaguaquara e Jeremoabo decretaram estado de emergência.

Ontem, o governo baiano fez reunião de emergência para avaliar o quadro no estado. A reunião foi comandada pelo governador Rui Costa. “É absolutamente inédito o volume de chuva que caiu em janeiro no estado. Em algumas regiões, corresponde a, no mínimo, duas vezes a média histórica. Já temos números de [que superaram em] até quatro vezes a média histórica em termos de volume de chuva”, afirmou o governador.

Rui disse que, à medida que a água for baixando, o governo terá condições de elaborar diagnóstico com maior precisão e tomar decisões e encaminhamentos, como a formalização de pedido de ajuda financeira ao governo federal, por meio do Ministério da Integração Nacional.

– É a natureza surpreendendo. Há aproximadamente 15 dias, estávamos aqui fazendo um alerta sobre a seca. Hoje, estamos aqui fazendo alerta de enchente – pondera Rui, que, por uma rede social, também prestou homenagem ao bombeiro Eduardo Góes, que faleceu ao prestar socorro a desabrigados no Rio Jacuípe.

ILHÉUS E ITABUNA RECEBEM R$ 6,7 MILHÕES PARA REPARAR PREJUÍZOS DAS CHUVAS

Dinheiro sai em período de forte seca em Itabuna (Foto Martone Badaró).

Dinheiro sai em período de forte seca em Itabuna (Foto Martone Badaró).

VERBA SAI EM PERÍODO DE FORTE SECA

Ilhéus e Itabuna receberão R$ 6,68 milhões, do governo federal, para reparo aos estragos causados pelas chuvas do final de 2014 e meados deste ano. O recurso será liberado por meio da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional. A liberação da verba foi publicada na edição desta quarta (23) do Diário Oficial da União.

Em Itabuna, a prefeitura ainda não anunciou, oficialmente, se os R$ 3.122.320,26 serão destinados à obra de contenção e duplicação do prolongamento da Avenida Juracy Magalhães, na saída para Ilhéus. O município vizinho receberá total de R$ 3.561.274,47 para as ações de reparo aos estragos causados pela chuva, de acordo com as portarias assinadas pelo secretário nacional de Proteção e Defesa Civil Nacional, Adriano Pereira Júnior.

Além de Itabuna e Ilhéus, oito municípios dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Minas Gerais receberão recursos, num total de R$ 18 milhões. O montante repassado para as duas cidades baianas é superior a um terço do valor assegurado aos municípios, que terão prazo de um ano para executar as obras.

DINHEIRO SAI EM PERÍODO DE SECA

Os recursos para o combate a danos causados pelas chuvas saem um ano após Itabuna enfrentar um dos períodos de fortes enxurradas, ocorridas em 19 de dezembro de 2014. Há aproximadamente seis meses, a cidade também enfrentou outra cheia.

Agora, o cenário é outro.

Há mais de quatro meses, não são registradas chuvas firmes no município. Produtores, prefeitura e Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) se juntaram para contratar empresa que acelera chuvas por meio de bombardeamento (nucleação) de nuvens. O trabalho, por enquanto, tem resultados abaixo do esperado. O custo do serviço, para período de 30 dias, ficou em R$ 195 mil.

MORRE JOVEM RESGATADO DE ESCOMBROS EM SALVADOR

Morreu na manhã desta segunda-feira (11), em Salvador (BA), o jovem de 14 anos resgatado dos escombros de um deslizamento de terra ocorrido na capital baiana no domingo. Segundo a assessoria do Hospital do Subúrbio, Lucas Silva Santana faleceu as 5h20 de hoje. Em função da gravidade dos ferimentos, ele estava internado na unidade de terapia intensiva (UTI) desde a tarde deste domingo (10). A causa exata da morte será apontada pelo Instituto Médico Legal (IML), que fará a necrópsia.

Lucas foi resgatado por volta das 20h de ontem, após passar oito horas debaixo de escombros. O adolescente foi encontrado consciente e levado às pressas para o hospital. Sua mãe, Sandra Silva Santana, 37 anos, e seu tio, Sival Silva Santana, 28 anos, foram encontrados já sem vida. A quarta vítima fatal foi o aposentado Deucico Barreto Venas, 64 anos.

Chuvas fortes vêm provocando mortes e causando estragos desde o final de abril, em Salvador. Há três semanas, 16 pessoas morreram em desabamentos causados pelas chuvas. O governo estadual e a prefeitura garantem ter tomado todas as providências para “evitar mortes e realocar pessoas que têm casas em áreas com riscos de deslizamento de encostas”, além de distribuir kits humanitários com itens de higiene pessoal e abrigar quem não tem para onde ir. Informações da Agência Brasil.

RUI MUDA AGENDA PARA ATENDER VÍTIMAS DA CHUVA EM SALVADOR

rui costa 2O governador Rui Costa cancelou compromissos em Irecê e Xique-Xique, nesta segunda-feira (27), para atender as vítimas das chuvas que castigam Salvador desde o domingo.

De acordo com a assessoria do gestor, Rui lidera processo de apoio do governo à capital baiana. Até agora, foram registrados mais de 50 deslizamentos de terra em Salvador. Hospitais e prédios públicos foram invadidos pela água da chuva. Ainda não há número exato de desabrigados ou desalojadas.

“Como aconteceu no último dia 9, Rui colocou toda a estrutura do Estado à disposição da Prefeitura de Salvador para atuar no atendimento de ocorrências relacionadas ao mau tempo, que castiga a cidade”.

Rui assinaria contratos de concessão para 49 agricultores familiares em Xique-Xique, hoje, quando também inauguraria residencial Vila Vela Irecê, em Irecê. O conjunto habitacional atenderá 500 famílias.

CHUVA E CAOS EM ITABUNA

Amélia Amada submersa em mais um dia chuvoso em Itabuna (Foto DT).

Amélia Amado submerge em mais um dia chuvoso em Itabuna (Foto DT).

A chuva desta sexta-feira deixou a população de Itabuna assustada. A água invadiu lojas no centro da cidade e ruas ficaram intransitáveis. O cenário era de caos em avenidas como a Amélia Amado e a Cinquentenário.

Outro trecho da Cinquetenário alagado, próximo à Praça Camacã (Foto Fábio Lima).

Trecho da Cinquentenário alagado, próximo à Praça Camacã (Foto Fábio Mota).

As imagens não eram diferentes em localidades como Jardim América, Califórnia e São Roque, onde famílias foram retiradas de suas casas desde ontem por causa da subida do nível do Riacho Água Branca.

Após a chuva mais intensa no final da tarde e início da noite, o tempo melhorou, mas quem circulava pelo centro até as 19h30min ainda precisava ter muito cuidado. Carros circulavam com velocidade ainda mais reduzida por causa de pontos de alagamento, principalmente na Praça Camacã e na Amélia Amado. Confira registros enviados ao Pimenta.

Água invade drogaria na Praça José Bastos, no centro (Foto Fábio Lima).

Água alaga calçada de drogaria na Praça Camacã e Rua Alício de Queiroz (Foto Fábio Mota).

Trecho da Avenida do Cinquentenário próximo ao Jardim do Ó (Foto Raimundo Leal).

Trecho da Avenida do Cinquentenário próximo ao Jardim do Ó (Foto Raimundo Leal).

Amélia Amado alagada deixou trânsito travado no início da noite (Foto Matheus Vital).

Amélia Amado alagada deixou trânsito travado no início da noite (Foto Matheus Vital).

Amélia Amado completamente alagada (Foto Tiago Matos).

Amélia Amado completamente alagada (Foto Tiago Matos).

CHUVAS: ESTADO DECRETA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM 16 MUNICÍPIOS

Famílias desabrigadas em Aurelino Leal, que encontra-se em situação de emergência.

Famílias desabrigadas em Aurelino Leal, incluído no decreto de emergência.

O Governo da Bahia decretou estado de emergência em 16 municípios do baixo-sul e sul do Estado. O documento, de número 15.757, foi publicado na edição desta sexta-feira (19) do Diário Oficial, motivado pelos danos causados pelas fortes chuvas que atingiram a região nos últimos dias, como deslizamentos de terra e rupturas de pontes e estradas.

Foram reconhecidos como em situação de emergência os municípios de Presidente Tancredo Neves, Laje, Igrapiúna, Ituberá, Ipiaú, Nilo Peçanha, Ubatã, Cairu, Camamu, Valença, Teolândia, Taperoá, Aurelino Leal, Maraú, Ibirapitanga e Barra do Rocha.

Diversos órgãos do governo foram mobilizados para desenvolver ações emergenciais em benefício da população afetada. Uma reunião foi realizada na tarde de quinta-feira, no Gabinete da Casa Civil, a fim de organizar os próximos passos a serem tomados para mitigar os efeitos da chuva.

Participaram do encontro, além do secretário e do chefe de gabinete da Casa Civil, Carlos Mello e Bruno Dauster, representantes do Corpo de Bombeiros, das secretarias estaduais de Segurança Pública, de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e sua Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), de Infraestrutura (Seinfra), de Relações Institucionais, de Desenvolvimento Urbano e do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba).

Para Bruno Dauster, é importante que esta mobilização seja articulada em conjunto. “Montamos um grupo de trabalho dinâmico para enfrentar esse processo de forma rápida e eficiente. Uma das possibilidades é o repasse direto de recursos para as prefeituras e, assim, garantir a capilaridade das ações”.

ITUBERÁ: CHUVA DESTRÓI PONTE NA BA-001

Desabamento de ponte isola comunidades no baixo-sul do Estado.

Desabamento de ponte isola comunidades no baixo-sul do Estado.

A chuva que cai desde ontem no sul da Bahia destruiu uma ponte entre Ituberá e Nilo Peçanha, trecho da BA-001. A Ponte do Barro desabou durante a madrugada, mas a estrutura começou a ruir ontem à noite. O incidente interditou a rodovia que liga o sul e o baixo-sul do Estado, além de ser acesso a Itacaré e Ilhéus.

Ponte desabou na madrugada e interditou rodovia (Foto Divulgação).

Ponte desabou na madrugada e interditou rodovia (Foto Divulgação).

CHUVA DESALOJA 20 FAMÍLIAS EM ITABUNA

Vinte famílias foram desalojadas pelas chuvas que caem em Itabuna deste ontem à noite (15), segundo a Coordenação de Defesa Civil do Município. As famílias estão sendo abrigadas no Parque de Exposições Antônio Setenta.

Os 58 desalojados pelas chuvas residem na Rua do Eucalipto, no Bairro Maria Matos (Rua de Palha). O nível do Rio Cachoeira subiu rápido ontem.

As famílias levadas para o Parque de Exposições recebem da Prefeitura de Itabuna água potável, colchonetes, roupas e cesta básica.

ESTAÇÃO HIDROLÓGICA AUXILIA NA PREVENÇÃO A DESASTRES NATURAIS

Medidor integra estação hidrológica em instalação no município (Foto Gabriel Oliveira).

Medidor integra estação hidrológica em instalação no município (Foto Gabriel Oliveira).

Itabuna contará com uma estação hidrológica que permitirá, além do monitoramento das chuvas, antecipar possíveis inundações e desastres naturais. Um dos medidores pluviométricos foi instalado na Ponte Lacerda (São Caetano) hoje.

De acordo com a Defesa Civil do município, os aparelhos podem emitir alertas de inundações com até uma hora e meia de antecedência. A cidade contava com apenas um medidor – que era manual – na ponte de acesso a Vila de Itamaracá.

O equipamento tem sinal 3G e emite, automaticamente, boletins para o Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, segundo o coordenador municipal de Defesa Civil, Roberto Avelino. As comunidades que moram às margens do leito do Rio Cachoeira, em Itabuna, e de córregos são as principais beneficiadas, segundo Avelino.

É SÓ CHOVER UM TIQUINHO E…

Sujeira e falta de manutenção do sistema de drenagem ajudam a formar "lago" na Praça Adami (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

Bastou um pouco de chuva para formar “lago” na Praça Adami (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

A prefeitura gastou mais de R$ 2 milhões no Centenário de Itabuna para revitalizar a Avenida do Cinquentenário. Fizeram calçada a preço de ouro e esqueceram do sistema de drenagem. Some-se a isso o fato de muitos cidadãos atirar panfletos, copos plásticos, sacos e latinhas de refrigerante e cerveja na rua… E temos cenário assim.

Só faltaram uns sapinhos na lagoa numa das praças centrais de Itabuna (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

Só faltaram uns sapinhos na “lagoa” (Foto Adriana Vieira/Pimenta).

ITAMARAJU TEM SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA RECONHECIDA

Chuva castigou Itamaraju na última semana de dezembro (Foto Itamaraju Notícias/Arquivo).

Chuva castigou Itamaraju na última semana de dezembro (Foto Itamaraju Notícias/Arquivo).

Itamaraju, no extremo-sul da Bahia, e outros três municípios tiveram situação de emergência reconhecida pela Secretaria de Proteção e Defesa Civil Nacional. A portaria foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. Itamaraju sofreu com intensas chuvas no final de dezembro.

Os demais municípios reconhecidos em situação emergencial foram Andorinha (estiagem), Ituberá (enxurradas) e Medeiros Neto (inundações).

Outros 22 municípios brasileiros também integram a portaria assinada na sexta e publicada hoje. O reconhecimento permite que estas localidades tenham ajuda do governo federal tanto no auxílio às vítimas como no repasse de verbas para execução de obras emergenciais.

ILHÉUS: GOVERNO PREPARA RELATÓRIO PARA A DEFESA CIVIL

Sedur tem usado lonas para diminuir o risco de novos deslizamentos em encostas (foto Gidelzo Silva / Ascom)

Sedur tem usado lonas para diminuir o risco de novos deslizamentos em encostas (foto Gidelzo Silva / Ascom)

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Ilhéus (Sedur)  encaminha até esta terça-feira (21), à Defesa Civil Nacional, o relatório dos problemas ocasionados pelas chuvas que atingiram a cidade no final de  novembro. A finalidade é assegurar a liberação de recursos que, de acordo com o governo, serão utilizados para ajudar as famílias atingidas. Segundo o coordenador da Defesa Civil de Ilhéus, Ednaldo Azevedo, o dinheiro irá bancar o pagamento de aluguéis, aquisição de cestas básicas, retirada de entulhos e obras de contenção de encostas.

A Defesa Civil reconheceu o estado de emergência em Ilhéus, conforme publicação no Diário Oficial da União do dia 13 de janeiro. Grande parte dos recursos que o município espera receber deverá ser usada nos altos do Amparo e da Gamboa, que foram as mais prejudicadas com as  chuvas que do final de novembro do ano passado.

Enquanto os recursos não são liberados pela Defesa Civil Nacional, equipes da Prefeitura visitam os locais mais atingidos e alertam as famílias. A colocação de lonas plásticas nas encostas é outra medida empregada para diminuir o risco de novos deslizamentos.

PREVISÃO DE FORTES CHUVAS EM ILHÉUS

Um alerta de que Ilhéus será atingida por fortes chuvas nas próximas 72 horas foi emitido nesta segunda-feira (23) pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais (Cemaden). Segundo este órgão, as chuvas no município alcançarão mais de 100 milímetros até a próxima quarta-feira (25).

Com base na informação, a Coordenação Municipal de Defesa Civil (Comdec) chamou a atenção da comunidade para o alto risco de deslizamentos e inundações.  Segundo o coordenador Ednaldo Azevedo, o volume de chuva esperado é preocupante.  “O índice é semelhante ao ocorrido no final do mês de novembro, e esta previsão torna a situação do município ainda mais critica, uma vez que o solo já se encontra bastante encharcado pelas chuvas continuadas dos últimos dias”, frisou.

A Prefeitura informa que a Comdec trabalha em regime de plantão 24 horas, a fim de atender eventuais ocorrências. Famílias que vivam em casas sob risco de desabamento deverão ser notificadas a procurar abrigo na casa de parentes ou amigos. Comunicações de situação de risco devem ser encaminhadas para os telefones 3234-3597 ou 3234-3603.

RECONHECIDA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM ITABUNA

A situação de emergência decretada pela Prefeitura de Itabuna em decorrência das chuvas que atingiram a cidade no final de  novembro foi reconhecida pela Secretaria Nacional de Defesa Civil. A confirmação foi oficializada por meio de portaria, publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União.

Segundo a Prefeitura, as chuvas deixaram desabrigados e desalojados nos bairros São Roque, Caixa d’Água, Antique, Monte Cristo e Santa Inês. Houve também danos a residências nos bairros Nova Itabuna, Maria Matos, São Pedro, Daniel Gomes e Maria Pinheiro.

O governo municipal informa que, com o reconhecimento da situação de emergência, o próximo passo será a identificação dos imóveis que sofreram avarias.








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia