WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba

workshop










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Cícero Monteiro’

OS JETONS NO GOVERNO WAGNER

dinheiroMatéria publicada hoje n´A Tarde revela que o secretariado de Jaques Wagner consumiu aproximadamente R$ 1 milhão em jetons no ano passado ante R$ 878 mil em 2011. Jetons são “extras” pagos a quem participa de reuniões dos conselhos administrativos de empresas e autarquias públicas.

Nesse item, os campeões, pelo levantamento do jornal no site Transparência Bahia são o secretário de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro, e da Agricultura, Eduardo Salles. Cícero recebeu, em 2012, R$ 146,3 mil para participar de conselhos da Ebal e Embasa. Salles teve extra de R$ 143,5 mil por integrar conselhos da Bahia Pesca e Bahiagás.

BAHIA QUER MAIS R$ 10 MILHÕES PARA BARRAGEM

Barragem é considerada solução para Itabuna.

O governo baiano solicitou do Ministério das Cidades uma complementação de mais R$ 10 milhões para a Barragem do Rio Colônia, em Itapé. A barragem tem previsão de custo de aproximadamente R$ 36 milhões e é considerada imprescindível para ampliar a oferta de água em Itabuna e amenizar a poluição do Rio Cachoeira.

O pedido foi apresentado pelos secretários estaduais Rui Costa (Casa Civil) e Cícero Monteiro (Desenvolvimento Urbano) ao ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro. O valor entraria como complementação aos R$ 36 milhões. A obra será financiada pelos governos estadual e federal. Os secretários preveem o início da construção da barragem em dezembro.

BARRAGEM SAI EM NOVEMBRO, DIZ GERALDO

Geraldo, Bento Ribeiro, Juçara e Cícero na audiência para discutir barragem.

O contrato para a construção da barragem do rio Colônia, em Itapé, será assinado ainda em novembro deste ano, segundo o deputado federal Geraldo Simões (PT). Ele e a suplente de senadora Juçara Feitosa estiveram reunidos com o secretário de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro, e o  diretor-presidente da Companhia de  Engenharia Ambiental da Bahia, Bento Ribeiro Filho, hoje.

Eles discutiram os passos da obra, avaliada em cerca de R$ 61 milhões e é tida como solução para o abastecimento de água em Itabuna pelos próximos 50 anos. Antes havia a discussão se a obra seria executada pelo governo federal ou o estadual, mas o governo baiano comprometeu-se a investir os R$ 61 milhões para a construção da barragem.

A obra é defendida pelo parlamentar desde a segunda gestão como prefeito (2001-2004), quando o próprio município financiou o desenvolvimento do projeto conceitual da barragem. A construção da barragem foi prometida pelo governador Jaques Wagner em dezembro de 2009.

Ainda segundo Geraldo, o projeto prevê prazo de um ano para conclusão da barragem. A primeira etapa contempla a desapropriação de 3,6 mil hectares de terras entre os municípios de Itapé, Jussari e Itaju do Colônia.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia