WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia




alba










novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘ciclismo’

PEDALADA NESTE DOMINGO ABRE O NOVEMBRO AZUL EM ITABUNA

Evento reúne mais de mil ciclistas todos os anos em Itabuna || Foto Pedro Augusto Benevides

Mais de 1,5 mil ciclistas são esperados na Pedalada Azul, neste domingo (3), em Itabuna. O evento abre, oficialmente, o Novembro Azul. A largada será às 8h, da Praça Rio Cachoeira, na Beira-Rio, e terá percurso de cerca de 10 quilômetros, com carros de apoio e pontos de hidratação.

A Pedalada Azul vai percorrer algumas das principais avenidas de Itabuna neste domingo, retornando à Praça Rio Cachoeira, onde haverá confraternização. A pedalada tem como tema “Vamos tirar o diabetes da pista”. O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a importância da prevenção ao diabetes.

O evento, que também incentiva a prática de atividades saudáveis para melhorar a qualidade de vida, conta com o apoio e coordenação de grupos de ciclismo do município. Dentre os grupos, estão Pedal Bom, Amigos das Trilhas, Pedal Livre, Ciclo Bike Grapiúna, Pé de Cana e Selva no Pedal.

ITABUNA: SUPER DESAFIO DO CACAU ESPERA MAIS DE MIL ATLETAS EM 2019

Super Desafio inclui prova de mountain bike entre as modalidades esportivas

Um das maiores competições esportivas do sul da Bahia, o Super Desafio do Cacau, abrirá inscrições na próxima segunda-feira (15), com a expectativa de reunir mais de mil atletas em novembro. O evento multidesportivo terá ciclismo – Mountain bike e Speed -, handebol, corrida de rua e kids (corrida e bike).

Será um final de semana intenso com atividades esportivas, de 8 a 9 de novembro, com promoção e organização do Pedal Bom. Segundo a organização, o evento é aberto e terá categorias especialmente preparadas para mulheres e crianças, além de inscrições subsidiadas para atletas de baixa renda, já o Super Desafio busca, também, promover a inclusão esportiva.

Organizadores do SD-2019 esperam cerca de mil participantes nesta edição

A competição que envolve atletismo, ciclismo e handebol promove qualidade de vida, sustentabilidade ambiental e conscientização para compartilhamento do espaço urbano e a inclusão das crianças na prática esportiva. O lançamento da edição 2019 ocorreu no último final de semana.

O Super Desafio busca firmar Itabuna como polo de prática esportiva e construção de uma cidadania mais digna. A competição de Mountain Bike, de acordo com a organização, já integra o calendário anual da Federação Baiana de Ciclismo.

MAIS DE 1,2 MIL CICLISTAS PARTICIPAM DA PEDALADA AZUL, EM ITABUNA

Pedalada Azul teve participação de mais de 1,3 mil ciclistas || Foto Pedro Augusto Benevides

A edição 2018 da Pedalada Azul em Itabuna superou expectativa ao reunir mais de 1,2 mil ciclistas neste domingo (25). A ação promovida pela ONG Unidos pelo Diabetes percorreu alguns dos principais corredores urbanos da região central e do São Caetano, com o apoio de grupos como o Pedal Bom, Amigos das Trilhas, Pedal Livre, Ciclo Bike Grapiuna e Pé de Cana.

A pedalada teve ainda a arrecadação de alimentos não perecíveis que serão entregues a entidades beneficentes de Itabuna. O evento foi encerrado na Praça Cachoeira, em frente ao HOBR, com sorteio de vários brindes entre os participantes que se inscreveram pelo site do Mutirão do Diabetes. Integrante do Pedal Bom, Thessia Lira falou do engajamento dos ciclistas nestas ações. “Estamos unindos as pessoas na prevenção ao diabetes e no incentivo à prática de atividades esportivas para uma vida saudável”.

A Pedalada teve o patrocínio da Águia Branca e da Caixa Econômica Federal. “Esse é um exemplo mobilização social e a Caixa faz questão de apoiar ações que contribuam para melhorar a qualidade de vida das pessoas, como o Mutirão do Diabetes e a Pedalada Azul”, disse Marcus Vinícius Nascimento, superintendente regional da Caixa. “É uma satisfação estabelecer essa parceria, num evento que valoriza a saúde e envolve centenas der pessoas em torno de uma causa nobre”, disse o gerente regional da Águia Branca, Gilmar Abreu.

O presidente da ONG Unidos pelo Diabetes e coordenador das atividades do Novembro Azul em Itabuna, médico Rafael Andrade, apontou o envolvimento da cidade nas ações de prevenção ao diabetes. “A solidariedade marcou a campanha. A cidade se envolveu num movimento pela saúde que cresce a cada ano”.

ITABUNA: MAIS DE 20 CICLISTAS COMPLETAM O AUDAX 400

Audax 400, no sul da Bahia, reuniu dezenas de ciclistas || Foto Divulgação

O Clube de Ciclismo Audax Sul Baiano, sediado em Itabuna, promoveu neste final de semana a prova Audax 400 km. Os atletas largaram de Itabuna em percurso que incluiu Aurelino Leal, retorno a Itabuna, seguido de Itapetinga e retorno ao ponto de largada, no sul da Bahia.  

A largada ocorreu às 7h de sábado. Os competidores tinham 27 horas para completar, de forma válida, o percurso, adquirindo o direito de obter o brevê de 400 km, uma espécie de certificado de conclusão da prova. 

Diferente do que ocorre nas provas de ciclismo tradicionais, no Audax o objetivo não é chegar em primeiro lugar, mas completar o percurso dentro do tempo máximo previsto, não importando a ordem de chegada. 

O ciclista que pretende participar das provas tipo Audax tem de começar completando validamente a prova de 200 km, para adquirir o direito de avançar para as etapas seguintes, de 300 km, 400 km e outras. Em todo o Norte e Nordeste do Brasil, o Audax Clube de Itabuna é o único que realiza provas de até 400 km de extensão. 

A PROVA 

Vinte e oito ciclistas largaram para o Audax 400, que teve muita chuva no início, no trecho entre Itabuna e Aurelino Leal, o que ocasionou algumas desistências. Do total de inscritos, 23 completaram a prova, que, apesar de algumas quedas de ciclistas em razão da pista molhada, transcorreu sem incidentes de maior gravidade. 

Como a prova ocorre em rodovias abertas para a circulação de veículos e atravessa toda a noite, são obrigatórios o uso de itens de segurança tais como capacete, colete reflexivo, farol e lanternas traseiras por parte de todos os ciclistas. 

PARTICIPAÇÃO DAS MULHERES 

Quatro mulheres se encontravam inscritas na prova, sendo duas de Itabuna, uma de Ibicaraí e outra de Ilhéus. Todas completaram o percurso dentro do tempo previsto, comprovando que as mulheres podem competir com excelentes resultados em provas de resistência e esforço continuado, como as do Audax. 

Representando a cidade de Ilhéus, participaram os ciclistas Wesley dos Reis Leone, o popular Ley, e Simone Souza Barreto. Ambos completaram a prova com tempo de cerca de 25 horas, com duas horas de vantagem em relação ao limite máximo de 27 horas permitido. 

Ao completar a prova de forma válida os ciclistas, além do brevê e da enorme satisfação pelo desafio vencido, se habilitam para participar de provas com percursos ainda maiores, tais como o Audax 600, que o Clube Audax Sul baiano pretende realizar em 2019, nas rodovias de nossa região. 

DOMINGO TEM PEDALADA AZUL EM ITABUNA

Organizadores querem reunir, pelo menos, mil ciclistas (Foto Pimenta).

Organizadores querem reunir, pelo menos, mil ciclistas (Foto Pimenta/Arquivo).

Evento atrai ciclistas de todas as idades e estilos (Foto Pimenta).

Evento atrai ciclistas de todas as idades e estilos (Foto Pimenta).

Cerca de mil ciclistas são esperados para a Pedalada Azul, em Itabuna, no próximo domingo (20), em mais um evento de mobilização para o Mutirão do Diabético. A largada será às 8 horas, na Praça Rio Cachoeira (Beira-Rio), com percurso total de 10 quilômetros. Qualquer pessoa pode participar.

Grupos de ciclistas como o Pedal Bom, Amigos das Trilhas e Pé de Cana participam da ação de prevenção ao diabetes em Itabuna. “Está comprovado que o exercício físico diminui a glicemia no sangue, daí a importância de praticar atividades saudáveis. Vamos pedalar e transformar a cidade numa onda azul contra o diabetes”, diz Ana Salles, do Pedal Bom.

Promovida pelo Hospital de Olhos Beira Rio, Asdita e TV Record/Cabrália, a Pedalada Azul é aberta à toda comunidade, independente do modelo das bicicletas. O evento terá um minitrio, com mensagens educativas sobre a prevenção da doença. O mutirão será no próximo dia 26, na Praça Rio Cachoeira.

– Esse ano o envolvimento da cidade com o mutirão certamente consolidará Itabuna como a capital brasileira da prevenção do diabetes – diz o médico Rafael Andrade, coordenador do Mutirão do Diabético.

CICLISTAS INTERDITAM PONTE DO PONTAL E COBRAM TRÂNSITO MAIS HUMANO

Protesto interditou a Ponte do Pontal hoje (Foto Júlio Gomes).

Protesto interditou a Ponte do Pontal hoje (Foto Júlio Gomes).

Carolaine foi uma das vítimas no trânsito ilheense.

Carolaine foi uma das vítimas no trânsito ilheense.

Dezenas de ciclistas ilheenses interditaram a Ponte do Pontal, hoje (12), para cobrar trânsito mais humano no município. Organizada pela Associação Ilheense de Ciclismo, a manifestação pacífica é reação contra os acidentes que vitimaram dois ciclistas somente em julho, causando a morte de uma jovem. A ponte ficou fechada por cerca de meia hora.

Um dos acidentes foi justamente na ponte, semana passada, quando um ciclista acabou atropelado por um ônibus da Cidade Sol. Alberto Xavier Lima, conhecido como Beto, continua internado no Hospital de Base em Itabuna.

Já o acidente na Avenida Ubaitaba, região do Malhado, provocou uma morte. Carolaine Menezes, de 19 anos, morreu no caminho do trabalho, sendo atropelada por um caminhão.

TIMIDEZ NA PEDALADA PELADA BAIANA

Bom comportamento na Pedalada Pelada de Salvador (foto divulgada nas redes sociais)

Bom comportamento na Pedalada Pelada de Salvador (foto divulgada nas redes sociais)

Em junho de 2004, ciclistas de várias partes do mundo saíram às ruas para chamar a atenção sobre os danos causados pelo uso de veículos movidos a combustíveis fósseis, além de pedir mais respeito e civilidade no trânsito. Para não passar despercebidos, eles pedalaram sem roupa, daí o nome do movimento: “pedalada pelada”.

Ontem, após quase 12 anos de seu lançamento mundial, a Pedalada Pelada teve sua versão na capital baiana, mas, quem diria, de uma maneira um tanto tímida. Enquanto na Austrália, Estados Unidos e até na Rússia os ciclistas vão às ruas com tudo de fora, na quente, animada e supostamente desinibida Salvador a maioria optou por um nudes parcial.

Não se sabe se foi medo de chocar a sociedade ou ser enquadrado no crime de ato obsceno, o fato é que poucos participantes radicalizaram e a manifestação “pecou” pelo bom comportamento… Logo na Bahia!

Pode-se dizer que todo mundo fica tímido da primeira vez, mas de qualquer maneira o recado foi dado.

GRUPOS DE PEDAL INCENTIVAM USO DE BICICLETAS EM GRANDES CIDADES

bicicletaGésio Passos | Agência Brasil

O Dia Mundial sem Carro, celebrado nesta terça-feira (22), repercute o debate sobre mobilidade urbana que atinge a população de diversas regiões do Brasil. Com a opção massiva pelo automóvel, o trânsito nas grandes cidades ultrapassa os limites para locomoção, e o transporte por meio de bicicletas passa a figurar como bandeira de grupos que defendem o direito de ir e vir.

Para Renata Florentino, coordenadora da organização não governamental Rodas da Paz, é necessário repensar o desenho urbano para buscar cidades mais humanizadas. Nesse contexto, a destinação do espaço viário para bicicletas seria fundamental para a democratização das vias públicas e o desenvolvimento de um transporte sustentável.

Diante das necessidades, o uso da bicicleta é visto não apenas como recreação, mas como opção de locomoção. O movimento para fortalecer a bicicleta como alternativa, por sua vez, começa, na maioria das vezes, com a simples organização de grupos de “pedal” para incentivar a prática.

O Pedala Manaus, na capital do Amazonas, é uma dessas iniciativas que, a princípio, tinha o objetivo de reunir amigos. A ideia cresceu e acabou se transformando em um centro de promoção da bicicleta como meio de transporte. Claudia Oliveira, uma das coordenadoras do grupo, afirma que o “grupo ainda promove passeios noturnos, mas também realiza atividades educativas e interlocução com o poder público”.

HISTÓRIA

A organização dos grupos de ciclistas foi inspirada em passeios de bicicletas conhecidos como “critical mass”, “massa crítica” na tradução livre ou, como ficaram conhecidas, as “bicicletadas”. Lançado nos Estados Unidos, na década 1990, e em expansão no Brasil na década de 2000, o movimento busca um novo modelo de cidades baseado nas pessoas e não em carros.

A conscientização da população refletiu na elaboração de políticas públicas voltadas para a mudança no trânsito. Renata Florentino aponta que a própria legislação obrigou as cidades a se organizarem por meio de Planos Diretores de Mobilidade Urbana. “Hoje existe até uma disputa entre cidades para ver qual faz mais ciclovias”, destaca a ativista.

A coordenadora do Pedala Manaus, Cláudia Oliveira, acredita que a criação de infraestrutura viária vem resultando no aumento da demanda do uso da bicicleta. Já Renata Florentino, lembra que ainda é preciso avançar na construção de ciclofaixas, ciclovias e favorecer a moderação do tráfego, com a diminuição dos limites de velocidades nas vias, como o que está ocorrendo em São Paulo.

EVENTO DA OAB REÚNE CICLISTAS EM ITABUNA

Edição do Advobike deste ano ocorrerá à noite, saindo da OAB.

Edição do Advobike deste ano ocorrerá à noite, saindo da OAB.

Ciclistas de todas as faixas etárias participam, hoje (22), da quarta edição do Advobike, evento de ciclismo promovido pela subseção da OAB de Itabuna. O passeio ciclístico pelas principais ruas do centro de Itabuna é gratuito e chama a atenção do itabunense para a mobilidade urbana e consciência ambiental. O evento ocorre durante a Semana Nacional do Trânsito neste ano.

A largada será às 19 horas, em frente à sede da OAB, na Rua Ruffo Galvão, centro, cerca de 400 metros após o Fórum Ruy Barbosa. Antes de iniciar a pedalada pelo centro, os participantes terão um momento para carregar as baterias com um pequeno lanche (breakfast).

O presidente da OAB Itabuna, Andirlei Nascimento, a intenção é ampliar o debate sobre mobilidade urbana e estimular a prática do ciclismo. A partir das primeiras edições do Advobike, Itabuna conquistou a ampliação de espaços exclusivos para circulação de bicicletas, as ciclofaixas. São cerca de oito quilômetros de vias sinalizadas na região central de Itabuna. O evento também estimula a discussão sobre meio ambiente, com

Informações podem ser obtidas pelo telefone 73-3613.1892 ou na sede da OAB, na Rua Ruffo Galvão, 179, centro.

EM SP, 40% DOS CICLISTAS COMEÇARAM A PEDALAR HÁ MENOS DE UM ANO

Ciclovias estimulam pessoas a aderir a modalidade de transporte (Foto Marcelo Camargo/A. Brasil).

Ciclovias estimulam pessoas a aderir a modalidade de transporte (Foto Marcelo Camargo/A. Brasil).

A recente instalação da malha cicloviária na capital paulista pode ter elevado consideravelmente o número de ciclistas na cidade. É o que aponta pesquisa Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade), realizada em parceria com a ONG Transporte Ativo, Observatório das Metrópoles, e com apoio do banco Itaú.

O levantamento, que será lançado na íntegra na noite de hoje (21), mostra que cerca 40% dos ciclistas da cidade começaram a pedalar há menos de um ano; 29% dos entrevistados pedalam há mais de cinco anos, enquanto 19% há menos de 6 meses.

A pesquisa mostra também que 70% dos ciclistas usam a bicicleta pelo menos cinco vezes por semana; 62% afirmaram pedalar mais de cinco quilômetros no principal deslocamento feito por bicicleta no dia, e 50% dos entrevistados sugeriram a implantação de mais vias exclusivas para ciclistas na cidade. Já entre os entrevistados que disseram nunca usar ciclovias em suas viagens, 80% estão na periferia.

Com relação à renda, cerca de 40% dos ciclistas da capital paulista disseram ganhar entre zero e dois salários-mínimos (R$ 1.576). Aproximadamente 40% dos ciclistas têm entre 25 e 34 anos. Ciclistas entre 35 a 44 anos compõem a segunda faixa etária mais presente, com cerca de 27%.

Para a fazer a pesquisa foram aplicados 1.804 questionários in loco, entre 10 e 28 de agosto de 2015. Os entrevistados eram pessoas que estavam andando de bicicleta, abordadas em todas as regiões da cidade, em vias contempladas por ciclovias ou ciclofaixas e em ruas ainda sem infraestrutura, mas usadas com frequência por ciclistas.

ADVOBIKE CHAMA ATENÇÃO PARA A MOBILIDADE URBANA

Advobike 2015A quarta edição do Advobike será realizada em 22 de setembro em Itabuna. O passeio ciclístico que chama atenção para a mobilidade urbana, prática esportiva e consciência ambiental é promovido há quatro anos pela subseção da OAB em Itabuna. A partida será às 19 horas, da sede da entidade, na Avenida Ruffo Galvão, centro, 200 metros depois do Fórum Ruy Barbosa.

Antes da partida, os ciclistas participam de coffee break natural e energético para os ciclistas. Depois, percorrem as principais vias do centro da cidade, com o apoio logístico da Prefeitura de Itabuna, por meio da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran).

A presidente da Comissão Comissão de Cultura Esporte e Lazer da OAB Itabuna, Lorena Matos, diz que o evento chama a atenção do poder público e da sociedade para importância da mobilidade urbana e da prática esportiva. “O Advobike busca mostrar para a população que é possível se locomover pela cidade sem carro ou moto e que essa prática (ciclismo) só faz bem para o corpo, a mente e o meio ambiente”.

ATRAVECITY
A novidade deste ano é que o Advobike apoiará o AtraveCity, gincana ciclística fotográfica que está programada para acontecer em todo país e faz parte da Semana Nacional do Trânsito. Itabuna é a segunda cidade do Nordeste a receber essa gincana e a primeira da Bahia.

O Atravecity será em 20 de setembro e abordará “temas diversos e transversais ao mesmo tempo e tem como objetivo principal propagar a utilização da bicicleta como forma de lazer e transporte na cidade. A gincana ciclística propõe, em seu lado lúdico, o redescobrimento da cidade, por meio de busca de seus prédios históricos, praças e monumentos”.

De acordo com Andirlei Nascimento, presidente da OAB Itabuna, a Ordem sempre será parceira de iniciativas que visam melhorar a qualidade de vida dos cidadãos. “Desde o inicio da gestão de nossa diretoria a frente da OAB grapiúna é que nós estamos na vanguarda de projetos assim. Lutamos pela recuperação do nosso Rio Cachoeira, pela arborização de nossa cidade, pela criação das ciclovias e por tudo que possa dar um ganho na qualidade de vida das pessoas, pois esta também é uma das nossas funções como voz constitucional da população”, disse Andirlei.

PEDAL BOM FATURA TROFÉUS NA COPA BEAST DE MOUNTAIN BIKE

Ciclistas do Pedal Bom que participaram da copa em Jequié (Foto Divulgação).

Ciclistas do Pedal Bom que participaram da copa em Jequié (Foto Divulgação).

A equipe Pedal Bom, de Itabuna, faturou dois troféus na III Copa Beast de Mountain Bike, em Jequié, no último final de semana.  O grupo participou da competição na caatinga com nove ciclistas, sendo sete de Itabuna e dois de Coaraci.

Foram 16,8 quilômetros de trilhas no feminino, com Ana Salles terminando em 4º lugar, mesma posição de Alex Andrade  de Oliveira Filho, na categoria Sub-23 (43 quilômetros). E voltaram para casa com troféus.

Já na categoria turismo, três representantes do grupo itabunense: Antônio Morbeck, Saulo Carneiro e Lucaseri Ribeiro Filho, o mais novo da competição, com 13 anos. O trio completou a prova em 6º, 7º e 8º lugares, respectivamente, após 25,2 quilômetros de Pedal.

“Tínhamos os participantes mais velhos e os mais novos da competição”, diz Lucaseri Ribeiro, um dos entusiastas do Pedal Bom. Lucaseri Ribeiro, pai de Luca Filho, correu pela categoria master, acompanhado de Mamigo Barbosa. Chegou em 6º e o colega de equipe finalizou na 7ª colocação.

Na categoria Sub-30, Adinailton e Maurício Carvalho chegaram, respectivamente, em 7º e 8º, após 33,6 quilômetros de pedalada. A competição reuniu equipes do sudoeste, baixo-sul e de Itabuna e Coaraci.

COPA EM ITABUNA

Lucaseri disse que o Pedal Bom deve concluir projeto até o próximo mês para que o Beast de Mountain Bike ocorra também em Itabuna, com uma etapa em 2015. O projeto será apresentado à Secretaria de Esporte de Itabuna.

O grupo de ciclismo amador tem hoje 301 membros e chega a reunir mais de 12o ciclistas em passeios noturnos em Itabuna. O ponto de encontro é a Praça Rio Cachoeira, na Avenida Mário Padre (Beira-Rio), normalmente às terças e quintas-feiras.

O Pedal Bom representa uma guinada no ciclismo itabunense, que já foi um dos mais fortes da Bahia, com nomes como Luiz Henrique e Eduardo Pelegrini, na década de 90.

“ELAS NO PEDAL”

ciclismo m

Quase que todos os dias um grupo de ciclistas se reúne na Beira-Rio, região central de Itabuna, para a prática do ciclismo. O “Pedal Bom” reúne em torno de 200 pessoas. No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, o grupo vai promover o passeio ciclístico “Elas no Pedal”. A concentração começará às 15h, na Alameda da Juventude (Beira-Rio), em frente ao Módulo Center.

VOLTA CICLÍSTICA DE ITABUNA ATRAI 80 ATLETAS

Atletas da categoria Master A são premiados após 70 quilômetros de pedalada.

Atletas da categoria Master A são premiados após 70 quilômetros de pedalada.

Oitenta ciclistas participaram neste domingo, 26, da III Volta Ciclística de Itabuna. Os atletas cumpriram percurso Itabuna-Floresta Azul-Itabuna, em um total de 70 quilômetros. A premiação foi na Praça Rio Cachoeira, na Beira-Rio.

A prova deste domingo valeu pela quarta etapa do campeonato regional. A novidade da prova foi Victor Lavinsky, ciclista profissional da Z-Motion, dos Estados Unidos, que participou como convidado.

A próxima etapa já está marcada. Será no dia 16 de junho, quando os atletas vão fazer o percurso Ilhéus-Serra Grande-Ilhéus. A Volta Ciclística também abre espaço para a categoria Mountain Bike, vencida neste domingo por Paulo Lopes.

RESULTADOS POR CATEGORIA

Elite: 1º Júnior / 2º Passarinha /3º Victor Lavinsky / 4º João Leahy / 5º Luciano
Master A: 1º Gilvan Santos / 2º Cassiano Nunes / 3º Vieira / 4º Ralili / 5º Neto
Master B: 1º Wagner Viana / 2º Ernandes Nogueira / 3º Siri
Open: 1º Leonardo Viana /2º Juliano Dantas /3º Gajé / 4º Rafael Nobre / 5º Adami
Mountain Bike: 1º Paulo Lopes /2º Raí / 3º Cabeludo

VEREADOR VAI À POSSE DE BICICLETA

De bike e terno, Jaldo "voa" para a Câmara em dia de posse (Foto Cia da Notícia).

De bike e terno, Jaldo “voa” para a Câmara em dia de posse (Foto Cia da Notícia).

O empresário Jaldo Mendes Musse (PRP) é suplente de vereador em Vitória da Conquista. Hoje, chamou a atenção por ir à cerimônia de posse de bicicleta. “Sempre utilizei a bicicleta como meio de transporte, também já fiz viagens para outros estados pedalando. A mobilidade urbana e o esporte terão atenção especial em meu mandato”, anunciou.

Jaldo tomou posse em lugar de Edjaime Rosa “Bibia” (PSDB), afastado das atividades legislativas devido a problema de saúde. Os partidos de Jaldo e Bibia (PSDB e PRP) se coligaram na proporcional em 2012. Ambos fazem oposição ao governo de Guilherme Menezes (PT).

Confira mais no Cia da Notícia.

GARANTIDO EM 2012

A estrutura e o sucesso da edição ilheense do Brasileiro de Triathlon Olímpico, no sábado, foram determinantes para assegurar a cidade sulbaiana entre as escolhidas para receber etapas da competição em 2012. Os vencedores do sábado foram o cearense Wesley Matos (2h05min05) e a paulista Carolina Galvão (2h19min41), no feminino.

Wesley fatura etapa ilheense do Brasileiro de Thiathlon Olímpico (Foto Mary Melgaço).








WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia