WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










setembro 2019
D S T Q Q S S
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

editorias






:: ‘Cláudio Dourado’

CLÁUDIO DOURADO ASSUME A ADAB NO MÉDIO SUDOESTE

Cláudio Dourado (mãos cruzadas) assume coordenação da ADAB no Médio Sudoeste

O ex-prefeito de Ibicuí Cláudio Dourado assumiu a coordenação da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) no Médio Sudoeste, em Itapetinga, nesta segunda (16). A posse contou com a presença de prefeitos da região, como Lero Cunha, de Firmino Alves, e Rony Moitinho, de Iguaí.

Dourado assume o cargo por indicação do deputado estadual Rosemberg Pinto, a quem deverá apoiar para a Assembleia Legislativa em 7 de outubro. O ex-prefeito comandava a Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito de Itabuna (Sesttran) até o mês passado.

SANTANA ASSUMIRÁ A SESTTRAN NA QUARTA

Santana deverá assumir a Sestrran na quarta

O ex-deputado Coronel Santana assumirá a Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito de Itabuna (Sesttran) na próxima quarta-feira (13). Ele substituirá Cláudio Dourado na Pasta. Santana é o terceiro nome a ocupar a Pasta na atual gestão do prefeito Fernando Gomes.

Antes de Dourado, Sérgio Gomes foi nomeado para comandar a Sesttran, mas foi exonerado logo em seguida devido à repercussão nacional negativa para Fernando por ter nomeado a esposa, um sobrinho e um dos filhos para o secretariado.

Sérgio Gomes será candidato a deputado estadual e deverá ter entre os seus colaboradores Cláudio Dourado, ex-prefeito de Ibicuí, no médio sudoeste do Estado.

FERNANDO ALTERA REGRAS DE COBRANÇA DA ZONA AZUL; MUDANÇA JÁ VALE NESTA 2ª

Cobrança da Zona Azul terá mudanças a partir desta segunda, 7 || Foto Pedro Augusto

Cobrança da Zona Azul terá mudanças a partir desta segunda, 7 || Foto Pedro Augusto

O prefeito Fernando Gomes determinou mudanças nas regras de cobrança do sistema de estacionamento rotativo Zona Azul. Definidas por meio de decreto, as mudanças passam a valer nesta segunda (7). A tarifa terá que ser paga pelo usuário da vaga no momento em que estaciona o veículo.

Conforme o decreto, caso o usuário receba aviso de irregularidade por falta de pagamento, terá prazo de 5 dias úteis para regularização, seja via monitores da Zona Azul, aplicativo do sistema ou pelo site www.minhavaga.com.br. Neste caso, o valor do débito dobra, conforme o decreto do prefeito Fernando Gomes, datado de 19 de julho.

Pelo decreto, o motorista não poderá ficar mais que duas horas numa mesma vaga. Caso receba aviso de irregularidade por tempo excedido, estar fora da vaga ou sem credencial, o motorista será multado. Neste caso, o valor da multa é de R$ 102,68, equivalente a 1 UFM. O prazo de pagamento da multa é 10 dias úteis.

O valor será ainda maior, de acordo com as regras impostas pelo município, se a irregularidade não for quitada no prazo. Além disso, conforme o decreto do prefeito, a irregularidade não quitada será transformada em auto de infração ao Código de Trânsito. A punição: 5 pontos na carteira de habilitação e R$ 195,23 de multa.

Para evitar dissabores, o usuário está sendo estimulado a adotar sistema pré-pago. O débito é lançado de forma automática, à medida que fizer uso de estacionamento na Zona Azul. O crédito pode ser adquirido no site minhavaga.com.br.

SEM ARRECADAÇÃO ABUSIVA

Dourado: sem cobrança abusiva

Dourado: sem cobrança abusiva

O secretário de Segurança, Transporte e Trânsito de Itabuna, Cláudio Dourado, considera as mudanças como necessárias para “regularizar o recebimento das tarifas cobradas” e “melhorar a oferta de vagas aos usuários do serviço”. Para ele, o decreto municipal também serve para ordenar o fluxo de veículos e melhorar a rotatividade das vagas de estacionamento.

O secretário destaca não ter havido reajuste de tarifa nem disposição para “arrecadação abusiva. “Não será permitido que se multe de forma indiscriminada e arbitrária”, observou.

Segundo ele, o município não permitirá “que se multe de forma indiscriminada e arbitrária o usuário do serviço e que seja um instrumento de arrecadação abusiva de fundos para o município”.

O sistema no município é operado pela Dom Parking. O valor por hora para motocicleta é R$ 1,00. Já a tarifa para carros, por igual período, é R$ 2,00. Para caçamba de entulho, o valor diário cobrado é R$ 14,00.

CHIADEIRA

As mudanças definidas por decreto pelo prefeito Fernando Gomes geraram reclamações de usuários do sistema Zona Azul. A chiadeira é contra o sistema de cobrança e a obrigatoriedade de só poder usar a mesma vaga por, no máximo, duas horas consecutivas. Comerciantes fizeram reunião e se posicionaram contra as mudanças.

Na Câmara, vereadores já se movimentam para que o prefeito modifique ou revogue o decreto 12.626, de 19 de julho último. Aldenes Meira (PCdoB) disse que as mudanças não poderiam ocorrer por decreto. O ex-presidente da Câmara afirmou, na sexta, que o novo sistema de cobrança e de uso de vaga não está previsto em lei. O prefeito passou o final de semana em Bom Jesus da Lapa, participando da tradicional romaria.

APÓS RECLAMAÇÃO, SECRETÁRIO ANUNCIA NOVAS LINHAS DE ÔNIBUS PARA REGIÃO DE FERRADAS

Alunos da UFSB e moradores da região de Ferradas reclamam de busão superlotado.

Alunos da UFSB e moradores da região de Ferradas reclamam de busão superlotado.

Dourado confirma criação de novas linhas de ônibus.

Dourado confirma criação de novas linhas de ônibus.

Depois da reclamação de alunos da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e moradores, o secretário de Transporte, Trânsito e Segurança, Cláudio Dourado, anunciou a criação de novas linhas para a região de Ferradas e Nova Ferradas, que começam a ser operadas a partir da próxima segunda-feira (6), segundo afirmou o secretário ao PIMENTA.

Serão, aproximadamente, cinco novas linhas, mas a quantidade dependerá da conclusão de estudo feito pela secretaria e as empresas Sorriso da Bahia e São Miguel. Segundo o secretário, a ampliação visa atender, principalmente, a demanda gerada pelos novos moradores da região depois da inauguração dos condomínios residenciais São José, Gabriela e Jubiabá – os dois últimos no ano passado.

UFSB

A região ganhou cerca de 8 mil novos moradores apenas com os condomínios, mas há demanda também com a abertura de novas vagas na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), que funciona na BR-415, em Ferradas. “O aumento [de usuários] foi substancial com a migração para aquela localidade”, disse Dourado ao blog.

De acordo com o secretário, além das novas linhas, também será feito remanejamento de ônibus e mudança de horários, já nesta semana, para atender os passageiros nos horários de pico para a universidade ou de moradores dos condomínios.

Alunos da UFSB reclamam que, por vezes, são obrigados a caminhar 500 metros debaixo de sol ou chuva, a depender do clima, se usarem algumas das linhas que atendem Ferradas e Nova Ferradas. O secretário disse desconhecer a reclamação, mas fará a averiguação “in loco”.

NOVOS ÔNIBUS
O secretário também falou de renovação da frota. De acordo com ele, o sistema ganhará 26 novos ônibus. Como o PIMENTA mostrou recentemente, as empresas estão operando com ônibus com cerca de 12 anos de uso. O contrato prevê que metade da frota tenha, no máximo, quatro anos e 50% não passe de oito anos de uso.

SETTRAN CASSA MAIS DE 200 ALVARÁS DE MOTOTÁXI

Mais de 30% dos motoristas tiveram alvarás cassados pela Settran (Foto Pedro Augusto).

Mais de 30% dos mototaxistas tiveram alvarás cassados pela Settran (Foto Pedro Augusto).

Mais de 240 mototaxistas tiveram seus alvarás cassados pela Secretaria de Transporte e Trânsito de Itabuna (Settran) neste mês. A decisão foi tomada pelo secretário Cláudio Dourado, após os exploradores do serviço não submeterem seus veículos à vistoria realizada no ano passado.

A Portaria 02/2017, publicada no Diário Oficial de sexta (10), também traz pedidos de renovação de alvará indeferidos pelo município. A relação completa pode ser acessada por meio deste link. O município tinha cerca de 700 mototaxistas legalizados em 2016.

PREFEITOS QUEREM MAIS RECURSOS

Dourado: mais recursos para os municípios.

Prefeitos de todo o País seguem à capital federal para participar, a partir desta terça-feira, 15, da XV Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios. Será a última revoada de gestores municipais eleitos em 2008 com o intuito de sensibilizar o Governo Federal para uma reforma tributária capaz de atender os municípios.

Os prefeitos reivindicam mais recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), já que a maioria dos municípios não conseguiu efetivar o aumento de 22,22% para o piso nacional dos professores.

“A ideia é sensibilizar a União para promover a reforma tributária e contemplar os municípios para as realizações nos setores da educação, saúde, infraestrutura, segurança e drogas, entre outras áreas que necessitam de uma atuação enérgica”, disse o prefeito Cláudio Dourado, também presidente da Associação dos Municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste Baiano (Amurc).

O primeiro dia será marcado pelo encontro da presidente da República, Dilma Rousseff, com os prefeitos, seguido pelo Seminário Nacional “Os municípios como protagonistas no enfrentamento ao crack”.

AZEVEDO ACUSA PT DE MANIPULAR CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE

Azevedo acusa integrantes de conselho.

“O Conselho Municipal de Saúde está a serviço de um partido. Ano passado flagrei seus integrantes em encontro reservado com um casalzinho que vocês conhecem. Foi em fevereiro do ano passado no Tarik” denunciou o prefeito Capitão Azevedo na reunião de lideres do PMDB na manhã desta sexta-feira, 27, na Câmara de Vereadores. O prefeito faz alusão a uma reunião do deputado Geraldo Simões e a esposa, Juçara Feitosa, com quatro petistas que também são integrantes do Conselho Municipal de Saúde (CMS).

“A presidente [do Conselho] veio à frente, abriu a porta e tomou um susto quando nos viu: o prefeito de IbicuÍ e presidente da Amurc, Cláudio Dourado, o vereador Rui Machado, presidente desta Casa e eu. O vereador me orientou a cumprimentar a todos, o que acabei fazendo para que se tocassem que não podiam ficar escondidos”, contou Azevedo, sob protestos de inflamados militantes do DEM e do PMDB.

Por isso, disse o prefeito “o CMS atua frontalmente contra os interesses de Itabuna que, apesar de atender a 120 municípios, vê minguar as verbas repassadas pelo Ministério da Saúde por não contar com a gestão plena. Queriam fragilizar o prefeito, mas acabaram prejudicando a saúde do povo, o que é muita maldade”.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna (Sintesi), Raimundo Santana, tratou do assunto gestão plena em artigo ao PIMENTA nesta sexta (confira aqui).

RECONSTRUÇÃO DA ITABUNA-IBICARAÍ

Parece que finalmente a cabeça de jegue vai ser desenterrada: no próximo dia 22, o secretário de Infraestrutura da Bahia, o vice-governador Otto Alencar, vai a Ibicaraí assinar a ordem de serviço para início imediato das obras de reconstrução do trecho Itabuna-Ibicaraí da BR-415. A solenidade ocorrerá justamente no aniversário de emancipação da antiga Palestina, às 11h.

A confirmação do início das obras ocorreu numa audiência do secretário com os prefeitos Lenildo Santana (Ibicaraí) e Cláudio Dourado (Ibicuí), ambos dirigentes da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste (Amurc).

A obra contemplará o trecho de aproximadamente 27 quilômetros, entre Ibicaraí e Ferradas.

Dourado (esq.), Otto e Lenildo definem data para assinatura de ordem (Foto Divulgação).

FEIRA DOS MUNICÍPIOS NA EXPOFENITA

Dourado: integração dos municípios.

A arte e a cultura de 20 municípios sulbaianos estão presentes na Feira dos Municípios, no Parque de Exposições Antônio Setenta, em Itabuna. A feira foi aberta ontem à noite e vai até o último dia da Expofenita, no próximo domingo (2).

Segundo o presidente da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc), Cláudio Dourado, a feira reúne “o que há de mais expressivo e peculiar em cada um dos municípios participantes”.

Dourado aproveitou a abertura do evento para insistir na necessidade de fortalecer o municipalismo. Nessa linha, ele bateu na tecla preferida dos gestores municipais, a da redistribuição mais justa do bolo tributário.

Na média, 60% da arrecadação central ficam com a União, 25% com os estados e apenas 15% com os municípios. A abertura da feira foi prestigiada por autoridades regionais e pelo secretário estadual de Agricultura, Eduardo Salles.

INSATISFAÇÃO NA AMURC

Anízio (c), ladeado por Rosemberg, elogia Ioná.

Os sinais de insatisfação com a nova diretoria da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc) começam a pipocar. Se antes as críticas ao presidente Cláudio “Viajando” Dourado ocorriam em privado, o prefeito Tonho de Anízio, de Itacaré, “clareou” ao anunciar a sua filiação à Associação dos Municípios do Baixo-Sul (Amubs). Mais que isso, Anízio derramou-se em elogios à presidenta da entidade, Ioná Queiroz.

A Amurc estaria sendo usada – apenas – para atender a grupos privados e amigos. Já as causas municipais, teriam sido deixadas “de lado”.

SERÁ QUE VAI MESMO, DOURADO?

O novo presidente da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia, Cláudio Dourado (PTB), assumiu a entidade nesta segunda (31) com a promessa de fazer uma verdadeira devassa nas contas dos ex-gestores Orlando Filho (2007-2008) e Moacyr Leite (2009-2010).

Detalhe: Dourado era o tesoureiro da gestão de Moacyr Leite. E aí, será que vai rolar mesmo uma auditoria ou fica tudo por conta da empolgação de iniciante?

O DRIBLE “DOURADO”

O prefeito de Ibicuí, Cláudio Dourado (PTB), conseguiu colocar no bolso o prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida (PT).  Dourado fechou compromisso com o colega em que ele ficaria com a presidência da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc) e apoiaria Adroaldo num cargo de relevância na nova diretoria da União dos Municípios da Bahia (UPB).

Ainda no sábado passado – e pra lá de Bagdá-, Dourado explicava que não fechou nenhum compromisso com Adroaldo e seu acordo era para dar a tesouraria da Amurc ao petista Lenildo Santana, prefeito de Ibicaraí. Adroaldo acabou sendo suplente do Conselho Fiscal da UPB. E Dourado apostou todas as fichas em Moacyr Leite, escolhido para titular do conselho. É a (e da) política.

CAETANO: “VAMOS DEMONSTRAR QUE É POSSÍVEL RESOLVER OS PROBLEMAS”

Amigo do governador, Caetano diz que UPB não será entidade chapa-branca (foto José Nazal)

Duas eleições tranquilas ocorrerão esta semana na Bahia. Sem grande dor de cabeça, o prefeito de Camaçari, Luiz Caetano, do PT, será eleito no próximo dia 27 como o novo presidente da UPB (União dos Municípios da Bahia). É candidato de consenso, após ter perdido por 12 votos em 2009. Outro que vencerá sem disputa é o prefeito de Ibicuí, Cláudio Dourado (PTB), candidato único à presidência da Amurc (Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia).

Caetano e Dourado se reuniram com 21 prefeitos sul-baianos na noite deste sábado, 22, em um jantar no Hotel Jardim Atlântico, em Ilhéus. No encontro, falaram de uma nova agenda para o municipalismo, do fortalecimento da luta pela reforma tributária e da consolidação dos territórios.

O prefeito de Camaçari defende uma UPB renovada e incorpora bandeiras como a luta pela distribuição dos royalties do pré-sal com base no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) dos municípios e a implantação de cursos de capacitação profissional no interior da Bahia.

O PIMENTA compareceu ao encontro e bateu um papo com Caetano sobre a eleição mais fácil da vida dele. Confira abaixo:

PIMENTA – O senhor tem pregado uma UPB mais forte e incisiva na defesa do municipalismo. Como está sendo formatada essa nova União dos Municípios?

LUIZ CAETANO – Nós estamos formatando um novo modelo de municipalismo, a luta do novo municipalismo. Estamos construindo essa nova agenda, em função de que o município de hoje não é como o da época de Lomanto Júnior, ou de outras épocas atrás. Hoje, com a globalização, a internet, a criação dos territórios, as novas leis, tudo mudou bastante.

PIMENTA – Mudou em que sentido?

CAETANO  – Por exemplo, hoje nós temos que pensar mais no território, o prefeito não pode ficar com a cabeça só no município, ele tem que estar unido em seu território com os outros prefeitos para que ele seja um líder regional e trabalhe regionalmente. Observe que são poucos municípios que podem fazer um aterro de lixo, e ainda tem a questão do transporte, da segurança pública, o problema ambiental, o desenvolvimento econômico com sustentabilidade… Essas questões todas precisam ser trabalhadas dentro de um perfil mais amplo e, para isso, nós precisamos de nossa entidade fortalecida. Ela precisa se comunicar, ter um sistema de comunicação, precisa ter uma estrutura para ajudar o conjunto dos gestores  a capacitar suas equipes. Por isso eu quero construir a escola de gestores, a escola de governo junto à UPB.

PIMENTA – E o que fazer para oxigenar o caixa dos municípios, já que quase todos estão sem recursos sequer para o custeio?

CAETANO – Nós não podemos deixar de lado a luta pela reforma tributária, a luta pela distribuição dos royalties do pré-sal, que deve ocorrer com base no IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e não apenas para os estados produtores. Tudo isso está lincado com o discurso da (presidenta) Dilma. Se ela quer erradicar a miséria, nós vamos entrar com a agenda positiva para que isso possa de fato acontecer em nosso país.

Será uma relação elegante. Nós não vamos ser entidade chapa-branca, seremos independentes (sobre a relação da UPB com o governo Wagner).

PIMENTA – Mesmo após o governo Lula, ainda persiste essa queixa com relação à divisão do bolo tributário. Isso nos leva a entender que o presidente mais popular da história do país não foi assim tão bom para o municipalismo?

CAETANO – Lula ajudou muito os municípios e a maior conquista é a relação que passou a existir entre o poder central e o poder local. Lula fez a relação direta. Existe município que recebe mais recursos do Bolsa Família do que registra de arrecadação. Há uma relação mais direta e a tendência é cada vez mais descentralizar porque o cidadão mora no município. Então cada vez mais a federação vai ser o município. O que nós precisamos para ter essa independência maior? Reforma tributária, distribuição dos royalties do pré-sal. Vamos construir essa agenda e não é só gritando, brigando. É gritando, brigando, mas apresentando solução, demonstrando como é possível resolver os problemas.

PIMENTA – O senhor coordenou a campanha do governador Jaques Wagner à reeleição. Como será a relação entre a UPB e o governo?

CAETANO – Será uma relação elegante. Nós não vamos ser entidade chapa-branca, seremos independentes. Vamos nos mobilizar e criar um canal de negociação com o governo. Nós queremos fazer as escolas regionais de capacitação profissional e buscaremos a contrapartida do Governo do Estado, do Governo Federal. Queremos criar grupos de projetos para ajudar regionalmente os municípios e vamos precisar da ajuda do Estado e da União. Vamos realizar um grande seminário de planejamento, para não ficar com a agenda só de acordo com a cabeça do presidente. Ela deve ser fruto de um conjunto, que é esse movimento do novo municipalismo da Bahia.

PIMENTA – O senhor falou que foi uma maravilha construir uma chapa de consenso, mas que agora está complicado fechar a composição da chapa. Como está sendo esse processo?

CAETANO – Tem mais candidato a candidato do que vaga, mas esse é um bom problema. Isso mostra que o nosso discurso e que a nossa proposta estão empolgando e mobilizando as pessoas. É por isso que elas querem compartilhar. Eu deixei por último (o fechamento da chapa) exatamente por isso. Para o prefeito sentir que quem tem de ir pra lá é quem tem condição de dedicar um tempo maior, pra gente botar pra frente, botar pra brilhar.

PIMENTA – Já tem uma data prevista para o fechamento dessa composição?

CAETANO – Até terça-feira a gente tem que fechar, porque quarta tem que registrar.

PIMENTA – Como será a participação do sul da Bahia na chapa? A região terá duas vagas?

CAETANO – Teremos participação de praticamente todas as regionais, mas é um pouco complicado ter duas vagas. A indicação está sendo feita pela própria regional, sem a nossa interferência. Agora, repito: quem for pra lá, vai sabendo que terá de fazer alguma coisa e terá de prestar contas do que está fazendo. Cada integrante vai ter que dar plantão na UPB, pelo menos uma vez na semana.

OS NOMES DE CONSENSO

Conforme o PIMENTA já noticiou, o prefeito de Ibicuí, Cláudio Dourado (PTB), é nome de consenso para substituir Moacyr Leite na presidência da Amurc (Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia). Reproduz na região o mesmo êxito que Luiz Caetano (PT), prefeito de Camaçari, teve nas articulações para presidir a UPB (União dos Municípios da Bahia).

Neste sábado, 22, Caetano e Dourado se reúnem com prefeitos sul-baianos num jantar em Ilhéus. Um encontro em clima de vitória.

Clique aqui para ver a composição da chapa pluripartidária liderada por Cláudio Dourado. Na UPB, Caetano ainda realiza costuras para formar a nova direção.

DOURADO É NOME DE CONSENSO NA AMURC; ADROALDO TENTARÁ CARGO NA UPB

Dourado, Moacyr e Adroaldo: consenso na Amurc (Foto Gilvan Rodrigues).

Acabou rolando consenso na disputa pela presidência da Associação dos Municípios do Sul, Extremo-Sul e Sudoeste da Bahia (Amurc). O prefeito de Itororó, Adroaldo Almeida, almejava assumir o comando da entidade, mas abriu mão em favor de Cláudio Dourado, prefeito de Ibicuí. A eleição está marcada para o dia 31.

Dourado fechou apoio a  Adroaldo Almeida para ocupar um cargo na diretoria executiva da União dos Municípios da Bahia (UPB). Outro nome da Amurc para a diretoria da UPB é o do atual presidente, Moacyr Leite (prefeito de Uruçuca). O consenso na Amurc – e a disputa por duas vagas na UPB – foi antecipado pelo PIMENTA no último final de semana (relembre).

CLÁUDIO DOURADO DIZ QUE APOIARÁ GERALDO

Cláudio Dourado (PTB), prefeito de Ibicuí, no sudoeste baiano, se reuniu com o deputado Geraldo Simões e lhe garantiu apoio ao projeto de reeleição do parlamentar e vice-líder do PT na Câmara Federal.

A conversa da dupla foi ouvida pelo vereador itabunense Ruy Machado (PRP), que está de malas prontas para embarcar no PTB. O vereador aparece como o articulador do encontro entre Cláudio Dourado e GS.

Cláudio Dourado pertence a um partido do arco de alianças do ministro Geddel Vieira Lima, mas reforça que sua opção em 2010 será o governador Jaques Wagner e a ministra Dilma Roussef para presidente.

Dourado, Geraldo e Ruy: apoio à reeleição.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia