WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


conlar

banner-site-150x300px

jamile_yamaha

sintesi17

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias


:: ‘Coelba’

QUEDA DE ÁRVORES DEIXOU MASCOTE DOIS DIAS SEM ENERGIA

A cidade de Mascote, no sul da Bahia, ficou durante quase 48 horas sem energia elétrica devido à queda de duas árvores de grande porte. O incidente ocorreu na tarde de terça-feira, 15, e somente às 10h48min de hoje (17) o fornecimento foi restabelecido.

Segundo a Coelba, os técnicos da empresa foram mobilizados para resolver o problema assim que este foi detectado.  Um comunicado da empresa informa que a demora para reativar o serviço se deu em função da dificuldade no deslocamento das equipes e às condições do local em que ocorreu o problema, pois se trata de uma área de brejo.

JUSTIÇA AUTORIZA CORTE DE ENERGIA DA SANTA CASA

Dois hospitais de Ilhéus, o São José e a Maternidade Santa Helena – ambos pertencentes à Santa Casa de Misericórdia -, estão sob ameaça de ficar sem energia elétrica a qualquer momento. A Coelba obteve na justiça o direito de suspender o fornecimento, em função de um débito de R$ 38 mil.

De acordo com o Jornal Bahia Online, o provedor da instituição, Eusínio Lavigne, afirmou que não há dinheiro em caixa para saldar o débito. Lavigne teria feito um acordo para quitar parte da pendência e evitar o corte, mas dependia de um repasse que a Secretaria Municipal da Saúde deveria ter feito no último dia 10. Não fez.

Havia um acordo celebrado entre o prefeito Newton Lima e o Ministério Público para a realização do repasse aos prestadores de serviço da saúde naquela data. O secretário municipal da Fazenda, Jorge Bahia, garantiu que liberaria os recursos, mas descumpriu o compromisso.

Nos bastidores, comenta-se que a atitude de Bahia agrada – não se sabe se voluntária ou involuntariamente – ao vereador Jailson Nascimento (PP), que antes mandava e desmandava na saúde.

“Como o secretário Jorge Arouca (Saúde) está tendo vários acertos na pasta, resolvendo questões que se arrastavam há anos, tem gente produzindo abacaxis para comprometer a gestão e faturar com a crise”, diz uma fonte do governo.

COELBA PREJUDICA NOVAMENTE O ABASTECIMENTO DE ITABUNA

A troca de um disjuntor realizada pela Coelba seria a responsável pela interrupção do bombeamento de água na estação de captação do Rio do Braço, ocorrida nas últimas 24 horas.

A causa do problema é apontada pelo presidente da Emasa (Empresa Municipal de Água e Saneamento Ambiental), Alfredo Melo. Segundo ele, a empresa não foi comunicada antecipadamente sobre a troca do equipamento e a mesma só foi identificada na tarde desta quarta-feira, 05, quando os motores da captação já haviam parado.

Com o problema, a cidade inteira ficou com apenas 50% de sua capacidade de abastecimento durante 24 horas. E a Emasa alerta que as consequências dessa falha serão sentidas nos próximos dez dias. “É que a cada hora sem bombeamento, são necessárias outras dez para regularizar o sistema”, explica o presidente.

Não é a primeira vez que a Coelba cria dificuldades para o abastecimento de água em Itabuna.

FUNCIONÁRIOS DA COELBA ENTRAM EM GREVE NA 3ª

Após assembleia realizada nesta sexta (17), os funcionários da Coelba decidiram entrar em greve a partir da próxima terça-feira, 21. De acordo com o sindicato dos eletricitários, o Sinergia, a Coelba resiste a negociar pontos considerados prioritários na campanha, o Plano de Saúde, a criação de Plano de Cargos, Carreira e Salários e a estabilidade pré-aposentadoria de dois anos.

Segundo o sindicato, a greve afetará os serviços de ligação, reparo, manutenção e atendimento nas agências da companhia de eletricidade. Além da Bahia, os eletricitários de Pernambuco e Ceará também decidiram cruzar os braços por tempo indeterminado. As companhias de eletricidade nos três estados pertencem ao grupo Neoenergia.

ELAS NÃO SE ENTENDEM

Vários bairros de Itabuna estão enfrentando problema de falta d’água e mais uma vez por causa de “desentendimento” entre a Coelba e a Emasa.

Na quinta-feira, 09, a Empresa Municipal de Água e Saneamento desligou os equipamentos da captação no Rio do Braço para uma manutenção. A unidade ficou desativada até sexta-feira, dia 10, e no sábado, quando as bombas seriam religadas, a Coelba “colaborou” com a falta de energia elétrica.

O apagão na área onde fica a unidade de captação durou das 15 horas de sábado até praticamente o mesmo horário de domingo. Por isso muitos itabunenses começaram a semana tomando banho de caneca.

FUNCIONÁRIOS DA COELBA PARAM NA SEGUNDA

Os funcionários da Coelba vão parar por 24 horas na próxima segunda-feira (6). De acordo com o Sindicato dos Eletricitários da Bahia (Sinergia), a empresa se nega a negociar alguns pontos da pauta da campanha salarial 2010.

De acordo com Cristina Brito, do Sinergia, a paralisação deverá afetar serviços como ligação, reparo e manutenção de rede, além do atendimento ao público. A parada é de advertência, mas os eletricitários ameaçam greve por tempo indeterminado.

Dentre os itens que a direção da Coelba-Neoenergia resiste a discutir estão a fixação Plano de Cargos e Salário (PCCS), ampliação da estabilidade da pré-aposentadoria para 36 meses e mais recursos para a Fundação de Previdência e para o plano de saúde, terceirizado há um ano. 

O sindicato observa que a Coelba apresentou lucro líquido de R$ 678,7 milhões nos nove primeiros meses deste ano, representando crescimento de 22,20% ao mesmo período do ano passado, período em que a companhia de eletricidade havia lucrado R$ 555,4 milhões. Estes números são usados pelo Sinergia para forçar a empresa a negociar em melhores termos.

COELBA CADASTRA CLIENTES PARA DOAR GELADEIRA

A Coelba está cadastrando consumidores ilheenses, de baixa renda, para doação de geladeiras novas. O cliente deve apresentar três contas de energia elétrica pagas e de consumo mensal igual ou superior a 70 quilowatts, além de possuir geladeira velha, com motor, para fazer a troca.

O cadastramento é feito no auditório da Secretaria de Educação de Ilhéus, na avenida Itabuna, número 2.222, até o próximo dia 11 de novembro, em horário comercial. A Coelba e os governos federal e estadual preveem a doação de 30 mil geladeiras a consumidores de baixo poder aquisitivo em 50 municípios da Bahia.

Ao trocar a geladeira velha por uma nova, o consumidor pode ter economia mensal média de R$ 31,00, segundo cálculos da Coelba. O cliente também ganha quatro lâmpadas fluorescente para substituição das antigas.

COELBA EXPLICA DEFEITO

A Coelba divulgou nota, explicando o problema que resultou na falta de energia elétrica nas estações de captação de água da Emasa em Mutuns e Rio do Braço.

Segundo a concessionária de energia, a interrupção ocorreu desde as 5h40min da manhã desta terça-feira, 26, e foi provocada por “defeito em equipamento da rede elétrica que atende a região”. Ainda de acordo com a Coelba, o fornecimento foi restabelecido às 11h10min.

A falha deixou Itabuna sem abastecimento de água durante toda a manhã. Os bairros da zona norte da cidade já enfrentam racionamento há quase uma semana, em virtude do rompimento de uma adutora.

Na nota, a Coelba afirma que “lamenta a falta de energia e coloca-se à disposição para os esclarecimentos necessários”.

NO ESCURO

A Coelba é impiedosa. Deixou a sede da Direc 7, em Itabuna, às escuras nesta manhã. Conversa daqui e dali e a religação foi feita ainda neste turno.

Não é a primeira vez que o “alicate come” por lá. A justificativa é de que o imóvel está em nome de terceiro e o estado encontra dificuldades para pagar a conta em dia.

EMASA SEM LUZ, PRESÍDIO SEM ÁGUA

Na sexta-feira, 8, um dia após a Coelba cortar o fornecimento de energia à sede da Emasa, o Conjunto Penal de Itabuna amanheceu sem água. Como o presídio – mantido pelo Estado – deve à Empresa Municipal de Água e Saneamento – a primeira conclusão foi a óbvia: é corte por falta de pagamento.

“Não foi”, jura o presidente Alfredo Melo. Segundo ele, houve interrupção momentânea do fornecimento de água, por conta dos trabalhos que estão sendo feitos para aumentar a captação de água no Rio Cachoeira, em Nova Ferradas.

Mas a coincidência foi grande. Até o valor da dívida da Emasa com a Coelba é igual à do Conjunto Penal com a Emasa: R$ 350 mil.

COELBA CORTA ENERGIA ELÉTRICA DA EMASA

Após uma série de negociações, a Coelba decidiu acionar o alicate contra a Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa).

A companhia de eletricidade cortou o fornecimento de energia elétrica do prédio onde funcionam o setor administrativo e a presidência da Emasa.

A empresa de saneamento é responsável pelo abastecimento de água de Itabuna, no sul da Bahia. O seu diretor administrativo-financeiro, Octaviano Burgos, disse que a Coelba tentava pressionar a Emasa a pagar dívidas.

Já o presidente da empresa, Alfredo Melo, foi mais incisivo:

– Nós já vínhamos conversando. Mas [a Coelba] meteu o corte. E aí, se f…., porque a dureza minha vai ser grande.

A energia na sede administrativa da Emasa foi restabelecida na parte da tarde de hoje por força de uma liminar.

COELBA PROGRAMA MELHORIA NA REDE EM ITABUNA

A Coelba realizará, nesta sexta-feira, 1º, serviços de manutenção e melhoria na sua rede elétrica em Itabuna. Os trabalhos vão acontecer das 10 às 13 horas e, por conta disso, a concessionária programou a suspensão do fornecimento de energia nesse período.

O desligamento programado atingirá as ruas “N”, Felipe Argolo, João Timóteo, “H”, José Theodoro da Silva, além das ruas 03 e “L”, todas no bairro Castália.

A empresa explica que a suspensão do fornecimento de energia nessa área  é uma medida fundamental para que a intervenção ocorra com segurança.

:: LEIA MAIS »

COELBA CORTA LUZ DA PREFEITURA DE BUERAREMA

Os desmandos administrativos em Buerarema atingiram uma das mais importantes pastas da gestão. Nesta quinta-feira, 29, a Coelba cortou o fornecimento de energia elétrica para a Secretaria de Educação do município. A empresa já havia negociado débitos anteriores com a prefeitura. Com os novos atrasos, o alicate “comeu” hoje.

O município é administrado, interinamente, pelo presidente da Câmara de Vereadores, Eudes Bonfim (PR), já que o prefeito eleito em outubro de 2008, Mardes Monteiro (PT), teve o registro de candidatura cassado no ano passado.

COELBA RELIGA ENERGIA DA CASA DOS ARTISTAS

O fornecimento de energia elétrica à Casa dos Artistas, em Ilhéus, foi religado nesta sexta-feira (14), como informa o diretor do espaço, Romualdo Lisboa. Segundo ele, a medida foi determinada pelo gestor regional da Coelba, Carlos Moraes, atendendo a “súplicas da sociedade ilheense”.

O Pimenta noticiou na quinta-feira (13) o corte da energia da Casa dos Artistas, que foi motivado por um débito atrasado de R$ 1,5 mil. O espaço cultural, que recebe subsídio da Secretaria Estadual da Educação, espera agora reativar um convênio com a Prefeitura.

Com a normalização do fornecimento de energia, a Casa retorna com os espetáculos noturnos de teatro, violão, cordel, oficinas e a sessão semanal do Cineclube Équio Reis.

CASA DOS ARTISTAS ÀS ESCURAS

O “alicate” comeu na Casa dos Artistas de Ilhéus. Uma dívida de R$ 1,5 mil levou a insensível Coelba (aquela das contas estratosféricas) a cortar o fornecimento de energia elétrica para um dos mais conhecidos espaços culturais da Terra de Gabriela.

A direção da Casa dos Artistas culpa a prefeitura de Ilhéus pela situação vexatória. O município deve R$ 6 mil em convênios.

Após acionar o prefeito Newton Lima, este acordou em honrar o pagamento por meio da Secretaria de Assistência Social, mas a coisa travou e tudo teria ficado só na promessa, para desespero de Romualdo Lisboa, dirigente da Casa dos Artistas.

Romualdo acredita na possibilidade de uma mudança de atitude da prefeitura, honrando o débito. Conversas foram iniciadas com assessores das secretarias de Governo e Educação. Newton, acenda a luz.

EMASA ACIONARÁ A COELBA NA JUSTIÇA

– Empresa alega prejuízo de R$ 200 mil

– Falta de energia deixa Itabuna sem água

Alfredo: ação contra a Coelba.

O presidente da Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa), Alfredo Melo, entrou em contato com este blog e antecipou que a empresa acionará, judicialmente, a Coelba.

A constante falta de energia elétrica está deixando o itabunense sem água nas torneiras. O dirigente revelou descontentamento com a série de quedas e interrupções no fornecimento de energia elétrica nas estações de captação de Emasa. E não vê outra saída a não ser “imprensar” a Coelba.

Nesta quarta (5), por volta das 23h40min, ocorreu nova interrupção em Rio do Braço. Duas horas depois (à 01h40min), a energia ainda não havia voltado. Alfredo lembra que uma hora sem água significa outras dez horas para que seja novamente regularizado o abastecimento. É só o leitor multiplicar as duas horas sem energia para ver o efeito.

Por que o homem da Emasa está “pê” da vida? É que a interrupção de luz tem sido constante na estação de Rio do Braço. No último final de semana, observa, foram 12 horas sem água. Isso, porque a Coelba reduziu a energia enviada para a região onde a Emasa capta cerca de 80% da água consumida em Itabuna. As máquinas pararam.

Nem no verão enfrentamos situação tão difícil como agora.

A ofensiva judicial contra a Coelba ainda será submetida ao Conselho Administrativo da Emasa. A votação está prevista para a próxima sexta-feira, 7, às 7 horas. É mais provável que a empresa ingresse com a ação judicial. “Essas interrupção nos causaram prejuízos de R$ 200 mil só em abril”, revela Alfredo Melo ao Pimenta.

Engenheiro de formação, Alfredo acredita que as constantes interrupções de energia elétrica têm a ver com a falta de manutenção de todas as linhas de transmissão da Coelba, principalmente naquela região que abastece as estações da Emasa. “Nem no verão, na estiagem [ao final de 2009], enfrentamos situação tão difícil como agora”. E a situação difícil, observa, foi criada pela companhia de energia elétrica.

O dirigente não vê outra saída para reduzir a dependência do sistema de abastecimento de água em relação à Coelba que não seja a construção imediata da barragem no rio Colônia. A obra aumentaria para até 1.400 litros por segundo a capacidade de distribuição de água em Itabuna. Enquanto a obra não sai, o município se vê dependente dos (péssimos) serviços da companhia de eletricidade.

ELE ESTÁ DE VOLTA!

Ele ganhou vários adjetivos em 2009. De polêmico a prefeito de fato, era um vale tudo de oposição e governo para estimular ou desqualificar o trabalho da autoridade. Foi assim no auge da epidemia de dengue que matou nove pessoas e atingiu mais de 15 mil pessoas, no cancelamento do São João, na exigência para limpeza de canais de macrodrenagem…

O silêncio veio em seguida. Faz mais de seis meses que ele quase não concede entrevistas. Muitos o querem de volta aos microfones, telinhas e páginas de jornais e sites. Nesta quarta-feira o homem romperá o silêncio.

“Ele” é o promotor público Clodoaldo Anunciação. Concederá entrevista ao programa Bom Dia, Bahia (rádio Nacional, às 7h) e vai meter o dedo na ferida. No alvo do promotor público estarão os (péssimos) serviços prestados pela Empresa Municipal de Água e Saneamento (Emasa) e Coelba.

O que dirá o incendiário promotor?

Clodoaldo Anunciação rompe o silêncio?

TÁ SOBRANDO GELADEIRA

O governo estadual e a Coelba criaram um programa de substituição de geladeiras, no ano passado, mas a coisa não pegou no interiorzão. O número de gente que se cadastra e não aparece no ato da entrega é grande, como aconteceu em Uruçuca. Nesta semana, mais da metade das geladeiras ficou à espera dos donos. O programa Nova Geladeira foi criado para pessoas de baixa renda substituir os refrigeradores velhinhos.

Às 18h44min: O escritório local da Coelba diz que o não-comparecimento de clientes tem sido de, na média, 5%. Registre-se que, neste caso,  as geladeiras são doadas aos consumidores, a exemplo de Uruçuca, no sul da Bahia. O programa já atingiu 13 municípios e deve chegar a 50 ao final de 2010. Segundo Carlos Morais, a previsão é de entrega de 30 mil geladeiras.

PROCON ANALISA QUEIXAS CONTRA A COELBA

Uma série de queixas têm chegado ao Procon de Itabuna contra a Coelba, que é campeã de reclamações também em outras praças. Entre os cliente locais, as principais causas de insatisfação têm a ver com as frequentes quedas de energia (com perda de aparelhos domésticos) e o serviço precário e demorado no posto de atendimento, que funciona no SAC.

Esses problemas serão abordados em uma reunião marcada para esta terça-feira (27), na sede do Procon. Além do gestor da Coelba em Itabuna, representantes da empresa em Salvador também estarão presentes.

COMUNIDADE ESTÁ HÁ 10 DIAS SEM LUZ E RECLAMA DA COELBA

A comunidade rural da região do Serrado, Ribeirão Seco, Vila do Sol e Alto Bonito, nos municípios de Ilhéus e Itabuna, está desde a quarta-feira da semana passada (dia 7) sem energia elétrica. Os prejuízos são grandes para pequenos e médios produtores, que reclamam do atendimento 0800 da Coelba.

O produtor João Edvaldo diz que há dez dias entra em contato com o atendimento da companhia de eletricidade e ouve sempre a promessa de que o serviço será restabelecido e uma equipe será enviada imediatamente. “Só se for montada numa preguiça”, ironiza o produtor. “São trabalhadores perdendo todo alimento perecível”, lembrou. Os trabalhadores haviam acabado de fazer a feira do mês.

São 450 famílias atingidas pela falta de energia elétrica. O Pimenta entrou em contato com a gestora regional da Coelba, Sheyla Silva. Ela garantiu que o departamento de comunicação institucional da empresa retornaria até o final da manhã. Ainda aguardamos a resposta da Coelba.

MORADORES DE LOTEAMENTO SOFREM COM A COELBA

Proprietários de imóveis do loteamento Bom Jesus, situado no quilômetro 22 da rodovia Ilhéus – Itacaré, estão no time dos que vivem tendo prejuízos por conta do serviço deficiente da Coelba.

No loteamento existem cerca de mil residências e apenas dois transformadores dão conta de toda a carga de energia. Em razão disso, as quedas no fornecimento são frequentes, causando danos em equipamentos e perda de produtos que dependem de refrigeração.

Segundo dados da Aneel, ao longo do ano passado Ilhéus acumulou uma média de 34 horas  sem energia. É a pior marca em todo o Estado.

DEPUTADO DENUNCIA COELBA À ANEEL

O serviço ruim da Coelba levou o deputado Colbert Martins (PMDB) a pedir providências à Agência Nacional de Energia Elétrica. Colbert justificou a queixa citando especificamente o caso de Salvador, já que alguns bairros da capital chegaram a enfrentar esta semana mais de 48 horas de sucessivas quedas de energia.

Além da deficiência no serviço que lhe é próprio, a concessionária também falha na satisfação aos clientes. O atendimento telefônico gratuito é um verdadeiro suplício, exigindo paciência de Jó de quem se arrisca a fazer alguma reclamação.

Só faltou o deputado acrescentar que o problema não se restringe a Salvador. Ocorre em toda a Bahia.

30 HORAS!

Não é título de filme de suspense nem tradicional liquidação de um shopping itabunense. 3o horas foi o tempo que a Coelba levou para restabelecer a energia elétrica no balneário de Olivença, em Ilhéus, que ficou sem energia das 17h da quarta-feira, 7, às 23h de ontem.

Uma das vítimas, Georgia Vello anota: “engraçado que depois das 21h de quarta parou de chover e não sei porque razão demoraram tanto para restabelecer a energia”. Ainda ontem à tarde, a Coelba enviou nota afirmando que a falta de energia em várias localidades do sul do estado tem um culpado: a chuva!

alba



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia