WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba



policlinica





outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

editorias






:: ‘comerciários’

SEGUNDA É FERIADO DO COMERCIÁRIO EM 3 MUNICÍPIOS SUL-BAIANOS

Apenas restaurantes e lanchonetes do Shopping abrem nesta segunda

A segunda-feira (22) será Feriado do Comerciário em, ao menos, três municípios sul-baianos. Principal polo comercial do sul da Bahia, Itabuna está na lista. Após acordo de comerciários e lojistas, o prefeito Fernando Gomes baixou decreto antecipando o feriado do dia 30 para dia 22 de outubro.

Também será feriado no município de Ubaitaba nesta segunda. Na semana passada, a prefeita Suka Carneiro decretou a antecipação. Somente serviços considerados essenciais funcionarão tanto em Itabuna como em Ubaitaba. O mesmo ocorrerá em Buerarema. O prefeito Vinícius de Orlando atendeu a pedido da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) local.

Em Itabuna, além de lojas, bancos e repartições municipais, o feriado também atinge serviços oferecidos no Shopping Jequitibá. Nesta segunda, apenas restaurantes e lanchonetes abrem no centro de compras itabunense.

SINDICOM DIVULGA NOTA REPÚDIO

O Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Itabuna (Sindicom) divulgou nota de repúdio contra dirigentes do Sindicato dos Comerciários, em consequência do episódio no qual uma empresária afirmou ter sido agredida pelo sindicalista Erivaldo Batista (leia aqui).

Na nota, o Sindicom acusa dirigentes do Sindicato dos Comerciários de agir “como vândalos” e ameaçar empresários “que querem promover o aumento da geração de renda através do emprego”.

Ainda segundo posicionamento da entidade patronal, “o papel do Sindicato dos Comerciários deve ser o de fiscalizar se as regras trabalhistas estão sendo respeitadas e, se não estiverem, acionar os meios legais para corrigir”.

O Sindicom afirma que o fato ocorrido no sábado, 12, foi uma demonstração de “truculência de um grupo que quer agir pela força”. A agressão à proprietária da loja de brinquedos foi definida como “um gesto covarde e que merece todo o nosso repúdio”.

DONOS DE SUPERMERCADOS E COMERCIÁRIOS TÊM NOVA RODADA DE NEGOCIAÇÕES

Gilson Costa, dirigente do Sindicato dos Comerciários.

Gilson Costa, dirigente do Sindicato dos Comerciários.

Patrões e empregados terão nova rodada de negociações para definir percentual de reajuste e piso salarial para trabalhadores em supermercados em Itabuna. A nova rodada está marcada para amanhã, 2, às 17h. Os trabalhadores pedem reajuste de 8,5% para quem recebe entre R$ 734,00 e R$ 1.371,00 de salário. Os representantes dos supermercados oferecem 6,5%.

Além do percentual de reajuste e manutenção de direitos, o presidente do Sindicato dos Comerciários de Itabuna, Gilson Costa, diz que a pauta inclui compensação por jornada de trabalho, adicional para dia de feriado trabalhado e R$ 75,00 de cesta básica no perído de junho a dezembro.

Segundo ele, a pauta é a mais enxuta dos últimos anos. As negociações também são conduzidas pelo delegado em Itabuna do Sindicato dos Supermercados e Atacados de Auto Serviço do Estado da Bahia (SindSuper), Jorge de Castro Mesquita Dantas. Vereador e diretor do Sindicato dos Comerciários, Jairo Araújo participa da mesa de negociações.

O MÍNIMO COMO PISO

Comerciários protestam em frente a supermercado no Centro Comercial de Itabuna.

Comerciários protestam em frente a supermercado no Centro Comercial de Itabuna.

Comerciários e donos de supermercados em Itabuna estão diante de impasse nas negociações para definir o piso salarial específico. Para os empregados, o segmento patronal quer o fim do piso, pagando o salário mínimo. A pendenga pode ser resolvida ainda nesta terça, 26, quando os dois lados sentam-se à mesa para mais uma rodada de negociações.

O Sindicato dos Comerciários promete radicalizar caso não haja acordo. A promessa é de intensificar as manifestações às vésperas da Semana Santa nas portas dos supermercados. Nos últimos dias, os sindicalistas têm feito protestos em que o ator Jaffet Ornelas, simbolizando o piso salarial, se apresenta como um quase-defunto. Quase porque ele – o piso salarial – ainda espera ser ressuscitado, mas a peleja está dificílima…

FINAL DO CAMPEONATO DOS COMERCIÁRIOS

Os times do Bompreço e Meira 2 vão decidir o título do Campeonato dos Comerciários, neste domingo, 5, no Recanto dos Comerciários, no Bairro Conceição, em Itabuna. A disputa começa às 10h.

Logo após a definição do vencedor da competição organizada pelo Sindicato dos Comerciários de Itabuna, haverá grande festa com música ao vivo.

PUGILISMO NA CINQUENTENÁRIO

Comerciários protestam em frente à loja (Foto Divulgação).

Dirigentes do Sindicato dos Comerciários de Itabuna acusam o gerente e o caixa da Parceria Calçados, na avenida do Cinquentenário, de agredi-los a socos e pontapés nesta manhã de quinta (8). A confusão teria começado quando os comerciários entregavam uma cartilha com a íntegra da Lei Maria da Penha às funcionárias da Parceria.

O gerente da loja, segundo os comerciários, não gostou e recolheu as cartilhas das mãos das funcionárias do estabelecimento. Os sindicalistas protestaram contra a atitude. O caixa, de prenome Felipe – filho do dono da loja, discutiu com os sindicalistas e desferiu socos e pontapés nos sindicalistas, segundo as vítimas. Os agredidos prestaram queixa no Complexo Policial. Há quatro meses, o dono da loja, de prenome Gerson, foi denunciado por ameaça de morte aos sindicalistas.

José Aloísio Pereira de Souza, gerente da loja, disse que não se envolveu nas agressões físicas. “O pessoal passou na porta da loja, entregando as cartilhas, falando da Lei. Tinha três vendedoras. Eles chegaram e entregaram a cartilha. Eu pedi que elas me entregassem e lessem [a cartilha] na hora do almoço ou do lanche”, diz o gerente. “Quando eles me viram pedir, disseram que eu estava tomando as cartilhas das meninas”.

O gerente afirma que as comerciárias não poderiam ler a cartilha na frente da loja, “pois estavam ali trabalhando, puxando cliente”. As agressões começaram quando, na versão de José Aloísio, o caixa Felipe foi para a frente do estabelecimento contestar o que os sindicalistas diziam ao microfone. “Estavam falando de mim. O menino do caixa foi lá fora, discutiu [com os comerciários]. O rapaz tá todo arranhado aqui”.

COMERCIÁRIOS DIVULGAM NOTA SOBRE GREVE

Boatos de arrastões e saques levou sindicato a orientar o fechamento do comércio e lojistas se queixaram (foto Marcos de Souza /Pimenta)

Em nota divulgada nesta terça-feira, 7, a diretoria do Sindicato dos Comerciários de Itabuna responde à representação patronal do segmento, que ontem acusou a entidade dos trabalhadores de orientar, de maneira “infundada”, o fechamento do comércio na quinta-feira 2. Os comerciantes também questionaram o posicionamento dos comerciários, de apoiar uma greve “que coloca em risco seus representados”.

Na nota divulgada hoje, o sindicato informa que, na quinta-feira, 2, diante do estado de pânico que abalou o centro de Itabuna, procurou “os meios possíveis para evitar que o pior acontecesse” e salienta que “diante da boataria e do pânico que tomou conta da cidade, não poderíamos pagar com vidas para saber quem estava certo ou errado”.

O sindicato observa que não é contra a greve e sugere que o momento atual sirva para que a sociedade possa debater a segurança pública na Bahia e em Itabuna. A entidade lembra que “nossa cidade aparece em diversas pesquisas como uma das mais violentas do país e muitos trabalhadores no comércio já foram mortos num estado de aparente normalidade, sem nenhuma greve de policiais”.

BOMPREÇO DEMITE 12 EM ITABUNA

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna se prepara para fazer barulho no hipermercado Bompreço. O motivo é a recém-anunciada demissão de 12 funcionários da unidade local, o que, para o Sindicato, foi um “presente de grego” em meio às festas de fim de ano.

“O Bompreço bateu recorde de vendas este ano e agora dá esse presente de grego aos funcionários e clientes”, afirma o presidente do Sindicato, Gilson Araújo. Ele diz que as demissões contribuem para aumentar o nível de stress e registro de doenças ocupacionais nos funcionários que ficam, considerando que a redução do quadro implica em aumento da carga de trabalho para os “sobreviventes”.

Outra vítima das demissões, segundo o sindicalista, são os clientes do hipermercado, em virtude da perda de qualidade do serviço. “Os clientes enfrentarão filas mais longas, além de empacotar suas mercadorias”, cita Araújo.

PROTESTO CONTRA A CESTA DO POVO

Comerciários protestam em frente à Cesta do Povo da praça José Bastos.

Sindicalistas e funcionários da loja da Cesta do Povo da praça José Bastos, centro, Itabuna, protestaram contra o tratamento dispensado pela direção da Empresa Baiana de Alimentos (Ebal). A loja conta com apenas sete funcionários e trabalhadores reclamam que os caixas não possuem as esteiras, o que propicia o surgimento de casos de Lesão por Esforço Repetitivo (LER). Outro problema é que a Ebal também não estaria respeitando os reajustes definidos em acordos coletivos, segundo a direção do Sindicato dos Comerciários de Itabuna.

CHAPA ÚNICA NA ELEIÇÃO DOS COMERCIÁRIOS

O atual vice-presidente do Sindicato dos Comerciários de Itabuna, Gilson Costa, ligado ao PCdoB, encabeça chapa única na eleição da nova diretoria da entidade, programada para esta sexta-feira, 22. A votação acontece das 8 às 17 horas, na sede do Sindicato.

Na nova chapa, Jairo Araújo, o atual presidente, assumirá o cargo de tesoureiro. Araújo ocupou a presidência por dois mandatos, mas há 17 anos está na diretoria da entidade.

FORRÓ DOS COMERCIÁRIOS

Sábado, 4 de junho, é dia de arrastar a chinela  em Itabuna, no Forró dos Comerciários. A festa é aberta e começa às 13 horas, no calçadão da Ruy Barbosa, com animação do sanfoneiro Pescoço de Mola e das bandas Forró Genuíno, Madame Buchada e Zabumbahia.

O forró deste ano faz parte das comemorações dos 65 anos anos do sindicato.

 

IMAGENS DE “PRISCAS ERAS”

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna comemora 65 anos nesta sexta-feira, 20. A entidade nasceu nos anos 40, enfrentou ditaduras, já teve fases de combatividade e também de peleguismo, mas se consolidou como uma das mais fortes organizações sindicais do sul da Bahia.

Uma ampla programação fará parte da festa de aniversário, mas uma das atrações está sendo reservada  para depois. Trata-se de uma exposição fotográfica, que conta boa parte da história do Sindicato. As imagens ainda estão sendo reunidas e selecionadas, mas pelo menos uma o PIMENTA já divulga em primeira mão.

Na foto abaixo, comecinho dos anos 80, o então presidente do Sindicato, Agenor Medeiros, recebe cumprimento do prefeito da época, Fernando Gomes. Atrás, com um daqueles gravadores gigantes daquele tempo, o jornalista Joel Filho, com um respeitável bigode, registra o evento.

FG cumprimenta Agenor Medeiros, enquanto o intrépido Joel Filho registra tudo com seu supergravador

 

COMERCIÁRIOS PROMETEM RESISTÊNCIA

O vereador Ruy Machado, atual presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, tem feito declarações públicas de que pretende reavivar uma ideia recorrente na política local: a de aprovar uma lei que viabilize a abertura do comércio itabunense no período noturno.

A proposta surgiu com força na legislatura passada, por iniciativa do então vereador César Brandão (PPS), mas foi abortada devido à pressão exercida pelo Sindicato dos Comerciários. Agora, Machado volta a propor que o comércio local funcione até as 20 ou 22 horas.

Jairo Araújo, presidente do Sindicato dos Comerciários, promete ir pra cima. “Estamos nos organizando para fazer mais uma vez a resistência e demonstrar para a população a inviabilidade do funcionamento do comércio no período noturno”, adverte Araújo.

O sindicalista ainda sugere ao vereador que volte as suas preocupações para outras demandas urgentes, como a crise do próprio legislativo e o abandono dos bairros itabunenses pelo poder público.

A briga promete.

FORÇA E CTB BRIGAM POR SINDICATO EM ILHÉUS

A Força Sindical e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) estão em pé-de-guerra no sul da Bahia. As duas centrais brigam pelo comando do Sindicato dos Comerciários de Ilhéus em uma novela que inclui relatos de ameaças e queixa de invasão a sede de entidade.

(Na verdade, na verdade, os meninos da CTB querem criar o Sindicato dos Trabalhadores em Supermercados. Como a Força entendeu o recado e visualizou o enfraquecimento dos Comerciários, foi à luta… ou à guerra…)

Um dos capítulos da “novela” foi “ao ar” na segunda-feira, 29, quando sindicalistas ligados à CTB tornaram público uma suposta invasão à sede do Sindicato dos Bancários de Ilhéus, ao final da tarde daquele dia. O imóvel foi cedido a colegas do movimento dos comerciários.

Do outro lado, representantes da Força Sindical, que detém o controle sobre o disputado Sindicato dos Comerciários local, não chegam a negar a “invasão”, mas dizem que estavam lutando contra a criação de um “sindicato fantasma”.

Os membros da Força acusam os bancários, ligados ao PCdoB, de estarem deflagrando uma ação de desmembramento do Sindicato dos Comerciários com empregados do Makro e Atacadão, mas que residem em Itabuna. (As duas lojas, no entanto, estão localizadas em território ilheense).

Aguardemos as próximas cenas.

COMERCIÁRIOS INICIAM CAMPANHA SALARIAL

Os trabalhadores do comércio de Itabuna definiram a pauta de sua campanha salarial, tendo como principal ponto a reivindicação de um reajuste de 12%. Em assembleia, a categoria também aprovou outros itens que serão negociados com a representação patronal.

A lista inclui auxílio-creche de R$ 75,00, redução da jornada de trabalho, participação nos lucros e a definição de percentuais para as comissões pagas aos comerciários.

COMERCIÁRIOS CAEM NO FORRÓ

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna promove neste sábado, 5, o seu já tradicional forró. O arrasta-pé acontece no calçadão da Rua Rui Barbosa, a partir das 14 horas, com animação do sanfoneiro Pescoço de Mola e da banda Madame Buchada, que têm à frente os músicos Jaffet Ornelas e Léo Jorge.

Ao longo dos anos, o Forró dos Comerciários vem se consolidando como uma das grandes festas populares de Itabuna, atraindo não apenas os trabalhadores da categoria, mas todos aqueles que apreciam o autêntico forró pé-de-serra.

Cruzamento entre a Rua Adolfo Leite (Beco do Fuxico) e o calçadão é o "miolo" do forró (foto Pedro Augusto)

 

1º DE MAIO: POLÊMICA À VISTA

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna não pretende “alisar” neste 1º de maio, quando todo o comércio local deverá  fechar as portas em cumprimento à convenção coletiva da categoria. Marcação cerrada mesmo será exercida sobre os pequenos mercados de bairro, que costumam abrir em domingos, feriados e dias santos.

Uma liminar judicial determina que todos os supermercados de Itabuna liberem seus empregados no feriado, mas entre as empresas de pequeno porte existem algumas em que todo o quadro de funcionários é formado por parentes do dono.  Que muitas vezes trabalham mesmo por “amor à causa” e de boa-vontade, inclusive nos feriados.

Mesmo nessa situação peculiar, o presidente do Sindicato dos Comerciários, Jairo Araújo, afirma que a entidade não vai contemporizar. “Ainda que seja uma relação de pai e filho, a partir do momento em que se assina a carteira (de trabalho), o contrato passa a ser entre patrão e empregado”, entende o sindicalista.

Alguns “empregados familiares” não aceitam a proteção imposta. Ou seja, acham que se quiserem trabalhar, não há sentido na proibição do sindicato. Araújo retruca, alegando que há casos em que os parentes são constrangidos a trabalhar. “É bom lembrar que no comércio local temos muitas ações trabalhistas movidas por empregado que tem relação de parentesco com o patrão”, diz.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia