WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
cenoe





junho 2018
D S T Q Q S S
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

editorias






:: ‘comércio’

NOVA PLATAFORMA DE COBRANÇA DE BOLETOS BANCÁRIOS APRESENTA FALHAS

Novo sistema de boletos bancários registra falhas

O cronograma de implementação da nova plataforma de cobrança de boletos bancários está chegando ao fim, mas clientes reclamam de não conseguirem fazer os pagamentos. Desde sábado (26), os boletos com valor igual ou superior a R$ 400 precisam estar registrados na nova plataforma para serem quitados.

A nova plataforma de cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) começou funcionar em julho de 2017. As mudanças estão sendo feitas de forma escalonada, tendo sido iniciada com boletos a partir de R$ 50 mil. A partir de 21 de julho, serão incluídos os boletos com valores a partir de R$ 0,01. Pela expectativa da Febraban, em 22 de setembro o processo será concluído, com a inclusão dos boletos de cartão de crédito e de doações, entre outros.

A ferramenta permite a identificação do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) do pagador, facilitando o rastreamento dos pagamentos e permitindo o pagamento de boletos, mesmos vencidos. O próprio sistema verifica as informações em cada transação. Se os dados do boleto coincidirem com os da plataforma, a operação é validada.

:: LEIA MAIS »

TERMINAIS DO BANCO24HORAS SÃO REATIVADOS EM ILHÉUS

Terminais do Banco24Horas são reativados || Foto Arquivo

Praticamente um mês após paralisação, os serviços de autoatendimento do Banco24Horas devem ser normalizados em até 15 dias. Em dezembro, o serviço foi suspenso por causa do rompimento de contrato entre a Tecban e a empresa que prestava segurança no fornecimento de valores para o Banco24Horas.

Os terminais entraram em operação novamente depois de a Tecban fechar contrato com a Brinks Segurança. O compromisso firmado pela empresa e a Prefeitura de Ilhéus é de que 10 novos terminais sejam instalados no município sul-baiano, além de reativação de todos os pontos de autoatendimento já existente.no bairro Nossa Senhora da Vitória.

A PESSOA CERTA NO LUGAR CERTO

Jaciara Santos | contato@jaciarasantos.com.br

 

O atendimento é a base para o sucesso de qualquer organização. Pode-se ter os melhores produtos e serviços, mas, se não tiver pessoas qualificadas, nenhum outro investimento tem o efeito de substituir um bom atendimento.

 

 

Com as festas de final de ano, o fluxo de pessoas em busca de produtos e serviços, aumenta significativamente. O atendimento tende a se tornar mais mecânico e frio. Entretanto, precisamos perceber que atender bem é um diferencial importante, que fideliza o cliente e faz com que o mesmo indique a empresa onde foi bem atendido para familiares e amigos.

Analiso cada atendimento, cada abordagem dos vendedores de nossa região. Percebo que o descaso com o consumidor se torna cada vez mais visível. Vendedores e atendentes muitas vezes exercendo um papel que foge totalmente de seu perfil.

Às empresas, é oportuno perceber que, antes de contratar um colaborador, faz-se necessário um processo seletivo eficaz, para que a frustração entre ambos os lados não venha à tona logo nos primeiros meses de trabalho.

Nesta semana visitei alguns estabelecimentos para comprar alguns mimos para minha família. Mas, confesso, foi árdua minha missão, por causa da falta de humanidade e profissionalismo em inúmeras empresas que visitei.

O atendimento é a base para o sucesso de qualquer organização. Pode-se ter os melhores produtos e serviços, mas, se não tiver pessoas qualificadas, nenhum outro investimento tem o efeito de substituir um bom atendimento.

Assim sendo, vou sugerir algumas dicas para você, empresário, gestor ou profissional autônomo, que trabalha diretamente com o público:

Dica 1: Atenda cada pessoa que entrar em seu estabelecimento como cliente VIP;

Dica 2: Ouça o seu cliente; e

Dica 3: Tente superar as expectativas do consumidor.

Seguindo essas dicas, tenho certeza que sua organização obterá mais sucesso, maiores resultados. Vale a pena também ressaltar a importância de identificar profissionais que não estão satisfeitos e que podem afetar o clima da empresa – e veja, urgentemente, o que pode fazer para solucionar a demanda.

Lembre-se: “A pessoa certa, no lugar certo, gera resultados extraordinários.”

Boas vendas!

Jaciara Santos é master coach.

COMÉRCIO DE ILHÉUS FUNCIONARÁ ATÉ AS 22H

Corais se apresentam nas escadarias do Palácio Paranaguá hoje || Foto Rodrigo Macedo

O comércio de Ilhéus passa a funcionar das 9h às 22 horas, a partir de hoje (18) e até a próxima sexta (22), segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus (CDLI) e Associação Comercial de Ilhéus.

Já no sábado e no domingo (23 e 24), o funcionamento será das 9h às 18h. Na semana pós-Natal e até o dia 29, o comércio ficará aberto das 9h às 20h.

MÚSICA

O clima de Natal invade o comércio também musicalmente. Nas escadarias do Palácio Marquês de Paranaguá, se apresentarão, hoje (18), os corais da Ceplac e da Primeira Igreja Batista de Ilhéus, a partir das 18h30min.

CONFIRA HORÁRIOS DO SHOPPING E DO COMÉRCIO NO PERÍODO NATALINO EM ITABUNA

Shopping Jequitibá abre em horário especial esta semana || Foto TripAd

Os consumidores terão mais tempo para compras nas lojas do Shopping Jequitibá, de Itabuna, na reta final para os festejos natalinos. A partir da próxima quarta (20) e até o sábado (23), as lojas e praça de alimentação do centro de compras itabunense ficarão abertas das 9h às 23h.

Já na véspera do Natal (24), as lojas e a Velanes do Shopping funcionarão das 9h às 17h, enquanto a área de supermercado estica das 8h às 19h. Já na segunda-feira (25), o shopping estará fechado, assim como todo o comércio itabunense.

O centro de compras volta a operar em horário normal do dia 26 ao dia 30. Já no dia 31, o Jequitibá ficará aberto das 9h às 17h. Assim como no Natal, o shopping fecha no primeiro dia do ano de 2018.

COMÉRCIO CENTRAL

O comércio também terá horário especial de funcionamento nesta semana. As lojas abrem até as 20h nestas segunda e terça (dias 18 e 19). A partir de quarta (20) e até sexta (22), o funcionamento será das 9 às 22h. Já no sábado (23), funcionará das 9h às 17h. Na véspera do Natal (domingo, 24), as lojas devem fechar as portas às 15h.

COMÉRCIO DE ILHÉUS DIVULGA HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO NO PERÍODO NATALINO

Comércio de Ilhéus terá horário especial em dezembro

O comércio varejista de Ilhéus funcionará à noite, em dezembro, a partir desta sexta-feira (8), quando as lojas ficarão abertas das 9h às 20h. No sábado (9), o funcionamento será das 9h às 16h, segundo acordo entre os sindicatos patronais e de empregados.

Já no período de 11 a 14 de dezembro, as lojas vão abrir as 9h e fecharão às 20hs. O consumidor terá mais tempo para compras na sexta-feira (15), com o funcionamento do comércio das 9h às 22h. No sábado (16), será das 9 às 18 horas.

NATAL

De segunda (18) a sexta-feira (22), a lojas abrirão das 9h às 22h, enquanto no sábado (23) será das 9 às 18 horas. Já na véspera do Natal, o comércio funcionará das 9h às 18h.

Já de terça (26) a sexta-feira (29), as lojas vão reabrir das 9h às 20h. No dia (30), será das 9h às 18h, enquanto no domingo (31), véspera da virada, funcionará das 9h às 17h.

COMERCIÁRIOS DE ITABUNA REJEITAM 2,3% DE REAJUSTE SALARIAL

Comércio é um dos principais setores da economia itabunense

Durante assembleia nesta noite de quinta (30), os comerciários de Itabuna rejeitaram a proposta do segmento patronal, que acenou com a concessão de apenas 2,3% de reajuste salarial. O percentual é um pouco acima do oferecido durante a terceira rodada de negociações – 1,82%.

Segundo a direção do Sindicato dos Comerciários, “foi consenso entre os presentes que a proposta está longe de atender as demandas da categoria”. O representatividade dos patrões também se negou a incluir um nível específico para balconistas de farmácias na tabela dos pisos salariais, de acordo com a presidência do Sindicato dos Comerciários.

“Diante da intransigência patronal só resta ao Sindicato intensificar as mobilizações da campanha salarial, com a realização de manifestações nas portas das principais lojas da cidade”.

CDL ANUNCIA A MAIOR CAMPANHA NATALINA DA HISTÓRIA DE CANAVIEIRAS

Presidente da CDL anuncia maior campanha de todos os tempos

Ériston durante sorteio de campanha da CDL

A CDL de Canavieiras fará, neste ano, a maior campanha natalina de todos os tempos, segundo o presidente da entidade lojista, Ériston Nascimento. A apresentação será feita na próxima terça (17), durante café da manhã no Pan Costa, quando os associados deverão avaliar o formato e as peças promocionais.

A campanha contará com a parceria da Prefeitura, que doou R$ 35 mil para a aquisição de um veículo zero quilômetro, considerado o carro-chefe da premiação. Para legalizar a doação, o prefeito Dr. Almeida enviou projeto à Câmara Municipal, que deverá apreciar o projeto em plenário na próxima sessão de terça-feira (17).

Além do veículo zero quilômetro doado pela Prefeitura, também deverão ser sorteados outros prêmios, que serão decididos pelos lojistas durante a reunião do próximo sábado, que também aprovará a participação de cada empresa nas cotas. Uma novidade desta campanha é que o prefeito Dr. Almeida estuda oferecer os cupons da promoção aos contribuintes no ato do pagamento de taxas e tributos municipais.

Segundo o presidente da CDL de Canavieiras, o projeto de marketing apresentará três diferentes temas para a escolha dos lojistas, bem como toda a logística da campanha promocional a ser lançada pela entidade.

– Essa campanha tem a finalidade de incrementar as vendas no final de ano, incentivando as compras no comércio local, com preços justos e produtos de qualidade, além de uma grande premiação. Nossa intenção é fazer o dinheiro circular em Canavieiras, aumentando a quantidade de empregos e o desenvolvimento da economia – concluiu Ériston.

SUA EMPRESA É ANALÓGICA?

Felipe de PaulaFelipe de Paula | felipedepaula81@gmail.com

 

Comunicação não pode ser compreendida como gasto. É um investimento que, bem gerido, impactará objetivamente em seus lucros. Uma sociedade conectada, digital, não admite empresas analógicas. Você pode oferecer um brilhante atendimento em horário comercial, mas seu cliente precisa de mais.

 

Gostaria de iniciar esse texto propondo uma breve reflexão para você, meu leitor: Em que mundo vivemos? Como você observa nosso cotidiano? Como você obtém conhecimento na contemporaneidade? Muito provavelmente devem ter surgido em sua mente imagens de celulares, computadores, telas com mensagens surgindo, redes sociais. Estamos conectados como nunca, produzindo informação como nunca. O grande “produto” contemporâneo é a informação.

Numa sociedade extremamente informacional, é inegável a importância de uma comunicação bem planejada, gerida com plena ciência das ações e resultados desejados. Como profissional e estudioso da área, vejo cotidianamente empresas construindo suas práticas de comunicação de uma forma que demonstram não ter ciência plena dos múltiplos caminhos possíveis. Uma comunicação subaproveitada, feita como se vivêssemos em tempos remotos.

Vivemos imersos numa lógica acelerada, informatizada. Comunicamo-nos em tempo praticamente integral. A comunicação institucional precisa ser pensada nessa mesma linha.

Como você gere a comunicação de sua empresa? Tenha o porte que tiver, penso ser inviável conceber uma empresa que “feche”. Não sugiro portas abertas 24 horas, mas afirmo: seu cliente vai ter uma dúvida sobre seus serviços em qualquer horário do dia.

Diante disso pergunto: sua empresa tem alguém online pronto a responder?

Não? É possível que seu concorrente tenha.

E me responda agora com a mente de um consumidor: você vai privilegiar qual empresa? Aquela que lhe atendeu de imediato ou aquela que não retornou sua mensagem?

Comunicação não pode ser compreendida como gasto. É um investimento que, bem gerido, impactará objetivamente em seus lucros. Uma sociedade conectada, digital, não admite empresas analógicas. Você pode oferecer um brilhante atendimento em horário comercial, mas seu cliente precisa de mais.

Quantas vezes já iniciei o processo decisório de consumir no estabelecimento A ou B ainda em casa, pesquisando perfis em redes sociais? Quantas vezes decidi por um produto, por uma empresa a partir de um argumento gentil e disponível através de mensagens trocadas num email ou num perfil de Facebook? Diversas vezes.

Um perfil desatualizado, mal gerido, equivale a uma vitrine suja, desorganizada, quiçá abandonada.

Você entraria numa loja assim?

Provavelmente você pode estar pensando que as questões levantadas por esse texto competem a grandes empresas, que contam com assessoria especializada. Isso não é verdade. Esse investimento pode – e deve – ser feito por todos.

O mundo é digital. Sua empresa (ou mesmo você) não pode seguir sendo analógica. Busque um consultor de comunicação. É muito mais acessível que imagina e garantirá que seu empreendimento não siga com uma imagem e posturas inadequadas perante seus clientes. O resultado será objetivo: lucro e satisfação.

Felipe de Paula é professor universitário e pesquisador da Comunicação Social.

MEU RIO CACHOEIRA DE ANTIGAMENTE

walmirWalmir Rosário | wallaw2008@gmail.com

 

Sem medo de errar ou ser interpretado como politicamente incorreto, até as enchentes do rio Cachoeira eram de encher os olhos e correr o mundo com as notícias da invasão das águas na pujante Itabuna. E olhe que naquela época não existia internet ou redes sociais.

 

Confesso que sou um pouco saudosista, mas quem há de resistir àquelas boas lembranças dos tempos de criança e adolescente? Poucos insensíveis, diria eu, recordando a belezas e a funcionalidade do rio Cachoeira dos anos 1950/60. A beleza plástica está quase toda registrada nas telas dos nossos artistas plásticos, com suas pedras à mostra, às vezes nem tanto, pois também serviam de “coarador” para as centenas de lavadeiras de ganho, ou de casa, que utilizavam as abundantes águas.

Labutavam, ainda, nas águas do velho Cachoeira pescadores – alguns especializados – de pitus, calambaus e camarões; peixes das mais variadas espécies, em sua maioria nobre, a exemplo de robalos, jundiás, tucunarés; os areeiros, que retiravam a areia para as construções com suas canoas e transportadas nos jegues; tipo de transporte também utilizados para levar água (de gasto) às residências que não dispunham de água encanada, artigo (melhor, serviço) raro à época.

Com poucos esgotos in natura (tratamento também não existia) despejando no nosso rio, era o local da higiene corporal de muitos moradores, alguns que se exibiam com saltos e braçadas durante a natação num simples banho. As águas límpidas – embora salobra – era um convite, inclusive durante à noite quando alguns se aventuravam a mergulhar e nadar sorrateiramente para furtar os peixes capturados nas grozeiras e outras armadilhas colocadas em frente às residências.

Os donos sabiam quem eram os larápios, mas nada de chegar às vias de fato, bastava uma simples censura, como geralmente assim fazia Pepê, hoje o advogado Pedro Carlos Nunes de Almeida, que tinha suas armadilhas ali na rua da Jaqueira, hoje avenida Fernando Cordier. Nos tempos atuais, mesmo com os parcos recursos, poucos se aventurariam a entrar nas águas superpoluídas do nosso velho rio, ainda mais com peixes suscetíveis a todos os tipos de doenças.

Sem medo de errar ou ser interpretado como politicamente incorreto, até as enchentes do rio Cachoeira eram de encher os olhos e correr o mundo com as notícias da invasão das águas na pujante Itabuna. E olhe que naquela época não existia internet ou redes sociais, ganhava o mundo através dos jornais, telégrafo e dos microfones das rádios Clube, Difusora e Jornal, já que os serviços de altofalante Tabu (bairro Conceição) e a Voz da Cidade não tinham longo alcance.

Passada a refrega, o comércio contabilizava seu prejuízo, refazia seus planos e tudo voltava à normalidade. A economia cacaueira dava o seu ar da graça e todos voltavam a ser o grapiúna de sempre, rico mesmo sem ter dinheiro no bolso, mas com muito crédito na praça. Nenhuma cidade do porte de Itabuna possuía o número de agências bancárias numa mesma avenida, a Cinquentenário, e todas funcionando, emprestando dinheiro e recebendo aplicações da venda do cacau.

Voltando ao comércio, a Cinquentenário e adjacentes se impunham com a galhardia de seus luminosos, confeccionados em gás neon, apagando e acendendo em intervalos diferentes, como só se viam nas grandes metrópoles pelo mundo afora. E os visitantes ficavam de “queixo caído” com nossa beleza feérica, tanto assim que muitos anos depois um conhecido biólogo da capital fluminense (à época Niterói), José Zambrotti, enchia os pulmões para nominar Itabuna como a Broadway brasileira.

Nem parecia que meses atrás tinha sofrido a grande catástrofe e, assim como no comércio, indústria e serviços maiores, a vida do rio voltava ao normal, com todos utilizando o que as águas produziam e permitiam que fosse retirado para o bem do homem. Até as pontes voltavam ao normal. Me refiro às pontes do Tororó (conhecida como dos Velhacos), estreita, baixa e somente para pedestres, e a do Marabá, cujo nome, Miguel Calmon, ainda é desconhecido da maioria da população, que eram interditadas.

Hoje maltratado, o rio Cachoeira ainda tenta sobreviver, mesmo contra a falta de vontade dos nossos governantes, que pela importância dos rios, já poderia merecer tratamento diferenciado, com um projeto de despoluição desde sua nascente até o chamado “mar de Ilhéus”, onde deságua. Atualmente, nenhum artista plástico dedicaria parte do seu tempo para retratar seu leito tomado pelas baronesas, criadouro do mosquito da dengue, ou as águas fétidas e de cor encardida pelo caldo derramado pelos esgotos.

Mesmo assim, ainda tenho a esperança de vê-lo, se não como o de antigamente, mas um rio importante na nossa vida e na socioeconomia do itabunense, do grapiúna. Gostaria de, em cima das pontes atuais e das que serão construídas, poder apreciar o Cachoeira revitalizado na Itabuna altaneira que sempre acostumamos a ver. Espero um dia possa ter essa oportunidade, assim como todos os itabunenses – daqui e de fora – que aprenderam a amar essa terra.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

COMÉRCIO DE ITABUNA TERÁ HORÁRIO ESPECIAL ÀS VÉSPERAS DO SÃO JOÃO

Comércio de Itabuna funciona em horário especial (Foto Arquivo).

Comércio de Itabuna funciona em horário especial (Foto Arquivo).

O comércio de Itabuna abrirá em horário especial nos dias 21 e 22 de junho. Nestes dois dias que antecedem a maior festa popular do Nordeste, os estabelecimentos ficarão abertos das 9h às 20h.

No dia 23, véspera de São João, as lojas funcionarão em horário normal, das 9h até as 18h30min. E, como já é tradição, lojas fecham no dia do santo, 24 de junho. De acordo com o Sindicato dos Comerciários de Itabuna, o funcionamento ficou acordado na Convenção Coletiva de Trabalho.

SHOPPING

Já o Shopping Jequitibá, funcionará até as 22 horas na quarta e quinta (21 e 22). Na sexta (23), lojas ficam abertas ate as 16h, enquanto a praça de alimentação funciona até as 18h. Supermercado e Drogaria Velanes, até as 20h. Serviços lotéricos, das 8h às 17h.

PROMOÇÃO SORTEIA CARRO ZERO ENTRE CONSUMIDORES DE ILHÉUS E ITABUNA

Carro em sorteio nesta quarta (Foto ilustrativa).

Carro em sorteio nesta quarta (Foto ilustrativa).

De olho no aquecimento das vendas, uma rede de supermercados sul-baiano sorteia, nesta quarta (14), um veículo Renault Expression. O veículo será sorteado entre os consumidores que fazem compras nos hipermercados da rede em Ilhéus e Itabuna. O sorteio será às 17h, na filial do Itão em Ilhéus.

Neste ano, o Itão está sorteando três Renault Expression e 100 vales-compras no valor de R$ 500,00 cada um. A cada R$ 25,00 em compra, o cliente tem direito a um cupom da promoção.

O primeiro carro do 4º PromoItão sai hoje e os dois últimos serão sorteados em 20 de dezembro deste ano. Todos os cupons depositados nas lojas de Ilhéus e de Itabuna participam dos sorteios. De julho a novembro, serão sorteados 10 vales-compras a cada mês.

GUIA ENSINA A VENDER MAIS PELO WHATSAPP

Guia ensina a vender mais pelo WhatsApp.

Guia ensina a vender mais pelo WhatsApp.

O potencial de vendas pelo WhatsApp se revela nos números de usuários da plataforma que, só no Brasil, supera 100 milhões, ou seja, 1 a cada 2 brasileiros faz uso dele. Pensando em orientar os empreendedores diante desse modelo a mais de oportunidade, as Unidades de Mercados do Sebrae Bahia e do Rio Grande do Norte desenvolveram o guia virtual “Como vender mais pelo WhatsApp, disponível aqui.

Uma das dicas para garantir sucesso no uso do aplicativo é solicitar dos clientes o contato de celular e, em seguida, elaborar um pedido gentil para adicioná-lo no WhatsApp de uso exclusivo para a empresa e, então, desenvolver estratégias de como conquistar sua atenção.

Analista da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae, Bahia Diógenes Silva orienta a oferta de atendimento personalizado. “Educadamente, o vendedor ou pessoa responsável pelo canal WhatsApp se apresenta ao cliente e se identifica, oferece produtos de acordo com a última compra realizada pelo cliente e encaminha um código para que ele tenha pequenos descontos”, detalha. “Dependendo da resposta do cliente, é possível que, com o tempo, seja criada uma relação de confiança”.

Outra possibilidade com o WhatsApp é, segundo ele, a divulgação do lançamento de novos produtos e eventos. No caso de produtos com giro baixo, pode ser uma promoção para clientes de uma lista específica, visando fidelizá-los. “É importante ter cuidado com a qualidade das fotos e vídeos, utilizar fundos adequados, posições claras que tornem o produto visível e valorizado. Também é recomendado que o conteúdo utilizado seja objetivo e curto, para que a atenção do cliente não seja dispersada”, acrescenta Diógenes.

Divulgar o número do WhatsApp em outras redes sociais e em cartões impressos é uma boa alternativa para donos de pequenos negócios, pois clientes com interesse em consumir o conteúdo da empresa adicionam o contato de forma espontânea. “Uma sugestão é pedir que, ao adicionar o contato da empresa, os clientes se apresentem com algum código promocional de um certo produto, pois, dessa forma, a empresa tem controle dos clientes que têm seu contato”, explica o analista.

O empreendedor pode criar também a Listas de Transmissão, um recurso que enviará a mesma mensagem individual para todos os contatos selecionados, sem que os destinatários sejam revelados. Segundo Diógenes, uma das vantagens desse recurso é a possibilidade de segmentar os clientes de acordo com o perfil de cada um ou tipo de relacionamento. “Assim, sempre que a empresa quiser lançar, por exemplo, uma promoção para quem visitou a loja uma única vez, ela pode acessar uma lista. Ou sempre que quiser mandar promoções de produtos femininos, pode segmentar as mulheres”, conta.

Uma dica essencial está no tempo de resposta aos clientes. Por ser uma ferramenta de mensagem instantânea, o ideal é ser hábil no intervalo de interação com o público, mas sem enviar muitas mensagens, evitando, assim, ser desagradável e comprometer a imagem da marca. Nesse quesito, o WebWhatsApp pode contribuir, já que é possível acessar todas as mensagens do WhatsApp por um notebook ou desktop.

ITABUNA: SINDICATO DOS COMERCIÁRIOS MANTÉM GREVE E ACUSA CDL DE “ESTIMULAR VIOLÊNCIA”

Comércio de Itabuna vive impasse entre patrões e empregados (Foto Arquivo).

Comércio de Itabuna vive impasse entre patrões e empregados (Foto Arquivo).

Enquanto patrões, via Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), sustentam que lojas abrirão normalmente amanhã (28), a direção do Sindicato dos Comerciários lembrou que, em assembleia no último dia 13, os trabalhadores decidiram aderir à greve geral. “Diante disso, o Sindicato dos Comerciários vem a público reafirmar que o comércio de Itabuna não funcionará nesta sexta-feira, 28 de abril”, cita, em nota. A greve geral foi convocada para esta sexta (28) em protesto contra as reformas da Previdência e Trabalhista, propostas pelo Governo Temer.

Para a direção da Sindicato dos Comerciários, que representa os empregados, ao insistir em abertura do comércio na próxima sexta, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Itabuna “comete um ato irresponsável, pois não é da sua competência determinar se os trabalhadores farão greve ou não”.

Ainda em nota oficial, a direção do sindicato dos empregados frisa ser a greve “um direito consagrado na Constituição Federal”. Por fim, a nota aponta para a possibilidade de, ao assumir este posicionamento, tanto a CDL como outras entidades patronais, “acirrar os ânimos e estimular a violência por parte de alguns lojistas”.

BANCÁRIOS E RODOVIÁRIOS ADEREM

Ainda para a direção do Sindicato, não existe clima para o funcionamento do comércio de Itabuna na próxima sexta, por causa da greve geral dos trabalhadores das empresas de ônibus e dos bancários. E, ainda, cita que a própria categoria dos comerciários aprovou participação na greve geral desta sexta. “De forma pacífica, garantiremos o livre exercício ao direito de greve e solicitamos que impere o bom senso e a maturidade entre os lojistas”.

Este site não conseguiu contato com a direção da CDL. Apesar de insistir que não haverá greve, a entidade não emitiu nenhuma nota oficial até o momento. Confira a íntegra da nota do Sindicato dos Comerciários ao clicar no “leia mais”, abaixo.
:: LEIA MAIS »

CAMELÔS PROTESTAM, MAS DEIXAM A AVENIDA DO CINQUENTENÁRIO

Calçada da Cinquentenário já desocupada pelos ambulantes (Foto Blog do Thame).

Calçada da Cinquentenário já desocupada pelos ambulantes (Fotos Blog do Thame).

Sob protesto, mas sem confrontos, a Prefeitura de Itabuna executou a retirada dos vendedores ambulantes da Avenida do Cinquentenário e das transversais. A partir de hoje (6), os camelôs estão proibidos de expor e vender produtos nas calçadas da principal artéria do comércio central da cidade.

Higino cobra lugar para os camelôs.

Higino: espaço para os camelôs.

No sábado (4), após uma reunião dos ambulantes com o prefeito Fernando Gomes, chegou a ser noticiado que as ruas transversais estavam liberadas para os ambulantes. Não foi o que aconteceu. Pela manhã, fiscais da Prefeitura, acompanhados da Guarda Municipal e com o reforço da Polícia Militar, impediram a instalação das barracas na área central, à exceção da Praça Adami, onde já existem toldos para os ambulantes.

O presidente da Associação dos Ambulantes, Marcio Higino, disse que havia acordo para ocupação das transversais até encontrar local para transferência dos ambulantes, já que a Praça Adami não comporta todos. “Precisamos que o prefeito nos dê atenção e definida um local onde as pessoas possam trabalhar”, afirmou.

SHOPPING POPULAR REMODELADO

Tarciso: Shopping Popular será remodelado.

Tarciso, da prefeitura, diz que Shopping Popular será remodelado.

De acordo com Tarciso Soares, diretor do Departamento de Indústria e Comércio, houve um mal entendido com relação às transversais. “Para organizar o comércio e garantir a acessibilidade das pessoas, é preciso fazer a retirada total e realizar um cadastramento  para realocar os ambulantes num novo espaço, incluindo novos toldos na Praça Adami. Tudo isso será provisório, até a inauguração do Shopping dos Camelôs”.

Questionado sobre uma data para a liberação do Shopping dos Camelôs, Tarciso disse ainda não haver definição, porque a obra, que tem problemas estruturais, precisa ser remodelada.

PROTESTO

Aos gritos de ‘queremos trabalhar, queremos trabalhar `, dezenas de ambulantes fizeram um protesto na Praça Adami. Motos que usam parte da Praça Adami como estacionamento foram retiradas para acomodar novas barracas. Com informações do Blog do Thame.

ITABUNA: CONFIRA O QUE ABRE DURANTE PERÍODO DO CARNAVAL

Comércio de Itabuna não na segunda e terça (Foto Arquivo).

Comércio de Itabuna não na segunda e terça (Foto Arquivo).

Seguindo convenção coletiva de trabalho, o comércio terá horário de funcionamento restrito durante o período de carnaval, conforme o Sindicato dos Comerciários de Itabuna.

O comércio não abrirá na segunda e na terça-feiras de Carnaval (dias 27 e 28). Lojas podem reabrir ao meio-dia da Quarta-Feira de Cinzas (dia 1º), porém boa parte começará a funcionar já às 9h de quarta. Os bancos abrem ao meio-dia.

SUPERMERCADOS ABREM 2ª

De acordo com a cláusula 29 da Convenção Coletiva de Trabalho, os supermercados poderão abrir na segunda-feira (27), mas não funcionarão na terça (28).

Shopping também fecha no dia 28.

Shopping também fecha no dia 28.

SHOPPING

À exceção das lojas, todos os outros serviços oferecidos no Shopping Jequitibá funcionarão na segunda (27), incluindo lotérica e estabelecimentos da praça de alimentação. No último dia de carnaval oficial, o shopping fecha, reabrindo no horário normal na quarta (1º).

ATIVIDADES MARCAM 30 ANOS DO SINDICACAU

Fernandes, de amarelo, entrega kit a associado do Sindicacau.

Fernandes, de amarelo, entrega kit a associado do Sindicacau.

O Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Moageira de Cacau (Sindicacau) completou 30 anos de atividade. A entidade reúne cerca de 500 associados em Ilhéus e Itabuna, de acordo com o dirigente, Luiz Fernandes Ferreira.

Os associados trabalham nas unidades da Cargill, Barry Calebaut e Joanes. Os 30 anos estão sendo comemorados com atividades e a entrega de kits natalinos a cada um dos associados, além do sorteio de bicicletas.

– São três décadas em defesa dos trabalhadores das indústrias do eixo Itabuna-Ilhéus. Uma história marcada por lutas pela valorização tanto econômica como social dos nossos associados – afirma o dirigente.

COMÉRCIO DE ITABUNA FECHA 508 VAGAS DE EMPREGO NO ANO

Comércio de Itabuna corta mais de 500 vagas em cinco meses (Foto Arquivo).

Comércio de Itabuna corta mais de 500 vagas em cinco meses (Foto Arquivo).

Números divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) revelam fechamento de 158 postos de trabalho no mês passado em Itabuna. Comércio e serviços, cada um, cortaram 114 vagas de emprego com carteira assinada em maio.

A indústria de transformação e a construção civil caminharam em sentido oposto com a abertura de 50 e 35 novas vagas, respectivamente, de acordo com os dados do MTE.

Nos cinco primeiros meses deste ano, o saldo é negativo. Corte de 775 postos de trabalho. Os maiores responsáveis por este resultado ruim foram dois dos mais importantes setores da economia itabunense. O comércio cortou 508 postos de trabalho. No mesmo período do ano passado, o comércio havia eliminado praticamente a metade (255 vagas), conforme apurado pelo PIMENTA.

O setor de serviços eliminou outros 271.

A indústria foi o único dos setores mais representativos que apresenta bom resultado para o período de crise na economia local e nacional ao abrir 150 novos empregos. Em 2015, a economia grapiúna havia cortado 73 empregos, número bem menor do que o registrado agora (775).

ILHÉUS FECHA 924 VAGAS EM 2016

A situação do desemprego é ainda pior em Ilhéus. De janeiro a maio, a economia ilheense registrou corte de 924 postos de trabalho.

O setor onde ocorreu maior corte foi o de serviços – 310 no período, seguido pela construção civil (200) e comércio (178). A agropecuária também foi decisiva. Corte de 126 postos de trabalho.

O único setor com saldo positivo de empregos em maio, em Ilhéus, foi serviços, com abertura de 25 novas vagas. Construção civil e comércio, juntos, eliminaram 147 empregos.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia