WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


alba










dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

editorias






:: ‘comércio’

SIMÕES LAMENTA SUSPENSÃO DO CARNAVAL

Deputado aponta prejuízos para o comércio e o setor de serviços

O anúncio de que Itabuna não terá carnaval m 2012 provocou lamentos do deputado federal Geraldo Simões (PT). Segundo ele, o cancelamento da festa trará impactos para o comércio e o setor de serviços.

Simões também criticou a gestão financeira da Prefeitura. Ele afirma que o prefeito José Nilton Azevedo (DEM) reclama de dificuldades, mesmo recebendo R$ 400 milhões por ano. O petista acredita que não há justificativa plausível para se deixar de fazer Carnaval em Itabuna.

“Com isso, jovens perdem uma opção de lazer e o nosso comércio e o setor de prestação de serviços deixam de ganhar com o movimento de pessoas na cidade”, projeta o deputado.

A Prefeitura alegou ter suspendido o Carnaval em função da falta de apoio de empresas privadas e da situação da dengue no município (Itabuna tem um dos maiores índices de infestação por Aedes aegypti no Brasil). Em lugar da folia carnavalesca, Azevedo anunciou uma festa para o final de julho, coincidindo com o período do aniversário da cidade (leia aqui e aqui).

 

BOMPREÇO DEMITE 12 EM ITABUNA

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna se prepara para fazer barulho no hipermercado Bompreço. O motivo é a recém-anunciada demissão de 12 funcionários da unidade local, o que, para o Sindicato, foi um “presente de grego” em meio às festas de fim de ano.

“O Bompreço bateu recorde de vendas este ano e agora dá esse presente de grego aos funcionários e clientes”, afirma o presidente do Sindicato, Gilson Araújo. Ele diz que as demissões contribuem para aumentar o nível de stress e registro de doenças ocupacionais nos funcionários que ficam, considerando que a redução do quadro implica em aumento da carga de trabalho para os “sobreviventes”.

Outra vítima das demissões, segundo o sindicalista, são os clientes do hipermercado, em virtude da perda de qualidade do serviço. “Os clientes enfrentarão filas mais longas, além de empacotar suas mercadorias”, cita Araújo.

APAGÃO NO JEQUITIBÁ

Clientes assustados, vendedores atônitos, seguranças em atenção total. Essa foi a situação vivida no início da tarde desta segunda-feira, 26, no interior do Jequitibá Plaza Shopping, em Itabuna. O quadro é descrito no blog do universitário e designer Maik Oliveira.

Segundo o blogueiro, por volta de 13h30min, houve um desligamento inesperado da energia elétrica do shopping, que ficou completamente às escuras. “Os seguranças do estabelecimento se viram atônitos, correndo de loja em loja de lanternas na mão, pedindo para que os funcionários viessem para a frente das lojas e fizessem cordões de isolamento, não permitindo que ninguém entrasse, na tentativa de evitar roubos e ou até arrastões nas lojas completamente submersas na escuridão”, descreve Oliveira.

O  blogueiro diz ainda que algumas lojas optaram por fechar as portas, solicitando que os clientes retornassem após o restabelecimento da energia. Um fato simplesmente constrangedor e inusitado, em se tratado do maior estabelecimento comercial do sul da Bahia.

Oliveira estranhou a falta de um gerador auxiliar de energia. “O shopping Jequitibá deixou escancarada sua total dependência do sistema geral de fornecimento de energia elétrica (da Coelba)”, constatou.

ITABUNA GERA 342 NOVOS EMPREGOS EM NOVEMBRO

Casas Bahia foi uma das redes que chegaram em Itabuna em 2011 (Foto Pimenta).

Os três principais setores da economia itabunense voltaram a contratar acima da média em novembro, revela o Ministério do Trabalho. Os números foram divulgados no final da manhã desta terça (20) e levam em conta apenas os empregos com carteira assinada.

Depois de “patinar” durante os dez primeiros meses no item geração de empregos, o setor de serviços abriu 156 novas vagas no mês passado. Os bons ventos sopraram também nos setores do comércio e indústria, que abriram 92 e 80 novas vagas, respectivamente.

O PIMENTA cruzou os dados das dez principais economias do estado e Itabuna apareceu em quarto lugar na geração de empregos em novembro, superando cidades como Feira de Santana (66 empregos) e Vitória da Conquista (-79).

À frente de Itabuna ficaram apenas Salvador (5.469 novos empregos), Camaçari (502 ) e Candeias (383). O trio tem em comum o fato de estar localizado na região metropolitana.

A boa notícia para a economia itabunense é a recuperação do comércio no acumulado do ano. Puxado pelos investimentos de mais de R$ 25 milhões no Shopping Jequitibá, o setor chega em novembro com saldo positivo de 415 vagas no ano e com a liderança na geração de empregos dentre todos os setores da economia local. Em 2010, eram apenas 24 novos empregos em igual período.

Os números do comércio são superiores ao da construção civil, que gerou 367 novos empregos no ano – mas em novembro abriu somente 7 novas vagas.

Se os números gerais da economia itabunense foram bons em novembro, o mesmo não se pode dizer do acumulado dos últimos 11 meses. A economia itabunense gerou somente 877 empregos em 2011, média de 79 empregos por mês.

ILHÉUS CORTA VAGAS

A economia ilheense fechou novembro no vermelho no quesito geração de empregos. Foram cepados 73 postos de trabalho com carteira assinada no mês passado, sendo este o resultado direto da abertura de 674 vagas ante 747 demissões. Serviços e indústria cortaram, juntas, 122 vagas. Comércio e construção civil amenizaram o mês ao abrirem 61 vagas.

PARA PRESIDENTE DA CDL, AMPLIAÇÃO DE SHOPPING E GRANDES REDES PUXAM RETOMADA

Braga: retomada.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Itabuna, Jorge Braga, avaliou que a chegada de grandes redes do varejo e a ampliação do Shopping Jequitibá explicam, em parte, o momento do comércio e da economia local.

– Além da ampliação do Shopping, tivemos a chegada de redes como as Casas Bahia, na Cinquentenário e novas perspectivas com o Complexo Intermodal Porto Sul. Os investidores estão convergindo para o sul da Bahia – justifica o dirigente lojista em entrevista ao PIMENTA.

Jorge Braga cita ainda novos empreendimentos previstos para o ano que vem, os hipermercados G Barbosa e Maxxi (atacarejo do Walmart). “São dois grandes supermercados que devem começar as obras no início de 2012. [Os empreendimentos] encontram-se em fase de discussão e definição de terrenos”, diz.

Braga destaca que a chegada de grandes redes nos diversos segmentos do comércio cria impacto, mas quem se sente atingido procura se aperfeiçoar para ter mercado. As novas empresas e os investimentos estruturantes empolgam o dirigente. “É um momento muito importante, bom para a nossa região”, diz Braga, que enumera ainda duas indústrias que devem se instalar em Itabuna ainda em 2012.

GERSON MARQUES, O XERIFÃO DO COMÉRCIO

O secretário de Desenvolvimento Urbano de Ilhéus, Gerson Marques, não está dando moleza para empresários que desrespeitam o Código de Posturas do Município. Há algumas semanas, Marques aplicou multa a uma lanchonete que utilizava parte da Avenida Soares Lopes como extensão de sua lixeira. Ontem (16),  outras duas empresas foram autuadas.

Como o PIMENTA já noticiou, um dos casos envolveu as Casas Bahia, que constrói uma loja no calçadão da Marquês de Paranaguá. Durante a madrugada de quinta para sexta-feira, um caminhão a serviço da empresa passou pela via (que é fechada ao tráfego de veículos), destruindo o piso e a decoração natalina. Em resposta, a Prefeitura determinou a suspensão das obras até que tudo esteja consertado.

Também ontem, Marques comprou uma briga com as Lojas Maia, que já havia sido notificada onze vezes por extrapolar na poluição sonora. Como último recurso, nesta sexta foi apreendido o equipamento de som utilizado pela loja para atrair (?) clientes. O gerente do estabelecimento tentou reagir, esperneou e quase foi junto.

O secretário diz que não se trata de hostilidade às empresas, mas de defender o respeito às regras e à cidade.

PROJETO VAI REVITALIZAR O QUARTEIRÃO JORGE AMADO

Ideia é transformar o Quarteirão em um espaço comercial diferenciado, valorizando o patrimônio histórico-cultural (foto Taironny Maia)

A empresa Bahia Mineração (Bamin) e a Prefeitura de Ilhéus formalizam nesta quinta-feira, 15, o convênio que tem como objetivo transformar o Quarteirão Jorge Amado, no centro histórico da cidade, em um shopping a céu aberto. A proposta é também valorizar o patrimônio histórico-cultural daquela área da cidade.

A assinatura do convênio será às 15h30min, em solenidade no Salão Nobre do Palácio Paranaguá, com a presença do prefeito Newton Lima e do presidente da Bamin, Francisco Viveiros. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano da Prefeitura, Gerson Marques, o apoio da Bamin foi fundamental para garantir a liberação dos recursos que já estavam alocados para o projeto junto ao Ministério do Turismo. O valor do total da revitalização, que começa a ser executada em março de 2012, será de R$ 7,8 milhões, parte financiada pelo MTur e parte oriunda de parceiros privados.

A Bamin colaborou com R$ 360 mil, destinados a pagar o projeto de engenharia. “Sem esse apoio, não poderíamos liberar os recursos para as obras”, afirma Gerson Marques.

HORÁRIO ESPECIAL NO COMÉRCIO

O comércio de Itabuna funciona em horário especial neste sábado, 10, quando as lojas estarão abertas até as 17 horas. Desta segunda-feira, 12, até sexta, 16, o funcionamento será das 9 às 21 horas, e das 9h às 18h no próximo sábado, 17.

De 19 a 23 de dezembro, as lojas abrem às 9 e fecham as portas às 22 horas, e na véspera de Natal o expediente será das 9 às 18 horas.

O esquema de funcionamento especial vigora a partir desta segunda-feira no Shopping Jequitibá. De 12 até 18 de dezembro, o comércio do shopping funcionará das 10 às 23 horas. De 19 a 23, haverá expediente das 10 horas à meia-noite e no dia 24 o Jequitibá abre às 9 horas e fecha às 20h.

AMPLIAÇÃO

Depois de chegar a Itabuna, a rede Casas Bahia segue com seu projeto de expansão no estado. Vitória da Conquista e Juazeiro serão as próximas cidades que terão lojas inauguradas, com previsão para abertura ainda este ano, a tempo de aproveitar o comércio aquecido no período natalino.

Em um mês, a Globex, holding que abriga as marcas Casas Bahia e Ponto Frio, irá inaugurar dez novas filiais em seis estados. Somente em Fortaleza (CE), serão duas lojas, com investimentos de R$ 7 milhões e geração de 90 empregos diretos.

COMERCIÁRIOS DIZEM QUE PATRÕES TENTAM LEVAR CAMPANHA SALARIAL EM “BANHO MARIA”

Comerciários e patrões: impaciência na mesa de negociação

Como de costume, a campanha salarial dos trabalhadores do comércio de Itabuna se desenrola – para não dizer “se enrola” – em clima tenso e confuso. Já houve cinco rodadas de negociação sem que os representantes de empregados e patrões tenham chegado a um acordo.

Na última reunião, a diretoria do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista, patronal, pediu mais tempo para avaliar as reivindicações do Sindicato dos Comerciários, o que causou irritação. Para o presidente dos comerciários, Gilson Costa, há uma tentativa dos lojistas de levar a negociação em “banho maria”. Irônico, Costa diz que “nesse ritmo o acordo só sai na Copa do Mundo de 2014”.

Ironias à parte, a negociação não pode demorar tanto, já que ela envolve a aprovação da convenção coletiva 2011-2012. A última convenção está vencida desde o dia 31 de outubro e é este documento que normatiza o funcionamento especial do comércio, como a abertura das lojas do Jequitibá Plaza Shopping, aos domingos e feriados. “A não assinatura poderá desorganizar o comércio de Itabuna”, adverte Costa.

O impasse na mesa de negociação tem a ver com os reajustes pedidos pelos comerciários. Para um office-boy, por exemplo, o Sindicato reivindica remuneração de R$ 640,00, mas os empregadores só querem pagar R$ 600,00. Os representantes dos comerciários dizem que este valor é menor do que a previsão do salário mínimo que vigora a partir do ano que vem.

SUBMARINO DEIXA CLIENTE NA MÃO

Encomenda recebida tinha endereço de Minas Gerais (etiqueta do lado direito) e foi devolvida à transportadora. A que deveria chegar em Itabuna desapareceu

O blogueiro Ricardo Ribeiro, aqui do PIMENTA, levou um baita “um a zero” do site de compras Submarino. No último dia de agosto, que dizem ser o mês do desgosto e parece ser mesmo, Ribeiro encomendou três livros no site e, finalizada a compra, recebeu a confirmação de que a entrega seria feita em 11 dias úteis. Que nada! Já se passaram 52 dias sem notícia dos livros.

Ao que tudo indica, o problema se deve a uma confusão da transportadora Jadlog, que atende ao Submarino. Isto porque o cliente recebeu uma encomenda na primeira semana de setembro, mas não eram os livros que havia pedido. Ele então ligou para o escritório da transportadora em Itabuna-BA e lhe pediram que devolvesse o produto para que fosse providenciada a troca.

A devolução foi realizada e a Jadlog ficou de localizar a encomenda do blogueiro, o que não foi feito até hoje. Pior é a dificuldade para falar com o Serviço de Atendimento ao Cliente do Submarino, onde ninguém consegue solucionar o caso. No site de vendas, a informação falsa é a de que houve dificuldade na entrega porque o destinatário estava ausente.

Como não conseguiu resolver a situação, o blogueiro usa a ferramenta que mais gosta de manejar. Criou o blog www.sparrela.blogspot.com, onde relata sua “viagem insólita” com o Submarino e critica o serviço de pós-venda do site. A denúncia contra o mau-serviço também é alvo de postagens no Twitter e no Facebook.

Blog relata o prejuízo sofrido pelo cliente do Submarino

WAGNER FALA SOBRE POTENCIAL BAIANO PARA INVESTIDORES PORTUGUESES

A Bahia ocupou em 2010 a terceira posição entre os estados brasileiros que mais exportaram para Portugal. As vendas superaram em 269,5% o volume registrado no ano anterior, colocando as empresas baianas atrás somente das sediadas em São Paulo e no Rio de Janeiro.

O governador Jaques Wagner acredita que existe espaço para ampliar essa participação e é sobre isso que ele irá falar nesta sexta-feira, 9, em Lisboa, no seminário “Oportunidades de Investimentos no Nordeste”. O evento vai reunir cerca de 150 lideranças políticas e empresariais do Brasil e de Portugal.

Segundo o governador, a Bahia responde atualmente por 12,1% do total das exportações brasileiras para Portugal, “que têm dado um salto expressivo”.  De janeiro a julho deste ano, os negócios entre o Brasil e o país europeu já movimentaram US$ 1,7 bilhão.

WALMART CONFIRMA LOJA DO MAXXI EM ITABUNA

O Walmart confirmará nesta quinta (1º), às 11 horas, a construção de uma loja do Maxxi Atacadão em Itabuna e o início das obras ainda em 2011. O anúncio será feito pelo diretor de licenças do Walmart Brasil, Fernando Nogueira, em visita ao município e audiência com o prefeito José Nilton Azevedo.

Conforme o PIMENTA antecipou em primeira mão, a loja será construída no quilômetro 26 da rodovia Ilhéus-Itabuna, ao lado da unidade regional da Coelba e da churrascaria Los Pampas (confira aqui). A previsão é de que a inauguração ocorra em 2012.

O investimento total previsto é de R$ 29 milhões e capacidade para gerar 100 empregos diretos. Será um pouco menor do que as unidades do Makro e Atacadão, instaladas a cerca de um quilômetro da área de mais de 15 mil metros quadrados adquirida pelo Walmart. O grupo norte-americano está investindo R$ 1,2 bilhão em compra, construção e aquisição de novas lojas no país.

SINDICATO EMITE NOTA DE PESAR POR ASSASSINATO DE COMERCIÁRIO

O assassinato do comerciário Miraldo Brito, ocorrido na tarde desta quarta-feira, 24, durante um assalto à loja Nailton Peças, no bairro Nova Itabuna, expõe mais uma vez a fragilidade da segurança pública em Itabuna. O bairro onde ocorreu o crime, apesar da grande concentração de estabelecimentos comerciais, carece de uma maior presença da polícia.

Essa situação é apontada em uma nota de pesar emitida pelo Sindicato dos Comerciários. Para a entidade, a categoria se encontra em posição vulnerável. “A morte deste comerciário foi prenunciada em maio, numa outra tentativa de assalto, quando uma ótica do centro de Itabuna teve sua vitrine alvejada por balas, felizmente sem vítimas fatais”, afirma a nota assinada pela diretoria do Sindicato.

A entidade cobrou providências urgentes da área de segurança, “antes que outros comerciários, ou lojistas, sejam vitimados pela violência.

DESEMPREGO AVANÇA EM ITABUNA E ILHÉUS

– Itabuna gera 78 novos empregos em 6 meses

– Ilhéus corta 25 vagas no primeiro semestre

A maré não está para peixe nas duas maiores cidades do sul da Bahia quando o assunto é emprego. Números fresquinhos do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, revelam que Itabuna cortou 36 vagas com carteira assinada em junho, período no qual Ilhéus deu cartão vermelho para 44 trabalhadores.

O mês foi negativo em Itabuna por causa dos setores da indústria de transformação (corte de 108 vagas no mês) e serviços (39).

A construção civil abriu 61 novas vagas e o comércio, outras 52. Os dois setores impediram resultado ainda mais negativo para o período.

Ilhéus cortou 76 empregos no setor de comércio e 18 na área da indústria de transformação. Os setores de serviços (23), agropecuária (20) e construção civil (7) aliviaram as perdas do período. No semestre, Itabuna gerou apenas 78 empregos, enquanto Ilhéus cortou 25 vagas em igual período (janeiro a junho).

BAHIA CRIOU 11,7 MIL EMPREGOS EM JUNHO

Ainda de acordo com o Caged, a Bahia gerou 11.767 novos empregos no mês passado. O estado criou 60.472 vagas nos seis primeiros meses do ano. O resultado da Bahia, quando comparados com os de Ilhéus e Itabuna, mostram que estamos longe da desconcentração econômica tão propalada pelas últimas gestões estaduais, de César Borges, passando por Paulo Souto a Jaques Wagner.

INAUGURAÇÃO COM CRÍTICAS À GESTÃO MUNICIPAL

Azevedo, Lia Chaves, Helenilson e Manoel Neto na inauguração da nova ala (Foto Pimenta).

O empresário Helenilson Chaves fez críticas diretas à gestão municipal durante a inauguração da nova ala do Shopping Jequitibá, hoje pela manhã. O presidente do Grupo Chaves citou a “miséria total” na periferia itabunense e deu a receita para que a cidade possa atrair mais empreendimentos. “Precisamos de uma cidade limpa e organizada para que as pessoas se sintam motivadas para investir aqui”, observou. Helenilson disse que é preciso sonhar e realizar.

O discurso foi feito ao lado do prefeito Capitão Azevedo, que destacou a capacidade empreendedora do Grupo Chaves e a geração de empregos com o investimento de R$ 20 milhões.  O primeiro centro de compras de Itabuna foi inaugurado há 11 anos e nesta quarta inaugurou uma nova ala com 9,1 mil metros quadrados e 27 lojas, oito das quais abriram hoje.






WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia